Dr3 Tecnologia Ciencia

2.672 visualizações

Publicada em

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.672
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
218
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dr3 Tecnologia Ciencia

  1. 1. Nome: Maria da Conceição e Marco Araújo Data: 18/11/2009 Núcleo gerador – Saberes fundamentais (DR3) Competências – Intervir racional e criticamente em questões públicas com base em conhecimentos científicos e tecnológicos. Critérios de evidência (Tecnologia) – Actuar de modo fundamentado e consistente nos debates públicos sobre questões de carácter tecnológico. (Ciência) – Actuar tendo em conta o papel da ciência, reconhecendo as suas potencialidades e limitações, nos debates públicos e face aos diferentes jogos de poder, criando evidência para essa actuação baseada em modelos matemáticos. RESÍDUOS O crescimento das populações, o desenvolvimento tecnológico e o aumento descontrolado do consumo de recursos naturais nos países desenvolvidos tem como consequência a produção de uma enorme quantidade de resíduos – materiais que, desde a sua produção ao consumo, se vão deitando fora por, aparentemente, não terem utilidade. Animador Sócio Cultural STC – Saberes Fundamentais (DR3)
  2. 2. TIPO DE RESÍDUOS De acordo com a origem e o tipo de resíduos, estes podem ser classificados em resíduos urbanos (RSU), industriais e hospitalares. Os resíduos perigosos são os que contêm substâncias que põem em risco o equilíbrio dos ecossistemas e a saúde das populações. Os resíduos urbanos, industriais e hospitalares contêm quantidades maiores ou menores de resíduos perigosos, como por exemplo, nos RSU podem encontrar-se pilhas ou óleos alimentares. Neste sentido, caracterize os diferentes tipos de resíduos abaixo enunciados. • Resíduos sólidos urbanos: • • Matéria orgânica: Restos de comida, da sua preparação e limpeza... • Papel e papelão: Jornais, revistas, caixas e embalagens... • Plásticos: Garrafas, garrafões, frascos, embalagens, boiões, etc. • Vidro: Garrafas, frascos, copos, etc. • Metais: Latas • Outros: Roupas, óleos de cozinha e óleos de motor, resíduos informáticos... Resíduos industriais: Os resíduos industriais são os resíduos gerados em processos produtivos industriais, bem como os que resultam das actividades de produção e distribuição de electricidade, gás e água. Eles podem ser muito perigosos, Inertes e não Inertes. Resíduos hospitalares: São resíduos que não podem ser colocados na rede de recolha de resíduos normais visto serem potenciais portadores de patologias Para além disso estão incluídas algumas substâncias que devido à sua natureza, não sendo portadoras de microrganismos patogénicos, poderão causar danos na Animador Sócio Cultural STC – Saberes Fundamentais (DR3)
  3. 3. saúde pública. Incluem-se aqui materiais radioactivos utilizados em procedimentos específicos. Refira porque é preferível o uso de sacos de papel ao invés de sacos de plástico. Resposta: Porque os sacos de papel são biodegradáveis e os de plástico não são, se estes últimos não forem reciclados andaram na terra durante muitos de anos. IMPORTÂNCIA DA GESTÂO DOS RSU A proliferação de resíduos tem constituído um problema importante nas sociedades actuais. Para minimizar o impacto da acumulação de resíduos, é necessário proceder à sua recolha e tratamento, de forma a garantir condições de segurança e melhorar a qualidade de vida das populações. PREVENIR A PRODUÇÃO DE RSU A melhor forma de prevenir a produção de RSU é reduzir – evitar o desperdício. A outra forma é reutilizar – utilizar um produto mais que uma vez ou para outros fins. Após reduzir e reutilizar, deve-se fazer a separação do lixo comum: papel, embalagens, pilhas, metal e vidro. Este deve ser colocado no ecoponto ou ecocentro, para depois serem enviados para reciclagem. Animador Sócio Cultural STC – Saberes Fundamentais (DR3)
  4. 4. De que forma podemos reduzir ou reutilizar a quantidade de resíduos nas nossas casas? Resposta: Nas nossas casas podemos reduzir e reutilizar a quantidade de resíduos. Ao separar o lixo, estamos a contribuir para a reciclagem, estes materiais ao serem reciclados vão ser aproveitados para fazer outros, e assim, para além de não poluir vão ser aproveitados, contribuindo para o enriquecimento nacional. Ao fazer as compras, em vez de comprar garrafas de água devemos optar pelos garrafões, gastando assim menos plástico, quando vamos a um hipermercado, em vez de comprarmos carne embalada nos cuvetes, comprar ao balcão, devemos reutilizar os sacos, (levar sacos usados quando se vai ás compras) etc. Para cada ecoponto, indique três exemplos de produtos que lá devem ser colocados: Ecoponto amarelo  Metal  Embalagens de bebidas  Plástico Ecoponto azul:  Papel jornais e papel de escrita  Cartão  Embalagens de cartão ou papel Ecoponto verde: Animador Sócio Cultural STC – Saberes Fundamentais (DR3)
  5. 5.  Embalagens de vidro  Garrafas  Boiões etc. VALORIZAÇÃO E TRATAMENTO DOS RSU O processo de valorização e tratamento dos RSU obedece a uma hierarquia: prevenção, reciclagem e valorização. A prevenção diz respeito ao consumidor que pode reduzir, reutilizar e separar e colocar os RSU nos respectivos ecopontos. Os resíduos que restam após o processo de reciclagem podem ser valorizados por incineração. A energia libertada pela combustão de res´íduos é utilizada para produção de energia eléctrica. Apenas os resíduos que não podem ser reutilizados ou reciclados devem ser incinerados em segurança. Após reciclagem e valorização, os resíduos são colocados num aterro. INCINERAÇÂO A incineração é a queima do lixo em fornos próprios. Apresenta a vantagem de reduzir bastante o volume de resíduos. Alem disso, destrói os microrganismos que causam doenças, contidos principalmente no lixo hospitalar e industrial. Depois da queima, resta um material que pode ser encaminhado para aterros sanitários, ou mesmo reciclados. Quercus contesta incineradora no centro de Lisboa Animador Sócio Cultural STC – Saberes Fundamentais (DR3)
  6. 6. A Quercus apresentou publicamente a sua oposição à possibilidade de se licenciar no centro de Lisboa uma unidade de incineração de resíduos hospitalares perigosos, assim como sobre a forma ilegal como foi aceite pelo Instituto do Ambiente e Estudo de Impacte Ambiental (EIA) deste projecto. A Associação considera que a localização de uma unidade de incineração de resíduos hospitalares perigosos numa área que inclui instalações de cuidados de saúde, com uma forte envolvente de habitação, para alem da proximidade de um infantário, não é certamente uma opção segura do ponto de vista ambiental e de saúde pública. (...) Embora esta unidade tenha as melhores condições de funcionamento do que os antigos incineradores de resíduos hospitalares, o facto ºe que segundo o EIA, em 2004 foram ultrapassados os limites de emissão de poluentes atmosféricos para partículas, monóxido de carbono, dióxido de enxofre, este último que pode provocar chuvas ácidas (...) e ainda uma análise de dioxinas que ultrapassou em cinco vezes o valor-limite de emissão (...). A Quercus entende (...) uma localização alternativa nomeadamente dentro de um parque industrial, onde os riscos ambientais e para a saúde pública seriam substancialmente reduzidos. Quercus Ambiente, Dezembro de 2005 Após ler o texto responda às seguintes questões: 1. Quais as partes envolvidas no conflito? Resposta: As partes envolvidas no conflito são: A Quercus e o Instituto do Ambiente, Estudo de Impacte Ambiental e a população. 2. Transcreva da notícia dois argumentos que apoiem a posição da Quercus. Resposta: os argumentos são: o problema de saúde devido á proximidade de um infantário e da povoação, devido à incineração de resíduos de hospitais perigosos. Animador Sócio Cultural STC – Saberes Fundamentais (DR3)
  7. 7. 3. Qual o perigo para os ecossistemas do dióxido de enxofre emitido pela incineradora? Resposta: O perigo para os ecossistemas devido ao dióxido de enxofre emitido pela incineradora, serão as chuvas ácidas e ainda as dioxinas que ultrapassa cinco vezes mais o valor limite da emissão. 4. As dioxinas são poluentes resultantes da incineração que se acumulam na cadeia alimentar. Em quanto foi ultrapassado o valor limite? Resposta: O valor limite foi ultrapassado cinco vezes. 5. Qual a alternativa apresentada pela Quercus? Resposta: a Quercus entende que se a incineradora estivesse localizada dentro de um parque industrial o risco para a saúde pública seria muito menor. 6. Se tivesse de decidir sobre este assunto, que posição tomaria? Justifique a sua tomada de decisão. Resposta: Se tivesse de decidir sobre este assunto, acho que tomaria a mesma posição que a Quercus, porque os lixos têm que ser arrumados, mas também não gostaria de ter uma incineradora à minha porta. ATERROS Os aterros são locais de deposição de resíduos, onde estes vão sendo depositados e cobertos com o solo em diversas camadas até atingirem a capacidade limite. Quando chove, a água infiltrada é recolhida por um sistema de drenagem e encaminhada para uma Estação de Tratamento de Águas Residuais. Animador Sócio Cultural STC – Saberes Fundamentais (DR3)
  8. 8. Elabore uma pesquisa sobre a construção e os tipos de materiais utilizados num aterro. Resposta: A construção de um aterro exige muitos requisitos, desde descrição especificações dos elementos do projecto, ao sistema de drenagem, tratamento, impermeabilização, isolamento e vedação do aterro, (para evitar a entrada de pessoas estanhas ao serviço), preparo da área antes da disposição dos resíduos, e principalmente as medidas de protecção ambientais necessárias. Um aterro é um tipo de barragem de terra e/ou rocha que funciona de modo a reter a água. Estas barragens são muito diferentes relativamente às barragens de betão pois são normalmente construídas em vales largos onde ocorrem fundações piores, nomeadamente em solos argilosos ou solos arenosos. Esta melhor adaptação ao tipo de terreno da fundação deve-se à maior área da base que tem como consequência uma melhor distribuição das cargas transmitidas às fundações. Animador Sócio Cultural STC – Saberes Fundamentais (DR3)
  9. 9. “A natureza é o único livro que oferece um conteúdo valioso em todas as suas folhas.” Johann Goethe Animador Sócio Cultural STC – Saberes Fundamentais (DR3)

×