CICLO DO NITROGÊNIO

653 visualizações

Publicada em

Slides apresentados em sala de aula no módulo de Limnologia.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
653
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
65
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CICLO DO NITROGÊNIO

  1. 1. UNIVERSIDADE FEDERAL DO OESTE DO PARÁ INSTITUTO DE CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DAS ÁGUAS BACHARELADO INTERDISCIPLINAR EM CIÊNCIAS E TECNOLOGIA DAS ÁGUAS LIMNOLOGIA
  2. 2. NITROGÊNIO - SUA PRESENÇA E IMPORTÂNCIA NO AMBIENTE  Considerado um dos componentes mais importantes no metabolismo de ecossistemas aquáticos devido à sua participação na formação de proteínas, o nitrogênio (N) é considerado um componente básico dos seres vivos. Em baixas concentrações, atua como fator limitante na produção primária dos lagos e reservatórios
  3. 3. AS PRINCIPAIS FONTES NATURAIS DE NITROGÊNIO (N):
  4. 4. FORMAS DE APRESENTAÇÃO DO NITROGÊNIO
  5. 5. DESENHO ESQUEMÁTICO DO CICLO DO NITROGÊNIO EM ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS CONTINENTAIS
  6. 6. FIXAÇÃO BIOLÓGICA DE NITROGÊNIO EM ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS  Alguns organismos procariontes, bactérias e cianobactérias, desempenham papel fundamental para o ciclo do N nos ecossistemas aquáticos pela sua capacidade de utilizar o N2 (nitrogênio molecular) como fonte de N para seu metabolismo transformando-o em biomoléculas como proteína.  De modo geral esse organismos apresentam grande capacidade adaptativa e vantagens competitivas em ecossistemas com baixa disponibilidades das outras formas de N inorgânico.  A fixação do nitrogênio molecular é um processo redutor no qual a amônia é o primeiro produto formado.
  7. 7. FIXAÇÃO BIOLÓGICA DE NITROGÊNIO EM ECOSSISTEMAS AQUÁTICOS As espécie Anabaena azollae se abriga em cavidades foliares na macrófita aquática do gênero Azzolla onde encontra proteção e nutrientes. Em contrapartida, fixa nitrogênio que é fornecido à planta. Alguns autores estimam que as taxas de fixação de nitrogênio no sistema Anabaena-Azolla é da mesma de grandeza que as taxas do sistema Rhizobium-Leguminosae.
  8. 8. Excretas Consumidores Produtores NH3 NO2 NO3N2 Nitrosação Nitratação CICLO DO NITROGÊNIO Desnitrificação Decomposição Fixação
  9. 9. DISTRIBUIÇÃO DO NITROGÊNIO Nitrogênio é um elemento essencial ao desenvolvimento da biota aquática e que pode, em excesso e juntos com outros nutrientes, provocar a eutrofização dos lagos e reservatórios, ou seja, o seu enriquecimento exagerado pode contribuir para danos consideráveis para o meio ambiente.
  10. 10. DISTRIBUIÇÃO DO NITROGÊNIO
  11. 11. AS PRINCIPAIS FONTES DE NUTRIENTES SÃO AS SEGUINTES: 1 - esgoto doméstico e industrial 2 - fezes de animais (bois, porcos, aves, etc.) 3 - fertilizantes agrícolas 4 - solos agrícolas superficial 5 - decomposições da matéria orgânica 6 - enxurradas (poluição não pontual)
  12. 12. DISTRIBUIÇÃO DE NITROGENIO AMONIACAL, NITRITO E NITRATO AO LONGO DA COLUNA D´AGUA DE LAGOS E RESERVATÓRIOS. Nitrogênio amoniacal, nitrito e nitrato são compostos cujas ocorrências na coluna d`agua e no sedimento estão diretamente ligadas aos processos de produção e decomposição. Como consequência, sua distribuição vertical nos compartimentos citados pode ainda ocorrer em função do comportamento térmico e da dinâmica de gases, sobre tudo do oxigênio.
  13. 13. DISTRIBUIÇÃO DE NITROGENIO AMONIACAL, NITRITO E NITRATO AO LONGO DA COLUNA D´AGUA DE LAGOS E RESERVATÓRIOS.  Em ecossistemas cuja coluna d`agua não apresenta estratificação térmica e nem de oxigênio dissolvido, as concentrações de nitrogênio amoniacal são geralmente reduzidas. Ao ser liberado no sistema pela decomposição da matéria orgânica (amonificação), esse composto é rapidamente transformado em nitrito e nitrato, pelo processo de nitrificação (em aerobiose). Esse fato pode resultar em concentrações mais elevadas de nitrato. Entretanto, a atividade metabólica do plâncton, sobre tudo do fitoplâncton no epilímnio, resulta na remoção de grande parte de nitrato nas camadas superiores da coluna d`agua. Apesar de grande importância do nitrito como precursor de diversos processos de transformação do nitrogênio em lagos, sua concentração em ecossistemas naturais é geralmente baixa, já que é rapidamente consumido pelos processos de nitrificação, desnitrificação.
  14. 14. *NITROGÊNIO X PISCICULTURA Devido a sua participação na formação de proteínas, o nitrogênio é um dos elementos mais importantes no metabolismo de ecossistemas aquáticos, podendo atuar como fator limitante na produção primária desses ecossistemas e, em determinadas condições, tornar-se tóxico a organismos aquáticos. Dentre os compostos de nitrogênio dissolvidos na água, pode-se encontrar uma forma ionizada (nh4+), denominada “íon amônio e/ou amônio”, e outra não ionizada (nh3), amplamente conhecida como amônia. As duas formas juntas constituem a amônia total e/ou nitrogênio amoniacal total.
  15. 15. *NITROGÊNIO X PISCICULTURA Quanto maior for o pH, maior será a porcentagem da amônia total presente na forma nh3 não ionizada (forma tóxica). Na piscicultura intensiva, a principal fonte de compostos nitrogenados incorporados à água advém da alimentação. Os fertilizantes e rações utilizadas em viveiros contêm nitrogênio, principalmente na forma de amônia e nitrato. O excesso desses elementos pode prejudicar o crescimento dos peixes. Além disso, esse nutriente é consumido também pelo fitoplâncton, acarretando geralmente um crescimento excessivo das algas. Quantidade, qualidade, fluxo de água.

×