Módulo ME 6.2Apresentação do Modelo de NegócioSinergética Estudos e Projetos Ltda.76 - Bruno Augusto Schlup60 – Antenor Ce...
Oceanografia
 Tornar-se uma referência na elaboração de estudos,projetos e trabalhos técnicos que contribuam paraque os objetivos e at...
ParceriasPrincipais• Instituições de pesquisas• Instituições de ensino• Consultoresindependentes• Empresas atuantes naárea...
 Modelo de negócio fundamentado naIDENTIFICAÇÃO e MAPEAMENTO de nichos demercado, EFETIVAÇÃO de parcerias, EXECUÇÃOde ati...
A Sinergética, considerada pela direção da Incubadora deEmpresa de Santos como uma empresa de base tecnológicafocada na in...
Analisou-se incialmente o modelo de negóciosda SINERGÉTICA constituído em 2010.Desenhou-se um novo modelo de negóciosbasea...
1.1 estruturar a Equipe Dedicada Para os Projetos deInovação1.2 definir os Canais de Comunicação para atingir osclientes1....
2.1 Identificar e definir os Segmentos de Mercado paraatuação2.2 definir a Proposta de Valor para os serviços e produtos2....
3.1 definir as Atividades-Chave3.2 definir estratégias para assessorar o MercadoSegurador em Gerenciamento de Riscos param...
PROJETO 1 – Baixo RiscoEscopo do Problema A SINERGÉTICA não dispõe de uma equipe de inovaçãoProjeto estruturar a Equipe De...
PROJETO 2 – Médio RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA necessita definir, com precisão, osSegmentos de Clientes, mercado ...
PROJETO 3 – Médio RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA precisa identificar e ajustar as ofertas deprodutos e serviços que...
PROJETO 4 – Baixo RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA precisa identificar e definir a estratégicade comunicação para ati...
PROJETO 5 – Baixo RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA precisa aprimorar as estratégias paraassegurar bom relacionamento ...
PROJETO 6 – Médio RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA não identificou, ainda, fontes de receitasregulares para assegurar...
PROJETO 7 – Baixo RiscoEscopo do Problema: a SINERGÉTICA, como decorrência da falta de clareza arespeito dos Segmentos de ...
PROJETO 8 – Alto RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA necessita de claro discernimento a respeitodas principais ações que...
PROJETO 9 – Baixo RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA, embora já conte com uma rede deparceiros para algumas atividades,...
PROJETO 10 – Baixo RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA precisa definir, com a precisão necessária,os custos mais importa...
PROJETO 11 – Médio RiscoEscopo do Problema necessidade em aprimorar propostas de trabalho voltadasà aplicação dos conceito...
PROJETO 12 – Médio RiscoEscopo do Problema necessidade de expressiva alteração e melhoria dastecnologias, processos e/ou p...
PROJETO 13 – Baixo RiscoEscopo do Problema: pequena visibilidade para os trabalhos realizados pelaSinergética, como estrat...
PROJETO 14 – Médio RiscoEscopo do Problema a imagem da SINERGÉTICA junto aos potenciais clientesdeixa a desejar como resul...
PROJETO 15 – Baixo RiscoEscopo do Problema falta de clareza, no site da SINERGÉTICA, do agrupamentode segmentos, as propos...
PROJETO 16 – Alto RiscoEscopo do Problema carência de estratégias para o desenvolvimento de soluçõestécnicas junto às empr...
Projeto Risco Análise de RiscosPlanos de Contingência(plano B)1.1BaixoO não comprometimento daequipe de inovação noperíodo...
Projeto Risco Análise de RiscosPlanos de Contingência(plano B)2.12.22.3MédioInformações levantadas nãocaracterizarem, com ...
Projeto Risco Análise de RiscosPlanos de Contingência(plano B)3.1AltoAtividades - Chave nãodefinidas com a precisãonecessá...
Exercicio 6.2 - Plano de negócios sinergética estudos e projetos
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Exercicio 6.2 - Plano de negócios sinergética estudos e projetos

1.196 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.196
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Exercicio 6.2 - Plano de negócios sinergética estudos e projetos

  1. 1. Módulo ME 6.2Apresentação do Modelo de NegócioSinergética Estudos e Projetos Ltda.76 - Bruno Augusto Schlup60 – Antenor Celestino de Souza Junior280 - José Edmilson Galdino da Silva468 - Regina Celia Mendes de Souza592 – Cristiane Aparecida Ferrari441 - Paulo Fernando Garreta HarkotSão Paulo, 03/06/2013
  2. 2. Oceanografia
  3. 3.  Tornar-se uma referência na elaboração de estudos,projetos e trabalhos técnicos que contribuam paraque os objetivos e atividades dos clientesconstituam-se em referências que sejam sustentáveisnas esferas econômica, social e ambiental Consolidar-se como uma empresa que faz uso desoluções inovadoras em oceanografia costeiraoperacional, sistemas e monitoramento daqualidade das águas e engenharia costeira focadaem contribuir para a melhoria e aprimoramento dosresultados, eficácia e construção de valor para osStakeholders
  4. 4. ParceriasPrincipais• Instituições de pesquisas• Instituições de ensino• Consultoresindependentes• Empresas atuantes naárea de ambiental• Empresas de engenharia• ONG‘s• Fabricantes erevendedores deequipamentos einstrumentosoceanográficos• Instituições públicasrelacionadas à área degestão ambiental com focoem recursos hídricos eregiões costeiras• Maricultores eaquicultoresProposta deValor• Planejamento eexecução de atividadesem oceanografiaoperacional costeira• Desenvolvimento desistemas e rotinas paramonitoramento daqualidade da água• Desenvolvimento,acompanhamento daexecução e avaliação deprojetos para atenuaçãoe controle da erosãocosteira• Otimização do uso daáguaRecursosPrincipais• Acervo deconhecimento Parcerias institucionais Redes de contato Iniciativas inovadorasna áreaAtividadesChaves•Identificar, organizar,avaliar, prover e integraras informaçõesnecessárias paraassegurar aos clientes àconsecução dos seusobjetivos enecessidades emperspectivas de curto,médio e longo prazo.Segmentos deCientes• Instituições de ensino• Instituições depesquisas• Empresas atuantesna área de consultoriaambiental• Empresas cujasatividades alteram aqualidade da água• Condomínios emarinas litorâneas• Operadoresportuários• Municípios litorâneose ribeirinhosCanais• Diretos – site,participação emfeiras e eventos,equipe de vendas• Indiretos –empresas parceirasRelacionamentocomClientes• AssistênciaempresarialdedicadaPlano de Negócios – SINERGÉTICA Estudos e ProjetosEstrutura de Custos•Direcionados pelo valor Fontes de Rendas• Venda isolada de serviços - projetos• Venda continuada de serviços – consultoria e assessoria• Comissão sobre revenda de equipamentos
  5. 5.  Modelo de negócio fundamentado naIDENTIFICAÇÃO e MAPEAMENTO de nichos demercado, EFETIVAÇÃO de parcerias, EXECUÇÃOde atividades e OTIMIZAÇÃO dos recursos para umamaior proposição de valor, alteração expressiva deprocessos, identificação de soluções eimplementação de práticas organizacionais maiseficazes, produtivas e lucrativas.
  6. 6. A Sinergética, considerada pela direção da Incubadora deEmpresa de Santos como uma empresa de base tecnológicafocada na inovação, demanda informações para a continuidadee aprimoramento dos seus processos internos, para análisemercadológica e para posicionamento estratégico considerandoas oportunidades de inserir, no rol dos produtos e serviços, aquelestecnologicamente inovadores e ainda não disponíveis no mercadobrasileiro.Nesse contexto, o refinamento do plano de negócio por meio deum processo de inovação tecnológica - que prevê melhoria doplano de negócios a partir da aplicação do CANVAS - poderápropiciar informações mais precisas para balizar os próximos passosda empresa.A partir desse cenário estabelecido, os próximos passos serão, alémde facilitados, em muito otimizados, e as iniciativas e necessidadesde inovação tecnológica poderão ser consideradas comodesdobramentos e consequências do trabalho e diagnósticoproposto.
  7. 7. Analisou-se incialmente o modelo de negóciosda SINERGÉTICA constituído em 2010.Desenhou-se um novo modelo de negóciosbaseado na experiência mercadológica atualda SINERGÉTICA com foco nas necessidades dosclientes e em soluções inovadoras.Os integrantes da equipe de inovaçãocontribuíram com propostas de projetos deinovação.A apresentação do portfólio a um dosrepresentantes do Comitê de Inovação resultouno aprimoramento e inclusão de novos projetoscom aprofundamento dos princípios do modeloCanvas de Negócios para a SINERGÉTICA.
  8. 8. 1.1 estruturar a Equipe Dedicada Para os Projetos deInovação1.2 definir os Canais de Comunicação para atingir osclientes1.3 definir os tipos de Relacionamento com Clientescaracterizar e definir os Recursos Principais1.4 Identificar e definir as Parcerias Principais1.5 identificar as componentes para cálculo da Estrutura deCusto1.6 Participar de concursos de projetos1.7Ampliar conteúdo do site inserindo artigos, vídeos e e-talks
  9. 9. 2.1 Identificar e definir os Segmentos de Mercado paraatuação2.2 definir a Proposta de Valor para os serviços e produtos2.3 identificar as Fontes de Receitas2.4 criar modelo de negócio para captação de recursosna área de responsabilidade socioambiental apoiadaspelo setor público ou privado2.5 Intensificar campanha institucional para fortalecimentoda marca2.6 instituir núcleo de inteligência competitiva para análisede tendências gerais do core business e prospecção denovos negócios
  10. 10. 3.1 definir as Atividades-Chave3.2 definir estratégias para assessorar o MercadoSegurador em Gerenciamento de Riscos paraminimizar perdas financeiras das Seguradorasnos Seguros de Riscos Ambientais em áreascosteiras e sob influência fluvial
  11. 11. PROJETO 1 – Baixo RiscoEscopo do Problema A SINERGÉTICA não dispõe de uma equipe de inovaçãoProjeto estruturar a Equipe Dedicada Para os Projetos de InovaçãoGarantir a existência,ao longo dos próximosdois anos, de umaequipe cuja únicaresponsabilidade sejadesenvolver e avaliar aexecução dos projetosde inovação a seremcriadosObjetivos Secundários / Metas• Propor à Coordenação do GEPIT a presente proposta paraconstituição do grupo responsável pelo desenvolvimento de projetosde inovação da tecnológica na SINERGÉTICA, constituído pelosconsultores dedicados: Antenor, Bruno, José Galdino, Regina eCristiane;• Criar e estruturar um Comitê de Inovação com a participação dossócios, Paulo Harkot e Maria Claudia, e do consultor para areformulação organizacional, Rolando Ravasini;• Capacitar a equipe de inovação nos temas em que a Sinergéticaatua e em metodologias e uso de ferramentas de PDEI; e• Definir as responsabilidades da equipe de inovação e do Comitê deInovação.Objetivo Principal
  12. 12. PROJETO 2 – Médio RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA necessita definir, com precisão, osSegmentos de Clientes, mercado potencial e área geográfica de atuação apartir dos diferentes nichos de mercado identificados.Projeto Identificar e definir os Segmentos de Mercado para atuaçãoIdentificar osdiferentes grupos deorganizaçõespassíveis de setornarem clientesObjetivos Secundários / MetasObjetivo Principal• Identificar os segmentos que apresentam demandas enecessidades passíveis de serem atendidas pelaempresa;• Verificar os tipos de relacionamentos necessários paracada um dos segmentos considerados;• Subsidiar, a partir das informações levantadas, adefinição dos serviços e produtos oferecidos.
  13. 13. PROJETO 3 – Médio RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA precisa identificar e ajustar as ofertas deprodutos e serviços que criam valor para os segmentos de clientes identificadosno Projeto 2.Projeto definir a Proposta de Valor para os serviços e produtosIdentificar asnecessidades dospotenciais clientespassíveis de seremsupridas pelosprodutos e serviçosObjetivos Secundários / MetasObjetivo PrincipalIdentificar os principais problemas enfrentados pelospotenciais clientes passíveis de serem solucionados apartir dos produtos e serviços ofertados;Identificar as principais necessidades dos potenciaisclientes;Definir o conjunto de produtos e serviços passíveis deserem oferecidos para cada Segmento de Clientes.
  14. 14. PROJETO 4 – Baixo RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA precisa identificar e definir a estratégicade comunicação para atingir o Segmento de Cliente identificado.Projeto definir os Canais de Comunicação para atingir os clientesIdentificar e definir oscanais decomunicação,distribuição e vendasObjetivos Secundários / MetasObjetivo PrincipalIdentificar os principais canais de comunicaçãopreferidos pelos segmentos de mercados definidos noprojeto 2;Identificar como se conjugam nossos canais;Definir o conjunto de canais de comunicação,distribuição e vendas.
  15. 15. PROJETO 5 – Baixo RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA precisa aprimorar as estratégias paraassegurar bom relacionamento com os clientes.Projeto definir os tipos de Relacionamento com ClientesIdentificar os tipos derelações que aempresa deveráestabelecer com osseus clientesObjetivos Secundários / MetasObjetivo PrincipalIdentificar os tipos de relacionamentos de acordo como Segmento de Cliente considerado;Estimar os custos demandados para a implementaçãode cada uma das estratégias a serem adotadas;Definir as estratégias para integrar os tipos derelacionamentos com Modelo de Negócio daSinergética.
  16. 16. PROJETO 6 – Médio RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA não identificou, ainda, fontes de receitasregulares para assegurar o bom desenvolvimento e evolução do negócio.Projeto identificar as Fontes de ReceitasEstimar e estipular osvalores a serempraticados junto aosclientesObjetivos Secundários / MetasObjetivo PrincipalIdentificar os tipos de fonte de receitas de acordo como Segmento de Cliente considerado;Estimar o valor que os segmentos de Cliente estãodispostos à pagar à Sinergética;Identificar fontes de receitas regulares para assegurar aevolução da SINERGÉTICA.
  17. 17. PROJETO 7 – Baixo RiscoEscopo do Problema: a SINERGÉTICA, como decorrência da falta de clareza arespeito dos Segmentos de Clientes e das Propostas de Valor a seremoferecidas, precisa definir os Recursos Principais.Projeto caracterizar e definir os Recursos PrincipaisDefinir os RecursosPrincipais e estipularos valores a seremalocadosObjetivos Secundários / MetasObjetivo PrincipalIdentificar os principais tipos de recursos necessáriospara cada proposta de valor identificada;Estimar os tipos de recursos, e respectivos montantes,para cada um dos canais de distribuição definidos;Identificar os tipos de recursos para assegurar ocontinuo relacionamento com os clientes; eMapear as fontes de receitas passíveis de seremdemandadas para garantir a manutenção e operaçãoda empresa
  18. 18. PROJETO 8 – Alto RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA necessita de claro discernimento a respeitodas principais ações que deve realizar para cumprir seus propósitos.Projeto definir as Atividades-ChaveIdentificar e definir asações maisimportantes para aexecução dasatividades eassegurar asentregas dasPropostas de ValorObjetivos Secundários / MetasObjetivo PrincipalIdentificar as atividades-chave para cada uma dasPropostas de Valor eleitas;Definir as atividades-chave para a manutenção dosCanais de Distribuição;Definir as atividades-chave para assegurar acontinuidade do relacionamento com os Clientes; eIdentificar as atividades-chave para manter as fontesde receitas.
  19. 19. PROJETO 9 – Baixo RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA, embora já conte com uma rede deparceiros para algumas atividades, deve identificar, a partir das Propostas deValor definidas, novas alternativas de fornecedores e empresas parceiras.Projeto Identificar e definir as Parcerias PrincipaisMapear e identificaras empresas efornecedorespassíveis dealavancar efortalecer asPropostas de Valorda empresaObjetivos Secundários / MetasObjetivo PrincipalIdentificar os principais parceiros em potencial;Identificar os principais fornecedores;Definir os recursos a serem a serem adquiridos deterceiros; eEstipular as diferentes Atividades-Chave executadas porparceiros.
  20. 20. PROJETO 10 – Baixo RiscoEscopo do Problema a SINERGÉTICA precisa definir, com a precisão necessária,os custos mais importantes para a execução do modelo de negócios, aquisiçãode recursos e desenvolvimento das atividades-chave.Projeto identificar as componentes para cálculo da Estrutura de CustoIdentificar, ponderare integrar os custosmais importantesenvolvidos naoperação doModelo de Negócioda SinergéticaObjetivos Secundários / MetasObjetivo Principal Avaliar os custos associados aos recursos principais,atividades-chave e parcerias principais; Valorar os custos envolvidos com a geração e ofertadas Propostas de Valor; Estimar os custos decorrentes da manutenção doscanais para Relacionamento com os Clientes; Estimar os custos associados à geração de receitas;
  21. 21. PROJETO 11 – Médio RiscoEscopo do Problema necessidade em aprimorar propostas de trabalho voltadasà aplicação dos conceitos técnicos e fundamentação filosófica junto àempresas que impactem a qualidade das águasProjeto criar modelo de negócio para captação de recursos na área deresponsabilidade socioambiental apoiadas pelo setor público ou privadoDefinir estratégia detrabalho parafundamentar modelode negócio paracaptação derecursos paradesenvolvimento ,teste, execução doprotótipo eavaliação deproposta paramelhoria dosindicadores deresponsabilidadesocioambientalObjetivos Secundários / MetasObjetivo Principal Identificar as iniciativas implantada em instituiçõesprivadas elaboradas a partir dos conceitos divulgadospela Avaliação Ecossistêmica do Milênio; Avaliar a eficácia das medidas adotadas a partir deinformações disponíveis em veículos de divulgaçãocientífica; Desenvolver estratégias para a implantação deprojetos de intervenção voltados à melhoria dosindicadores de desempenho das empresas, queatendam contribuam para a manutenção dos serviçosnaturais assegurados pelos ecossistema; e Definir critérios para avaliar a eficácia dos resultadosobtidos pela empresa no contexto dos cenáriosformulados pela Avaliação Ecossistêmica do Milênio.
  22. 22. PROJETO 12 – Médio RiscoEscopo do Problema necessidade de expressiva alteração e melhoria dastecnologias, processos e/ou praticas organizacionais voltadas à diminuição doimpacto ambiental causado pelas atividades econômicas produtivas.Projeto instituir núcleo de inteligência competitiva para análise de tendênciasgerais do core business e prospecção de novos negóciosDesenvolver novassoluções inexistentesno mercado para aavaliação e omonitoramento daqualidade das águasdoces, salobras esalinasObjetivos Secundários / MetasObjetivo Principal Identificar métodos para avaliação dos distúrbios eimpactos ambientais causados pelas atividadesorganizacionais aos corpos d´águas; desenvolver e aplicar métodos estratégias paraavaliação do potencial de alteração e degradação daqualidade das águas; e identificar oportunidades para melhoria dos processose diminuição do impacto junto à qualidade das águas
  23. 23. PROJETO 13 – Baixo RiscoEscopo do Problema: pequena visibilidade para os trabalhos realizados pelaSinergética, como estratégia para assegurar visibilidade da empresa junto aoseu público-alvo e sociedadeProjeto participar de concursos de projetosIdentificar concursos,certames e demaistipos de eventoscorrelatos parainscrever os trabalhosdesenvolvidos parafins de avaliação daqualidade eexcelênciaObjetivos Secundários / MetasObjetivo Principal Identificar eventos com características que possibilitema inscrição de trabalhos realizados pela Sinergética; Identificar veículos e periódicos científicos com linhaeditorial passível de receber comunicações e trabalhoscientíficos resultados de trabalhos realizados; Formatar os produtos principais resultados com aestrutura e formatação de trabalho científico; Divulgar os trabalhos e comunicações científicaspublicadas no site da empresas e por meio de outrasestratégias de divulgação e marketing.
  24. 24. PROJETO 14 – Médio RiscoEscopo do Problema a imagem da SINERGÉTICA junto aos potenciais clientesdeixa a desejar como resultado da complexidade e diversidade das propostasde trabalho apresentadasProjeto Intensificar campanha institucional para fortalecimento da marcaDefinir mix deprodutos, mercado epropostas desoluções paraaumentar aparticipação e/oupreparar-se paranovas demandas,concorrências oumudança de focoObjetivos Secundários / MetasObjetivo Principal Redefinir processos e/ou práticas organizacionaisvigentes, consolidar uma imagem de soluçõesinovadoras junto a clientes e concorrentes
  25. 25. PROJETO 15 – Baixo RiscoEscopo do Problema falta de clareza, no site da SINERGÉTICA, do agrupamentode segmentos, as propostas de valor, os canais, os tipos de relacionamentos, osvalores e os resultados almejados.Projeto ampliar conteúdo do site inserindo artigos, vídeos e e-talks, entre outrosDefinir mix deprodutos, mercado epropostas desoluções paraaumentar aparticipação e/oupreparar-se paranovas demandas,concorrências oumudança de focoObjetivos Secundários / MetasObjetivo Principal Redefinir processos e/ou práticas organizacionaisvigentes, consolidar uma imagem de soluçõesinovadoras junto a clientes e concorrentes;Vincular os projetos da Sinergética aos oito objetivos domilênio e da Avaliação Ecossistêmica do Milênio, a partirdo site; e Divulgar no site as premiações dos projetoselaborados.
  26. 26. PROJETO 16 – Alto RiscoEscopo do Problema carência de estratégias para o desenvolvimento de soluçõestécnicas junto às empresas privadas do ramo de seguros de atividades realizadas naregião costeira e ambientes fluviais.Projeto definir estratégias para assessorar o Mercado Segurador em Gerenciamento deRiscos para minimizar perdas financeiras das Seguradoras nos Seguros de RiscosAmbientais em áreas costeiras e sob influência fluvialConstruir estruturapara apoiar asSeguradoras nosSeguros de RiscosAmbientaisObjetivos Secundários / MetasObjetivo Principal Capacitação no conhecimento de Seguros de RiscosAmbientais e Gerenciamento de Riscos; Conhecer os concorrentes (empresas degerenciamento de riscos); Estudar aspectos jurídicos no envolvimento comgerenciamento de riscos; Especializar-se em gerenciamento de riscos; eConceder palestras gratuitas na FUNENSEG paraformação de networking com o mercado segurador
  27. 27. Projeto Risco Análise de RiscosPlanos de Contingência(plano B)1.1BaixoO não comprometimento daequipe de inovação noperíodo de 2 anosPropor a Agência USP acomposição de outra equipe1.21.31.41.5Dificuldade, ou impossibilidade,de se mensuraradequadamente as variáveispara a definição dosindicadores e métricasnecessáriasSolicitar apoio da AgênciaUSP, SEBRAE SP, SENAC ouconsultores independentes1.6Não obter a premiaçãodesejadaAvaliar a adequação dosprocedimentos adotados,dos eventos escolhidos daformatação dada aostrabalhos apresentados como intuito de escolher epreparar um projeto para ospróximos eventos e certames.
  28. 28. Projeto Risco Análise de RiscosPlanos de Contingência(plano B)2.12.22.3MédioInformações levantadas nãocaracterizarem, com aprecisão necessária, oindicador que está a seconstruirSolicitar apoio da AgênciaUSP, SEBRAE SP, SENAC ouconsultores independentes2.4Não obter financiamentopúblico ou privado para odesenvolvimento de pesquisasaplicadas na elaboração deproposta de trabalhoRevisar os critérios adotadospara a elaboração dosprojetosIdentificar editais queapresentem maior aderênciaBuscar outros tipos de fontesde apoio financeiro2.5Campanha realizada nãoobteve o retorno desejado noque respeita ao fortalecimentoda marca Solicitar apoio da AgênciaUSP, SEBRAE SP, SENAC ouconsultores independentesResultados obtidos pelo grupode inteligência competitiva
  29. 29. Projeto Risco Análise de RiscosPlanos de Contingência(plano B)3.1AltoAtividades - Chave nãodefinidas com a precisãonecessáriaSolicitar apoio da AgênciaUSP, SEBRAE SP, SENAC ouconsultores independentes3.2Impossibilidade de acesso aomercado segurador paraapresentação das propostaspara assessoria e realização detrabalhos conjuntosAvaliar e adequar aestratégia adotada parainserção da empresa nessenicho de atuaçãoIdentificar instituições queatuem com seguro emempreendimentos eatividades realizados nosambientes fluviais, lacustrinos,costeiros e marinho.

×