2 generos textuais esferas sociais

1.653 visualizações

Publicada em

GÊNEROS TEXTUAIS

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.653
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
28
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

2 generos textuais esferas sociais

  1. 1. GÊNEROS TEXTUAIS PROF. AYRES NOGUEIRA O
  2. 2. O QUE SÃO? “Gêneros são formas nas quais as pessoas ‘fazem as coisas’ por meio do seu uso da língua em contextos específicos” Brian Paltridge (cf. JOHNS et al, 2006)
  3. 3. O QUE SÃO? “Gênero refere-se simplesmente a meios socialmente aceitos de utilizar a língua”. Ken Hyland (cf. JOHNS et al, 2006) “Gênero é um tipo de elo entre as dimensões textuais, sociais e políticas da escrita”. Cristine Tardy (cf. JOHNS et al, 2006)
  4. 4. CONFORME A ESFERA SOCIAL, TEREMOS UM OU OUTRO GÊNERO MAIS OU MENOS USADO O que poderemos considerar esfera social? - Família - Internet - Igreja - Trabalho - Instituição de ensino - Comercial / bancário - Sindicato - Publicidade / jornalístico - Relacionamento etc.
  5. 5. ESFERA FAMILIAR
  6. 6. ESFERA FAMILIAR
  7. 7. ESFERA VIRTUAL
  8. 8. ESFERA VIRTUAL
  9. 9. ESFERA VIRTUAL
  10. 10. ESFERA VIRTUAL
  11. 11. ESFERA VIRTUAL
  12. 12. ESFERA VIRTUAL
  13. 13. ESFERA VIRTUAL
  14. 14. ESFERA VIRTUAL
  15. 15. ESFERA DE ENSINO
  16. 16. ESFERA DE ENSINO
  17. 17. ESFERA LITERÁRIA
  18. 18. ESFERA LITERÁRIA
  19. 19. ESFERA LITERÁRIA
  20. 20. ESFERA LITERÁRIA
  21. 21. ESFERA LITERÁRIA
  22. 22. ESFERA HOSPITALAR
  23. 23. ESFERA COMERCIAL
  24. 24. ESFERA BANCÁRIA
  25. 25. ESFERA BANCÁRIA
  26. 26. ESFERA BANCÁRIA
  27. 27. ESFERA PROFISSIONAL
  28. 28. ESFERA JORNALÍSTICA
  29. 29. ESFERA JORNALÍSTICA
  30. 30. ESFERA JORNALÍSTICA
  31. 31. ESFERA JORNALÍSTICA
  32. 32. ESFERA JORNALÍSTICA
  33. 33. ESFERA PUBLICITÁRIA
  34. 34. ESFERA RELIGIOSA
  35. 35. GÊNEROS DA ORALIDADE
  36. 36. OS GÊNEROS SÃO: • maleáveis, dinâmicos e plásticos • surgem a partir das necessidades e atividades sócio-culturais e das relações com as inovações tecnológicas
  37. 37. OS GÊNEROS SÃO ILIMITADOS... telefonemas, sermão, piada, carta pessoal, carta comercial, declaração, romance, conto, entrevista, bula de remédio, guia, índices, gráficos, artigos de opinião, artigo científico, anúncios, classificados, horóscopo, resenha, resumo, reunião de condomínio, lista de compras, outdoor, inquérito policial, edital de concurso, menu de restaurante, manchete, telegramas, telemensagens, teleconferência, reportagens ao vivo, cartas eletrônicas, manuais eletrônicos, bate-papos virtuais...
  38. 38. OS GÊNEROS APRESENTAM características sociocomunicativas definidas por: = conteúdos = propriedades funcionais = estilo = composição
  39. 39. OS TIPOS OU SEQUÊNCIAS TEXTUAIS SÃO - SEQUÊNCIA NARRATIVA - SEQUÊNCIA DESCRITIVA - SEQUÊNCIA ARGUMENTATIVA - SEQUÊNCIA EXPLICATIVA - SEQUÊNCIA INJUNTIVA - SEQUÊNCIA DIALOGAL
  40. 40. GÊNEROS HÍBRIDOS Segundo Koch (2006), este fenômeno também chamado de hibridização, mescla de gêneros ou intertextualidade intergêneros, consiste na possibilidade dos gêneros se apresentarem de forma híbrida, isto é, assumindo a forma de outro gênero. O hibridismo textual é um recurso muito utilizado por produtores de texto para chamar a atenção do leitor. No entanto, este leitor precisa ter um conhecimento prévio de gêneros textuais. Não um conhecimento formal, acadêmico, mas, um conhecimento de mundo que permita que o mesmo possa distinguir os objetivos colocados em cada texto que lê. “O conhecimento sobre gêneros, portanto, é sistemático. Por outro lado, por estarmos tratando de algo abstrato, pois não se pode mensurar ou prever o conhecimento de gênero de cada indivíduo, esse conhecimento é, ao mesmo tempo, complexo e dicotômico, por implicar elementos cognitivos e sociais” (JOHNS, 1997, p. 21).

×