Relato de experiência de estágio

6.350 visualizações

Publicada em

apresentação realizada na aula de Estágio Curricular Supervisionado em Língua Portuguesa- Avaliação, do curso de Letras da UFSJ, em abril de 2013.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
6.350
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
45
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Relato de experiência de estágio

  1. 1. Ana Paula de A. Lopez Iza Condé da Cruz Universidade Federal de São João del-Rei Curso de Letras - ECSP: AvaliaçãoProfa. Marília de Carvalho Caetano Oliveira Abril de 2013
  2. 2. A Escola  E. E. Tomé Portes del-Rei Turmas observadas: 7º e 9º anos Perfil das turmas  Turmas de aprox. 30 alunos  Salas de aula pequenas e abafadas
  3. 3. A turma  7º ano do Ensino Fundamental 25 alunos* Tema das aulas: mitos, herois ehistórias fantásticas
  4. 4. O professor  Método avaliativo do docente  Hetero (externo), quantitativo, periódico (ROMÃO, 1998)  Avaliação quantitativa dos deveres de casa  Provas de caráter somativo-classificatório (DOMINGOS FERNANDES, 2008): “prova oficial”  Valorização do caderno e da participação em aula  Avaliação da turma como um todo e não individualmente*
  5. 5. O professor  Controle da indisciplina por meio de “ameaças” Aulas centradas no livro didático e no próprio professor Trabalho da produção de texto de forma não significativa Concepção de ensino: professor como “transmissor” do conhecimento
  6. 6. A intervenção  Proposta avaliativa interna (ROMÃO, 1998),  capacidade de auto-avaliação e de aprendizagem por si mesmos dos alunos por meio das discussões feitas dentro de sala de aula Aulas expositivas/dialogadas Trabalho em duplas e grupos Avaliação da atividade: a cada etapa de execução “Para um processo avaliativo-construtivo, os desempenhos são sempre provisórios ou processuais, como também se denomina; cada resultado obtido serve de suporte para um passo mais à frente” (LUCKESI; __)
  7. 7. A intervenção  Tema: variação linguística no gênero textual notícia (escrita)  Sugestão do professor  Gênero notícia e o mito de Ícaro Objetivos:  Geral: discutir a variação linguística de um mesmo gênero textual (notícia)  Específicos: redigir uma notícia como se essa fosse para ser publicada em um suporte específico. Posteriormente, os trabalhos seriam publicados no mural da sala
  8. 8. A intervenção  Duração da intervenção: 4 aulas + feedback Material utilizado: livro didático, revistas, jornais e folhas brancas Aula centrada nos alunos
  9. 9. A intervenção  Procedimentos  1ª etapa: 1 aula a) alunos em círculo b) leitura/discussão da notícia no livro didático c) semelhanças entre o fato da notícia e o mito de Ícaro d) (em duplas) produção de um texto narrativo escrito pelos alunos: mensagem no Facebook, sms, conversa telefônica, pessoalmente na escola
  10. 10. A intervenção  Procedimentos  2ª etapa: 1 aula a) alunos em grupos de cinco b) leitura de uma notícia (escolha dos alunos) em jornais e revistas diferentes c) discussão sobre as características da notícia - confecção de uma lista no quadro
  11. 11. A intervenção  Procedimentos  3ª etapa: 2 aulas a) alunos em grupos de cinco b) criação de uma notícia pelos grupos Feedback para os alunos e professor  Durante o final de cada etapa e na última aula, nos grupos  Em uma aula especialmente: feedback no grupo, apreciação dos colegas, exposição na sala  Sugestão para continuação: trabalho com ortografia, coesão e coerência no gênero
  12. 12. Considerações finais  Tema significativo: motivação Trabalho com o texto (ANTUNES, 2008) Avaliação da atividade: diagnóstico e avaliação a cada etapa Aulas expositivas dialogadas: avaliação interna (ROMÃO, 1998) e oportunidade de construção do conhecimento – professor mediador (MORETTO, 2001)
  13. 13. Considerações finais  A princípio, não foi citada a ideia de avaliação ou premiação pela atividade feita Observação:  quando levados a descobrir o conteúdo por eles mesmos (construção), os alunos conseguem desenvolver as atividades mais facilmente e com maior empenho.
  14. 14. Referências ANTUNES, Irandé. Lutar com palavras: coesão e coerência. São Paulo:Parábola Editorial, 2008.DOMINGOS FERNANDES. Avaliar para Aprender. São Paulo: UNESP, 2008.LUCKESI, Cipriano. Avaliação da aprendizagem; visão geral. ________MORETTO, Vasco Pedro. Prova – um momento privilegiado de estudo:não um acerto de contas. Rio de Janeiro: DP&A, 2001.ROMÃO, José Eustáquio. Avaliação dialógica: desafios e perspectivas. In. Oque é avaliação. São Paulo: Cortez, 1998  Outras fontes:http://www.portalavaliacao.caedufjf.net/pagina-exemplo/tipos-de-avaliacao/avaliacao-interna/

×