Minerais e matéria cristalina

823 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
823
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
25
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Minerais e matéria cristalina

  1. 1. Propriedades de minerais • Composição química definida; • Estrutura Cristalina – estrutura interna ordenada, regular e repetitiva.
  2. 2. Condições de Desenvolvimento dos Cristais • Condições favoráveis – a organização interna reflecte-se na forma exterior dos cristais, que são delimitados por superfícies planas e lisas. • Condições desfavoráveis – as faces planas não aparecem (como por exemplo falta de espaço)
  3. 3. Como se formam os minerais das Rochas Magmáticas? • Resultam do arrefecimento e solidificação do magma Arrefecimento rápido - não há condições para se formarem cristais bem desenvolvidos. Arrefecimento lento – há condições para se formarem cristais bem desenvolvidos (observáveis à vista desarmada)
  4. 4. Tipos de Cristais • Cristal subédrico ou subidiomórfico – o mineral apresenta parcialmente faces bem desenvolvidos. • Cristal anédrico ou informe – mineral sem qualquer tipo de faces.
  5. 5. • Cristal euédrico ou idomórfico – o mineral totalmente limitado por faces desenvolvidas
  6. 6. Factores que caracterizam a estrutura cristalina • Composição química; • Estrutura interna; • * • Durante muito tempo pensou-se que cada mineral teria uma composição e estrutura interna única. • No entanto em certos minerais podem ocorrer variações nestas características.
  7. 7. Isomorfismo • Ocorrem variações ao nível da composição química dos minerais sem, contudo, se verificarem alterações na estrutura cristalina. • Série isomórfa ou solução sólida – conjunto de minerais isomórfos. • As plagioglases (grupo de feldspatos) e as olivinas são minerais que constituem séries isomorfas.
  8. 8. Isomorfismo -> Olivinas • (Fe,Mg)2 SiO4 – os átomos de ferro (Fe) e magnésio (Mg), dada a semelhança de tamanho, podem intersubsistuir-se na estrutura cristalina, parcial ou totalmente. • Olivinas puras – formam-se quando a substituição entre o Fe e o Mg é total: • Fosterite = Mg2Si04 • Faialite = Fe2 Si04
  9. 9. Isomorfismo - Olivinas
  10. 10. Isomorfismo – Plagioclases (Na, Ca) • Os átomos de Cálcio (Ca) e de Magnésio (Mg), dada a semelhança, podem interbustituir-se na estrutura cristalina, pacialmente ou totalmente.
  11. 11. Isomorfismo - Plagioclases Plagioclases puras – formam-se quando a substituição entre o Na e o Ca é total: •Anortite; •Albite.
  12. 12. Polimorfismo • Os minerais têm a mesma composição química mas estruturas cristalinas diferentes. • Minerais polimorfos (diamante e grafite) – são constituídos por átomos de carbono, mas às condições físico-químicos que presidem à sua formação, apresentam formas cristalinas totalmente distintas, o que se reflecte na sua dureza – o diamante é o mais duro mineral conhecido e a grafite tem baixa dureza.
  13. 13. A temperatura e a pressão condicionam o tipo de rede estável em cada circunstância. O Diamante pode formar-se a temperaturas e pressões que existem abaixo da linha A. A grafite pode formar-se a temperaturas e pressões que existem acima da linha A.
  14. 14. Estrutura Diamante
  15. 15. Estrutura Grafite

×