A orquídeA mAcAco dA 
AmAzôniA. 
A natureza não precisa de público para exibir-se. 
Estas maravilhosas orquídeas são vista...
Observem as fotos que se seguirão, são 
impressionantes parecem rostos de 
macaquinhos.
O seu nome científico é 
Drácula símia, esta 
orquídea notável 
carrega uma 
semelhança incrível à 
cara de um macaco.
A orquídea só foi denominada em 1978 pelo botânico Luer, mas está em uma família 
que contém mais de 120 espécies, a maior...
Os exemplos vistos aqui são todos cultivados , embora muito raramente consegue 
permanecer ‘em cativeiro'. 
Para que sobre...
Se você não conseguir 
visualizar o porque 
desta orquídea ter 
esse nome, faça uma 
coisa: Afaste-se da 
sua tela alguns ...
A família das orquídeas é, provavelmente, a maior família das angiospermas. 
Foram já descritas, até à atualidade, mais de...
A família das orquídeas é, provavelmente, a maior família das angiospermas. 
Foram já descritas, até à atualidade, mais de...
A orquidea macaco
A orquidea macaco
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A orquidea macaco

462 visualizações

Publicada em

Subject: A Orquídea Macaco

Publicada em: Arte e fotografia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
462
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A orquidea macaco

  1. 1. A orquídeA mAcAco dA AmAzôniA. A natureza não precisa de público para exibir-se. Estas maravilhosas orquídeas são vistas nas florestas equatorianas e peruanas ao sudeste, sob nuvens de elevações de 1000 para 2000 metros e por essa razão, não muitas pessoas em todas as partes do mundo, vieram para vê-las. Contudo, graças a coletores intrépidos realmente podemos ver esta maravilhosa Orquídea de Macaco. E na verdade não foi preciso muita imaginação ao denominá-la assim. É estarrecedora a semelhança com esses mamíferos.
  2. 2. Observem as fotos que se seguirão, são impressionantes parecem rostos de macaquinhos.
  3. 3. O seu nome científico é Drácula símia, esta orquídea notável carrega uma semelhança incrível à cara de um macaco.
  4. 4. A orquídea só foi denominada em 1978 pelo botânico Luer, mas está em uma família que contém mais de 120 espécies, a maior parte encontradas no Equador. Nas montanhas de nuvem, a orquídea de macaco pode florir em qualquer momento não é de uma estação específica. E o seu aroma, parece-se com o de uma laranja madura.
  5. 5. Os exemplos vistos aqui são todos cultivados , embora muito raramente consegue permanecer ‘em cativeiro'. Para que sobreviva é necessário um lugar bastante fresco e em sombra parcial, só assim poderá sobreviver e florir. Como todas as orquídeas, contudo, precisa-se de muito cuidado e paciência no seu cultivo, além de um grande amor à natureza, portanto é mais fácil você preferir o cultivo de um cacto em vez dessa orquídea!
  6. 6. Se você não conseguir visualizar o porque desta orquídea ter esse nome, faça uma coisa: Afaste-se da sua tela alguns pés e de outra olhada. Perceberá a semelhança, a uma distância é assustador. É um macaco em pé...!!!!
  7. 7. A família das orquídeas é, provavelmente, a maior família das angiospermas. Foram já descritas, até à atualidade, mais de 25 000 espécies e produzidos outros tantos híbridos, por cruzamento de formas espontâneas e cultivadas. Há orquídeas com as mais variadas dimensões, desde plantas extremamente pequenas, com flores do tamanho de uma cabeça de alfinete até plantas com mais de três metros de altura, capazes de produzir hastes florais de comprimento superior a quatro metros!
  8. 8. A família das orquídeas é, provavelmente, a maior família das angiospermas. Foram já descritas, até à atualidade, mais de 25 000 espécies e produzidos outros tantos híbridos, por cruzamento de formas espontâneas e cultivadas. Há orquídeas com as mais variadas dimensões, desde plantas extremamente pequenas, com flores do tamanho de uma cabeça de alfinete até plantas com mais de três metros de altura, capazes de produzir hastes florais de comprimento superior a quatro metros!

×