SlideShare uma empresa Scribd logo

Assistência de enfermagem na radioterapia

Aretusa Delfino
Aretusa Delfino
Aretusa DelfinoEnfermeira em Hospital Regional Dep. Janduhy Carneiro

Palestra sobre cuidados de enfermagem ao paciente submetido a radioterapia

Assistência de enfermagem na radioterapia

1 de 22
Baixar para ler offline
Aretusa Delfino de Medeiros
Especializanda em Enfermagem Oncologia e Hematologia
Assistência de Enfermagem ao paciente
na Radioterapia
Assistência de enfermagem na radioterapia
TERAPIA ANTI-CÂNCER ATUAL
CIRURGIACIRURGIA Remoção de massas visíveisRemoção de massas visíveis
RADIOTERAPIARADIOTERAPIA Mata células em divisão rápida incluindoMata células em divisão rápida incluindo
células em tecidos adjacentescélulas em tecidos adjacentes
QUIMIOTERAPIAQUIMIOTERAPIA Mata células em divisão rápida em todo o corpoMata células em divisão rápida em todo o corpo
HORMONITERAPIAHORMONITERAPIA Inibe o crescimento e sobrevida de célulasInibe o crescimento e sobrevida de células
tumoraistumorais
TERAPIA MolecularTERAPIA Molecular Inibe especificamente processos necessáriosInibe especificamente processos necessários
para o crescimento de células tumoraispara o crescimento de células tumorais
Radioterapia
•OBJETIVOS:
• Destruir as células tumorais da região
comprometida, agindo de forma a alterar
ou danificar a molécula de DNA;
•Não comprometer tecidos normais;
• Reduzir ao máximo o risco de
complicações
FINALIDADES DA RADIOTERAPIA:
Curativa: É realizada com o intuito de tratar
tumores radiossenssíveis. Pode ser classificada
em:
• Curativa Adjuvante: Realiza-se a cirurgia e
em seguida o tratamento radioterápico.
• Curativa Neo-Adjuvante: O cliente é
submetido primeiramente a radioterapia para
diminuir o tamanho do tumor e melhorar as
condições cirúrgicas a seguir.
•Paliativa: Busca a remissão de sintomas para
diminuir o sangramento, aliviar a dor, obstruções
e compressão neurológica.
TIPOS DE RADIOTERAPIA:
•Teleterapia:
Consiste na terapia à distância, ou seja, a
fonte emissora de radiação fica a mais ou
menos 1 metro do paciente.
Os principais aparelhos utilizados são:
- Raios X Superficial, Semi-Profundo ou de
Ortovoltagem
- Cobalto-60
- Aceleradores
Anúncio

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Radioterapia 2009
Radioterapia 2009Radioterapia 2009
Radioterapia 2009
 
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
Radioterapia - braquiterapia - teleterapia - introdução a radioterapia, colim...
 
Cancer
CancerCancer
Cancer
 
1 aula enfermagem em oncologia
1 aula enfermagem em oncologia1 aula enfermagem em oncologia
1 aula enfermagem em oncologia
 
Seminário de Oncologia
Seminário de Oncologia Seminário de Oncologia
Seminário de Oncologia
 
ONCOLOGIA
ONCOLOGIAONCOLOGIA
ONCOLOGIA
 
Exames de imagem
Exames de imagem  Exames de imagem
Exames de imagem
 
Introdução à Radioterapia
Introdução à RadioterapiaIntrodução à Radioterapia
Introdução à Radioterapia
 
Cancer
CancerCancer
Cancer
 
Ressonância magnética
Ressonância magnéticaRessonância magnética
Ressonância magnética
 
Câncer de Mama
Câncer de MamaCâncer de Mama
Câncer de Mama
 
Entendendo o câncer colorretal
Entendendo o câncer colorretalEntendendo o câncer colorretal
Entendendo o câncer colorretal
 
Portaria
PortariaPortaria
Portaria
 
Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de EnfermagemEstudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
Estudo de Caso - Diagnóstico de Enfermagem
 
Sinais vitais
Sinais vitaisSinais vitais
Sinais vitais
 
Tomografia computadorizada
Tomografia computadorizadaTomografia computadorizada
Tomografia computadorizada
 
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
Unidade de Terapia Intensiva (parte 1)
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
HEMODINÂMICA
HEMODINÂMICAHEMODINÂMICA
HEMODINÂMICA
 

Destaque

CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASO
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASOCUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASO
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASOJonathan Sampaio
 
Manual cuidados oncologicos
Manual cuidados oncologicosManual cuidados oncologicos
Manual cuidados oncologicosLaryssasampaio
 
Carcinogenese e Bases Moleculares Da Oncologia
Carcinogenese e Bases  Moleculares Da OncologiaCarcinogenese e Bases  Moleculares Da Oncologia
Carcinogenese e Bases Moleculares Da OncologiaCarlos Frederico Pinto
 
O doente oncológico em fase terminal
O doente oncológico em fase terminalO doente oncológico em fase terminal
O doente oncológico em fase terminalPelo Siro
 
Quimioterapia
QuimioterapiaQuimioterapia
QuimioterapiaJess Sam
 
A insuficência renal e assistência de enfermagem
A insuficência renal e assistência de enfermagem A insuficência renal e assistência de enfermagem
A insuficência renal e assistência de enfermagem Cleiton Ribeiro Alves
 
Anotações de enfermagem
Anotações de enfermagem   Anotações de enfermagem
Anotações de enfermagem universitária
 
Livro do aluno_oncologia
Livro do aluno_oncologiaLivro do aluno_oncologia
Livro do aluno_oncologiaClaudio Viegas
 
Exenteração Pélvica
Exenteração PélvicaExenteração Pélvica
Exenteração Pélvicafdilton
 
Ebook capelas-de-fluxo-laminar-x-cabines-de-seguranca
Ebook capelas-de-fluxo-laminar-x-cabines-de-segurancaEbook capelas-de-fluxo-laminar-x-cabines-de-seguranca
Ebook capelas-de-fluxo-laminar-x-cabines-de-segurancaAureluci Aquino
 
Gerenciamento
GerenciamentoGerenciamento
Gerenciamento07082001
 
Onde se-le-recursos-humanos-da-saude-leia-se-coletivos-organizados-de-produca...
Onde se-le-recursos-humanos-da-saude-leia-se-coletivos-organizados-de-produca...Onde se-le-recursos-humanos-da-saude-leia-se-coletivos-organizados-de-produca...
Onde se-le-recursos-humanos-da-saude-leia-se-coletivos-organizados-de-produca...EducaSaude1
 

Destaque (20)

CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASO
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASOCUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASO
CUIDADOS DE ENFERMAGEM AO PACIENTE ONCOLÓGICO: RELATO DE CASO
 
Manual cuidados oncologicos
Manual cuidados oncologicosManual cuidados oncologicos
Manual cuidados oncologicos
 
Extravasamento
ExtravasamentoExtravasamento
Extravasamento
 
Feridas neoplásicas
Feridas neoplásicasFeridas neoplásicas
Feridas neoplásicas
 
Carcinogenese e Bases Moleculares Da Oncologia
Carcinogenese e Bases  Moleculares Da OncologiaCarcinogenese e Bases  Moleculares Da Oncologia
Carcinogenese e Bases Moleculares Da Oncologia
 
O doente oncológico em fase terminal
O doente oncológico em fase terminalO doente oncológico em fase terminal
O doente oncológico em fase terminal
 
Paciente terminal
Paciente terminalPaciente terminal
Paciente terminal
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Quimioterapia
QuimioterapiaQuimioterapia
Quimioterapia
 
Aula acessos venosos
Aula acessos venososAula acessos venosos
Aula acessos venosos
 
A insuficência renal e assistência de enfermagem
A insuficência renal e assistência de enfermagem A insuficência renal e assistência de enfermagem
A insuficência renal e assistência de enfermagem
 
Anotações de enfermagem
Anotações de enfermagem   Anotações de enfermagem
Anotações de enfermagem
 
Planejamento dos cuidados de enfermagem
Planejamento dos cuidados de enfermagemPlanejamento dos cuidados de enfermagem
Planejamento dos cuidados de enfermagem
 
Tx de cpcnp quimioterapia
Tx de cpcnp quimioterapiaTx de cpcnp quimioterapia
Tx de cpcnp quimioterapia
 
Livro do aluno_oncologia
Livro do aluno_oncologiaLivro do aluno_oncologia
Livro do aluno_oncologia
 
Exenteração Pélvica
Exenteração PélvicaExenteração Pélvica
Exenteração Pélvica
 
Ebook capelas-de-fluxo-laminar-x-cabines-de-seguranca
Ebook capelas-de-fluxo-laminar-x-cabines-de-segurancaEbook capelas-de-fluxo-laminar-x-cabines-de-seguranca
Ebook capelas-de-fluxo-laminar-x-cabines-de-seguranca
 
Gerenciamento
GerenciamentoGerenciamento
Gerenciamento
 
Onde se-le-recursos-humanos-da-saude-leia-se-coletivos-organizados-de-produca...
Onde se-le-recursos-humanos-da-saude-leia-se-coletivos-organizados-de-produca...Onde se-le-recursos-humanos-da-saude-leia-se-coletivos-organizados-de-produca...
Onde se-le-recursos-humanos-da-saude-leia-se-coletivos-organizados-de-produca...
 
Abc do cancer
Abc do cancerAbc do cancer
Abc do cancer
 

Semelhante a Assistência de enfermagem na radioterapia

Avaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológico
Avaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológicoAvaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológico
Avaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológicoArquivo-FClinico
 
Rabdomiossarcoma
RabdomiossarcomaRabdomiossarcoma
RabdomiossarcomaOncoguia
 
Radioterapia no Cancro da Mama
Radioterapia no Cancro da MamaRadioterapia no Cancro da Mama
Radioterapia no Cancro da MamaRui P Rodrigues
 
Papel das terapias ablativas nas metástases hepáticas
Papel das terapias ablativas nas metástases hepáticasPapel das terapias ablativas nas metástases hepáticas
Papel das terapias ablativas nas metástases hepáticasCirurgia Online
 
Apresentação de tese
Apresentação de teseApresentação de tese
Apresentação de teseMileneCunha
 
Apresentação_grupo 4.pptx
Apresentação_grupo 4.pptxApresentação_grupo 4.pptx
Apresentação_grupo 4.pptxbrunaraevely1
 
Fisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica UninorteFisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica UninorteDaniel Xavier
 
Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848rodrison
 
Câncer de Pênis
Câncer de PênisCâncer de Pênis
Câncer de PênisOncoguia
 

Semelhante a Assistência de enfermagem na radioterapia (20)

RADIOTERAPIA.pdf
RADIOTERAPIA.pdfRADIOTERAPIA.pdf
RADIOTERAPIA.pdf
 
Avaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológico
Avaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológicoAvaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológico
Avaliação de prescrição e protocolos de tratamento oncológico
 
Tipos de tratamento homem
Tipos de tratamento   homemTipos de tratamento   homem
Tipos de tratamento homem
 
Radioterapia
RadioterapiaRadioterapia
Radioterapia
 
Braquiterapia aplicada na radioterapia
Braquiterapia aplicada na radioterapiaBraquiterapia aplicada na radioterapia
Braquiterapia aplicada na radioterapia
 
Radioterapia INTRODUCAO
Radioterapia INTRODUCAORadioterapia INTRODUCAO
Radioterapia INTRODUCAO
 
Rabdomiossarcoma
RabdomiossarcomaRabdomiossarcoma
Rabdomiossarcoma
 
Radioterapia adjuvante no_câncer_de_mama
Radioterapia adjuvante no_câncer_de_mamaRadioterapia adjuvante no_câncer_de_mama
Radioterapia adjuvante no_câncer_de_mama
 
Radioterapia e suas técnicas.
Radioterapia e suas técnicas.Radioterapia e suas técnicas.
Radioterapia e suas técnicas.
 
Radioterapia no Cancro da Mama
Radioterapia no Cancro da MamaRadioterapia no Cancro da Mama
Radioterapia no Cancro da Mama
 
Papel das terapias ablativas nas metástases hepáticas
Papel das terapias ablativas nas metástases hepáticasPapel das terapias ablativas nas metástases hepáticas
Papel das terapias ablativas nas metástases hepáticas
 
Tese
TeseTese
Tese
 
Apresentação de tese
Apresentação de teseApresentação de tese
Apresentação de tese
 
Apresentação_grupo 4.pptx
Apresentação_grupo 4.pptxApresentação_grupo 4.pptx
Apresentação_grupo 4.pptx
 
Fisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica UninorteFisioterapia OncolóGica Uninorte
Fisioterapia OncolóGica Uninorte
 
Artigo bioterra v17_n2_06
Artigo bioterra v17_n2_06Artigo bioterra v17_n2_06
Artigo bioterra v17_n2_06
 
Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848Benefcios da-radiao-raios-x1848
Benefcios da-radiao-raios-x1848
 
Apostila - Oncologia Veterinária
Apostila - Oncologia VeterináriaApostila - Oncologia Veterinária
Apostila - Oncologia Veterinária
 
Câncer de Pênis
Câncer de PênisCâncer de Pênis
Câncer de Pênis
 
trabalho final.pptx
trabalho final.pptxtrabalho final.pptx
trabalho final.pptx
 

Assistência de enfermagem na radioterapia

  • 1. Aretusa Delfino de Medeiros Especializanda em Enfermagem Oncologia e Hematologia Assistência de Enfermagem ao paciente na Radioterapia
  • 3. TERAPIA ANTI-CÂNCER ATUAL CIRURGIACIRURGIA Remoção de massas visíveisRemoção de massas visíveis RADIOTERAPIARADIOTERAPIA Mata células em divisão rápida incluindoMata células em divisão rápida incluindo células em tecidos adjacentescélulas em tecidos adjacentes QUIMIOTERAPIAQUIMIOTERAPIA Mata células em divisão rápida em todo o corpoMata células em divisão rápida em todo o corpo HORMONITERAPIAHORMONITERAPIA Inibe o crescimento e sobrevida de célulasInibe o crescimento e sobrevida de células tumoraistumorais TERAPIA MolecularTERAPIA Molecular Inibe especificamente processos necessáriosInibe especificamente processos necessários para o crescimento de células tumoraispara o crescimento de células tumorais
  • 4. Radioterapia •OBJETIVOS: • Destruir as células tumorais da região comprometida, agindo de forma a alterar ou danificar a molécula de DNA; •Não comprometer tecidos normais; • Reduzir ao máximo o risco de complicações
  • 5. FINALIDADES DA RADIOTERAPIA: Curativa: É realizada com o intuito de tratar tumores radiossenssíveis. Pode ser classificada em: • Curativa Adjuvante: Realiza-se a cirurgia e em seguida o tratamento radioterápico. • Curativa Neo-Adjuvante: O cliente é submetido primeiramente a radioterapia para diminuir o tamanho do tumor e melhorar as condições cirúrgicas a seguir. •Paliativa: Busca a remissão de sintomas para diminuir o sangramento, aliviar a dor, obstruções e compressão neurológica.
  • 6. TIPOS DE RADIOTERAPIA: •Teleterapia: Consiste na terapia à distância, ou seja, a fonte emissora de radiação fica a mais ou menos 1 metro do paciente. Os principais aparelhos utilizados são: - Raios X Superficial, Semi-Profundo ou de Ortovoltagem - Cobalto-60 - Aceleradores
  • 9. Braquiterapia É a terapia de curta distância onde, uma fonte encapsulada ou um grupo destas fontes são utilizadas para liberação de radiação beta ou gama a uma distância de poucos centímetros do volume tumoral.
  • 11. RADIOTOXIDADE: Os efeitos tóxicos do tratamento radioterápico vão depender:
  • 12. CONSULTA DE ENFERMAGEM EM ONCOLOGIA Falta de conhecimento do Câncer Expectativa do Paciente Familiar Encaminhador Dificuldade de Comunicação Medo da morte
  • 14. Atuação da Equipe de Enfermagem
  • 15. • O enfermeiro coordena e desenvolve atividades administrativas inerentes ao serviço de enfermagem em radioterapia; • Elabora e orienta o plano assistencial a ser seguido durante o tratamento • Assiste e reavalia os pacientes de acordo com os protocolos pré- estabelecidos; • Promove o aprimoramento dos profissionais de enfermagem por meio do ensino e da pesquisa, visando a melhoria da qualidade de atendimento ao paciente
  • 16. Ozana de Campos CONSIDERAÇÕES FINAIS •IMPORTÂNCIA DO APRIMORAMENTO. •DIFICULDADES DO ENFERMEIRO PELAS SOBRECARGAS ASSISTENCIAIS E ADMINISTRATIVAS. • LITERATURAS: ACOMPANHAMENTO DIÁRIO / EDUCAÇÃO CONTINUADA. • CONTRIBUIÇÃO PARA APRENDIZAGEM.
  • 21. Ozana de Campos Resultados Garantir a dignidade e qualidade de vida
  • 22. Ozana de Campos OBRIGADA!!! E-mail: ozana.campos@utp.com.br ozcampos@yahoo.com.br