TEORIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS I A IMPORTÂNCIA DO INTERNACIONAL Prof. Rafael Pons Reis
O que é o Internacional? <ul><li>Diariamente somos bombardeados com informações de jornais e revistas sobre o  internacion...
<ul><li>Manchete de Jornal: </li></ul><ul><li>“ A taxa de juros dos EUA tenderá a subir nos próximos meses.” </li></ul><ul...
<ul><li>A manchete faz menção a uma  política nacional  adotada pelo governo dos EUA para regular a economia. </li></ul><u...
<ul><li>Não há uma delimitação muita clara sobre onde termina o nacional e inicia o internacional. </li></ul>Nacional Inte...
O Internacional é um fenômeno recente?
 
 
 
<ul><li>Desde a Roma antiga à atualidade, o nacional e o internacional sempre interagiram entre si. </li></ul>
Abolição da Escravidão no Brasil <ul><li>Fim do século XIX; </li></ul><ul><li>Perda de Hegemonia da Grã-Bretanha; </li></u...
Abolição da Escravidão no Brasil <ul><li>A Grã-Bretanha passou a articular um movimento internacional pela abolição da esc...
Os EUA e a interação nacional versus internacional <ul><li>Independência em 1776: união de Treze Colônias britânicas; </li...
Os EUA e a interação nacional versus internacional <ul><li>Desde 1776 à atualidade </li></ul><ul><li>O sistema político am...
<ul><li>Entendemos erroneamente o fenômeno  internacional  como algo que acontece “fora” de nosso país. </li></ul><ul><li>...
<ul><li>O próprio surgimento dos  Estados nacionais  é um produto do desenvolvimento do capitalismo e de uma cultura inter...
<ul><li>Talvez o equívoco entre o significado do termo “internacional” esteja associado à própria palavra: </li></ul><ul><...
O emprego do termo “internacional” <ul><li>O termo internacional foi utilizado pela primeira vez pelo filósofo e jurista i...
Objeto de estudo das Relações Internacionais <ul><li>Estado nacional : principal ator das Relações Internacionais; </li></...
A Paz de Westphalia (1648) <ul><li>Estabeleceu um novo ordenamento jurídico entre os Estados. </li></ul><ul><li>Trata-se d...
A “Ordem Westphaliana” <ul><li>O mundo consiste de, e é dividido em, estados soberanos que não reconhecem qualquer autorid...
A “Ordem Westphaliana” <ul><li>iii) O direito internacional serve ao estabelecimento de regras mínimas de convívio; a cria...
A “Ordem Westphaliana” <ul><li>vi) As diferenças entre estados são a final resolvidas pela força; o princípio do poder efi...
Objeto de estudo das Relações Internacionais <ul><li>Revolução Francesa: Ascensão do Moderno Estado Nacional; </li></ul><u...
Atuação das Multinacionais <ul><li>1995: as empresas multinacionais controlavam cerca de 33% dos investimentos diretos no ...
 
Atuação das Multinacionais <ul><li>Apenas as 10 maiores multinacionais faturaram, em 1995, cerca de  U$ 1,5 trilhão </li><...
Of the world's 100 largest economic entities, 51 are now corporations and 49 are countries. (December 2000) <ul><li>Países...
Of the world's 100 largest economic entities, 51 are now corporations and 49 are countries. (December 2000) <ul><li>Países...
<ul><li>Países / Corporações </li></ul><ul><li>11-) México </li></ul><ul><li>12-) Índia </li></ul><ul><li>13-) Coreia do S...
<ul><li>Países / Corporações </li></ul><ul><li>25-) Wal-Mart </li></ul><ul><li>26-) Exxon Mobil </li></ul><ul><li>27-) For...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

1 a importância do internacional (texto do fred halliday)

1.692 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.692
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
22
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

1 a importância do internacional (texto do fred halliday)

  1. 1. TEORIA DAS RELAÇÕES INTERNACIONAIS I A IMPORTÂNCIA DO INTERNACIONAL Prof. Rafael Pons Reis
  2. 2. O que é o Internacional? <ul><li>Diariamente somos bombardeados com informações de jornais e revistas sobre o internacional . </li></ul><ul><li>Entendemos equivocadamente fenômeno internacional como algo que acontece “fora” de nosso país. </li></ul>
  3. 3. <ul><li>Manchete de Jornal: </li></ul><ul><li>“ A taxa de juros dos EUA tenderá a subir nos próximos meses.” </li></ul><ul><li>Trata-se uma notícia internacional? </li></ul>
  4. 4. <ul><li>A manchete faz menção a uma política nacional adotada pelo governo dos EUA para regular a economia. </li></ul><ul><li>Visto que os EUA são a maior economia do mundo, qualquer alteração no desempenho em sua economia pode trazer sérias conseqüências para as empresas brasileiras. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Não há uma delimitação muita clara sobre onde termina o nacional e inicia o internacional. </li></ul>Nacional Internacional
  6. 6. O Internacional é um fenômeno recente?
  7. 10. <ul><li>Desde a Roma antiga à atualidade, o nacional e o internacional sempre interagiram entre si. </li></ul>
  8. 11. Abolição da Escravidão no Brasil <ul><li>Fim do século XIX; </li></ul><ul><li>Perda de Hegemonia da Grã-Bretanha; </li></ul><ul><li>Necessitava de um mercado para escoar suas manufaturas; </li></ul><ul><li>Trabalhadores assalariados: escravos não recebiam salários, logo não consumiam. </li></ul>
  9. 12. Abolição da Escravidão no Brasil <ul><li>A Grã-Bretanha passou a articular um movimento internacional pela abolição da escravidão. </li></ul><ul><li>Resultado prático disso no Brasil: assinatura da Lei Áurea. </li></ul>
  10. 13. Os EUA e a interação nacional versus internacional <ul><li>Independência em 1776: união de Treze Colônias britânicas; </li></ul><ul><li>Aquisição pela força e compra de territórios no México e de outros povos; </li></ul><ul><li>Expansão mundial de seu poder econômico: 1945; </li></ul><ul><li>Fluxo maciço de imigrantes; </li></ul>
  11. 14. Os EUA e a interação nacional versus internacional <ul><li>Desde 1776 à atualidade </li></ul><ul><li>O sistema político americano tem sido influenciado pelo conflito internacional. </li></ul>
  12. 15. <ul><li>Entendemos erroneamente o fenômeno internacional como algo que acontece “fora” de nosso país. </li></ul><ul><li>Na realidade, nunca o internacional ficou de “fora” da vida dos países. </li></ul>
  13. 16. <ul><li>O próprio surgimento dos Estados nacionais é um produto do desenvolvimento do capitalismo e de uma cultura internacional. </li></ul><ul><li>“ (...) Não há uma história puramente nacional.” </li></ul><ul><li>Fred Halliday </li></ul>
  14. 17. <ul><li>Talvez o equívoco entre o significado do termo “internacional” esteja associado à própria palavra: </li></ul><ul><li>INTER - NACIONAL </li></ul><ul><li> (entre) (nações) </li></ul>
  15. 18. O emprego do termo “internacional” <ul><li>O termo internacional foi utilizado pela primeira vez pelo filósofo e jurista inglês, Jeremy Bentham (1748-1832). </li></ul><ul><li>Em 1789 publicou sua maior obra teórica: “Uma Introdução aos Princípios da Moral e da Legislação. </li></ul><ul><li>A partir daí o termo passou a ser usado intensamente nos meios diplomáticos. </li></ul>
  16. 19. Objeto de estudo das Relações Internacionais <ul><li>Estado nacional : principal ator das Relações Internacionais; </li></ul><ul><li>Monarquias Ibéricas (séc XV); </li></ul><ul><li>Paz de Westphalia (1648): Inaugurou o Moderno Sistema Internacional; </li></ul>
  17. 20. A Paz de Westphalia (1648) <ul><li>Estabeleceu um novo ordenamento jurídico entre os Estados. </li></ul><ul><li>Trata-se do primeiro documento que esboça o reconhecimento mútuo inter pares , entre Estados, no caso, e que a partir de então se pode falar de uma verdadeira relação. </li></ul>
  18. 21. A “Ordem Westphaliana” <ul><li>O mundo consiste de, e é dividido em, estados soberanos que não reconhecem qualquer autoridade superior. </li></ul><ul><li>O processo de elaboração de normas, a negociação de acordos e a manutenção da ordem permanecem em grande parte a cargo dos estados. </li></ul>
  19. 22. A “Ordem Westphaliana” <ul><li>iii) O direito internacional serve ao estabelecimento de regras mínimas de convívio; a criação de relações duradouras entre estados e povos é um fim, mas apenas na medida em que permitem a satisfação de objetivos políticos nacionais. </li></ul><ul><li>iv) A responsabilidade por ilícitos transfronteiriços é um ‘assunto privado’, que diz respeito apenas às partes afetadas. </li></ul><ul><li>v) Todos os estados são considerados como iguais perante a lei: regras jurídicas não levam em consideração assimetrias de poder. </li></ul>
  20. 23. A “Ordem Westphaliana” <ul><li>vi) As diferenças entre estados são a final resolvidas pela força; o princípio do poder eficaz é válido. Praticamente não há limitações legais para conter o recurso ao uso da força; os parâmetros do direito internacional oferecem proteção mínima. </li></ul><ul><li>vii) A minimização de impedimentos à liberdade dos estados é uma prioridade ‘coletiva’. </li></ul><ul><li>HELD, David. Democracy and the Global Order, Stanford, Stanford University Press, 1995. </li></ul>
  21. 24. Objeto de estudo das Relações Internacionais <ul><li>Revolução Francesa: Ascensão do Moderno Estado Nacional; </li></ul><ul><li>Após a 2ª Guerra Mundial, novos atores passaram a desempenhar cada vez mais ações e funções no cenário internacional: as empresas multinacionais, OI’s, ONGs, movimentos sociais, dentre outros. </li></ul>
  22. 25. Atuação das Multinacionais <ul><li>1995: as empresas multinacionais controlavam cerca de 33% dos investimentos diretos no mundo. </li></ul>
  23. 27. Atuação das Multinacionais <ul><li>Apenas as 10 maiores multinacionais faturaram, em 1995, cerca de U$ 1,5 trilhão </li></ul><ul><li>Número equivalente à soma do PIB de: Brasil, México, Argentina, Chile, Colômbia e Peru juntos. </li></ul>
  24. 28. Of the world's 100 largest economic entities, 51 are now corporations and 49 are countries. (December 2000) <ul><li>Países / Corporações </li></ul><ul><li>1-) EUA </li></ul><ul><li>2-) Japão </li></ul><ul><li>3-) Alemanha </li></ul><ul><li>4-) França </li></ul><ul><li>5-) Reino Unido </li></ul><ul><li>6-) Itália </li></ul><ul><li>7-) China </li></ul><ul><li>8-) Brasil </li></ul><ul><li>9-) Canadá </li></ul><ul><li>10-) Espanha </li></ul><ul><li>PIB / Vendas ($mil) </li></ul><ul><li>1-) 8,708,870.0 </li></ul><ul><li>2-) 4,395,083.0 </li></ul><ul><li>3-) 2,081,202.0 </li></ul><ul><li>4-) 1,410,262.0 </li></ul><ul><li>5-) 1,373,612.0 </li></ul><ul><li>6-) 1,149,958.0 </li></ul><ul><li>7-) 1,149,814.0 </li></ul><ul><li>8-) 760,345.0 </li></ul><ul><li>9-) 612,049.0 </li></ul><ul><li>10-) 562,245.0 </li></ul>
  25. 29. Of the world's 100 largest economic entities, 51 are now corporations and 49 are countries. (December 2000) <ul><li>Países / Corporações </li></ul><ul><li>1-) EUA </li></ul><ul><li>2-) Japão </li></ul><ul><li>3-) Alemanha </li></ul><ul><li>4-) França </li></ul><ul><li>5-) Reino Unido </li></ul><ul><li>6-) Itália </li></ul><ul><li>7-) China </li></ul><ul><li>8-) Brasil </li></ul><ul><li>9-) Canadá </li></ul><ul><li>10-) Espanha </li></ul><ul><li>PIB / Vendas ($mil) </li></ul><ul><li>1-) 8,708,870.0 </li></ul><ul><li>2-) 4,395,083.0 </li></ul><ul><li>3-) 2,081,202.0 </li></ul><ul><li>4-) 1,410,262.0 </li></ul><ul><li>5-) 1,373,612.0 </li></ul><ul><li>6-) 1,149,958.0 </li></ul><ul><li>7-) 1,149,814.0 </li></ul><ul><li>8-) 760,345.0 </li></ul><ul><li>9-) 612,049.0 </li></ul><ul><li>10-) 562,245.0 </li></ul>
  26. 30. <ul><li>Países / Corporações </li></ul><ul><li>11-) México </li></ul><ul><li>12-) Índia </li></ul><ul><li>13-) Coreia do Sul </li></ul><ul><li>14-) Austrália </li></ul><ul><li>15-) Holanda </li></ul><ul><li>16-) Rússia </li></ul><ul><li>17-) Argentina </li></ul><ul><li>18-) Suíça </li></ul><ul><li>19-) Bélgica </li></ul><ul><li>20-) Suécia </li></ul><ul><li>21-) Áustria </li></ul><ul><li>22-) Turquia </li></ul><ul><li>23-) General Motors </li></ul><ul><li>24-) Dinamarca </li></ul><ul><li>PIB / Vendas ($mil) </li></ul><ul><li>11-) 474,951.00 </li></ul><ul><li>12-) 459,765.00 </li></ul><ul><li>13-) 406,940.00 </li></ul><ul><li>14-) 389,691.00 </li></ul><ul><li>15-) 384,766.00 </li></ul><ul><li>16-) 375,345.00 </li></ul><ul><li>17-) 281,942.00 </li></ul><ul><li>18-) 260,299.00 </li></ul><ul><li>19-) 245,706.00 </li></ul><ul><li>20-) 226,388.00 </li></ul><ul><li>21-) 208,949.00 </li></ul><ul><li>22-) 188,374.00 </li></ul><ul><li>23-) 176,558.00 </li></ul><ul><li>24-) 174,363.00 </li></ul>
  27. 31. <ul><li>Países / Corporações </li></ul><ul><li>25-) Wal-Mart </li></ul><ul><li>26-) Exxon Mobil </li></ul><ul><li>27-) Ford Motor </li></ul><ul><li>28-) Daimler Chrysler </li></ul><ul><li>29-) Polônia </li></ul><ul><li>30-) Noruega </li></ul><ul><li>PIB / Vendas ($mil) </li></ul><ul><li>25-) 166,809.00 </li></ul><ul><li>26-) 163,881.00 </li></ul><ul><li>27-) 162,558.00 </li></ul><ul><li>28-) 159,985.70 </li></ul><ul><li>29-) 154,146.00 </li></ul><ul><li>30-) 145,449.00 </li></ul>

×