O Jogo - M22 - Jogo dramático

7.962 visualizações

Publicada em

Publicada em: Diversão e humor, Tecnologia
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.962
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
250
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

O Jogo - M22 - Jogo dramático

  1. 1. O Jogo Dramático <ul><li>Elisabete Martins </li></ul>
  2. 2. Temas a tratar <ul><li>O jogo no desenvolvimento da criança, jovem e do adulto </li></ul><ul><li>Jogo simbólico </li></ul><ul><li>Jogo dramático </li></ul><ul><li>Dramatização </li></ul>
  3. 3. Objectivos <ul><li>Importância do jogo no desenvolvimento e nas relações do ser humano </li></ul><ul><li>Criação de um repertório de meios de animação </li></ul>
  4. 4. O Jogo no desenvolvimento da criança, do jovem e do adulto
  5. 5. <ul><li>Ao longo da nossa infância adquirimos conhecimentos afectivos, motores e cognitivos. </li></ul><ul><li>Na infância expressamos todos os nossos sentidos </li></ul><ul><li>Através das brincadeiras, interagem com outros sujeitos, criando a sua identidade e autonomia </li></ul>
  6. 6. <ul><li>O sujeito é geneticamente social </li></ul><ul><li>Wallon tem as suas ideias baseadas em 4 elementos básicos </li></ul>
  7. 7. Elementos básicos segundo Wallon <ul><li>Afectividade : papel predominante no desenvolvimento da pessoa </li></ul><ul><li>Movimento : depende da organização de espaços para a elaboração de actividades </li></ul><ul><li>Inteligência : depende de como cada um interage e compreende com o meio </li></ul><ul><li>Identidade e a autonomia : têm desenvolvimento directo com o desenvolvimento afectivo, motor e cognitivo. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>O acto de brincar facilita o crescimento da criança, promovendo o desenvolvimento a nível motor e sócio/afectivo </li></ul>
  9. 9. Quatro fases do jogo <ul><li>Jogos funcionais: quando a criança que produz som </li></ul><ul><li>Jogos de ficção: quando entra o faz-de-conta ou a imitação dos adultos </li></ul><ul><li>Jogos de aquisição: começa a conhecer, compreender, imitar músicas, etc. … </li></ul><ul><li>Jogos de fabricação: trabalho manuais de criar, combinar, juntar e transformar objectos. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>Na fase da juventude procura-se a afirmação, a criação da personalidade </li></ul><ul><li>No adulto o processo é oposto, o adulto regride </li></ul><ul><li>Existe a desintegração global da sua actividade face ao real </li></ul><ul><li>Ao longo da vida o homem deseja ser adulto para trocar a actividade lúdica para se dedicar somente ao trabalho </li></ul>
  11. 11. <ul><li>O jogo é uma acção voluntária </li></ul><ul><li>O adulto deve ser um facilitador do jogo e não um jogador para este ser um facilitador no jogo infantil </li></ul><ul><li>Destaca o conhecimento e proporciona o crescimento </li></ul>
  12. 12. Jogo simbólico
  13. 13. <ul><li>É a representação corporal do imaginário, e apesar de nele predominar a fantasia, a actividade psico-motora exercida acaba por prender a criança à realidade </li></ul>
  14. 14. Características <ul><li>Liberdade de regras (menos as criadas pela criança) </li></ul><ul><li>Desenvolvimento da imaginação e da fantasia; </li></ul><ul><li>Ausência de objectivo explícito ou consciente para a criança; </li></ul><ul><li>Lógica própria com a realidade; </li></ul><ul><li>Assimilação da realidade ao &quot;eu&quot;. </li></ul>
  15. 15. <ul><li>No jogo simbólico a criança sofre modificações, à medida que vai progredindo no seu desenvolvimento </li></ul><ul><li>Exercita não só a sua capacidade de pensar ou seja, representar simbolicamente as suas acções, mas também, as suas habilidades motoras </li></ul>
  16. 16. <ul><li>Didacticamente devemos explorar com muita ênfase as imitações sem modelo, as dramatizações, os desenhos e pinturas, o faz de conta, a linguagem… </li></ul><ul><li>Permitir que realizem os jogos simbólicos, sozinhas e com outras crianças, tão importantes para seu desenvolvimento cognitivo e para o equilíbrio emocional. </li></ul>
  17. 17. <ul><li>Ao desenvolver um jogo simbólico a criança ensaia comportamentos e papéis, projecta-se em actividades dos adultos, ensaia atitudes, valores, hábitos e situações para os quais não está preparada na vida real </li></ul><ul><li>Atribui significados que estão muito distantes das suas possibilidades efectivas. </li></ul>
  18. 18. Jogo dramático
  19. 19. <ul><li>É uma forma de expressão do real e do imaginário, ganha um estatuto privilegiado na formação da criança no que respeita ao desenvolvimento de parâmetros psico-motores e sócio-afectivos não se sujeitando a balizas comportamentais demasiado rígidas </li></ul><ul><li>Flexibiliza e facilita o mundo da fantasia sem esperar em troca compensações nem recear insucessos provocados por reforços positivos ou negativos. </li></ul>
  20. 20. <ul><li>A evolução deste tipo de actividade está ligada ao desempenho do educador </li></ul><ul><li>Será mais ou menos intencional, consoante os objectivos que tenha em vista, intervindo directa ou indirectamente e avaliando a todo o momento a dinâmica gerada, as acções e interacções produzidas. </li></ul>
  21. 21. O jogo dramático é um jogo em que a criança faz de conta que é outrem, simulando o real.
  22. 22. <ul><li>O jogo dramático atinge o seu expoente máximo no Jardim de Infância. </li></ul>
  23. 23. <ul><li>A actividade de jogo dramático descrito resulta da vontade da criança em exprimir os seus sentimentos, emoções e interesses face a uma realidade que deseja viver e reviver através da acção. </li></ul>
  24. 24. Dramatização
  25. 25. <ul><li>A dramatização é uma das expressões artísticas utilizada em teatros, filmes,… </li></ul><ul><li>Através dela se demonstra as más experiências que o ser humano atravessa ao longo da vida </li></ul><ul><li>Trabalho e exploração infantil, traumas causadas por maus tratos, etc…. São alguns dos temas demonstrados na dramatização </li></ul>
  26. 26. <ul><li>De acordo com a idade e o natural desenvolvimento das potencialidades físicas e mentais da criança </li></ul>
  27. 27. <ul><li>Manifesta-se através de características marcantes e fundamentais ao processo de evolução do teatro como forma de expressão e de instrumento pedagógico </li></ul>
  28. 28. &quot;O Homem não é completo senão quando joga&quot; (Schiller)
  29. 29. FIM

×