Artigo de divulgação científica

143 visualizações

Publicada em

Artigo proposto pelos professores Ms Maria Piedade Teodoro da Silva e Carlos Ossamu Cardoso Narita da Escola Estadual Professor João Cruz sobre o livro "A espiral Dourada" de Nuno Crato.

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Artigo de divulgação científica

  1. 1. E E PROFESSOR JOÃO CRUZ MERIDIANOS DE PARIS Meridiano de Paris O que são meridianos de Paris? Ana Claudia Silva Nº01 Série: 3ºEMB Disciplinas: Língua Portuguesa e Matemática Professores: Maria Piedade Teodoro da Silva e Carlos Ossamu Cardoso Narita Jacareí-SP 2015
  2. 2. SUMÁRIOERROR! BOOKMARK NOT DEFINED. INTRODUÇÃO 1..................................................................ERROR! BOOKMARK NOT DEFINED.3 OS MERIDIANOS E SUAS CLASSIFICAÇÕES 2..............................................................4 O QUE É O MERIDIANO? 2.1...........................................................4 O QUE SÃO MERIDIANO DE PARIS? 2.2...........................................................4 QUEM NOMEOU A LINHA DA ROSA? 2.3................................................................5 ONDE SE LOCALIZA O MERIDIANO DE PARIS? 2.4............................................................6 PARA QUE O MERIDIANO DE PARIS ERA USADO? 2.5................................................................7 CONSIDERAÇÕES FINAIS 3...................................................................8 REFERÊNCIAS 4...................................................................9
  3. 3. 1. INTRODUÇÃO Este trabalho está sendo realizado para cumprir a atividade proposta pelos professores Ms Maria Piedade Teodoro da Silva e Carlos Cardoso Ossamu Narita da Escola Estadual Professor João Cruz. Um artigo de divulgação científica será realizado com o objetivo de aprofundar mais em um dos assuntos que é abordado no livro “A Espiral Dourada” de Nuno Crato, “Meridiano de Paris”, com a intenção de aprender e entender o assunto.
  4. 4. 2. Os meridianos e suas classificações 2.1 O QUE SÃO MERIDIANOS Meridianos são linhas imaginárias que dão a volta na Terra, passando pelos polos. É através da interseção de um meridiano com um paralelo que podemos localizar cada ponto da superfície da Terra. Suas coordenadas são a latitude e a longitude e o princípio utilizado é a graduação (graus, minutos e segundos). Os meridianos são linhas perpendiculares ao Equador que vão do Polo Norte ao Polo Sul e cruzam com os paralelos. Todos os meridianos possuem o mesmo tamanho e o ponto de partida para a numeração dos meridianos é o meridiano que passa pelo observatório de Greenwich, na Inglaterra. Logo, o meridiano de Greenwich é o meridiano principal (0°). A leste de Greenwich os meridianos são medidos por valores crescentes até 180º e, a oeste, suas medidas são decrescentes até o limite de 180º. 2.2O QUE É MERIDIANO DE PARIS? Linha da Rosa Arago ou Linha da Rosa é um nome dado ao Meridiano de Paris na mitologia do Priorado de Sião e popularizado por Dan Brown em sua novela O Código Da Vinci. Embora o mesmo nome Linha da Rosa é usado para o Meridiano de Paris, em ambos os contextos, também envolvem definições diferentes. O meridiano que atravessa Paris foi definido em 1667 pelos matemáticos da Academia Francesa na época da construção do Observatoire de Paris e até 1884 foi usado como meridiano de referência no cálculo de distâncias geográficas e do sistema métrico. O termo Rose Line foi popularizado por Dan Brown para um nome alternativo como primeiro meridiano do mundo identificado como o meridiano de Paris. No romance de Brown, também funde este meridiano com um gnômon na igreja parisiense de Saint-Sulpice, marcada no chão com uma linha de latão, como foi feito em 1967. O Meridiano de Paris, na verdade, passa cerca de 100 metros a leste do gnômon. “ Cada lugar tem seu meridiano. Se o leitor nesse momento traçar no chão uma linha orientada na direção norte-sul estará a representar o meridiano do lugar que está”(Capitulo1 – página 17 “A Espiral Dourada”)
  5. 5. 2.3 QUEM NOMEOU A LINHA DA ROSA? François Arago, que nomeou a linha imaginária de arago (Linha da Rosa), foi um astrônomo francês que nasceu perto de Perpignan em 1786. Seu pai era um fazendeiro rico que poderia dar a carreira universitária vários de seus oito filhos. Ele freqüentou a escola pública em Perpignan. Mostrando gostos militares desde a infância, ele se concentrou no estudo da matemática para se preparar para a entrada competitiva a Escola Politécnica de Paris. Em 1804, graças à recomendação de Simeon Poisson e Pierre Simon Laplace, recebeu o secretário-bibliotecário do Bureau des Longitudes (Bureau des Longitudes) do Observatório de Paris, enquanto ainda estudava na Escola Politécnica. Desta forma, ele conseguiu ser incluído junto com Pierre-Simon Laplace e Jean Baptiste Biot na chamada de grupo para completar as medidas meridiano JBJ Delambre começou anos antes. Então começou sua jornada em busca do meridiano exato, um meridiano que passa por Paris. Arago teve sorte o suficiente para preservar todos os resultados das suas investigações e depositado nos Bureau des Longitudes em Paris. A qualidade do seu trabalho, em breve tornar-se um cientista de renome não só dentro da comunidade científica mas também na opinião pública. A importância deste personagem ter sido prova em Paris. Há uma avenida dedicada a seu nome que fica ao lado do edifício do Observatório Astronómico de Paris. Arago é também um dos 72 cientistas cujo nome enviado registro Eiffel em todos os quatro lados da torre levantada. Mas, em Paris, há também um monumento com o qual ele é lembrado, um monumento imaginário é de 9 quilômetros de extensão, a linha comemorado Arago. Em 1893, decidiu-se erigir uma estátua de bronze que carrega a semelhança do astrônomo do Observatório de Paris, no entanto, em 1942, devido à necessidade de construir canhões para a Segunda Guerra Mundial, o governo francês derrete e desaparece. Quarenta e dois anos depois, em 1994, o governo municipal decidiu restaurar a honra de Arago e solicita o artista Jan Dibbets construção holandesa. Este artista, inspirado no famoso Paris Meridian calculado por François Arago, projetando 135 medalhões de bronze de 12 centímetros de diâmetro que foram colocados no chão da cidade ao longo do meridiano sul para o norte.
  6. 6. 2.4ONDE SE LOCALIZA O MERIDIANO DE PARIS? De acordo com Dan Brown não existe uma conexão entre essa linha norte- sul e qualquer seita esotérica. A igreja, contudo, é real. Saint-Sulpice (a igreja) já era bem visitada pelos turistas, depois da publicação de “O Código da Vinci”, de Dan Brown, então, o número de pessoas que vão visitá-la praticamente triplicou. Mas, independente dos mistérios ou rumores que a cercam, a Saint-Sulpice é um lugar muito bonito e que guarda várias obras-primas dos séculos XVIII e XIX. Ela era do século X e de madeira. Mas a primeira paróquia do burgo de Saint-Germain- des-Prés foi construída no final do século XII e era de pedra. O santo padroeiro, Sulpice (Sulpício, em português), foi bispo de Bourges entre 621 e 624. Contudo, Saint-Sulpice só é reabilitada em 1802, já com Napoleão I. Durante o século XIX, ela recebe várias obras, dentre elas os afrescos de Delacroix e é terminada em 1870 com a colocação da balaustrada entre as torres, prevista quase cem anos antes por Chalgrin. Mas a torre sul continua inacabada. A construção de um edifício monumental: 119 metros de comprimento por 57 metros de largura. A primeira pedra da igreja é colocada em 1646, pela rainha-regente Anne d’Autriche, acompanhada por Louis XIV, que tinha oito anos.A linha de latão no chão da igreja também. Mas Dan Brown engana-se quando diz que essa linha marca o meridiano de Paris, mas o tal meridiano está cerca de 110 metros a oeste, como se pode verificar observando um mapa dessa cidade. Numa cidade como Paris, cem metros de diferença pouco representam. E o alinhamento norte-sul das ruas que medeiam entre o observatório e a igreja levam a crer estarem os dois edifícios no mesmo meridiano.
  7. 7. 2.5PARA QUE O MERIDIANO DE PARIS ERA USADO? O meridiano de Paris foi usado durante muito tempo pelos marinheiros para medir a longitude, se baseavam no mapa e faziam cálculos. “[...] os marinheiros necessitam de meridianos de referencia para medirem a longitude, orientarem-se nos mapas e fazerem outros cálculos de viagens.” ( CAPITULO 1 – PÁG.19 “A espiral dourada”)
  8. 8. 3. CONSIDERAÇÕES FINAIS Após entrar em contato com várias perguntas “frequentes” sobre o meridiano de Paris, podemos entender e aprender sobre o que é meridiano, para que ele serve, onde se localiza em especial o meridiano de Paris, e assim, chegamos à conclusão que meridiano é uma linha imaginária que dá volta em torno da Terra passando pelos polos. O meridiano serve para medir a longitude de cada país. E o meridiano de Paris se localiza á 110 metros de uma cidade em Paris. Entramos em contato com o fundador da Linha Rosa que foi nomeada Meridiano de Paris mais conhecido por Linha Imaginária de Arago por Françóis Arago. Após o término desse artigo pude me aprofundar nos assuntos abordando algo que as pessoas não têm tanto interesse por ser um assunto mais antigo.
  9. 9. 4. REFERÊNCIAS  Disponível em <WWW.attachment.fbsbx.com/file_download.php?id=164060160601312 &eid=ASuS7dPh5R1a9Ywt6JHLAFztncyhRuNwRQwotDhLknUy8- QIHHV8n6W- nTbOKNzYeDA&inline=1&ext=1448072325&hash=ASvxRLwe1SlNIjLU> Acesso em 20 de novembro de 2015.  Disponível em<www.viverparis.blogspot.com.br/2009/03/linha-rosa-o- meridiano-e-o-monumento.html> Acesso em 20 de novembro de 2015.  Disponível em <www.radeir.blogspot.com.br/2009/11/youtube-mozarts- great-mass-alice-millar_05.html> Acesso em 20 de novembro de 2015.

×