SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 8
Nome: Marco Araújo Data: 14/09/2009 REDES E TECNOLOGIAS (DR4) Competências: Relacionar a rede das evoluções tecnológicas com as redes sociais. Critério de Evidência (Tecnologia): Actuar tendo em conta o desenvolvimento dos modos de transmissão de informação ao longo da História, relacionando-o com a evolução das estruturas sociais, a ocupação do território, etc. (por exemplo, a rede de televisão, a internet, etc.). REDE DE COMPUTADORES Uma rede de computadores envolve a conexão entre duas ou mais máquinas, o que permite a troca de dados entre essas unidades e optimiza os recursos de hardware e software. Deve ter regras básicas que garantam o envio seguro de informações. Para ser eficiente, ela precisa que os dados transitem de um computador para outro sem que sofram danos. Também é necessário que a rede seja capaz de determinar correctamente para onde as informações estão indo. Além disso, os computadores interligados tem que poder se identificar uns aos outros e deve existir um modo padronizado de nomear e identificar as partes que a compõem. Redes de computadores são muito mais comuns no dia-a-dia das pessoas do que normalmente se imagina. É um grande engano pensar que a Internet é a única com a qual se convive. Sempre que se usa um  cartão de crédito, correio electrónico ou se faz uma chamada telefónica, os serviços de uma rede estão a ser usados. 6355080 De uma forma bastante simplificada, rede de computadores é um sistema de processamento de informação constituído por computadores autónomos que se interligam por uma rede de comunicação. REDE DE INTERNET Uma rede de internet é uma reunião de milhares de redes e organizações individuais, cada uma delas é administrada e sustentada pelo seu próprio usuário. Cada rede colabora com outras redes para dirigir o tráfego da Internet, de modo que as informações possam percorrê-las. Juntas, todas essas redes e organizações formam o mundo conectado da Internet. Para que redes e computadores cooperem desse modo, entretanto, é necessário que haja um acordo geral sobre alguns itens como procedimentos na Internet e padrões para protocolos.  Também nós na sala de formação utilizamos uma rede, a LAN (local área network). 914400456565 Indique em que consiste as seguintes formas de utilização de Internet: ISP tradicional –  Cabo – As ligações Internet por cabo permitem-vos permanecer conectadas à Internet de maneira permanente. Tem mais necessidade de esperar apenas a conexão estabeleça-se com o prestador, porque a conexão com este último é direta.  As vantagens:  Não se paga a conexão ao minuto mas o mês, ou um custo reduzido  A velocidade é largamente superior à de um modem… O material necessário à uma ligação por cabo Para aceder à esta tecnologia é necessário ter :  O cabo Um fornecedor de acesso por este cabo Um modem-cabo http://pt.kioskea.net/contents/technologies/cable.php3 ADSL – Asymmetric Digital Subscriber Line* (*ADSL*) é um formato de DSL, uma tecnologia de comunicação de dados que permite uma transmissão de dados mais rápida através de linhas de telefone do que um modem convencional pode oferecer. Comparada a outras formas de DSL, o ADSL tem a característica de que os dados podem ir mais rápido em uma direcção do que na outra, assimetricamente, diferenciando-o de outros formatos. Os provedores geralmente anunciam o ADSL como um serviço para as pessoas conectarem-se à Internet num modo relativamente passivo: podendo usar velocidade mais rápida para o tempo de 
download
 e metade desta velocidade para 
upload
. http://protet.inescporto.pt/o-que-e/comunicacoes-moveis/o-que-e-a-adsl.html WiFI – O Wi-Fi trata-se de uma tecnologia sem fios de curto alcance (até 300 m) que permite o acesso em Banda larga (até 11Mbps) via rádio.  A infraestrutura de acesso pode ser instalada em locais públicos (Hotspots) como por exemplo Aeroportos, Hotéis, Centros de Conferências, Centros Empresariais ou Estádios de Futebol. As soluções de acesso sem fios possibilitam aos utilizadores finais o acesso em banda larga a redes privadas ou públicas, de uma forma simples e cómoda, possibilitando a mobilidade, flexibilidade e conveniência no acesso à informação. Quais as Vantagens do Serviço? As soluções Wi-Fi de acesso público possibilitam o acesso à Internet e ao ambiente de produtividade do utilizador (ex: correio electrónico, documentos, aplicações) em locais públicos com cobertura, os Hotspots (ex: Aeroportos, Hotéis, Centros de Reuniões, Zonas Comerciais ou Estádios de Futebol). Vantagens: Produtividade: pode aceder à informação crítica para o seu negócio com a maior rapidez possível  Flexibilidade e Mobilidade: não precisa de estar na sua secretária para estar a trabalhar, leve o seu escritório consigo  Rapidez e Acessibilidade: sempre online onde quer que esteja  Internet de banda larga: débitos até 54 Mbps.  O que é um Hotspot? É um local público onde o serviço Wi-Fi está disponível para sua utilização. São mais de 1300 locais em todo o país, desde hotéis, aeroportos, restaurantes, cafés, estações de correio, centros comerciais, estações de serviço, centros de conferência, entre muitos outros. A PT Wi-Fi tem a maior rede de HotSpots do pais e aumenta diariamente os pontos de acesso para ir ao encontro das suas necessidades. Consulte a lista completa dos nossos Hotspots. O que Precisa para Aceder ao Wi-Fi? Ter um PC portátil, PDA ou qualquer outro equipamento compatível com Wi-Fi  Ter uma conta de acesso  Estar num HotSpot, onde o serviço Wi-Fi está disponível  Seleccionar a rede PT-WIFI na Ligação de Rede sem Fios do seu PC e de seguida ligar o seu browser Internet (ex: Internet Explorer).  2 – Várias são as tecnologias que permitem o funcionamento da Internet, por exemplo os protocolos. Na Internet, os computadores ”falam” uns com os outros utilizando protocolos. No seu conjunto, esses protocolos são conhecidos pela designação TCP/IP ( Transmission Control Protocol / Internet Protocol). Um protocolo define as regras de comunicação na NET. Os computadores ligados à Net seguem o protocolo TCP/IP para que os dados e a informação sejam transmitidos de forma correcta e eficaz, chegando o mais rápido possível ao seu destino. A NET é uma rede de comunicações com imenso tráfego e, além disso, é uma rede de redes. Cada rede tem o seu próprio canal que, analisando o tráfego na NET, decide qual o melhor caminho a percorrer pela mensagem até à próxima escala, e assim sucessivamente, até alcançar a rede de destino e a mailbox correspondente. 2.1. Explique o que é a velocidade da Internet. Também é necessário hardware específico para acesso ou partilha de Internet. Refira o objectivo da existência do modem e do router. Modem – O modem é o periférico utilizado para transferir informações entre vários computadores via um apoio de transmissão telegráfico (linhas telefónicas por exemplo). Os computadores funcionam de maneira numérica, utilizam a codificação binária (uma série de 0 e 1), mas as linhas telefónicas são analógicas. Os sinais numéricos passam de um valor à outra, não há meio, de metade, é do “toda ou nada” (um ou zero). Os sinais analógicos em contrapartida não evoluem “não”, evoluem continuamente.  O piano por exemplo funciona mais ou menos de maneira numérica porque há “um passo” entre as notas. Um violino em contrapartida pode modular as suas notas para passar por todas as frequências possíveis.  Um computador funciona à maneira de um piano, um modem assim como um violino. O modem converte analógico na informação binária que provem do computador, a fim de modulá-lo pela linha telefónica. Pode-se entender barulhos estranhos se montar-se o som que provem do modem.  Assim, o modem modula as informações numéricas em ondas analógicos. Em sentido oposto, demodula os dados analógicos para converter-o numérico. A palavra “modem” é assim um acrónimo para “Modulador/Demodulador”.  847725208280 A velocidade de transmissão do modem é exprimida geralmente em galgos, em homenagem à Emile Baudot (11 de Setembro de 1845 - 28 de maro de 1903), um famoso engenheiro português que tem trabalhado nas telecomunicações. Esta unidade de velocidade de transmissão de informação carateriza a frequência (dado) de modulação, ou seja o número de mudança de estados que o modem faz sofrer ao sinal por segundo. Assim, o débito em galgos não é completamente igual ao débito em bits por segundos, porque mais de uma mudança de estado do sinal podem ser necessários para codificar uma bit. Router -  Os routers iniciam e fazem a manutenção de tabelas de rotas executando processos e protocolos de actualização de rotas, especificando os endereços e domínios de roteamento, atribuindo e controlando métricas de roteamento. O administrador pode fazer a configuração estática das rotas para a propagação dos pacotes ou através de processos dinâmicos executando nas redes. Os routers passam adiante os pacotes baseando-se nas informações contidas na tabela de roteamento. O problema da configuração das rotas estáticas é que, toda vez que houver alteração na rede que possa vir a afectar essa rota, o administrador deve refazer a configuração manualmente. Já os conhecimentos de rotas dinâmicas são diferentes. Depois que o administrador fizer a configuração através de comandos para iniciar o routres dinâmico, o conhecimento das rotas será automaticamente actualizado sempre que novas informações forem recebidas através da rede. Essa actualização é feita através da troca de conhecimento entre os routers da rede. REDE WIFi Wi-Fi foi uma marca licenciada originalmente pela Wi-Fi Alliance para descrever a tecnologia de redes sem fios embarcadas (WLAN) Para se ter acesso à Internet através de rede Wi-Fi deve-se estar no raio de acção ou área de abrangência de um ponto de acesso ou local público onde opere uma rede sem fios e usar dispositivo móvel, como computador portátil, ou PDA com capacidade de comunicação sem fio, deixando o usuário do Wi-Fi bem à vontade em usá-lo em lugares de 
não acesso
 à internet. WEP significa Wired Equivalent Privacy, e foi introduzido na tentativa de dar segurança durante o processo de autenticação, protecção e segurança na comunicação entre os dispositivos Wireless. WPA (Wi-Fi Protected Access) é um protocolo de comunicação via rádio. É um protocolo WEP melhorado. Como isto é um sistema de encriptação, quantos mais bits, mais segura se torna, que é a vantagem que WPA tem em relação à WEP. http://www.brasilescola.com/informatica/internet.htm http://www.prof2000.pt/users/ildamac/formacao_s_sebastiao/oficina/os_protocolos_da_internet.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/WPA http://pt.wikipedia.org/wiki/WEP
Tecnologia Dr4 Stc Marco
Tecnologia Dr4 Stc Marco
Tecnologia Dr4 Stc Marco
Tecnologia Dr4 Stc Marco
Tecnologia Dr4 Stc Marco
Tecnologia Dr4 Stc Marco
Tecnologia Dr4 Stc Marco

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

STC NG5 DR4 António Santos
STC NG5 DR4 António SantosSTC NG5 DR4 António Santos
STC NG5 DR4 António SantosAlberto Casaca
 
Curso de redes wi telecom.ppt
Curso de redes wi telecom.pptCurso de redes wi telecom.ppt
Curso de redes wi telecom.pptElismar Oliveira
 
Comunicação de dados - Módulo 1
Comunicação de dados - Módulo 1Comunicação de dados - Módulo 1
Comunicação de dados - Módulo 1Luis Ferreira
 
Comunicaçao de dados
Comunicaçao de dados Comunicaçao de dados
Comunicaçao de dados bernardo4
 
Noções de redes de computadores
Noções de redes de computadoresNoções de redes de computadores
Noções de redes de computadoresFilipe Flores
 
Tecnologia Dr4-marco
Tecnologia Dr4-marcoTecnologia Dr4-marco
Tecnologia Dr4-marcomega
 
Componentes de Sistemas de Comunicação
Componentes de Sistemas de ComunicaçãoComponentes de Sistemas de Comunicação
Componentes de Sistemas de ComunicaçãoMauro
 
Rct 2 - redes de computadores e a internet
Rct   2 - redes de computadores e a internetRct   2 - redes de computadores e a internet
Rct 2 - redes de computadores e a internetUniversal.org.mx
 
PowerPoint-Comunicação de Dados
PowerPoint-Comunicação de DadosPowerPoint-Comunicação de Dados
PowerPoint-Comunicação de DadosLeo Louro
 
Aula 4 – conceitos e tecnologias internet e intranet
Aula 4 – conceitos e tecnologias   internet e intranetAula 4 – conceitos e tecnologias   internet e intranet
Aula 4 – conceitos e tecnologias internet e intranetLucasMansueto
 
Internet: definição e tipos de conexão
Internet: definição e tipos de conexãoInternet: definição e tipos de conexão
Internet: definição e tipos de conexãoLeandro Martins
 
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de DadosRedes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de DadosMauro Tapajós
 

Mais procurados (20)

STC NG5 DR4 António Santos
STC NG5 DR4 António SantosSTC NG5 DR4 António Santos
STC NG5 DR4 António Santos
 
Fsi 05 - capitulo 6
Fsi  05 -  capitulo 6Fsi  05 -  capitulo 6
Fsi 05 - capitulo 6
 
Curso de redes wi telecom.ppt
Curso de redes wi telecom.pptCurso de redes wi telecom.ppt
Curso de redes wi telecom.ppt
 
Comunicação de dados!
Comunicação de dados!Comunicação de dados!
Comunicação de dados!
 
Comunicação de dados - Módulo 1
Comunicação de dados - Módulo 1Comunicação de dados - Módulo 1
Comunicação de dados - Módulo 1
 
Comunicaçao de dados
Comunicaçao de dados Comunicaçao de dados
Comunicaçao de dados
 
STC NG5 DR4 Natércia
STC NG5 DR4 NatérciaSTC NG5 DR4 Natércia
STC NG5 DR4 Natércia
 
Noções de redes de computadores
Noções de redes de computadoresNoções de redes de computadores
Noções de redes de computadores
 
STC NG5 DR4 MLuisa
STC NG5 DR4 MLuisaSTC NG5 DR4 MLuisa
STC NG5 DR4 MLuisa
 
STC NG5 DR4 Benvinda
STC NG5 DR4 BenvindaSTC NG5 DR4 Benvinda
STC NG5 DR4 Benvinda
 
Tecnologia Dr4-marco
Tecnologia Dr4-marcoTecnologia Dr4-marco
Tecnologia Dr4-marco
 
Componentes de Sistemas de Comunicação
Componentes de Sistemas de ComunicaçãoComponentes de Sistemas de Comunicação
Componentes de Sistemas de Comunicação
 
A Internet - RESUMO
A Internet - RESUMOA Internet - RESUMO
A Internet - RESUMO
 
Rct 2 - redes de computadores e a internet
Rct   2 - redes de computadores e a internetRct   2 - redes de computadores e a internet
Rct 2 - redes de computadores e a internet
 
01 guia cd - mod1
01   guia cd - mod101   guia cd - mod1
01 guia cd - mod1
 
PowerPoint-Comunicação de Dados
PowerPoint-Comunicação de DadosPowerPoint-Comunicação de Dados
PowerPoint-Comunicação de Dados
 
Aula 4 – conceitos e tecnologias internet e intranet
Aula 4 – conceitos e tecnologias   internet e intranetAula 4 – conceitos e tecnologias   internet e intranet
Aula 4 – conceitos e tecnologias internet e intranet
 
Redes de dados
Redes de dadosRedes de dados
Redes de dados
 
Internet: definição e tipos de conexão
Internet: definição e tipos de conexãoInternet: definição e tipos de conexão
Internet: definição e tipos de conexão
 
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de DadosRedes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
Redes I - 1.Introdução às Redes de Comunicação de Dados
 

Destaque

Redes tecnologicas dr4 stc.
Redes tecnologicas dr4 stc.Redes tecnologicas dr4 stc.
Redes tecnologicas dr4 stc.IsabelSatierf
 
Ng5 Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãO
Ng5   Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãONg5   Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãO
Ng5 Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãOguest7f481
 
Ng5 Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãO
Ng5   Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãONg5   Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãO
Ng5 Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãOcris80
 
Sociedade Dr4 Stc Marco
Sociedade Dr4 Stc  MarcoSociedade Dr4 Stc  Marco
Sociedade Dr4 Stc Marcomega
 
Refexão Dr1-Dr2-Dr3-Dr4
Refexão Dr1-Dr2-Dr3-Dr4Refexão Dr1-Dr2-Dr3-Dr4
Refexão Dr1-Dr2-Dr3-Dr4mega
 
Engenharia ambiental PPR
Engenharia ambiental PPREngenharia ambiental PPR
Engenharia ambiental PPRWillian Costa
 
Vitor Maia - Redes e Tecnologias
Vitor Maia - Redes e TecnologiasVitor Maia - Redes e Tecnologias
Vitor Maia - Redes e TecnologiasDiabinho Mata
 
O que é bit e byte
O que é bit e byteO que é bit e byte
O que é bit e bytenikepassos
 
Matemática equações e sistemas cáculo
Matemática equações  e sistemas cáculoMatemática equações  e sistemas cáculo
Matemática equações e sistemas cáculoTamyres Ribeiro
 
A modelagem matemática aplicada às questões ambientais
A modelagem matemática aplicada às questões ambientaisA modelagem matemática aplicada às questões ambientais
A modelagem matemática aplicada às questões ambientaisRoberta Araújo
 
Avaliação de impacto ambiental
Avaliação de impacto ambientalAvaliação de impacto ambiental
Avaliação de impacto ambientalHermam Vargas
 
Ficha tic-dr4-hélio.doc--1
 Ficha tic-dr4-hélio.doc--1 Ficha tic-dr4-hélio.doc--1
Ficha tic-dr4-hélio.doc--1heliocosta
 

Destaque (20)

Redes tecnologicas dr4 stc.
Redes tecnologicas dr4 stc.Redes tecnologicas dr4 stc.
Redes tecnologicas dr4 stc.
 
Ng5 Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãO
Ng5   Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãONg5   Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãO
Ng5 Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãO
 
Ng5 Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãO
Ng5   Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãONg5   Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãO
Ng5 Tecnologias De InformaçãO E ComunicaçãO
 
Reflexão - STC-5
Reflexão - STC-5Reflexão - STC-5
Reflexão - STC-5
 
STC5
STC5STC5
STC5
 
Sociedade Dr4 Stc Marco
Sociedade Dr4 Stc  MarcoSociedade Dr4 Stc  Marco
Sociedade Dr4 Stc Marco
 
STC5
STC5STC5
STC5
 
Refexão Dr1-Dr2-Dr3-Dr4
Refexão Dr1-Dr2-Dr3-Dr4Refexão Dr1-Dr2-Dr3-Dr4
Refexão Dr1-Dr2-Dr3-Dr4
 
Engenharia ambiental PPR
Engenharia ambiental PPREngenharia ambiental PPR
Engenharia ambiental PPR
 
Vitor Maia - Redes e Tecnologias
Vitor Maia - Redes e TecnologiasVitor Maia - Redes e Tecnologias
Vitor Maia - Redes e Tecnologias
 
protocolointencoes-130220175056-phpapp02
protocolointencoes-130220175056-phpapp02protocolointencoes-130220175056-phpapp02
protocolointencoes-130220175056-phpapp02
 
Tic4
Tic4Tic4
Tic4
 
O que é bit e byte
O que é bit e byteO que é bit e byte
O que é bit e byte
 
Ppt8
Ppt8Ppt8
Ppt8
 
Tic 4
Tic 4Tic 4
Tic 4
 
Matemática equações e sistemas cáculo
Matemática equações  e sistemas cáculoMatemática equações  e sistemas cáculo
Matemática equações e sistemas cáculo
 
A modelagem matemática aplicada às questões ambientais
A modelagem matemática aplicada às questões ambientaisA modelagem matemática aplicada às questões ambientais
A modelagem matemática aplicada às questões ambientais
 
Avaliação de impacto ambiental
Avaliação de impacto ambientalAvaliação de impacto ambiental
Avaliação de impacto ambiental
 
Dr2 final
Dr2 finalDr2 final
Dr2 final
 
Ficha tic-dr4-hélio.doc--1
 Ficha tic-dr4-hélio.doc--1 Ficha tic-dr4-hélio.doc--1
Ficha tic-dr4-hélio.doc--1
 

Semelhante a Tecnologia Dr4 Stc Marco

Dispositivos de rede
Dispositivos de redeDispositivos de rede
Dispositivos de redeBruna
 
Transmissão de dados
Transmissão de dadosTransmissão de dados
Transmissão de dadosBruna
 
Redes de computadores - terminologia aplicada
Redes de computadores - terminologia aplicadaRedes de computadores - terminologia aplicada
Redes de computadores - terminologia aplicadapaulohunter8636
 
Introdução de redes sem fio
Introdução de redes sem fioIntrodução de redes sem fio
Introdução de redes sem fioTiago
 
Capítulo 06 - Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio
Capítulo 06 - Telecomunicações, Internet e tecnologia  sem fioCapítulo 06 - Telecomunicações, Internet e tecnologia  sem fio
Capítulo 06 - Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fioEverton Souza
 
Internet e Multimédia Digital - Infra-Estrutura da Internet
Internet e Multimédia Digital - Infra-Estrutura da InternetInternet e Multimédia Digital - Infra-Estrutura da Internet
Internet e Multimédia Digital - Infra-Estrutura da InternetEugénio Machado
 
08Apresentação5.pptx
08Apresentação5.pptx08Apresentação5.pptx
08Apresentação5.pptxMarcosJoel5
 
Tecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicaçãoTecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicaçãotelmaberto
 
Tecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicaçãoTecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicaçãotelmaberto
 
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturado
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturadoApostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturado
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturadojpl200
 

Semelhante a Tecnologia Dr4 Stc Marco (20)

Dispositivos de rede
Dispositivos de redeDispositivos de rede
Dispositivos de rede
 
Transmissão de dados
Transmissão de dadosTransmissão de dados
Transmissão de dados
 
Redes de computadores - terminologia aplicada
Redes de computadores - terminologia aplicadaRedes de computadores - terminologia aplicada
Redes de computadores - terminologia aplicada
 
Redes aula 1
Redes   aula 1Redes   aula 1
Redes aula 1
 
Informática
InformáticaInformática
Informática
 
Redes de computadores slides
Redes de computadores   slidesRedes de computadores   slides
Redes de computadores slides
 
Internet jose reis
Internet jose reisInternet jose reis
Internet jose reis
 
Projeto redes
Projeto redesProjeto redes
Projeto redes
 
Introdução de redes sem fio
Introdução de redes sem fioIntrodução de redes sem fio
Introdução de redes sem fio
 
Capítulo 06 - Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio
Capítulo 06 - Telecomunicações, Internet e tecnologia  sem fioCapítulo 06 - Telecomunicações, Internet e tecnologia  sem fio
Capítulo 06 - Telecomunicações, Internet e tecnologia sem fio
 
AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptxAULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
AULA DO DIA SEGUNDO DIA.pptx
 
Internet e Multimédia Digital - Infra-Estrutura da Internet
Internet e Multimédia Digital - Infra-Estrutura da InternetInternet e Multimédia Digital - Infra-Estrutura da Internet
Internet e Multimédia Digital - Infra-Estrutura da Internet
 
Apresentação geral
Apresentação geralApresentação geral
Apresentação geral
 
Internet
InternetInternet
Internet
 
Criação de uma rede
Criação de uma redeCriação de uma rede
Criação de uma rede
 
08Apresentação5.pptx
08Apresentação5.pptx08Apresentação5.pptx
08Apresentação5.pptx
 
Tecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicaçãoTecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicação
 
Tecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicaçãoTecnologias de informação e comunicação
Tecnologias de informação e comunicação
 
Internet
InternetInternet
Internet
 
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturado
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturadoApostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturado
Apostila.de.redes. .cabeamento.e.estruturado
 

Mais de mega

Reflexão 2011 Marco
Reflexão 2011 MarcoReflexão 2011 Marco
Reflexão 2011 Marcomega
 
Deasafio contame uma história
Deasafio contame uma históriaDeasafio contame uma história
Deasafio contame uma históriamega
 
Reflexão
ReflexãoReflexão
Reflexãomega
 
Reflexão 13 Meses
Reflexão 13 MesesReflexão 13 Meses
Reflexão 13 Mesesmega
 
Logótipo escolhas 10 anos
Logótipo escolhas 10 anosLogótipo escolhas 10 anos
Logótipo escolhas 10 anosmega
 
Logótipo escolhas 10 anos
Logótipo escolhas 10 anosLogótipo escolhas 10 anos
Logótipo escolhas 10 anosmega
 
M 37 Anima Tu
M 37 Anima TuM 37 Anima Tu
M 37 Anima Tumega
 
Kuduro M27 – Corpo e simbolismo Marco
Kuduro M27 – Corpo e simbolismo MarcoKuduro M27 – Corpo e simbolismo Marco
Kuduro M27 – Corpo e simbolismo Marcomega
 
ReflexãO Marco AraúJo
ReflexãO Marco AraúJoReflexãO Marco AraúJo
ReflexãO Marco AraúJomega
 
marco Oficio Natal Solidario
marco Oficio Natal Solidariomarco Oficio Natal Solidario
marco Oficio Natal Solidariomega
 
M17 Marco Projecto Natal Solidario[1]
M17 Marco Projecto Natal Solidario[1]M17 Marco Projecto Natal Solidario[1]
M17 Marco Projecto Natal Solidario[1]mega
 
M 17 Texto De Teatro Natal SolidáRio
M 17 Texto De Teatro Natal SolidáRioM 17 Texto De Teatro Natal SolidáRio
M 17 Texto De Teatro Natal SolidáRiomega
 
M 9 Escravidao Marco
M 9 Escravidao MarcoM 9 Escravidao Marco
M 9 Escravidao Marcomega
 
Ng5 Dr3 Marco
Ng5 Dr3 MarcoNg5 Dr3 Marco
Ng5 Dr3 Marcomega
 
Cartaz As..Mudanca CLC Dr4Marco
Cartaz As..Mudanca CLC Dr4MarcoCartaz As..Mudanca CLC Dr4Marco
Cartaz As..Mudanca CLC Dr4Marcomega
 
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJo
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJoMudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJo
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJomega
 
Decalogo M 32
Decalogo M 32Decalogo M 32
Decalogo M 32mega
 
Ritmos & Blues
Ritmos & BluesRitmos & Blues
Ritmos & Bluesmega
 
Origem Blues
Origem BluesOrigem Blues
Origem Bluesmega
 
ReflexãO Tic ingles marco
ReflexãO Tic ingles marcoReflexãO Tic ingles marco
ReflexãO Tic ingles marcomega
 

Mais de mega (20)

Reflexão 2011 Marco
Reflexão 2011 MarcoReflexão 2011 Marco
Reflexão 2011 Marco
 
Deasafio contame uma história
Deasafio contame uma históriaDeasafio contame uma história
Deasafio contame uma história
 
Reflexão
ReflexãoReflexão
Reflexão
 
Reflexão 13 Meses
Reflexão 13 MesesReflexão 13 Meses
Reflexão 13 Meses
 
Logótipo escolhas 10 anos
Logótipo escolhas 10 anosLogótipo escolhas 10 anos
Logótipo escolhas 10 anos
 
Logótipo escolhas 10 anos
Logótipo escolhas 10 anosLogótipo escolhas 10 anos
Logótipo escolhas 10 anos
 
M 37 Anima Tu
M 37 Anima TuM 37 Anima Tu
M 37 Anima Tu
 
Kuduro M27 – Corpo e simbolismo Marco
Kuduro M27 – Corpo e simbolismo MarcoKuduro M27 – Corpo e simbolismo Marco
Kuduro M27 – Corpo e simbolismo Marco
 
ReflexãO Marco AraúJo
ReflexãO Marco AraúJoReflexãO Marco AraúJo
ReflexãO Marco AraúJo
 
marco Oficio Natal Solidario
marco Oficio Natal Solidariomarco Oficio Natal Solidario
marco Oficio Natal Solidario
 
M17 Marco Projecto Natal Solidario[1]
M17 Marco Projecto Natal Solidario[1]M17 Marco Projecto Natal Solidario[1]
M17 Marco Projecto Natal Solidario[1]
 
M 17 Texto De Teatro Natal SolidáRio
M 17 Texto De Teatro Natal SolidáRioM 17 Texto De Teatro Natal SolidáRio
M 17 Texto De Teatro Natal SolidáRio
 
M 9 Escravidao Marco
M 9 Escravidao MarcoM 9 Escravidao Marco
M 9 Escravidao Marco
 
Ng5 Dr3 Marco
Ng5 Dr3 MarcoNg5 Dr3 Marco
Ng5 Dr3 Marco
 
Cartaz As..Mudanca CLC Dr4Marco
Cartaz As..Mudanca CLC Dr4MarcoCartaz As..Mudanca CLC Dr4Marco
Cartaz As..Mudanca CLC Dr4Marco
 
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJo
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJoMudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJo
Mudam Se Os Tempos Dr4 Marco AraúJo
 
Decalogo M 32
Decalogo M 32Decalogo M 32
Decalogo M 32
 
Ritmos & Blues
Ritmos & BluesRitmos & Blues
Ritmos & Blues
 
Origem Blues
Origem BluesOrigem Blues
Origem Blues
 
ReflexãO Tic ingles marco
ReflexãO Tic ingles marcoReflexãO Tic ingles marco
ReflexãO Tic ingles marco
 

Tecnologia Dr4 Stc Marco

  • 1. Nome: Marco Araújo Data: 14/09/2009 REDES E TECNOLOGIAS (DR4) Competências: Relacionar a rede das evoluções tecnológicas com as redes sociais. Critério de Evidência (Tecnologia): Actuar tendo em conta o desenvolvimento dos modos de transmissão de informação ao longo da História, relacionando-o com a evolução das estruturas sociais, a ocupação do território, etc. (por exemplo, a rede de televisão, a internet, etc.). REDE DE COMPUTADORES Uma rede de computadores envolve a conexão entre duas ou mais máquinas, o que permite a troca de dados entre essas unidades e optimiza os recursos de hardware e software. Deve ter regras básicas que garantam o envio seguro de informações. Para ser eficiente, ela precisa que os dados transitem de um computador para outro sem que sofram danos. Também é necessário que a rede seja capaz de determinar correctamente para onde as informações estão indo. Além disso, os computadores interligados tem que poder se identificar uns aos outros e deve existir um modo padronizado de nomear e identificar as partes que a compõem. Redes de computadores são muito mais comuns no dia-a-dia das pessoas do que normalmente se imagina. É um grande engano pensar que a Internet é a única com a qual se convive. Sempre que se usa um cartão de crédito, correio electrónico ou se faz uma chamada telefónica, os serviços de uma rede estão a ser usados. 6355080 De uma forma bastante simplificada, rede de computadores é um sistema de processamento de informação constituído por computadores autónomos que se interligam por uma rede de comunicação. REDE DE INTERNET Uma rede de internet é uma reunião de milhares de redes e organizações individuais, cada uma delas é administrada e sustentada pelo seu próprio usuário. Cada rede colabora com outras redes para dirigir o tráfego da Internet, de modo que as informações possam percorrê-las. Juntas, todas essas redes e organizações formam o mundo conectado da Internet. Para que redes e computadores cooperem desse modo, entretanto, é necessário que haja um acordo geral sobre alguns itens como procedimentos na Internet e padrões para protocolos. Também nós na sala de formação utilizamos uma rede, a LAN (local área network). 914400456565 Indique em que consiste as seguintes formas de utilização de Internet: ISP tradicional – Cabo – As ligações Internet por cabo permitem-vos permanecer conectadas à Internet de maneira permanente. Tem mais necessidade de esperar apenas a conexão estabeleça-se com o prestador, porque a conexão com este último é direta. As vantagens: Não se paga a conexão ao minuto mas o mês, ou um custo reduzido A velocidade é largamente superior à de um modem… O material necessário à uma ligação por cabo Para aceder à esta tecnologia é necessário ter : O cabo Um fornecedor de acesso por este cabo Um modem-cabo http://pt.kioskea.net/contents/technologies/cable.php3 ADSL – Asymmetric Digital Subscriber Line* (*ADSL*) é um formato de DSL, uma tecnologia de comunicação de dados que permite uma transmissão de dados mais rápida através de linhas de telefone do que um modem convencional pode oferecer. Comparada a outras formas de DSL, o ADSL tem a característica de que os dados podem ir mais rápido em uma direcção do que na outra, assimetricamente, diferenciando-o de outros formatos. Os provedores geralmente anunciam o ADSL como um serviço para as pessoas conectarem-se à Internet num modo relativamente passivo: podendo usar velocidade mais rápida para o tempo de download e metade desta velocidade para upload . http://protet.inescporto.pt/o-que-e/comunicacoes-moveis/o-que-e-a-adsl.html WiFI – O Wi-Fi trata-se de uma tecnologia sem fios de curto alcance (até 300 m) que permite o acesso em Banda larga (até 11Mbps) via rádio. A infraestrutura de acesso pode ser instalada em locais públicos (Hotspots) como por exemplo Aeroportos, Hotéis, Centros de Conferências, Centros Empresariais ou Estádios de Futebol. As soluções de acesso sem fios possibilitam aos utilizadores finais o acesso em banda larga a redes privadas ou públicas, de uma forma simples e cómoda, possibilitando a mobilidade, flexibilidade e conveniência no acesso à informação. Quais as Vantagens do Serviço? As soluções Wi-Fi de acesso público possibilitam o acesso à Internet e ao ambiente de produtividade do utilizador (ex: correio electrónico, documentos, aplicações) em locais públicos com cobertura, os Hotspots (ex: Aeroportos, Hotéis, Centros de Reuniões, Zonas Comerciais ou Estádios de Futebol). Vantagens: Produtividade: pode aceder à informação crítica para o seu negócio com a maior rapidez possível Flexibilidade e Mobilidade: não precisa de estar na sua secretária para estar a trabalhar, leve o seu escritório consigo Rapidez e Acessibilidade: sempre online onde quer que esteja Internet de banda larga: débitos até 54 Mbps. O que é um Hotspot? É um local público onde o serviço Wi-Fi está disponível para sua utilização. São mais de 1300 locais em todo o país, desde hotéis, aeroportos, restaurantes, cafés, estações de correio, centros comerciais, estações de serviço, centros de conferência, entre muitos outros. A PT Wi-Fi tem a maior rede de HotSpots do pais e aumenta diariamente os pontos de acesso para ir ao encontro das suas necessidades. Consulte a lista completa dos nossos Hotspots. O que Precisa para Aceder ao Wi-Fi? Ter um PC portátil, PDA ou qualquer outro equipamento compatível com Wi-Fi Ter uma conta de acesso Estar num HotSpot, onde o serviço Wi-Fi está disponível Seleccionar a rede PT-WIFI na Ligação de Rede sem Fios do seu PC e de seguida ligar o seu browser Internet (ex: Internet Explorer). 2 – Várias são as tecnologias que permitem o funcionamento da Internet, por exemplo os protocolos. Na Internet, os computadores ”falam” uns com os outros utilizando protocolos. No seu conjunto, esses protocolos são conhecidos pela designação TCP/IP ( Transmission Control Protocol / Internet Protocol). Um protocolo define as regras de comunicação na NET. Os computadores ligados à Net seguem o protocolo TCP/IP para que os dados e a informação sejam transmitidos de forma correcta e eficaz, chegando o mais rápido possível ao seu destino. A NET é uma rede de comunicações com imenso tráfego e, além disso, é uma rede de redes. Cada rede tem o seu próprio canal que, analisando o tráfego na NET, decide qual o melhor caminho a percorrer pela mensagem até à próxima escala, e assim sucessivamente, até alcançar a rede de destino e a mailbox correspondente. 2.1. Explique o que é a velocidade da Internet. Também é necessário hardware específico para acesso ou partilha de Internet. Refira o objectivo da existência do modem e do router. Modem – O modem é o periférico utilizado para transferir informações entre vários computadores via um apoio de transmissão telegráfico (linhas telefónicas por exemplo). Os computadores funcionam de maneira numérica, utilizam a codificação binária (uma série de 0 e 1), mas as linhas telefónicas são analógicas. Os sinais numéricos passam de um valor à outra, não há meio, de metade, é do “toda ou nada” (um ou zero). Os sinais analógicos em contrapartida não evoluem “não”, evoluem continuamente. O piano por exemplo funciona mais ou menos de maneira numérica porque há “um passo” entre as notas. Um violino em contrapartida pode modular as suas notas para passar por todas as frequências possíveis. Um computador funciona à maneira de um piano, um modem assim como um violino. O modem converte analógico na informação binária que provem do computador, a fim de modulá-lo pela linha telefónica. Pode-se entender barulhos estranhos se montar-se o som que provem do modem. Assim, o modem modula as informações numéricas em ondas analógicos. Em sentido oposto, demodula os dados analógicos para converter-o numérico. A palavra “modem” é assim um acrónimo para “Modulador/Demodulador”. 847725208280 A velocidade de transmissão do modem é exprimida geralmente em galgos, em homenagem à Emile Baudot (11 de Setembro de 1845 - 28 de maro de 1903), um famoso engenheiro português que tem trabalhado nas telecomunicações. Esta unidade de velocidade de transmissão de informação carateriza a frequência (dado) de modulação, ou seja o número de mudança de estados que o modem faz sofrer ao sinal por segundo. Assim, o débito em galgos não é completamente igual ao débito em bits por segundos, porque mais de uma mudança de estado do sinal podem ser necessários para codificar uma bit. Router - Os routers iniciam e fazem a manutenção de tabelas de rotas executando processos e protocolos de actualização de rotas, especificando os endereços e domínios de roteamento, atribuindo e controlando métricas de roteamento. O administrador pode fazer a configuração estática das rotas para a propagação dos pacotes ou através de processos dinâmicos executando nas redes. Os routers passam adiante os pacotes baseando-se nas informações contidas na tabela de roteamento. O problema da configuração das rotas estáticas é que, toda vez que houver alteração na rede que possa vir a afectar essa rota, o administrador deve refazer a configuração manualmente. Já os conhecimentos de rotas dinâmicas são diferentes. Depois que o administrador fizer a configuração através de comandos para iniciar o routres dinâmico, o conhecimento das rotas será automaticamente actualizado sempre que novas informações forem recebidas através da rede. Essa actualização é feita através da troca de conhecimento entre os routers da rede. REDE WIFi Wi-Fi foi uma marca licenciada originalmente pela Wi-Fi Alliance para descrever a tecnologia de redes sem fios embarcadas (WLAN) Para se ter acesso à Internet através de rede Wi-Fi deve-se estar no raio de acção ou área de abrangência de um ponto de acesso ou local público onde opere uma rede sem fios e usar dispositivo móvel, como computador portátil, ou PDA com capacidade de comunicação sem fio, deixando o usuário do Wi-Fi bem à vontade em usá-lo em lugares de não acesso à internet. WEP significa Wired Equivalent Privacy, e foi introduzido na tentativa de dar segurança durante o processo de autenticação, protecção e segurança na comunicação entre os dispositivos Wireless. WPA (Wi-Fi Protected Access) é um protocolo de comunicação via rádio. É um protocolo WEP melhorado. Como isto é um sistema de encriptação, quantos mais bits, mais segura se torna, que é a vantagem que WPA tem em relação à WEP. http://www.brasilescola.com/informatica/internet.htm http://www.prof2000.pt/users/ildamac/formacao_s_sebastiao/oficina/os_protocolos_da_internet.htm http://pt.wikipedia.org/wiki/WPA http://pt.wikipedia.org/wiki/WEP