ANSIOLÍTICOS E HIPNÓTICOS

879 visualizações

Publicada em

Trabalho Acadêmico

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
879
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
120
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ANSIOLÍTICOS E HIPNÓTICOS

  1. 1. Tema: DROGAS ANSIOLÍTICAS E HIPNÓTICAS
  2. 2. INTRODUÇÃO:INTRODUÇÃO: Os fármacos ansiolíticos (utilizados no tratamento dos sintomas da ansiedade) e os fármacos hipnóticos (utilizados no tratamento da insônia), apesar de os objetivos clínicos serem diferentes, as mesmas drogas são frequentemente usadas para ambas as finalidades. Este aspecto reflete o fato de que as drogas que aliviam a ansiedade geralmente produzem certo grau de sedação e sonolência, que é um dos principais inconvenientes do uso clínico dos ansiolíticos. Todas essas drogas quando administradas em altas doses, provocam inconsciência e, por fim, morte por depressão respiratória e cardiovascular. Os benzodiazepínicos formam o grupo mais importante, embora os antigos ansiolíticos e hipnóticos ainda sejam utilizados. 2
  3. 3. ANSIEDADE:ANSIEDADE: É difícil estabelecer distinção entre os estados “patológico” eÉ difícil estabelecer distinção entre os estados “patológico” e “normal” de ansiedade.“normal” de ansiedade. As principais manifestações da ansiedade são:As principais manifestações da ansiedade são: Queixa verbalQueixa verbal – o paciente queixa-se de ansiedade como– o paciente queixa-se de ansiedade como sintoma;sintoma; Efeitos sintomáticos e autônomosEfeitos sintomáticos e autônomos – inquietação e agitação,– inquietação e agitação, taquicardia, sudorese, choro, distúrbios gastrintestinais, distúrbios dotaquicardia, sudorese, choro, distúrbios gastrintestinais, distúrbios do sono, etc.;sono, etc.; Interferência nas atividades produtivas normaisInterferência nas atividades produtivas normais.. A ansiedade é um fenômeno humano subjetivo.A ansiedade é um fenômeno humano subjetivo. 3
  4. 4. CONCEITOS:CONCEITOS: ANSIOLÍTICOS:ANSIOLÍTICOS: São usadas basicamente para o tratamento de distúrbiosSão usadas basicamente para o tratamento de distúrbios causados por ansiedade. Estas substâncias geralmente causamcausados por ansiedade. Estas substâncias geralmente causam menor sedação que a classe dos tranquilizantes e prestam-se amenor sedação que a classe dos tranquilizantes e prestam-se a tratamento mais prolongado com menos efeitos colaterais.tratamento mais prolongado com menos efeitos colaterais. HIPNÓTICOS:HIPNÓTICOS: Geralmente podem ser usadas em menores doses para aGeralmente podem ser usadas em menores doses para a sedação diurna e em maiores doses para a indução do sono nasedação diurna e em maiores doses para a indução do sono na hora de dormir.hora de dormir. 4
  5. 5. CLASSIFICAÇÃO DOS AGENTES ANSIOLÍTICOS ECLASSIFICAÇÃO DOS AGENTES ANSIOLÍTICOS E HIPNÓTICOS:HIPNÓTICOS: Os principais grupos de drogas são:Os principais grupos de drogas são: Benzodiazepínicos: Trata-se do grupo mais importante, formadoBenzodiazepínicos: Trata-se do grupo mais importante, formado por agentes utilizados como ansiolíticos e hipnóticos.por agentes utilizados como ansiolíticos e hipnóticos. Agonistas dos receptores 5HTAgonistas dos receptores 5HT1A1A (p.ex.: Buspirona): Estes(p.ex.: Buspirona): Estes fármacos recentemente introduzidos são ansiolíticos, porém não sãofármacos recentemente introduzidos são ansiolíticos, porém não são apreciavelmente sedativos.apreciavelmente sedativos. Barbitúricos: Na Atualidade, tornaram-se em grande parteBarbitúricos: Na Atualidade, tornaram-se em grande parte obsoletos, tendo sido suplantados pelos benzodiazepínicos, seu usoobsoletos, tendo sido suplantados pelos benzodiazepínicos, seu uso limita-se a anestesia e ao tratamento da epilepsia.limita-se a anestesia e ao tratamento da epilepsia. 5
  6. 6. Antagonistas dos receptores β-adrenérgicos (p. ex.:Antagonistas dos receptores β-adrenérgicos (p. ex.: propranolol): Estas drogas são utilizadas no tratamento depropranolol): Estas drogas são utilizadas no tratamento de algumas formas de ansiedade, particularmente quando osalgumas formas de ansiedade, particularmente quando os sintomas físicos são incômodos, como sudorese, tremor esintomas físicos são incômodos, como sudorese, tremor e taquicardia. Sua eficácia depende mais do bloqueio dastaquicardia. Sua eficácia depende mais do bloqueio das respostas simpáticas periféricas do que de qualquer efeitorespostas simpáticas periféricas do que de qualquer efeito central.central. Outras drogas: (p ex.: hidrato de cloral, meprobamato eOutras drogas: (p ex.: hidrato de cloral, meprobamato e paraldeído): Estas drogas não são mais recomendadas, porémparaldeído): Estas drogas não são mais recomendadas, porém o desaparecimento de um hábito terapêutico é difícil, de modoo desaparecimento de um hábito terapêutico é difícil, de modo que o hidrato de cloral e o paraldeído continuam sendoque o hidrato de cloral e o paraldeído continuam sendo utilizados, principalmente em hospitais. Os anti-histamínicosutilizados, principalmente em hospitais. Os anti-histamínicos sedativos, como a difenidramina, são algumas vezes utilizadossedativos, como a difenidramina, são algumas vezes utilizados como pílulas para dormir, particularmente para crianças comcomo pílulas para dormir, particularmente para crianças com insônia.insônia. 6
  7. 7. MEDICAMENTOS MAIS UTILIZADOS:MEDICAMENTOS MAIS UTILIZADOS: ANSIOLÍTICOS:ANSIOLÍTICOS: BROMAZEPAMBROMAZEPAM Nome Comercial: LexotanNome Comercial: Lexotan Apresentação: Comprimidos de 3,0 mg e 6,0 mg.Apresentação: Comprimidos de 3,0 mg e 6,0 mg. Mecanismo de Ação: Deprime o SNC, atua como relaxante muscular, alivia oMecanismo de Ação: Deprime o SNC, atua como relaxante muscular, alivia o espasmo muscular.espasmo muscular. Nível Sanguíneo: 1 a 2 horas;Nível Sanguíneo: 1 a 2 horas; Eliminação: 12 horas;Eliminação: 12 horas; Indicação: Ansiolítico, também sedativo, miorrelaxante e anticonvulsionante.Indicação: Ansiolítico, também sedativo, miorrelaxante e anticonvulsionante. Bromazepam é ainda útil nos estados de ansiedade e tensão nervosa, porBromazepam é ainda útil nos estados de ansiedade e tensão nervosa, por causa de doenças orgânicas crônicas e como adjuvante no tratamentocausa de doenças orgânicas crônicas e como adjuvante no tratamento psicoterápico e de psiconeuroses.psicoterápico e de psiconeuroses. 7
  8. 8. REAÇÃO ADVERSA:REAÇÃO ADVERSA: Sistema Nervoso Central: sonolência, dependência psíquica,Sistema Nervoso Central: sonolência, dependência psíquica, inquietude, ansiedade, insônia.inquietude, ansiedade, insônia. Outros: Cansaço, relaxamento muscular, dependência física.Outros: Cansaço, relaxamento muscular, dependência física. CONTRAINDICAÇÃO:CONTRAINDICAÇÃO: Contra indicado para pacientes com hipersensibilidade aosContra indicado para pacientes com hipersensibilidade aos benzodiazepínicos, durante a gravidez, a lactação e em casos debenzodiazepínicos, durante a gravidez, a lactação e em casos de miastenia gravis.miastenia gravis. FARMACOCINÉTICA:FARMACOCINÉTICA: Dose média para pacientes não hospitalizados: 1,5 mg a 3 mg atéDose média para pacientes não hospitalizados: 1,5 mg a 3 mg até 3 vezes ao dia.3 vezes ao dia. 8
  9. 9. CLORIDRATO DE BUSPIRONACLORIDRATO DE BUSPIRONA GG ::  Nomes comerciais: Ansienon, Ansitec, Buspanil.Nomes comerciais: Ansienon, Ansitec, Buspanil.  Apresentação: Comprimidos de 5 mg e 10 mg.Apresentação: Comprimidos de 5 mg e 10 mg.  Mecanismo de Ação: Agente ansiolítico da classe das azpironas. AtividadeMecanismo de Ação: Agente ansiolítico da classe das azpironas. Atividade ansiolítica seletiva, sem efeito anticonvulsionante, sedativo, miorrelaxante.ansiolítica seletiva, sem efeito anticonvulsionante, sedativo, miorrelaxante. Intensifica as atividades noradrenérgicas e dopaminérgica, com redução deIntensifica as atividades noradrenérgicas e dopaminérgica, com redução de atividade colinérgica e serotoninérgica.atividade colinérgica e serotoninérgica.  Início de Efeito: 1 a 2 semanas.Início de Efeito: 1 a 2 semanas.  Nível sanguíneo: 2 horas.Nível sanguíneo: 2 horas.  Eliminação 2 a 3 horas.Eliminação 2 a 3 horas.  Indicação: Transtornos de ansiedade.Indicação: Transtornos de ansiedade.  Farmacocinética: Adultos: 5 mg 3 vezes ao dia. Dose de manutenção; 20Farmacocinética: Adultos: 5 mg 3 vezes ao dia. Dose de manutenção; 20 mg/dia a 30 mg/dia. Não exceder 60 mg/dia.mg/dia a 30 mg/dia. Não exceder 60 mg/dia. 9
  10. 10.  Reação adversa:Reação adversa: Sistema Nervoso Central: Tontura, sonolência, nervosismo, excitação,Sistema Nervoso Central: Tontura, sonolência, nervosismo, excitação, insônia, cefaleia.insônia, cefaleia. Sistema Gastrintestinal: Boca seca, náusea, diarreia, vômito, desconfortoSistema Gastrintestinal: Boca seca, náusea, diarreia, vômito, desconforto gastrintestinal, constipação, flatulência, anorexia, sialorreia,gastrintestinal, constipação, flatulência, anorexia, sialorreia, sangramento retal.sangramento retal. Sistema Geniturinário: Disúria, aumento e diminuição do libido, cicloSistema Geniturinário: Disúria, aumento e diminuição do libido, ciclo menstrual irregular.menstrual irregular. Sistema Cardiovascular: dor no peito, taquicardia, palpitação, hipotensão,Sistema Cardiovascular: dor no peito, taquicardia, palpitação, hipotensão, hipertensão.hipertensão. Sistema Respiratório: Hiperventilação.Sistema Respiratório: Hiperventilação. Outros: Fadiga, dor musculoesquelética, sudorese, dor de garganta,Outros: Fadiga, dor musculoesquelética, sudorese, dor de garganta, congestão nasal.congestão nasal.  Contraindicação: pacientes hipersensíveis à droga. Uso cuidadoso emContraindicação: pacientes hipersensíveis à droga. Uso cuidadoso em pacientes com disfunção hepática e renal.pacientes com disfunção hepática e renal. 10
  11. 11. CLORAZEPATO:CLORAZEPATO:  Nome comercial: Tranxilene.Nome comercial: Tranxilene.  Apresentação: Comprimidos de 5 mg, 10 mg e 15 mg.Apresentação: Comprimidos de 5 mg, 10 mg e 15 mg.  Mecanismo de Ação: Benzodiazepina que facilita a ação do inibidorMecanismo de Ação: Benzodiazepina que facilita a ação do inibidor neurotransmissor. Deprime o SNC na parte límbica e subcortical.neurotransmissor. Deprime o SNC na parte límbica e subcortical.  Nível Sanguíneo: 1 a 2 horas.Nível Sanguíneo: 1 a 2 horas.  Eliminação: 100 horas.Eliminação: 100 horas.  Indicação: Abstinência do álcool.Indicação: Abstinência do álcool.  Farmacocinética: Adulto: 1° dia – 30 mg/dia, 2° dia – 45 mg a 90 mg 2Farmacocinética: Adulto: 1° dia – 30 mg/dia, 2° dia – 45 mg a 90 mg 2 vezes ao dia, 3°dia – 22,5 mg a 45 mg 2 vezes ao dia, 4° dia – 15 mg avezes ao dia, 3°dia – 22,5 mg a 45 mg 2 vezes ao dia, 4° dia – 15 mg a 30 mg duas vezes ao dia; gradualmente reduzindo a dose para 7,530 mg duas vezes ao dia; gradualmente reduzindo a dose para 7,5 mg/dia a 15 mg/dia.mg/dia a 15 mg/dia. 11
  12. 12.  Reação Adversa:Reação Adversa: SNC: sonolência, letargia, inquietação, psicose, sedação, depressão,SNC: sonolência, letargia, inquietação, psicose, sedação, depressão, fadiga, desorientação hostilidade, confusão, choro, delírio, cefaleia,fadiga, desorientação hostilidade, confusão, choro, delírio, cefaleia, tremor, euforia, nervosismo, dificuldade de concentração, retardotremor, euforia, nervosismo, dificuldade de concentração, retardo psicomotor.psicomotor. Visão, audição e VAS: Distúrbio visual e auditivo, diplopia, nistagmo,Visão, audição e VAS: Distúrbio visual e auditivo, diplopia, nistagmo, perda de audição, congestão nasal.perda de audição, congestão nasal. SCV: hipotensão postural, bradicardia, taquicardia, hipotensão eSCV: hipotensão postural, bradicardia, taquicardia, hipotensão e hipertensão, edema.hipertensão, edema. Fígado: Disfunção hepática.Fígado: Disfunção hepática.  Contraindicação: hipersensibilidade à droga, , glaucoma de ânguloContraindicação: hipersensibilidade à droga, , glaucoma de ângulo estreito, neurose depressiva, psicose, gestação e lactação.estreito, neurose depressiva, psicose, gestação e lactação. 12
  13. 13. DIAZEPAM:DIAZEPAM:  Nomes Comerciais: Ansilive, Calmociteno, Compaz, Diazepam,Nomes Comerciais: Ansilive, Calmociteno, Compaz, Diazepam, Dienpax, Kiatrium, Noam, Somaplus, Valium.Dienpax, Kiatrium, Noam, Somaplus, Valium.  Apresentação: Comprimidos de 5 mg e 10 mg. Ampolas de 10 mg.Apresentação: Comprimidos de 5 mg e 10 mg. Ampolas de 10 mg.  Mecanismo de Ação: Ação ansiolítica, miorrelaxante muscular eMecanismo de Ação: Ação ansiolítica, miorrelaxante muscular e anticonvulsionante. Atua no SNC, provavelmente facilitando a açãoanticonvulsionante. Atua no SNC, provavelmente facilitando a ação inibidora do neurotransmissor GABA (ácido gama-aminobutírico).inibidora do neurotransmissor GABA (ácido gama-aminobutírico).  Nível Sanguíneo: Via oral – 1 a 2 horas; IM – 30 a 45 minutos, IV – 30Nível Sanguíneo: Via oral – 1 a 2 horas; IM – 30 a 45 minutos, IV – 30 minutos.minutos.  Eliminação: Via oral - 3 a 8 horas, IV – 15 a 60 minutos.Eliminação: Via oral - 3 a 8 horas, IV – 15 a 60 minutos.  Indicação: Ansiedade, agitação, sedação, espasmo muscular, criseIndicação: Ansiedade, agitação, sedação, espasmo muscular, crise convulsiva.convulsiva. 13
  14. 14.  Farmacocinética: Adulto Via Oral – 5 mg/dia a 15 mg/dia, dependendo daFarmacocinética: Adulto Via Oral – 5 mg/dia a 15 mg/dia, dependendo da situação clínica. IV – 2 mg/dia a 20 mg/dia dependendo do caso. A absorçãosituação clínica. IV – 2 mg/dia a 20 mg/dia dependendo do caso. A absorção pela via IM é irregular.pela via IM é irregular.  Reação adversa:Reação adversa: SNC: sonolência, sedação, depressão letargia, apatia, fadiga, desorientação,SNC: sonolência, sedação, depressão letargia, apatia, fadiga, desorientação, inquietação, confusão, choro, delírio, cefaleia, dificuldade de falar, estupor,inquietação, confusão, choro, delírio, cefaleia, dificuldade de falar, estupor, rigidez, tremor, distonia, euforia, nervosismo.rigidez, tremor, distonia, euforia, nervosismo. Visão: diplopia, visão turva, nistagmo.Visão: diplopia, visão turva, nistagmo. SCV: Colapso cardiovascular, hipotensão transitória, bradicardia, taquicardia,SCV: Colapso cardiovascular, hipotensão transitória, bradicardia, taquicardia, hipertensão e hipotensão, palpitação edema.hipertensão e hipotensão, palpitação edema. SGI: náusea, vômito, desconforto abdominal, diarreia, constipação, dificuldadeSGI: náusea, vômito, desconforto abdominal, diarreia, constipação, dificuldade de engolir.de engolir. Fígado: elevação das enzimas LDH, TGO, TGP, fosfatase alcalina, disfunçãoFígado: elevação das enzimas LDH, TGO, TGP, fosfatase alcalina, disfunção hepática.hepática. SGU: Retenção Urinária.SGU: Retenção Urinária. 14
  15. 15. LORAZEPAMLORAZEPAMGG ::  Nomes Comerciais: Lorax, Lorium, Max, Pax, Mesmerin.  Apresentação: comprimidos de 1 mg e 2 mg.  Mecanismo de Ação: o mecanismo exato de ação ainda não foi completamente elucidado. Exerce seus efeitos ligando-se a receptores específicos em diversos locais do sistema nervoso central, potencializando os efeitos da inibição sináptica ou pré- sináptica mediada pelo GABA, ou afetando diretamente os mecanismos geradores de potenciais de ação.  Nível sanguíneo: 1 a 6 horas.  Eliminação: 12 a 24 horas.  Indicação: Distúrbio de Ansiedade ou ansiedade associada a depressão. Ansiedade ou tensão associadas ao estresse da vida cotidiana. A dose é individualizada.  Farmacocinética; A dose diária média é de 2 mg/dia a 3 mg/dia dividida em várias vezes. Em certos casos a dose chega a 10 mg. 15
  16. 16.  Reação Adversa:  SNC: inicialmente sonolência transitória, sedação, depressão, letargia, apatia, fadiga, desorientação.  SGI: constipação, diarreia, boca seca, salivação, náusea, vômito, anorexia.  SGU: incontinência urinária, retenção urinária, menstruação irregular.  SCV: bradicardia, taquicardia, palpitação, edema, hipotensão, hipertensão.  Pele: urticária, prurido.  Outros: soluço, febre, diaforese, ginecomastia.  Contra- Indicação: hipersensibilidade à droga, psicose, glaucoma, choque, coma, gestação, trabalho de parto, lactação. Uso cuidadoso em pacientes com disfunção hepática e renal. 16
  17. 17. HIPNÓTICOS:HIPNÓTICOS: TRIAZOLAM:TRIAZOLAM:  Nome comercial: HalcionNome comercial: Halcion  Apresentação: comprimido de 0,125 mg.Apresentação: comprimido de 0,125 mg.  Mecanismo de Ação: É uma das várias benzodiazepínicas. É umMecanismo de Ação: É uma das várias benzodiazepínicas. É um hipnótico com meia-vida plasmática curta.hipnótico com meia-vida plasmática curta.  Nível sanguíneo: Via oral – 2 horas.Nível sanguíneo: Via oral – 2 horas.  Indicação: No tratamento a curto prazo da insônia (geralmente deIndicação: No tratamento a curto prazo da insônia (geralmente de 7 a 10 dias). O uso durante mais de 2 a 3 semanas requer7 a 10 dias). O uso durante mais de 2 a 3 semanas requer reavaliação.reavaliação.  Farmacocinética: Adultos: 0,25 mg antes de dormir. ParaFarmacocinética: Adultos: 0,25 mg antes de dormir. Para pacientes com baixo peso a dose é de 0,125 mg. Não exceder apacientes com baixo peso a dose é de 0,125 mg. Não exceder a dose de 0,5 mg.dose de 0,5 mg. 17
  18. 18. Reação adversa: Sistema Nervoso Central: Sonolência, tontura, dificuldade de coordenação, amnésia, cefaleia, nervosismo, distonia, sedação, fala lenta, alterações da libido. Sistema cardiovascular: dor torácica. Sistema Gastrintestinal: Náuseas, vômito, anorexia, sensação de queimação na língua, estomatite. Outros: Fadiga, prurido, retenção urinária, dismenorreia. Contraindicação: Hipersensibilidade à droga, Gravidez, lactação, uso concomitante com cetoconazol, itraconazol e nefazolona, medicamentos que afetam o metabolismo oxidativo. 18
  19. 19. ZOPICLONAZOPICLONA GG ::  Nome comercial: Imovane.Nome comercial: Imovane.  Apresentação: comprimidos revestidos.Apresentação: comprimidos revestidos.  Mecanismo de ação: Estimula os receptores benzodiazepínicos ômega 1, 2 eMecanismo de ação: Estimula os receptores benzodiazepínicos ômega 1, 2 e 3. É um composto sintético novo, pertencente à família das ciclopirrolonas.3. É um composto sintético novo, pertencente à família das ciclopirrolonas. Corresponde à um éster piridinilpirrolpirazinílico do ácido 4-Corresponde à um éster piridinilpirrolpirazinílico do ácido 4- metilpiperazinocarboxílico.metilpiperazinocarboxílico.  Nível sanguíneo: 1 ½ a 2 horas.Nível sanguíneo: 1 ½ a 2 horas.  Eliminação: 5 horas.Eliminação: 5 horas.  Indicação: Sedativo hipnótico indicado para todos os tipos de insônia.. OIndicação: Sedativo hipnótico indicado para todos os tipos de insônia.. O tratamento deve ser o mais curto possível, não excedendo 4 semanas,tratamento deve ser o mais curto possível, não excedendo 4 semanas, incluindo o período de adaptação. O tempo de tratamento não deve exceder oincluindo o período de adaptação. O tempo de tratamento não deve exceder o período máximo sem a pré-avaliação do estado do paciente. Este deve deitar-período máximo sem a pré-avaliação do estado do paciente. Este deve deitar- se imediatamente após a ingestão de zopiclona.se imediatamente após a ingestão de zopiclona. 19
  20. 20.  Farmacocinética: Adultos: a dose recomendada é de 7,5 mg deFarmacocinética: Adultos: a dose recomendada é de 7,5 mg de zopiclona por via oral ao deitar-se. A dose de 7,5 mg não deve serzopiclona por via oral ao deitar-se. A dose de 7,5 mg não deve ser excedida.excedida.  Reação adversa:Reação adversa:  SNC: sonolência matinal, residual, sensação de boca amarga e securaSNC: sonolência matinal, residual, sensação de boca amarga e secura da boca, hipotonia muscular, amnésia anterógrada, sensação deda boca, hipotonia muscular, amnésia anterógrada, sensação de embriaguez. Em alguns pacientes pode-se observar reações paradoxais,embriaguez. Em alguns pacientes pode-se observar reações paradoxais, como irritabilidade, agressividade, síndrome de confusão onírica (própriacomo irritabilidade, agressividade, síndrome de confusão onírica (própria dos sonos), cefaleia, astenia. Pode ocorrer dependência e depressão dodos sonos), cefaleia, astenia. Pode ocorrer dependência e depressão do SNC.SNC.  Contraindicação: contraindicado para pacientes com hipersensibilidadeContraindicação: contraindicado para pacientes com hipersensibilidade `droga e insuficiência respiratória grave, em crianças menores de 15`droga e insuficiência respiratória grave, em crianças menores de 15 anos, durante a gravidez, e a lactação, miastenia gravis, síndrome deanos, durante a gravidez, e a lactação, miastenia gravis, síndrome de apneia, do sono grave e insuficiência hepática grave.apneia, do sono grave e insuficiência hepática grave. 20
  21. 21. REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS  BRODY, Theodore M. Farmacologia Humana: da molécula à clínica. 2a Ed. Rio de Janeiro. Ed. Guanabara Koogan S.A, 1997.  RANG, H. P. Farmacologia. 4a Ed. Rio de Janeiro. Ed. Guanabara Koogan S.A, 2001. 21
  22. 22. FIM 22

×