SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 29
Baixar para ler offline
COLÉGIO ESTADUAL GOVERNADOR LUIZ
VIANA FILHO
DISCIPLINA: ARTES
SÉRIE: 6ª
PROFESSORA: ANNETE SILVA O MELO
DANÇAS DO NORDESTE
O QUE É DANÇA?

   A dança é um forma de linguagem corporal
    elaborada pelas sociedades ao longo da
    história.
   É uma das maneiras que o ser humano usa
    para poder se comunicar com ele mesmo, com
    os outros e com o mundo.
                    (César Coll e Ana Teberosky)
A DANÇA NO BRASIL

   È um dos pontos mais fortes da cultura;
   Grande diversidade de cultura, composta por
    vários elementos culturais;
   Estilos variados e significativos, como
    produto de uma grande difusão cultural.
REGIÃO NORDESTE
PRINCIPAIS DANÇAS DO
        NORDESTE DO BRASIL
   1. SAMBA DE RODA- Estilo musical
    caracterizado por elementos da cultura afro-
    brasileira. Surgiu no estado da Bahia, no
    século XIX. É uma variante mais tradicional
    do samba. Os dançarinos dançam numa roda
    ao som de músicas acompanhadas por palmas
    e cantos. Chocalho, pandeiro, viola, atabaque
    e berimbau são os instrumentos musicais mais
    utilizados.
SAMBA DE RODA




RAUL MENDEZ TEMA RODA DE SAMBA MEDIDA 60X80 ACRILICA SOBRE TELA
2. MARACATU
   - O maracatu é um ritmo musical com dança típico
    da região pernambucana. Reúne uma interessante
    mistura de elementos culturais afro-brasileiros,
    indígenas e europeus. Possui uma forte característica
    religiosa. Os dançarinos representam personagens
    históricos (duques, duquesas, embaixadores, rei e
    rainha). O cortejo é acompanhado por uma banda
    com instrumentos de percussão (tambores, caixas,
    taróis e ganzás).
MARACATU
3. FREVO
   Com música e dança tipicamente populares, o frevo
    apareceu na cidade de Recife em fins do século XIX.
    Originou-se das músicas que as bandas militares e
    fanfarras tocavam nos desfiles de rua.Este estilo
    pernambucano de carnaval é uma espécie de
    marchinha muito acelerada, que, ao contrário de
    outras músicas de carnaval, não possui letra, sendo
    simplesmente tocada por uma banda que segue os
    blocos carnavalescos enquanto os dançarinos se
    divertem dançando. Os dançarinos de frevo usam,
    geralmente, um pequeno guarda-chuva colorido
    como elemento coreográfico
FREVO




AECIO ARTISTA NAIF OBRAS COM AS MEDIDAS 30X40
4. BAIÃO
   Ritmo musical, com dança, típico da região
    nordeste do Brasil. Os instrumentos usados
    nas músicas de baião são: triângulo, viola,
    acordeom e flauta doce. A dança ocorre em
    pares (homem e mulher) com movimentos
    parecidos com o do forró (dança com corpos
    colados). O grande representante do baião foi
    Luiz Gonzaga.
BAIÃO
5. QUADRILHA
   Trazida pelos portugueses no inicio do século XIX, a
    nossa quadrilha tem origem na quadrilha francesa,
    que , por sua vez, parece ter vindo da country dance
    inglesa. Quando chegou no Brasil era dançada na
    corte pelas elites.
    É uma dança típica da época de festa junina. Há um
    animador que vai anunciando frases e marcando os
    momentos da dança. Os dançarinos (casais), vestidos
    com roupas típicas da cultura caipira (camisas e
    vestidos xadrezes, chapéu de palha) vão fazendo
    uma coreografia especial.
QUADRILHA




Fotos de ARACY TEMAQUADRILHA DE SAO JOAO
6. CAPOEIRA
   É um dos principais elementos da cultura negra no
    Brasil, a capoeira é dançada ao som do berimbau ou
    de instrumentos de percussão, como pandeiros,
    atabaques, ganzás e caxixis.
   Como luta os escravos a praticavam em segredo,
    simulando uma dança, ao som de cantos rituais e
    diversos instrumentos. A capoeira possui duas
    modalidades, a angola e o regional, mas ambas
    utilizam golpes com os pés, pernas, mãos e cabeça.
CAPOEIRA
QUADRO - CAPOEIRA - OLÉO SOBRE TELA - A.AMORIM. Cultura
7. PAGODE
   Pagode era o nome dado às festas que
    aconteciam nas senzalas e acabou tornando-se
    sinônimo de qualquer festa regada a alegria,
    bebida e cantoria. Variação do samba que
    apresenta características do choro, tem estilo
    romântico e andamento fácil para dançar.
   Existem as variações como o Pagode de
    Amarantes,Pagode de Cumbucas, Pagode de
     Pagode de Amarante

    Cacetes
PAGODE
8. AXÉ
   Axé é uma saudação religiosa usada no candomblé e
    na umbanda, que significa energia positiva.
   É um jeito de música e dança mui popular com
    originem em Salvador Bahia..
   Axé é a dança do carnaval da Bahia e domina todos
    os aspectos da cultura popular baiana. Seu rico
    visual é único no mundo por sua mistura da ginga,
    dos sorrisos, paqueros, relances, rostos, vozes,
    corpos, e cores do povo baiano.
AXÉ
9. COCO
   È uma dança acompanhada de cantoria, de origem alagoana
    com influencia africana
   Acredita-se que tenha nascido no Quilombo dos palmares,
    como um canto de trabalho, que servia para acompanhar a
    quebra dos cocos.
   É um estilo de dança muito praticado nos estados de Alagoas,
    Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.
   É uma dança de roda ou de fileiras mistas, de conjunto, de
    pares, que vão ao centro e desenvolvem movimentos
    ritmados. É praticado geralmente nas reuniões sociais e
    festividades populares.
COCO
10.FORRÓ
   O Forró é dançado em duplas, casais, que executam diversas evoluções,
    diferentes para o Forró nordestino e o Forró universitário. A diferença
    principal entre esses dois forrós é que o Nordestino tem mais malícia,
    sensualidade, e exige mais cumplicidade dos parceiros. O Forró
    universitário tem mais evoluções, mais "passos". O modo de dança no
    Forró Universitário é o dois-dois, e os passos principais são: a
    "Dobradiça" (abertura lateral como uma porta), a "Caminhada" (que ao
    invés de ir para os lados, caminha pra a frente ou para trás), a
    "Comemoração" (estilo de balançada com a perna do cavalheiro no meio
    da perna da dama), o giro simples, o giro do cavalheiro, o "Oito" (quando
    o cavalheiro e a dama ficam de costas e passam um pelo outro), e no
    Forró Nordestino o modo de dança é o um-um (para frente e para trás)
    são: a levantada de perna, e a "testada" (o cavalheiro e a dama encostam
    as testas)
FORRÓ
11- BUMBA-MEU-BOI
   Dança dramática popular. Sua origem deve
    ser portuguesa, a narrativa gira em torno das
    peripécias, morte e ressurreição de um boi,
    figura principal da dança. São muitos os
    personagens dessa história. No Maranhão,
    onde a manifestação se apresenta com mais
    exuberância, eles se apresentam por ocasião
    das festas juninas.
BUMBA MEU BOI
12.CABOCOLINHOS
   São blocos de pessoas fantasiadas de índios que se
    apresentam principalmente no Carnaval
    pernambucano. Suas músicas e danças não possuem
    canto nem fala e representam a coragem dos
    caboclos (índios) em reação à ocupação de seus
    territórios. Para simbolizar essa combatividade
    dançam munidos de um instrumento musical de
    percussão chamado preaca, que é um tipo de arco e
    flecha que serve para fazer a marcação rítmica. Esse
    instrumento é tocado juntamente com uma ou mais
    caixa ( tarol), caracaxá e algumas flautas
    verticais(gaiata).
CABOCOLINHOS

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Influência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasilInfluência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasilNancihorta
 
Folclore Brasileiro, região centro-oeste
Folclore Brasileiro, região centro-oesteFolclore Brasileiro, região centro-oeste
Folclore Brasileiro, região centro-oesteDiulha Colombo
 
Cultura Afro Brasileira
Cultura Afro BrasileiraCultura Afro Brasileira
Cultura Afro Brasileirabrendazarza
 
Danças Urbanas.pptx
Danças Urbanas.pptxDanças Urbanas.pptx
Danças Urbanas.pptxSimone0224
 
Danças existentes
Danças existentesDanças existentes
Danças existenteseuler223
 
Cultura negra / Afro-Brasileira
Cultura negra / Afro-BrasileiraCultura negra / Afro-Brasileira
Cultura negra / Afro-BrasileiraNiela Tuani
 
Origem da festa junina
Origem da festa juninaOrigem da festa junina
Origem da festa juninaLeo Costa
 
Conceito de dança Professor Rodrigo Costa
Conceito de dança Professor Rodrigo CostaConceito de dança Professor Rodrigo Costa
Conceito de dança Professor Rodrigo CostaRODRIGO COSTA DE LIMA
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptPriscillaPorto7
 
Tudo sobre o Hip Hop
Tudo sobre o Hip HopTudo sobre o Hip Hop
Tudo sobre o Hip HopSuzana Ramos
 
História do circo
História do circoHistória do circo
História do circomaria.2008
 

Mais procurados (20)

Influência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasilInfluência da-cultura-africana-no-brasil
Influência da-cultura-africana-no-brasil
 
Folclore Brasileiro, região centro-oeste
Folclore Brasileiro, região centro-oesteFolclore Brasileiro, região centro-oeste
Folclore Brasileiro, região centro-oeste
 
Cultura Afro Brasileira
Cultura Afro BrasileiraCultura Afro Brasileira
Cultura Afro Brasileira
 
Cultura africana
Cultura africanaCultura africana
Cultura africana
 
Danças Urbanas.pptx
Danças Urbanas.pptxDanças Urbanas.pptx
Danças Urbanas.pptx
 
Samba
SambaSamba
Samba
 
Danças existentes
Danças existentesDanças existentes
Danças existentes
 
Cultura negra / Afro-Brasileira
Cultura negra / Afro-BrasileiraCultura negra / Afro-Brasileira
Cultura negra / Afro-Brasileira
 
Danças afro
Danças afroDanças afro
Danças afro
 
Dança
DançaDança
Dança
 
Origem da festa junina
Origem da festa juninaOrigem da festa junina
Origem da festa junina
 
Festa junina
Festa juninaFesta junina
Festa junina
 
Conceito de dança Professor Rodrigo Costa
Conceito de dança Professor Rodrigo CostaConceito de dança Professor Rodrigo Costa
Conceito de dança Professor Rodrigo Costa
 
Dança - Anos Finais
Dança - Anos FinaisDança - Anos Finais
Dança - Anos Finais
 
Dança de salão.
Dança de salão.Dança de salão.
Dança de salão.
 
Contribuição da cultura africana no brasil
Contribuição da cultura africana no brasilContribuição da cultura africana no brasil
Contribuição da cultura africana no brasil
 
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.pptArte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
Arte Indígena Rituais Música e Dança.ppt
 
Tudo sobre o Hip Hop
Tudo sobre o Hip HopTudo sobre o Hip Hop
Tudo sobre o Hip Hop
 
Festa junina
Festa juninaFesta junina
Festa junina
 
História do circo
História do circoHistória do circo
História do circo
 

Semelhante a Danças do Nordeste

Semelhante a Danças do Nordeste (20)

danasbrasileiras0-170415153903.pdf
danasbrasileiras0-170415153903.pdfdanasbrasileiras0-170415153903.pdf
danasbrasileiras0-170415153903.pdf
 
Danças brasileiras
Danças brasileirasDanças brasileiras
Danças brasileiras
 
Danças da região norte
Danças da região norteDanças da região norte
Danças da região norte
 
Dança
DançaDança
Dança
 
Dança
DançaDança
Dança
 
O som do nordeste
O som do nordesteO som do nordeste
O som do nordeste
 
Danças folcloricas
Danças folcloricasDanças folcloricas
Danças folcloricas
 
Danças nordestinas
Danças nordestinasDanças nordestinas
Danças nordestinas
 
Dancas folcloricas
Dancas folcloricasDancas folcloricas
Dancas folcloricas
 
Danças existentes no brasil
Danças existentes no brasilDanças existentes no brasil
Danças existentes no brasil
 
AULA SOBRE O SAMBA.pdf
AULA SOBRE O SAMBA.pdfAULA SOBRE O SAMBA.pdf
AULA SOBRE O SAMBA.pdf
 
Danças regionais
Danças regionaisDanças regionais
Danças regionais
 
Roteiro de estudo ARTE - Ensino Fundamental
Roteiro de estudo ARTE - Ensino FundamentalRoteiro de estudo ARTE - Ensino Fundamental
Roteiro de estudo ARTE - Ensino Fundamental
 
MúSicas Populares E FolclóRicas Brasileiras
MúSicas Populares E FolclóRicas BrasileirasMúSicas Populares E FolclóRicas Brasileiras
MúSicas Populares E FolclóRicas Brasileiras
 
Cantigas
CantigasCantigas
Cantigas
 
Dancas brasileiras de_matriz_africana
Dancas brasileiras de_matriz_africanaDancas brasileiras de_matriz_africana
Dancas brasileiras de_matriz_africana
 
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e AtividadesArtes Dança/ Danças Regionais e Atividades
Artes Dança/ Danças Regionais e Atividades
 
Sociologia
SociologiaSociologia
Sociologia
 
DANCAS
DANCASDANCAS
DANCAS
 
Danças,Festas e Músicas Brasileiras com influencias africanas
Danças,Festas e Músicas Brasileiras com influencias africanas Danças,Festas e Músicas Brasileiras com influencias africanas
Danças,Festas e Músicas Brasileiras com influencias africanas
 

Danças do Nordeste

  • 1. COLÉGIO ESTADUAL GOVERNADOR LUIZ VIANA FILHO DISCIPLINA: ARTES SÉRIE: 6ª PROFESSORA: ANNETE SILVA O MELO
  • 3. O QUE É DANÇA?  A dança é um forma de linguagem corporal elaborada pelas sociedades ao longo da história.  É uma das maneiras que o ser humano usa para poder se comunicar com ele mesmo, com os outros e com o mundo. (César Coll e Ana Teberosky)
  • 4. A DANÇA NO BRASIL  È um dos pontos mais fortes da cultura;  Grande diversidade de cultura, composta por vários elementos culturais;  Estilos variados e significativos, como produto de uma grande difusão cultural.
  • 6. PRINCIPAIS DANÇAS DO NORDESTE DO BRASIL  1. SAMBA DE RODA- Estilo musical caracterizado por elementos da cultura afro- brasileira. Surgiu no estado da Bahia, no século XIX. É uma variante mais tradicional do samba. Os dançarinos dançam numa roda ao som de músicas acompanhadas por palmas e cantos. Chocalho, pandeiro, viola, atabaque e berimbau são os instrumentos musicais mais utilizados.
  • 7. SAMBA DE RODA RAUL MENDEZ TEMA RODA DE SAMBA MEDIDA 60X80 ACRILICA SOBRE TELA
  • 8. 2. MARACATU  - O maracatu é um ritmo musical com dança típico da região pernambucana. Reúne uma interessante mistura de elementos culturais afro-brasileiros, indígenas e europeus. Possui uma forte característica religiosa. Os dançarinos representam personagens históricos (duques, duquesas, embaixadores, rei e rainha). O cortejo é acompanhado por uma banda com instrumentos de percussão (tambores, caixas, taróis e ganzás).
  • 10. 3. FREVO  Com música e dança tipicamente populares, o frevo apareceu na cidade de Recife em fins do século XIX. Originou-se das músicas que as bandas militares e fanfarras tocavam nos desfiles de rua.Este estilo pernambucano de carnaval é uma espécie de marchinha muito acelerada, que, ao contrário de outras músicas de carnaval, não possui letra, sendo simplesmente tocada por uma banda que segue os blocos carnavalescos enquanto os dançarinos se divertem dançando. Os dançarinos de frevo usam, geralmente, um pequeno guarda-chuva colorido como elemento coreográfico
  • 11. FREVO AECIO ARTISTA NAIF OBRAS COM AS MEDIDAS 30X40
  • 12. 4. BAIÃO  Ritmo musical, com dança, típico da região nordeste do Brasil. Os instrumentos usados nas músicas de baião são: triângulo, viola, acordeom e flauta doce. A dança ocorre em pares (homem e mulher) com movimentos parecidos com o do forró (dança com corpos colados). O grande representante do baião foi Luiz Gonzaga.
  • 14. 5. QUADRILHA  Trazida pelos portugueses no inicio do século XIX, a nossa quadrilha tem origem na quadrilha francesa, que , por sua vez, parece ter vindo da country dance inglesa. Quando chegou no Brasil era dançada na corte pelas elites.  É uma dança típica da época de festa junina. Há um animador que vai anunciando frases e marcando os momentos da dança. Os dançarinos (casais), vestidos com roupas típicas da cultura caipira (camisas e vestidos xadrezes, chapéu de palha) vão fazendo uma coreografia especial.
  • 15. QUADRILHA Fotos de ARACY TEMAQUADRILHA DE SAO JOAO
  • 16. 6. CAPOEIRA  É um dos principais elementos da cultura negra no Brasil, a capoeira é dançada ao som do berimbau ou de instrumentos de percussão, como pandeiros, atabaques, ganzás e caxixis.  Como luta os escravos a praticavam em segredo, simulando uma dança, ao som de cantos rituais e diversos instrumentos. A capoeira possui duas modalidades, a angola e o regional, mas ambas utilizam golpes com os pés, pernas, mãos e cabeça.
  • 17. CAPOEIRA QUADRO - CAPOEIRA - OLÉO SOBRE TELA - A.AMORIM. Cultura
  • 18. 7. PAGODE  Pagode era o nome dado às festas que aconteciam nas senzalas e acabou tornando-se sinônimo de qualquer festa regada a alegria, bebida e cantoria. Variação do samba que apresenta características do choro, tem estilo romântico e andamento fácil para dançar.  Existem as variações como o Pagode de Amarantes,Pagode de Cumbucas, Pagode de Pagode de Amarante Cacetes
  • 20. 8. AXÉ  Axé é uma saudação religiosa usada no candomblé e na umbanda, que significa energia positiva.  É um jeito de música e dança mui popular com originem em Salvador Bahia..  Axé é a dança do carnaval da Bahia e domina todos os aspectos da cultura popular baiana. Seu rico visual é único no mundo por sua mistura da ginga, dos sorrisos, paqueros, relances, rostos, vozes, corpos, e cores do povo baiano.
  • 21. AXÉ
  • 22. 9. COCO  È uma dança acompanhada de cantoria, de origem alagoana com influencia africana  Acredita-se que tenha nascido no Quilombo dos palmares, como um canto de trabalho, que servia para acompanhar a quebra dos cocos.  É um estilo de dança muito praticado nos estados de Alagoas, Paraíba, Pernambuco e Rio Grande do Norte.  É uma dança de roda ou de fileiras mistas, de conjunto, de pares, que vão ao centro e desenvolvem movimentos ritmados. É praticado geralmente nas reuniões sociais e festividades populares.
  • 23. COCO
  • 24. 10.FORRÓ  O Forró é dançado em duplas, casais, que executam diversas evoluções, diferentes para o Forró nordestino e o Forró universitário. A diferença principal entre esses dois forrós é que o Nordestino tem mais malícia, sensualidade, e exige mais cumplicidade dos parceiros. O Forró universitário tem mais evoluções, mais "passos". O modo de dança no Forró Universitário é o dois-dois, e os passos principais são: a "Dobradiça" (abertura lateral como uma porta), a "Caminhada" (que ao invés de ir para os lados, caminha pra a frente ou para trás), a "Comemoração" (estilo de balançada com a perna do cavalheiro no meio da perna da dama), o giro simples, o giro do cavalheiro, o "Oito" (quando o cavalheiro e a dama ficam de costas e passam um pelo outro), e no Forró Nordestino o modo de dança é o um-um (para frente e para trás) são: a levantada de perna, e a "testada" (o cavalheiro e a dama encostam as testas)
  • 26. 11- BUMBA-MEU-BOI  Dança dramática popular. Sua origem deve ser portuguesa, a narrativa gira em torno das peripécias, morte e ressurreição de um boi, figura principal da dança. São muitos os personagens dessa história. No Maranhão, onde a manifestação se apresenta com mais exuberância, eles se apresentam por ocasião das festas juninas.
  • 28. 12.CABOCOLINHOS  São blocos de pessoas fantasiadas de índios que se apresentam principalmente no Carnaval pernambucano. Suas músicas e danças não possuem canto nem fala e representam a coragem dos caboclos (índios) em reação à ocupação de seus territórios. Para simbolizar essa combatividade dançam munidos de um instrumento musical de percussão chamado preaca, que é um tipo de arco e flecha que serve para fazer a marcação rítmica. Esse instrumento é tocado juntamente com uma ou mais caixa ( tarol), caracaxá e algumas flautas verticais(gaiata).