UNIVERSIDADE FEDERAL
DO OESTE DO PARÁ
Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas – ICTA
Bacharelado Interdisciplinar em ...
TEMA: PLÁGIO
Acadêmicos:
Huxlei Vilar de Sena
João Paulo Medeiros
Matheus Figueiredo
Railon Marinho
Thiago Azevedo
3
INTRODUÇÃO
O plágio é um problema que predomina em todos os campos da
atividade humana, desde os primórdios civilizatórios...
PLÁGIO NA MÚSICA
5
A TÊNUE LINHA ENTRE O PLÁGIO E A
INSPIRAÇÃO
Fonte: maequeroserit.wordpress.com Fonte: maequeroserit.wordpress.com 6
PLAGIO NA INDÚSTRIAALIMENTÍCIA
Fonte: Exame.com 7
CONCEITO DE PLÁGIO
 O plágio é definido como a
“apropriação ou imitação da
linguagem, ideias ou pensamentos
de outro auto...
 Nos Estados Unidos, a prática do plágio
também é vista com bastante seriedade e
está sujeita a punições acadêmicas. De
a...
Na China, palavras e ideias pertencem à cultura e à
sociedade e devem ser compartilhadas entre os
indivíduos...” (VASCONC...
Cometer plágio, mesmo que inconscientemente, “representa
uma desagradável surpresa para o plagiado, uma grave infração
ét...
PLÁGIO E ÉTICA
O plágio é uma questão de ética há muito tempo, já que se
refere a uma questão de moralidade ao se propor ...
 A questão ética que surge, quando
falamos no tema, é: por quais
razões o plágio pode ser
considerado uma conduta má,
eti...
ORDENAMENTO JURÍDICO A RESPEITO DO
PLÁGIO
A palavra “plágio” não é encontrada
no ordenamento jurídico brasileiro.
Porém, s...
- A Constituição Federal caracteriza os direitos autorais como direitos
fundamentais.
- Na Lei de Direitos Autorais cabe e...
O PLÁGIO NO MUNDO ACADÊMICO
A desonestidade acadêmica sempre foi um grande desafio no meio
educacional. Com a evolução dos...
• Auto-plágio: Quando um indivíduo utiliza um
trabalho próprio já publicado anteriormente,
mas apresentado de maneira dive...
O PLÁGIO E A CIÊNCIA
O plágio científico não é diferente de qualquer
outro tipo de plágio, uma cópia na integra ou
trechos...
O autor comete plágio quando deixa de utilizar
aspas duplas em uma frase copiada diretamente de
outro texto ou quando util...
CONSIDERAÇÕES FINAIS
A falta de ética na pesquisa cientifica indica a falta de capacidade do
pesquisador, pois uma pessoa ...
VÍDEO – PLAGIO ACADÊMICO
21
REFERÊNCIAS
 FERREIRA, Isaac Elias. PLÁGIO EM ARTIGO CIENTÍFICO: o que diz a literatura brasileira. TCC em Bblioteconomia...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Ética - Plágio

2.859 visualizações

Publicada em

Trabalho acadêmico, 2014.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.859
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ética - Plágio

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas – ICTA Bacharelado Interdisciplinar em Ciências e Tecnologia das Águas – BICTA Módulo: Ética
  2. 2. TEMA: PLÁGIO Acadêmicos: Huxlei Vilar de Sena João Paulo Medeiros Matheus Figueiredo Railon Marinho Thiago Azevedo
  3. 3. 3
  4. 4. INTRODUÇÃO O plágio é um problema que predomina em todos os campos da atividade humana, desde os primórdios civilizatórios do homem. Na música, na moda, no cinema, na televisão, nas artes, todos estão constantemente evidenciando e convivendo com esse problema que tende a ser mais acentuado pela diversidade e facilidade de aquisição de produtos e informações. 4
  5. 5. PLÁGIO NA MÚSICA 5
  6. 6. A TÊNUE LINHA ENTRE O PLÁGIO E A INSPIRAÇÃO Fonte: maequeroserit.wordpress.com Fonte: maequeroserit.wordpress.com 6
  7. 7. PLAGIO NA INDÚSTRIAALIMENTÍCIA Fonte: Exame.com 7
  8. 8. CONCEITO DE PLÁGIO  O plágio é definido como a “apropriação ou imitação da linguagem, ideias ou pensamentos de outro autor e a representação das mesmas como se fossem daquele que as utiliza”, conforme o Random House Unabridged Dictionary. Essa definição é compartilhada por inúmeros dicionários da língua inglesa, assim como por Universidades britânicas e americanas (VASCONCELOS, 2007). Fonte: jornalportalsul.com.br 8
  9. 9.  Nos Estados Unidos, a prática do plágio também é vista com bastante seriedade e está sujeita a punições acadêmicas. De acordo com John Edlund, da Califórnia State University, “o plágio é uma violação direta da honestidade acadêmica e intelectual. Muito embora ele possa existir sob várias formas, todos os tipos de plágio se resumem na mesma prática: representar as ideias ou palavras de outrem como se fossem suas... mesmo a utilização das ideias do outro nas suas próprias palavras sem citação também pode ser qualificado como tal” (VASCONCELOS, 2007). Fonte: Google imagens 9
  10. 10. Na China, palavras e ideias pertencem à cultura e à sociedade e devem ser compartilhadas entre os indivíduos...” (VASCONCELOS, 2007). Outra preocupação é com o uso do autoplágio, que acontece quando um autor utiliza o mesmo conteúdo de seus trabalhos anteriores para transformar em um novo trabalho (SAUTHIER et al, 2011). Isto acontece por ser possível o texto “receber pequenas mudanças cosméticas” (CASTIEL; SANZ-VALERO; CYTED, 2007, p. 3042). 10
  11. 11. Cometer plágio, mesmo que inconscientemente, “representa uma desagradável surpresa para o plagiado, uma grave infração ética do plagiador, e um grande desconforto para os editores e revisores da revista que veiculou o plágio” (ALBUQUERQUE, 2009, p. 294). Fonte: Google imagens 11
  12. 12. PLÁGIO E ÉTICA O plágio é uma questão de ética há muito tempo, já que se refere a uma questão de moralidade ao se propor algo verdadeiro e moral de outro alguém como sua. Ao se elaborar e apresentar uma pesquisa científica acredita que o que se tem são linhas que transcrevem a verdade de um sujeito de moral, baseado em pesquisas e estudos. Quando o que se tem é plágio, nada mais acontece, do que verdades falsas apresentadas, pois se apossou de verdades de outro alguém. Em outras palavras, é utilizar do texto de outro alguém, dando o próprio nome (GALVÃO e LUVIZOTTO, 2012). 12
  13. 13.  A questão ética que surge, quando falamos no tema, é: por quais razões o plágio pode ser considerado uma conduta má, eticamente incorreta e, portanto, reprovável no meio acadêmico? (Pithan, L.H. e Vidal T.R.A.,78).  Quando se pratica o plágio não significa que estamos roubando apenas palavras ou ideias, mas coloca-se em questão a própria confiabilidade do sujeito na produção científica. Fonte: Google imagens 13
  14. 14. ORDENAMENTO JURÍDICO A RESPEITO DO PLÁGIO A palavra “plágio” não é encontrada no ordenamento jurídico brasileiro. Porém, sabe-se que diversos dispositivos legais tratam do tema, se o caracterizando juridicamente como violação de direito autoral. Como deveres do pesquisador, fixados em leis, podemos citar a Constituição Federal, a Lei de Direitos Autorais e o Código Penal. Fonte: Google imagens 14
  15. 15. - A Constituição Federal caracteriza os direitos autorais como direitos fundamentais. - Na Lei de Direitos Autorais cabe enfatizar a regra de citação, afirmando a obrigatoriedade da indicação de autoria e local da publicação das obras citadas. Devemos lembrar as consequências jurídicas cíveis da possível violação de direitos autorais. O artigo 108 da Lei de Direitos Autorais dispõe que responderá por danos morais aquele que utilizar obra intelectual sem indicar ou anunciar o nome (pseudônimo ou sinal convencional) do autor ou do intérprete. - No Código Penal17 encontram-se dispositivos que tratam do tema e tipificam como conduta criminosa a violação de direitos autorais. Assim dispõe a lei penal, com nova redação dada pela Lei nº 10.695/2003: “Art. 184. Violar direitos de autor e os que lhe são conexos: Pena – detenção, de 3 (três) meses a 1 (um) ano, ou multa”. 15
  16. 16. O PLÁGIO NO MUNDO ACADÊMICO A desonestidade acadêmica sempre foi um grande desafio no meio educacional. Com a evolução dos mecanismos de busca no ambiente online, o plágio vem se tornando um dos seus maiores problemas. Considerada na literatura como um conjunto de comportamentos inadequados praticados pelos indivíduos, a desonestidade acadêmica abrange diversos tipos de atitudes fraudulentas. Nelas estão incluídas várias modalidades, como fraudes em exames escolares (realizadas com ou sem a permissão de colegas), a cópia de ideias alheias sem atribuir créditos ao autor (plágio), colaboração em atividades designadas para serem desenvolvidas de modo individual, fabricar ou falsificar bibliografias, beneficiar-se de trabalhos realizados por outros, etc. 16
  17. 17. • Auto-plágio: Quando um indivíduo utiliza um trabalho próprio já publicado anteriormente, mas apresentado de maneira diversa; • Autoria Fantasma: onde há a inserção de supostos autores que efetivamente não participaram de modo significativo, levando indivíduos à apropriação dos benefícios de conteúdos que os recompensa indevidamente; • Plágio literário: cópias de textos, integrais ou em partes, substituindo-lhes algumas palavras; • Plágio de conteúdo: em que as ideias de autores originais são reapresentadas sem que lhes seja reconhecida a origem. TIPOS DE PLÁGIO ACADÊMICO Fonte: Google imagens 17
  18. 18. O PLÁGIO E A CIÊNCIA O plágio científico não é diferente de qualquer outro tipo de plágio, uma cópia na integra ou trechos de uma obra alheia, utilizados sem a permissão ou atribuição de créditos ao autor. Ou seja, o plágio acontece quando algum cientista tem o trabalho de desenvolver uma hipótese, teoria, método, análise ou mesmo um trabalho completo, e outro cientista simplesmente copia essa obra intelectual e a publica como se fosse sua. O plágio cientifico vem ficando cada vez mais preocupante tendo em vista que o universo científico necessita constantemente de novos conhecimentos para continuar evoluindo cientificamente. Fonte: www.cpb.adv.br 18
  19. 19. O autor comete plágio quando deixa de utilizar aspas duplas em uma frase copiada diretamente de outro texto ou quando utiliza indiretamente as idéias de outro autor sem citá-lo corretamente (ALBUQUERQUE, 2009). Ainda não há muita discussão acerca de plágio no Brasil, o material existente ainda é muito recente. Mesmo assim já existem alguns softwares que facilitam a identificação de plágios como é o caso do Turnitin, do Farejador de plágios e do Plagius. Fonte: Google imagens 19
  20. 20. CONSIDERAÇÕES FINAIS A falta de ética na pesquisa cientifica indica a falta de capacidade do pesquisador, pois uma pessoa que copia obra alheia sem autorização e sem citar a fonte, se certifica da sua incapacidade, seja por falta de tempo em pesquisar ou simplesmente por não ter interesse. Acaba por se submeter a algo ilegal; o plágio acaba por revelar uma postura anti-ética do pesquisador. A pesquisa cientifica sendo plagiada, compromete a qualidade e os resultados. O Brasil tem se destacado nós últimos anos com o crescimento da sua participação científica mundial. Atualmente, a maior preocupação é em relação à qualidade dessa produção, refletida tanto pelo baixo numero de citações de artigos brasileiros quanto pelo maior volume de publicações em periódico com baixo fator de impacto. 20
  21. 21. VÍDEO – PLAGIO ACADÊMICO 21
  22. 22. REFERÊNCIAS  FERREIRA, Isaac Elias. PLÁGIO EM ARTIGO CIENTÍFICO: o que diz a literatura brasileira. TCC em Bblioteconomia. Centro de Ciências da Educação, Universidade Federal de Santa Catarina: Florianópolis – SC, 2012.  GALVÃO, Agrazielle Ferreira. LUVIZOTTO, Caroline Kraus. REFLEXÕES SOBRE A ÉTICA E O PLÁGIO NA PESQUISA CIENTÍFICA. Artigo Científico. Encontro de Ensino, Pesquisa e Extensão, Presidente Prudente. UNOESTE. 2012. Disponível em: <http://www.unoeste.br/site/enepe/2012/suplementos/area/Humanarum/Ci%C3%AAncias%20Humanas/Educa%C3%A7%C3%A3o/REFLEX% C3%95ES%20SOBRE%20A%20%C3%89TICA%20E%20O%20PL%C3%81GIO%20NA%20PESQUISA%20CIENT%C3%8DFICA.pdf>. Acesso em 31 Out. 2014.  PITHAN, Lívia Haygert. VIDAL, Tatiane Regina Amando. O plágio acadêmico como um problema ético, jurídico e pedagógico. Artigo Científico. Direito & Justiça. V. 39, n 1, p. 77-82, jan./jun. 2013.  SILVA, Artur Stanford. CONFIGURAÇÕES JURÍDICAS DO PLÁGIO NOS GÊNEROS ACADÊMICOS: Âmbito administrativo e judiciário. Artigo Científico. 2º Simpósio Hipertexto e Tecnologias na Educação, Multimodalidade e Ensino. Anais Eletrônicos, 1ª Edição: Universidade Federal de Pernambuco – Recife-PE, 2008. Disponível em: < http://sigarra.up.pt/up/pt/conteudos_service.conteudos_cont?pct_id=10202&pv_cod=3912qaTawyc8.>. Acesso em 01 nov. 2014.  VASCONCELOS, Sonia M.R. O plágio na comunidade científica: questões culturais e linguísticas. Cienc. Cult. vol.59 no.3 São Paulo July/Sept. 2007. Disponível em: < http://cienciaecultura.bvs.br/scielo.php?pid=S0009-67252007000300002&script=sci_arttext>. Acesso em 31 out. 2014.  YOCOMIZO, Cesar Akira. Desvios de conduta na pesquisa acadêmico-científica. Artigo Científico. XXXII Encontro da ANPAD. Rio de Janeiro–RJ, 2008. Disponível em: < http://www.anpad.org.br/admin/pdf/EPQ-A3140.pdf>. Acesso em 31 Out. 2014. 22

×