Estação da luz

228 visualizações

Publicada em

A história da Estação da Luz - SP.

Viagem no tempo.

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
228
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
3
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estação da luz

  1. 1. São Paulo: Minha cidade! EESSTTAAÇÇÃÃOO DDAA LLUUZZ  “Um povo sem memória, é um povo sem passado e sem futuro” (Autor desconhecido) Para avançar as fotos use as setas ou mouse
  2. 2. A Estação da Luz surgiu com a inauguração da São Paulo Railway, em 1867, sendo a estação central da linha férrea que ligava a cidade de Santos à Jundiaí, no interior do estado. Era uma construção pequena, térrea, localizada no bairro da Luz, próxima ao centro, que com o correr dos anos se mostrou insuficiente. Na década de 1880 foi reconstruída e ampliada. Só que no fim daquele século, mais uma vez já não suportava o grande movimento, e os ingleses, donos da ferrovia, planejaram uma grande estação, inaugurada em 1901. A ferragem que sustenta a cobertura central foi toda pré-moldada e trazida da Inglaterra. Seu projeto é do inglês Henry Driver. Em 1946, após um incêndio a ter danificado bastante, ela foi reformada, sendo acrescentado um pavimento superior. Nessa época, com o final da concessão dos ingleses, a ferrovia passou a ser administrada pelo governo federal, com o nome de Estrada de Ferro Santos a Jundiaí (EFSJ). Nos idos de 1980 foi em parte restaurada, e em 2005, outra reforma, quando sua parte administrativa passou a ser ocupada pelo Museu da Língua Portuguesa. Atualmente não recebe mais linhas de longo curso, apenas servindo aos trens de subúrbio, em ligação direta com a linha norte-sul e a futura linha Luz-Morumbi do metrô.
  3. 3. No tempo das diligências...
  4. 4. 11886677 A primeira construção, vista do lado interno. Foto: Militão de Azevedo
  5. 5. 11888800 A segunda construção, bem maior, localizada na rua Mauá. (Quadro de Benedicto Calixto – Museu Paulista)
  6. 6. 1190000 Foto: Guilherme Gaesnly
  7. 7. 1190055 Foto: Guilherme Gaesnly
  8. 8. 1191100
  9. 9. 1193322
  10. 10. Em 1934, começaram a circular entre São Paulo e Santos, as composições “Cometa” (ao lado) e “Planeta”, as quais, por terem apenas três vagões, desciam a serra em uma única vez, tornando a viagem mais rápida (cerca de 1 hora e 50 minutos). Foto: Coleção Marcelo Tálamo Foto: coleção Alberto del Bianco
  11. 11. 11993355
  12. 12. 11998833
  13. 13. 22000077
  14. 14. A torre e seu relógio: durante muitos anos, o padrão da hora certa para o paulistano, e um marco na região central da cidade
  15. 15. A entrada principal, dando para o Jardim da Luz
  16. 16. Detalhes da construção
  17. 17. Uma das quatro torretas, ornada com o monograma da São Paulo Railway (SPR)
  18. 18. Vista da entrada secundária, na rua Mauá
  19. 19. O projeto arquitetônico da Estação da Luz, foi baseado nos projetos da “Flinders Street Station”, em Melbourne, Austrália
  20. 20. CRÉDITOS - As fotos atuais e as de 1983, são de nossa autoria. -Fotos aérea e noturna: WEB Fotos antigas sem créditos: autores desconhecidos. - PPS: Idealizado e montado pelo fotógrafo Gilberto Calixto Rios. - Fundo musical: Trem das Onze (Adoniram Barbosa) c/ Demonios da Garoa © Gilberto Calixto Rios - SP - 2009 Mais fotografias de São Paulo, em nosso site: http://imagensdesaopaulo.hd1.com.br gil.fotos@ig.com.br

×