Projecto de expansão do Porto de Nacala

1.447 visualizações

Publicada em

Powerpoint de suporte à apresentação de Amado Mabasso no VIII Congresso da Associação dos Portos de Língua Portuguesa, que decorreu em Maputo, Moçambique, a 26 e 27 de Março de 2015.
Intervenção do Director Executivo da “Corredor de Desenvolvimento do Norte (CDN)”
na “Sessão Plenária 1” da reunião magna da APLOP.


CONSULTE O SITE DO VIII CONGRESSO DA APLOP: http://congresso.aplop.org/

Visite o portal da APLOP: http://aplop.org

Estamos no Twitter: http://twitter.com/aploppress

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

Projecto de expansão do Porto de Nacala

  1. 1. Corredor de Nacala O Porto, A Ferrovia e Seus Projetos…
  2. 2. Entendento a Topografia Ferroviária de Moçambique Porto de Nacala Portos de Maputo e Beira Estações Principais Moatize Oceano Atlântico Mediterrâneo África Oceano Índico  Moçambique  Malawi MOZAMBIQUE Moatize Beira Sena Line Corredor 575 km Nacala Port MALAWI Nacala Corredor 912 km Oceano Índico CuambaNkaya Blantyre Nampula Maputo KanengoChipata ZÂMBIA ▌Corredores Ferroviários em Moçambique – Ferrovias e Portos
  3. 3. Layout Atual do Porto de Nacala ▌O Porto de Nacala é um porto internacional, de águas profundas, localizado na Província de Nampula, no Norte de Moçambique (longitude 40º 40’ E e latitude 14º 27' S), no extremo Sul da Baía de Bengo, com uma vasta e abrigada baía com 60m de profundidade e 800m de largura à entrada. O Porto de Nacala serve o interior do Norte de Moçambique e o Malawi, a Oeste, através de uma rede ferroviária com cerca de 900 km de extensão, ligando os troços de Nampula–Cuamba–Entre/Lagos e Cuamba- Lichinga ao Central Eastern African Railways (CEAR) no Malawi. ▌Corredores Ferroviários em Moçambique – Ferrovias e Portos
  4. 4.  Terminal de Carga Geral: - 04 Berços: 2.400.000 Toneladas / Ano - 08 Armazens: 21.000 m2 de armazenagem coberta - Armazenagem ao ar livre: 80.000 m2  Terminal de Contentor: - 02 Berços: 75.000 TEUs / Ano;  Terminal de Granéis Líquidos: - Conectado a silos de armazenamento através de um pipeline de 3.5 km de ^comprimento (combustíveis e óleos comestíveis) Topographic Survey Area Bathymetric Survey Area De acordo com um survey batimétrico, a profundidade de calado em frente ao terminal de contentores é maior do que 15 metros no lado norte e entre 11 e 14 metros no lado sul. A profundidade de calado no lado noderste, em frente ao terminal de carga geral é de 10 metros e no lado sudeste está entre 8 e 10 metros. Layout Atual do Porto de Nacala ▌Corredores Ferroviários em Moçambique – Ferrovias e Portos
  5. 5. Estatísticas do Porto de Nacala  Navios Operados no Porto: Navios Operados (2014) 357 1. Cabotagem 35 Carga Geral - Porta Contentores - Outros - Tanques 29 Navios Mistos 06 2. Longo Curso 322 Carga Geral 41 Graneleiro 34 Outros 25 Frigorífico 3 Porta Contentores 172 Tanques 47 3. Non Commercials - Assistance - Fisher Vessel - 358 519 357 29 32 30 22 27 23 30 29 32 45 35 24 25 24 31 39 60 58 64 48 38 45 45 42 25 35 33 33 33 31 29 30 25 31 26 26 0 10 20 30 40 50 60 70 - 100 200 300 400 500 600 Real 2012 Real 2013 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ Real 2014 Real 2012 Real 2013 Real 2014 ▌Avaiação de Performance das Operações – Ferrovias e Portos
  6. 6.  Carga Manuseada: (´000 tons) Estatísticas do Porto de Nacala 1,369 1,890 2,132 129 133 63 86 66 138 131 119 149 118 134 165 129 146 145 161 134 135 137 163 197 188 190 0 144 158 153 186 101 172 196 196 146 257 242 181 0 50 100 150 200 250 300 0 500 1,000 1,500 2,000 2,500 Real 2012 Real 2013 JAN FEV MAR ABR MAI JUN JUL AGO SET OUT NOV DEZ Real 2014 Tend Real 2012 Real 2013 Real 2014  53% - Carga Contentorizada. (1,135,046 Tons  99,971 TEU´s)  21% - Carga Ensacada. (448,650 Tons) 26% - Carga Granel. (548,350 Tons) ▌Avaiação de Performance das Operações – Ferrovias e Portos Recorde
  7. 7. Os indicadores avaliados levaram aos Pontos de Atenção: 1. Pessoal (Staff e Gestão) 2. Infraestrutura 3. Equipamentos 4. Modelo de Gestão 5. Sistemas de Controle  Análises de KPI´s: “Turn Around” do Porto de Nacala Estatísticas do Porto de Nacala ▌Avaiação de Performance das Operações – Ferrovias e Portos
  8. 8.  Estrutura: Overview do Projeto JICA ► Objetivo: • Reabilitação da Infraesturura Portuária e Aprimoramento da Eficiência e Gestão do Porto de Nacala. ► Detalhes: FINANCIAMENTOGoverno Japonês JICA Governo de Moçambique MTC Minist. dos Transp. e Com. ≈ 300 MM PORTO DE NACALA • Garantir que o Porto de Nacala consiga atender às demandas futuras de cargas contentorizadas de projetos em andamento, nacionais e estrangeiros (e.g.: Mosil, Ferro Gusa, Estilhas de Madeira etc.) Taxa de Concessão ▌Japan International Cooperation Agency  Grant Aid: USD$ 32 Milhões  Loan 01: USD$ 84 Milhões  Loan 02: USD$ 184 Milhões
  9. 9.  Estrutura: Overview do Projeto JICA ▌Japan International Cooperation Agency 2012 2013 2014 2015 2016 2017 Cooperação Técnica ► Cronograma Base Cooperação Financeira não Reembolsável (Grant Aid) Obras de Construção Empréstimo ODA (Loan I) (Previsão) Obras de Construção Empréstimo ODA (Loan II) (Previsão) Obras de Construção Presente
  10. 10.  Layout Porto de Nacala: Antes Depois Granel Liquido Granel Sólido + Carga Geral Contentor Acesso Principal Contentor Granel Sólido + Carga Geral Granel Liquido Acesso Principal Overview do Projeto JICA ▌Japan International Cooperation Agency
  11. 11. Contentor Granel Sólido + Carga Geral Granel Liquido Acesso Principal  Layout Porto de Nacala: Overview do Projeto JICA ▌Japan International Cooperation Agency
  12. 12.  Componentes do Projecto: Para atingir os ibjetivos desejados, o CDN atuou na execução de um pré-projeto. Componentes Pacote Principal Assistência Técnica [2009 – 2015]  Formação Técnica e Tecnológica  Regulamentos do Porto  Negociações entre GoM e concessionário Grant Aid (Donativo) [2013 – 2015]  Instalação de defensas de borracha no Cais Norte  Pavimentação do cais norte  2 Reach Stackers  2 RTGs (Rubber Tyred Gantry crane)  Equipamento de combate a incêndios  Equipamento de manuseamento  Sistema de Gestão do Terminal de Carga Empréstimo ODA Fase 1 (Loan 1) Previsão [2015 – 2017]  Obras na estrada de acesso By-pass  Construção de portões e alargamento da entrada  Dragagem (V=85,000 m3), para ter drenagem na área adjacente ao cais norte  Pavimentação do Cais Norte, na área terra firme  RTGs 3 sets  Terminal Ferroviária de Contentores Empréstimo ODA Fase 2 (Loan 2) Previsão [2016 – TBD]  Reconstrução do Cais Norte (-14m)  Quay Gantry Crane / Guindaste de pórtico: 2 sets  Dragagem (V=110,000 m3)  RTGs 3 sets  Pavimentação do Terminal de contentores (Land Side) Overview do Projeto JICA ▌Japan International Cooperation Agency
  13. 13. Components Works and Equipments Technical Assistance [2009 – 2015]  Operational and Technological Training  Benchmark Port Regulations  Negotiations between GoM and concessionaire Grant Aid (Donative) [2013 – 2015]  Installation of rubber fenders at North Wharf  North wharf paving recovery  4 Reach Stackers  2 RTGs (Rubber Tyred Gantry crane)  Firefighting Equipment  Auxiliary handling equipment  Port cargo Management System Loan Stage 1 Previsão [2015 – 2017]  Works on the access road bypass  Gate construction and widening of the entrance access road  North wharf Dredging (V = 85,000 m3)  From -9 to -14  North wharf paving – second stage  RTGs 3 sets  Railway container terminal at the Port Loan Stage 2 Previsão [2016 – 2017]  North wharf pilars recovery (-14m)  Quay Gantry Crane  North wharf Dredging (V=110,000 m3)  From -9 to -14  RTGs 3 sets  Container terminal paving  Componentes do Projecto: Cerimonia de inauguração. Overview do Projeto JICA ▌Japan International Cooperation Agency
  14. 14. Medida Status Responsável  Instalação de defensas de borracha no Cais Sul Realizado CDN  Acquisição de 2 Reach Stakers (Cais Sul) Realizado PN  Demolição dos Armazéns 0 e 1 (Cais Norte) Realizado PN  Sistema de Gestão do Terminal Em Curso PN  Revisão dos Regulamentos do Porto - Regulamento Geral e de Segurança - Inspecção regular do cais norte e sul - Medidas de aproximação de navios por 1 metro por segundo Em Curso CDN, PN, e JICA  Componentes do Projecto: Para atingir os objetivos desejados, o CDN atuou na execução de um pré-projeto. Overview do Projeto JICA ▌Japan International Cooperation Agency
  15. 15.  Ações Pré-Projecto: Instalações de defensas cilindricas de borracha no cais sul Overview do Projeto JICA ▌Japan International Cooperation Agency
  16. 16.  Ações Pré-Projecto: Aquisição de 02 Reach-stackers. Overview do Projeto JICA ▌Japan International Cooperation Agency
  17. 17.  Ações Pré-Projecto: Demolição de armazens no cais norte. Overview do Projeto JICA ▌Japan International Cooperation Agency
  18. 18.  Ações Pré-Projecto: - Demolição de outros 02 armazéns; - Remoção de guindastes não-funcionais; - Estratégia para alternancia do cais norte com o cais sul (reduzir impacto operacional). Overview do Projeto JICA ▌Japan International Cooperation Agency
  19. 19.  Componentes do Projeto JICA: Grant Aid Overview do Projeto JICA ▌Grant Aid – Etapa em andamento
  20. 20.  Componentes do Projeto JICA: Grant Aid – Evolução da Etapa Overview do Projeto JICA ▌Grant Aid – Etapa em andamento
  21. 21.  Componentes do Projeto JICA: Grant Aid – Evolução da Etapa Overview do Projeto JICA  STATUS DA ETAPA:  58% das obras já executadas;  Prevista a conclusão e entrega da obra (fase de Grant Aid) para fim do mês de Agosto;  Chegada de 02 (dois) RTG, prevista para Maio de 2015;  Iniciadas as obras de desvio de tubagem de combustível e óleo;  Iniciaram a colocação das caixas de captação de água para o sistema de combate a incêndio;  Concluída a Instalação da defensas no cais numero 3 Norte;  Entrega de 02 Reach Stacker ao Operador Portuário. ▌Grant Aid – Etapa em andamento
  22. 22.  JICA Project Components: Grant Aid – Entregade 02 Reach Stackers Overview do Projeto JICA ▌Grant Aid – Etapa em andamento
  23. 23.  JICA Project Components: Componente Loan 1 Overview do Projeto JICA ▌Componentes Loan 1 e Loan 2 – Acordo definidos porém etapas não iniciadas
  24. 24.  JICA Project Components: Componente Loan 2 Overview do Projeto JICA ▌Componentes Loan 1 e Loan 2 – Acordo definidos porém etapas não iniciadas
  25. 25. Suporte do CDN ao Projeto JICA  Projeto JICA Porto de Nacala: • Proposta Inicial Linhas Ferroviárias: Não existiu uma preocupação em otimizar as potênciais áreas de armazenamento para carga granel.  A: O triangulo de manobras (existente) toma parte da área que, após o aterro do projeto, será utilizadapara a construção de armazéns de carga granel.  B: A linha adicional (não existente) cruza pelo meio de uma área que será utilizada para armazenamento de carga granel ao ar livre.  C: Não foram consideradas linhas de acesso aos armazéns existentes lindeiros ao pátio ferroviário.  D: A linha adicional (não existente) cruza pelo meio de uma área que será utilizada para a construção de silos (armazenamento de grãos). ▌Indicação de Matriz de Carga Atualizada e Ajustes no Projeto Inicial
  26. 26.  Projeto JICA Porto de Nacala:  A: Área destinada para a construção de 03 armazéns: 2 x 7.500 m2 / 1 x 15.000 m2.  B: Área destinada para armazenamento (open yard): 20.000 m2.  C: Armazens subutilizados que o CDN está negociando para serem utilizados pelos clientes ou demolidos para a construção de um único armazens (pé direito maior e espaço segmentado por tipo de carga).  D1: Espaço sendo estudado para a construção de silos de armazenamento de grãos: 13.000 m2.  D2: Espaço sendo avaliado para operação de estilha de madeira: 15.000 m2. • Áreas de Armazenamento: Não existiu uma preocupação em otimizar as potênciais áreas de armazenamento para carga granel. Suporte do CDN ao Projeto JICA ▌Indicação de Matriz de Carga Atualizada e Ajustes no Projeto Inicial
  27. 27.  Projeto JICA Porto de Nacala:  A: Consideração de linhas de acesso aos armazéns projetados.  B: Substituição do triângulo por Placa Giratória de Manobra Ferroviária.  C: Consideração de linhas ferroviárias de acesso aos armazéns existentes.  D: Desvio de linha incialmente projetada para não cruzar no pátio que será destinado à armazenamento ao ar livre. • Áreas de Armazenamento: Layout proposto considerando as perspectivas de investimentos no Cais Sul para acomodar cargas a granel. Suporte do CDN ao Projeto JICA ▌Indicação de Matriz de Carga Atualizada e Ajustes no Projeto Inicial
  28. 28.  Projeto JICA Porto de Nacala: Com o Layout proposto pelo CDN a capaciadde de manuseio, armazenamento e despacho via ferroviária ou rodoviário aumenta significativamente. Se considerarmos a projeção JICA para o crescimento de Contentores (≈ 270 mil TEU´s / ano ou ≈ 3.5 a 4 milhões de toneladas /ano) mais o que o CDN prevê de carga a granel (≈ 4 milhões de toneladas / ano) o Porto de Nacala poderá movimentar, aproximadamente 8 milhões de toneladas / ano). • Áreas de Armazenamento: Layout proposto considerando as perspectivas de investimentos no Cais Sul para acomodar cargas a granel. Suporte do CDN ao Projeto JICA ▌Aumento de Capacidade do Porto
  29. 29.  Crescimento de Carga e Modais: particiação do transporte ferroviário das cargas que se originam no Porto de Nacala 2,0 2,4 2,5 3,0 3,7 4,9 2014 2015 2016 2017 2018 2019 Enxofre Baldeação e Rearrumação Minérios Açúcar Combustível Clinker Outros Carga Geral Trigo Ferro Gusa Fertilizante Grãos Containers Outros 23% 36% 53% 65% 74% 80% 77% 64% 47% 35% 26% 20% 2014 2015 2016 2017 2018 2019 Projeção de Cargas para o Porto de Nacala 18% 4% 21% 22% 34% CAGR = 17% ► Participação da Ferrovia no Transporte de Cargas do Porto de Nacala: CDN está concentrando esforços em preparar a infraestrutura do cais Sul para receber, manusear, armazenar e transportar cargas a granel Rodovia Ferrovia Taxa de Crescimento Anual Composta Cargas em Fase de Projeto ▌Projeção de Aumento de Demanda Ferroviária – Projetos de Terceiros em Desenvolvimento
  30. 30. Combustível MOSIL - Ferro Gusa - Moatize → Nacala - Volume: 1 Mtpa - Maturidade: 2017 - Carga Geral (Contentor e Granel) - Chipata ↔ Nacala - Volume: 300 mil tpa - Maturidade: 2015 - Combustível (Usina e Consumo Local) - Nacala → Moatize - Volume: 150 mil tpa - Maturidade: 2017 - Grãos em Geral - Cuamba → Nacala - Volume: 1.3 Mtpa - Maturidade: 2018 - Estilhas e MDF - Cuamba → Nacala - Volume: 300.000 m³ (126k he) - Maturidade: 2017 - Madeira - Cuamba → Nacala - Volume: 280.000 m³ (120k he) - Maturidade: 2018  Crescimento da Demanda: Projetos com alto potêncial de impacto (positivo) na economia regional Projeção de Cargas para o Porto de Nacala ▌Projeção de Aumento de Demanda Ferroviária – Projetos de Terceiros em Desenvolvimento
  31. 31.  Crescimento de Demanda por Tipo: Ocrescimento de demanda de maior impacto será da carga de granel sólido. 0.5 0.9 1.1 1.7 2.4 4.0 2.0 2.4 2.5 3.0 3.7 4.9 2014 2015 2016 2017 2018 2019 Rodovia Demanda Ferrovia Demanda Porto Container Other Cargo Grain 1.34 0.18 0.49 1.73 0.25 2.93 2014 2019 500% 29% 39% Princiapis Produtos (Mtpa) Principais Cargas 2014 2019 Soja / Grãos 0,00 0,80 Fertilizante 0,02 0,70 Minérios 0,06 0,41 Combustíveis 0,01 0,14 Ferro Gura 0,00 0,38 Sugar 0,03 0,07 Trigo 0,19 0,23 Clinquer 0,17 0,18 Total 0,49 2,92 Volumes no Porto de NacalaTransporte FerroviárioTransporte Rodoviário  Projeção de Volumes (Mtpa): Projeção de Cargas para o Porto de Nacala ▌Projeção de Aumento de Demanda Ferroviária – Projetos de Terceiros em Desenvolvimento
  32. 32. Estudo de Mercado e Matriz de Carga ▌Zonas de Influência do Corredor de Nacala – Áreas com alta demanda de importação e exportação
  33. 33. CDN – Ferrovia em Moçambique (872 Km) CEAR – Ferrovia no Malawi (797 Km)  Infraestrutura Ferroviária: Além dos esforços para garantir uma infraestrutura portuária adequada, estão sendo envidados todos os esforços para atingir resultados semelhantes na ferrovia. ▌Recuperação de Secções Críticas Garantindo Melhores Resultados Corredor de Nacala - Binômio Ferrovia-Porto
  34. 34.  Cadeia Logística Integrada (Ferrovia & Porto) Motivadores dos Investimentos~US$ 150 Milhões Investimento em curso para viabilizar escoamento de Carga Geral do Malawi e Moçambique. Integração Logística: Corredor Nacala  Ferrovia e Porto - Maior atratividade para clientes - Melhor confiabilidade dos ativos - Eficiência dos serviços - Otimização dos Investimentos futuros  Integração Internacional – Macro Economia - Desenvolvimento de mercados internos e estrangeiros; - Rota Utilizada por países sem saída para o mar;  Desenv. Economico-Social Regional - Mercados Internos (Produtivos e de Consumo); - Aumento dos Índices de Emprego; - Aumento de Geração de Renda “Per Capta”. ~ US$ 100MM ~ US$ 50MM  Viabilizar Regiões e Projetos - e.g.: Cuamba x Lichinha. Corredor de Nacala - Binômio Ferrovia-Porto ▌Recuperação de Secções Críticas Garantindo Melhores Resultados
  35. 35. ~ US$ 100MM ~ US$ 50MM  Antes:  Em Curso: ▌Recuperação Total da Linha Cuamba - Lichinga Corredor de Nacala - Binômio Ferrovia-Porto ~US$ 150 Milhões Investimento em curso para viabilizar escoamento de Carga Geral do Malawi e Moçambique. Integração Logística: Corredor Nacala  Ferrovia e Porto
  36. 36.  Antes:  Em Curso: ▌Recuperação Total da Linha Cuamba - Lichinga Corredor de Nacala - Binômio Ferrovia-Porto
  37. 37. • Locomotivas • Vagões:  Operações Ferroviárias: Investimentos em material rodante – Locomotivas e Vagões – é crítico para o sucesso do Corredor ▌Investimentos em Material Rodante Corredor de Nacala - Binômio Ferrovia-Porto
  38. 38. • Locomotivas • Vagões:  Operações Ferroviárias: Investimentos em material rodante – Locomotivas e Vagões – é crítico para o sucesso do Corredor ▌Investimentos em Material Rodante Corredor de Nacala - Binômio Ferrovia-Porto
  39. 39. ▌Benefícios do Projeto do Carvão de Moatize Corredor de Nacala - Binômio Ferrovia-Porto  Operações Ferroviárias: O Projeto do Carvão está reabilitando / construindo aprox. 900 km de linha de Nacala-a-velha a Moatize.
  40. 40. ▌Benefícios do Projeto do Carvão de Moatize Corredor de Nacala - Binômio Ferrovia-Porto  Operações Ferroviárias: O Projeto do Carvão está reabilitando / construindo aprox. 900 km de linha de Nacala-a-velha a Moatize.
  41. 41. Corredor de Nacala - Binômio Ferrovia-Porto

×