SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 24
Baixar para ler offline
AS MACROTENDÊNCIAS E AAS MACROTENDÊNCIAS E A
REALIDADE DO ENSINO DEREALIDADE DO ENSINO DE
ADMINISTRAÇÃOADMINISTRAÇÃO
Edson de Oliveira NunesEdson de Oliveira Nunes
Observatório UniversitárioObservatório Universitário
www.observatoriouniversitario.org.brwww.observatoriouniversitario.org.br
Tabela 1 - Profissões Regulamentas de Nível Superior - Brasil
2004
Nome do Curso/Programas
Cursos/Programas Matrículas
Total % Total %
Total Brasil 18.644 100% 4.163.733 100,0%
Regulamentadas 12.505 67,1% 3.317.158 79,7%
Não regulamentadas 6.139 32,9% 846.575 20,3%
1 Administrador 1.734 9,3% 620.718 14,9%
2 Advogado 729 3,9% 533.317 12,8%
3 Professor ³ 2.478 13,3% 389.591 9,4%
4 Engenheiro 971 5,2% 247.748 6,0%
5 Jornalista 605 3,2% 187.701 4,5%
6 Contabilista 763 4,1% 162.150 3,9%
7 Profissional de Educação Física 469 2,5% 136.605 3,3%
8 Enfermeiro 415 2,2% 120.851 2,9%
9 Fisioterapeuta 339 1,8% 95.749 2,3%
10 Psicólogo 272 1,5% 94.501 2,3%
11 Biólogo 507 2,7% 91.491 2,2%
12 Médico 136 0,7% 64.965 1,6%
13 Farmacêutico 237 1,3% 61.277 1,5%
14 Economista 266 1,4% 59.020 1,4%
15 Geógrafo 425 2,3% 54.187 1,3%
16 Arquiteto 180 1,0% 47.675 1,1%
17 Odontologia 174 0,9% 46.039 1,1%
18 Nutricionista 201 1,1% 38.929 0,9%
19 Assistente Social 161 0,9% 36.073 0,9%
20 Veterinário 119 0,0% 34.657 0,8%
21 Químico 248 1,3% 33.190 0,8%
22 Engenherio Agrônomo 130 0,7% 31.522 0,8%
23 Tecnólogo 4 207 1,1% 25.839 0,6%
24 Sociólogo 108 0,6% 20.071 0,5%
25 Secretário 144 0,8% 17.829 0,4%
26 Fomoaudiólogo 99 0,5% 13.123 0,3%
27 Zootecnista 63 0,0% 9.308 0,2%
28 Músico 84 0,5% 6.970 0,2%
29 Bibliotecário 36 0,2% 6.894 0,2%
30 Biomédico 54 0,3% 6.711 0,2%
31 Terapeuta Educacional 39 0,2% 5.385 0,1%
32 Estatístico 26 0,1% 4.628 0,1%
33 Geólogo 18 0,1% 3.188 0,1%
34 Relações Públicas 19 0,1% 1.943 0,0%
35 Atuário 13 0,1% 1.771 0,0%
36 Agrimensor 10 0,1% 1.660 0,0%
37 Arquivista 9 0,0% 1.599 0,0%
38 Economista Doméstico 9 0,0% 1.308 0,0%
39 Meteorologista 6 0,0% 801 0,0%
40 Museólogo 2 0,0% 174 0,0%
41 Engenheiro de Segurança ¹ - 0,0% - 0,0%
42 Orientador Educacional ² - 0,0% - 0,0%
43 Treinador de Futebol - 0,0% - 0,0%
Fonte: MEC/Inep, Censo da Educação Superior, 2004.
Notas: ¹ Não foi localizado nem um curso com essa denominação ou com denominação equivalente.
² Computado junto com professor tendo em vista o Decreto n}72.846 que regulamenta.
³ Considera os alunos de pedagogia e os de formação de professor.
4
Mecânica, mineração e extração nos termos da Lei 5.194/66 que dispõe sobre o exercício
Gráfico 1: Porcentagem da população adulta com ensino superior
0 5 10 15 20 25 30 35 40 45
Brasil
Turquia
Portugal
Itália
Polônia
Áustria
Hungria
México
Grécia
OECD média
França
Espanha
Alemanha
Suíça
Reino Unido
Bélgica
Austrália
Nova Zelândia
Noruega
Suécia
Finlândia
Japão
Estados Unidos
Canadá
Fonte: OECD Factbook 2006. Economic, Environmental and Social Statistics. Brasil: IBGE, Censo Demográfico.Observatório Universitário.
Gráfico 3: Percentagem de pessoas de 23 anos ou mais de idade trabalhando em área
correspondente* à formação - Brasil - 2000
0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100%
Geografia
Economia
Biologia
Estatística
Química
Comunicação Social
Engenharias
Ciências Contábeis
Geologia
Psicologia
Educação Física
Prof. Regulam.
Administração
Direito
Biblioteconomia
Pedagogia
Medicina Veterinária
Arquitetura e
Farmácia
Odontologia
Medicina
Enfermagem
Fonte: IBGE, Censo Demográfico.Observatório Universitário .
Nota:* As ocupações correspondentes à formação estão no ANEXO.
(R$ 4.000) (R$ 3.000) (R$ 2.000) (R$ 1.000) R$ 0 R$ 1.000 R$ 2.000 R$ 3.000 R$ 4.000
23-29
30-39
40-49
50-59
60-64
65-+
Gráfico 4: Rendimento médio mensal em todos os trabalhos segundo o grupo etário e o
nível de instrução - Brasil - 2000
Ensino Médio Graduação
Fonte: IBGE, Censo Demográfico. Observatório Universitário.
0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90%
total
23-29
30-39
40-49
50-59
60-64
65-+
Gráfico 5: Percentagem das pessoas de 23 anos ou mais com
trabalho remunerado, segundo o nível de ensino- Brasil - 2000
ensino médio ensino superior
Fonte: IBGE, Censo Demográfico.Observatório Universitário.
Tabela A.1– Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em MEDICINA como curso mais elevado concluído e que
trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000
   MEDICINA - Graduação 
Ocupação   Total  %
TOTAL 200.441 100
CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO 150.455
Médicos 150.455 75,06
OUTRAS OCUPAÇÕES 49.986 24,94
gerentes de produção e operações 5.108 2,55
cirurgiões-dentistas 2.587 1,29
professores de disciplinas da educação geral do ensino médio 2.492 1,24
dirigentes de empresas - empregadores 2.365 1,18
professores do ensino superior 1.950 0,97
gerentes de áreas de apoio 1.929 0,96
ocupação não identificada 1.623 0,81
vendedores e demonstradores em lojas ou mercados 1.392 0,69
escriturários em geral, agentes, assistentes e aux. adm. 1.291 0,64
contadores e auditores 1.242 0,62
Outras ocupações 28.007 13,97
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do 
IBGE.
Nota: * Não significativo ao nível 5%.
Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em
MEDICINA como curso mais elevado concluído e que trabalhavam
remunerado na semana de referência, Brasil 2000
75%
25%
CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕES
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
Outras Ocupações dos formados em MEDICINA, Brasil 2000
0 1.000 2.000 3.000 4.000 5.000 6.000
gerentes de produção e
operações
cirurgiões-dentistas
professores de disciplinas da
educação geral do ensino médio
dirigentes deempresas -
empregadores
professores do ensino superior
gerentes deáreas de apoio
vendedores e demonstradores
em lojas oumercados
escriturários em geral,agentes,
assistentes e aux.adm.
contadores eauditores
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE
Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em
ENGENHARIA como curso mais elevado concluído e que
trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000
33%
67%
CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕES
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
Outras Ocupações dos formados em ENGENHARIA,Brasil 2000
0 5.00
0
10.0
00
15.0
00
20.0
00
25.0
00
30.0
00
35.0
00
40.0
00
45.0
00
gerentes de produção e operações
dirigentes de empresas - empregadores
gerentes de áreas de apoio
vendedores e demonstradores em lojas ou mercados
analistas de sistemas
representantes comerciais e técnicos de vendas
professores de disciplinas da educação geral do EM
contadores e auditores
escriturários em geral, agentes, assistentes e aux. adm.
professores do ensino superior
diretores gerais
supervisores de serviços administrativos
diretores de áreas de apoio
desenhistas técnicos e modelistas
administradores
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em
DIREITO como curso mais elevado concluído e que trabalhavam
remunerado na semana de referência, Brasil 2000
51%
49%
CORRESPONDENTE Á FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕES
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
1.000 6.000 11.000 16.000 21.000 26.000 31.000 36.000 41.000
serventuários da justiça e afins
escriturários em geral, agentes, assistentes e aux. adm.
dirigentes de empresas - empregadores
vendedores e demonstradores em lojas ou mercados
dirigentes das áreas de apoio da administração pública
secretários de expediente e estenógrafos
representantes comerciais e técnicos de vendas
técnicos e fiscais de tributação e arrecadação
supervisores de serviços administrativos
professores do ensino superior
Outras Ocupações dos formados em DIREITO, Brasil - 2000
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em
COMUNICAÇÃO como curso mais elevado concluído e que
trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000
28%
72%
CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕES
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
Outras Ocupações dos formados em COMUNICAÇÃO,Brasil 2000
0 2.000 4.000 6.000 8.000 10.000 12.000
gerentes de áreas de apoio
escriturários em geral, agentes, assistentes e aux. adm.
vendedores e demonstradores em lojas ou mercados
dirigentes de empresas - empregadores
professores de disciplinas da educação geral do ensino médio
recepcionistas
serventuários da justiça e afins
vendedores ambulantes
dirigentes das áreas de apoio da administração pública
desenhistas técnicos e modelistas
cirurgiões-dentistas
professores do ensino superior
prof. de discip.da educ.geral de 1ª a 4ª séries do EF
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em
CIÊNCIAS CONTÁBEIS como curso mais elevado concluído e que
trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000
40%
60%
CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕES
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário comos microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
Outras Ocupações dos formados em CONTÁBEIS,Brasil 2000
0 5.000 10.000 15.000 20.000
gerentes de produção e operações
gerentes de áreas de apoio
dirigentes de empresas - empregadores
serventuários da justiça e afins
supervisores de serviços contábeis, financeiros
profissionais em pesquisa e análise econômica
vendedores ambulantes
professores de disciplinas da educação geral do EM
administradores
corretores de imóveis
caixas e bilheteiros (exceto caixa de banco)
dirigentes das áreas de apoio da administração pública
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
Tabela A.5 –Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em ADMINISTRAÇÃO como curso mais elevado concluído e que trabalhavam remunerado
na semana de referência, Brasil 2000
   ADMINISTRAÇÃO – Grad. 
OCUPAÇÕES  Total  %
TOTAL 511.847 100
CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO 237.440 46,39
gerentes de produção e operações 68.414 13,37
gerentes de áreas de apoio 51.231 10,01
escriturários em geral, agentes, assistentes e aux. adm. 37.005 7,23
Administradores 26.136 5,11
dirigentes de empresas - empregadores  23.139 4,52
supervisores de serviços administrativos             7.560*  1,48
diretores de áreas de apoio            6.184*  1,21
dirigentes das áreas de apoio da administração pública            5.841*  1,14
supervisores de vendas e de prestação de serviços do comércio            3.802*  0,74
técnicos em administração            3.227*  0,63
diretores de áreas de produção e operações (dpo)            2.541*  0,5
diretores gerais            2.360*  0,46
OUTRAS OCUPAÇÕEs 274.407 53,61
vendedores e demonstradores em lojas ou mercados 26.053 5,09
representantes comerciais e técnicos de vendas 18.132 3,54
contadores e auditores 14.421 2,82
secretários de expediente e estenógrafos 13.922 2,72
Ocupação não identificada 12.726 2,49
escriturários de finanças 12.609 2,46
analistas de sistemas 10.722 2,09
supervisores de serviços contábeis, financeiros e de control 6.359 1,24
serventuários da justiça e afins 5.806 1,13
vendedores ambulantes 5.616 1,1
profissionais em pesquisa e análise econômica 5.363 1,05
professores de disciplinas da educação geral do ensino médio 5.165 1,01
Outras 137.513 26,87
Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em
ADMINISTRAÇÃO como curso mais elevado concluído e que
trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000
46%
54%
CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕEs
F o nte : Ta bulaç ão do O bs e rva tó rio Univ e rs itá rio co m o s m ic ro dado s do C e ns o D em o grá fic o de 2000 do
IB G E.
0 5.000 10.000 15.000 20.000 25.000 30.000
vendedores e demonstradores em lojas ou mercados
representantes comerciais e técnicos de vendas
contadores e auditores
secretários de expediente e estenógrafos
escriturários de finanças
analistas de sistemas
supervisores de serviços contábeis, financeiros e de control
serventuários da justiça e afins
vendedores ambulantes
profissionais em pesquisa e análise econômica
professores de disciplinas da educação geral do ensino médio
Outras Ocupações dos formados em ADMINISTRAÇÃO, Brasil 2000
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
Percentagem de outras ocupações
dos formados em ADMINISTRAÇÃO
contadores e auditores
12%
vendedores e
demonstradores em
lojas ou mercados
20%
representantes
comerciais e técnicos de
vendas
15%
secretários de
expediente e
estenógrafos
11%
professores de
disciplinas da educação
geral do ensino médio
4%
profissionais em
pesquisa e análise
econômica
4%
escriturários de finanças
10%
analistas de sistemas
9%
supervisores de serviços
contábeis, financeiros e
de control
5%
vendedores ambulantes
5%
serventuários da justiça
e afins
5%
Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
Projeção da população
Ano de nascimento Esperança de Vida ao Nascer (em anos de vida)
1940 42,74
1950 45,9
1960 52,37
1970 52,49
1980 62,6
1990 66,57
2000 70,43
2010 73,4
2020 76,06
2030 78,23
2040 79,95
2050 81,29
Fonte: IBGE, Séries Estatísticas,Observatório Universitário
Projeção da população Brasileira - Esperança de Vida ao
Nascer (em anos de vida)
0
20
40
60
80
100
1940 1950 1960 1970 1980 1990 2000 2010 2020 2030 2040 2050
Fonte: IBGE, Séries Estatísticas,Observatório Universitário

Mais conteúdo relacionado

Semelhante a As tendências do ensino superior e o mercado de trabalho

Uma Reflexão sobre os Desafios da Gestão em lidar com as Macrotendências da ...
Uma Reflexão sobre  os Desafios da Gestão em lidar com as Macrotendências da ...Uma Reflexão sobre  os Desafios da Gestão em lidar com as Macrotendências da ...
Uma Reflexão sobre os Desafios da Gestão em lidar com as Macrotendências da ...ANGRAD
 
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESP
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESPApresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESP
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESPRodrigo Junqueira
 
Resultados Novas Oportunidades
Resultados Novas OportunidadesResultados Novas Oportunidades
Resultados Novas OportunidadesJoão Lima
 
Tabelas de divulgação - Censo Superior 2021.pdf
Tabelas de divulgação - Censo Superior 2021.pdfTabelas de divulgação - Censo Superior 2021.pdf
Tabelas de divulgação - Censo Superior 2021.pdfVictorG60
 
Fórum do Educação Profissional do Estado de São Paulo
Fórum do Educação Profissional do Estado de São PauloFórum do Educação Profissional do Estado de São Paulo
Fórum do Educação Profissional do Estado de São PauloCentro Paula Souza
 
Relatório anual de indicadores 2012
Relatório anual de indicadores 2012Relatório anual de indicadores 2012
Relatório anual de indicadores 2012Jamildo Melo
 
Censo da Educação Superior 2015
Censo da Educação Superior 2015Censo da Educação Superior 2015
Censo da Educação Superior 2015Luciano Sathler
 
Apresentação do Censo da Educação Superior 2015
Apresentação do Censo da Educação Superior 2015Apresentação do Censo da Educação Superior 2015
Apresentação do Censo da Educação Superior 2015Luciano Sathler
 
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_camikto
 
Análise da execução orçamentária do município de janeiro a agosto de 2010 Áre...
Análise da execução orçamentária do município de janeiro a agosto de 2010 Áre...Análise da execução orçamentária do município de janeiro a agosto de 2010 Áre...
Análise da execução orçamentária do município de janeiro a agosto de 2010 Áre...Movimento Nossa BH
 
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...ANGRAD
 
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufu
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufuapresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufu
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufudio7ff
 

Semelhante a As tendências do ensino superior e o mercado de trabalho (20)

Uma Reflexão sobre os Desafios da Gestão em lidar com as Macrotendências da ...
Uma Reflexão sobre  os Desafios da Gestão em lidar com as Macrotendências da ...Uma Reflexão sobre  os Desafios da Gestão em lidar com as Macrotendências da ...
Uma Reflexão sobre os Desafios da Gestão em lidar com as Macrotendências da ...
 
Dia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovar
Dia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovarDia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovar
Dia2 04 keynote_rogerio melzi_estacio_educar para inovar
 
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESP
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESPApresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESP
Apresentação Luiz Roberto Liza Curi - UNESP
 
Resultados Novas Oportunidades
Resultados Novas OportunidadesResultados Novas Oportunidades
Resultados Novas Oportunidades
 
Tabelas de divulgação - Censo Superior 2021.pdf
Tabelas de divulgação - Censo Superior 2021.pdfTabelas de divulgação - Censo Superior 2021.pdf
Tabelas de divulgação - Censo Superior 2021.pdf
 
Apresentação fepesp 02
Apresentação fepesp 02Apresentação fepesp 02
Apresentação fepesp 02
 
Fórum do Educação Profissional do Estado de São Paulo
Fórum do Educação Profissional do Estado de São PauloFórum do Educação Profissional do Estado de São Paulo
Fórum do Educação Profissional do Estado de São Paulo
 
Relatório anual de indicadores 2012
Relatório anual de indicadores 2012Relatório anual de indicadores 2012
Relatório anual de indicadores 2012
 
Censo da Educação Superior 2015
Censo da Educação Superior 2015Censo da Educação Superior 2015
Censo da Educação Superior 2015
 
Apresentação do Censo da Educação Superior 2015
Apresentação do Censo da Educação Superior 2015Apresentação do Censo da Educação Superior 2015
Apresentação do Censo da Educação Superior 2015
 
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca
729281 tcnicoa auxiliar-de-sade-referencial_ca
 
CT Conjunta - 22.03.16 - Projeto de Fortalecimento da Vigilância em Saúde - PFVS
CT Conjunta - 22.03.16 - Projeto de Fortalecimento da Vigilância em Saúde - PFVSCT Conjunta - 22.03.16 - Projeto de Fortalecimento da Vigilância em Saúde - PFVS
CT Conjunta - 22.03.16 - Projeto de Fortalecimento da Vigilância em Saúde - PFVS
 
Análise da execução orçamentária do município de janeiro a agosto de 2010 Áre...
Análise da execução orçamentária do município de janeiro a agosto de 2010 Áre...Análise da execução orçamentária do município de janeiro a agosto de 2010 Áre...
Análise da execução orçamentária do município de janeiro a agosto de 2010 Áre...
 
Apresentação alto impacto
Apresentação alto impactoApresentação alto impacto
Apresentação alto impacto
 
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...
 
Dossiê
Dossiê Dossiê
Dossiê
 
Censo 2014 x realidade 2015 – tendências e rumos para o ensino superior (I)
Censo 2014 x realidade 2015 – tendências e rumos para o ensino superior (I)Censo 2014 x realidade 2015 – tendências e rumos para o ensino superior (I)
Censo 2014 x realidade 2015 – tendências e rumos para o ensino superior (I)
 
ENCOAD 2017 - Análise dos Cursos da área de Administração no período 2006/201...
ENCOAD 2017 - Análise dos Cursos da área de Administração no período 2006/201...ENCOAD 2017 - Análise dos Cursos da área de Administração no período 2006/201...
ENCOAD 2017 - Análise dos Cursos da área de Administração no período 2006/201...
 
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufu
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufuapresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufu
apresentacao_result.pdfjjjejejejrdjjdufu
 
Edital Nº 019/2016 IFRN
Edital Nº 019/2016 IFRNEdital Nº 019/2016 IFRN
Edital Nº 019/2016 IFRN
 

Mais de ANGRAD

Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradas
Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradasNovas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradas
Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradasANGRAD
 
Carreira e Pós-Graduação Stricto Sensu
Carreira e Pós-Graduação Stricto SensuCarreira e Pós-Graduação Stricto Sensu
Carreira e Pós-Graduação Stricto SensuANGRAD
 
ENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADEENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADEANGRAD
 
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...ANGRAD
 
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresasConduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresasANGRAD
 
Assurance of Learning - The ECU Story
Assurance of Learning - The ECU StoryAssurance of Learning - The ECU Story
Assurance of Learning - The ECU StoryANGRAD
 
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivo
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivoGestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivo
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivoANGRAD
 
Estado da Arte da EAD
Estado da Arte da EADEstado da Arte da EAD
Estado da Arte da EADANGRAD
 
ENANGRAD 2018 - Acreditação Internacional
ENANGRAD 2018 - Acreditação InternacionalENANGRAD 2018 - Acreditação Internacional
ENANGRAD 2018 - Acreditação InternacionalANGRAD
 
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBA
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBAENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBA
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBAANGRAD
 
Oficina sobre os ODS
Oficina sobre os ODSOficina sobre os ODS
Oficina sobre os ODSANGRAD
 
Case prático: filiação e credenciamento da IMED
Case prático: filiação e credenciamento da IMEDCase prático: filiação e credenciamento da IMED
Case prático: filiação e credenciamento da IMEDANGRAD
 
Case: Saint Paul Escola de Negócios
Case: Saint Paul Escola de NegóciosCase: Saint Paul Escola de Negócios
Case: Saint Paul Escola de NegóciosANGRAD
 
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e Utilização
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e UtilizaçãoMétodo do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e Utilização
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e UtilizaçãoANGRAD
 
O Estudante como protagonista do/no Processo de Aprendizagem
O Estudante como protagonista do/no Processo de AprendizagemO Estudante como protagonista do/no Processo de Aprendizagem
O Estudante como protagonista do/no Processo de AprendizagemANGRAD
 
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...ANGRAD
 
Iniciação Científica no Curso de Administração
Iniciação Científica no Curso de AdministraçãoIniciação Científica no Curso de Administração
Iniciação Científica no Curso de AdministraçãoANGRAD
 
Aprendizagem Significativa
Aprendizagem SignificativaAprendizagem Significativa
Aprendizagem SignificativaANGRAD
 
Aprendizagem Significativa em Administração
Aprendizagem Significativa em AdministraçãoAprendizagem Significativa em Administração
Aprendizagem Significativa em AdministraçãoANGRAD
 
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da AdministraçãoANGRAD
 

Mais de ANGRAD (20)

Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradas
Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradasNovas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradas
Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradas
 
Carreira e Pós-Graduação Stricto Sensu
Carreira e Pós-Graduação Stricto SensuCarreira e Pós-Graduação Stricto Sensu
Carreira e Pós-Graduação Stricto Sensu
 
ENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADEENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADE
 
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...
 
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresasConduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
 
Assurance of Learning - The ECU Story
Assurance of Learning - The ECU StoryAssurance of Learning - The ECU Story
Assurance of Learning - The ECU Story
 
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivo
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivoGestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivo
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivo
 
Estado da Arte da EAD
Estado da Arte da EADEstado da Arte da EAD
Estado da Arte da EAD
 
ENANGRAD 2018 - Acreditação Internacional
ENANGRAD 2018 - Acreditação InternacionalENANGRAD 2018 - Acreditação Internacional
ENANGRAD 2018 - Acreditação Internacional
 
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBA
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBAENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBA
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBA
 
Oficina sobre os ODS
Oficina sobre os ODSOficina sobre os ODS
Oficina sobre os ODS
 
Case prático: filiação e credenciamento da IMED
Case prático: filiação e credenciamento da IMEDCase prático: filiação e credenciamento da IMED
Case prático: filiação e credenciamento da IMED
 
Case: Saint Paul Escola de Negócios
Case: Saint Paul Escola de NegóciosCase: Saint Paul Escola de Negócios
Case: Saint Paul Escola de Negócios
 
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e Utilização
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e UtilizaçãoMétodo do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e Utilização
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e Utilização
 
O Estudante como protagonista do/no Processo de Aprendizagem
O Estudante como protagonista do/no Processo de AprendizagemO Estudante como protagonista do/no Processo de Aprendizagem
O Estudante como protagonista do/no Processo de Aprendizagem
 
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...
 
Iniciação Científica no Curso de Administração
Iniciação Científica no Curso de AdministraçãoIniciação Científica no Curso de Administração
Iniciação Científica no Curso de Administração
 
Aprendizagem Significativa
Aprendizagem SignificativaAprendizagem Significativa
Aprendizagem Significativa
 
Aprendizagem Significativa em Administração
Aprendizagem Significativa em AdministraçãoAprendizagem Significativa em Administração
Aprendizagem Significativa em Administração
 
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração
 

As tendências do ensino superior e o mercado de trabalho

  • 1. AS MACROTENDÊNCIAS E AAS MACROTENDÊNCIAS E A REALIDADE DO ENSINO DEREALIDADE DO ENSINO DE ADMINISTRAÇÃOADMINISTRAÇÃO Edson de Oliveira NunesEdson de Oliveira Nunes Observatório UniversitárioObservatório Universitário www.observatoriouniversitario.org.brwww.observatoriouniversitario.org.br
  • 2. Tabela 1 - Profissões Regulamentas de Nível Superior - Brasil 2004 Nome do Curso/Programas Cursos/Programas Matrículas Total % Total % Total Brasil 18.644 100% 4.163.733 100,0% Regulamentadas 12.505 67,1% 3.317.158 79,7% Não regulamentadas 6.139 32,9% 846.575 20,3% 1 Administrador 1.734 9,3% 620.718 14,9% 2 Advogado 729 3,9% 533.317 12,8% 3 Professor ³ 2.478 13,3% 389.591 9,4% 4 Engenheiro 971 5,2% 247.748 6,0% 5 Jornalista 605 3,2% 187.701 4,5% 6 Contabilista 763 4,1% 162.150 3,9% 7 Profissional de Educação Física 469 2,5% 136.605 3,3% 8 Enfermeiro 415 2,2% 120.851 2,9% 9 Fisioterapeuta 339 1,8% 95.749 2,3% 10 Psicólogo 272 1,5% 94.501 2,3% 11 Biólogo 507 2,7% 91.491 2,2% 12 Médico 136 0,7% 64.965 1,6% 13 Farmacêutico 237 1,3% 61.277 1,5% 14 Economista 266 1,4% 59.020 1,4% 15 Geógrafo 425 2,3% 54.187 1,3% 16 Arquiteto 180 1,0% 47.675 1,1% 17 Odontologia 174 0,9% 46.039 1,1% 18 Nutricionista 201 1,1% 38.929 0,9% 19 Assistente Social 161 0,9% 36.073 0,9%
  • 3. 20 Veterinário 119 0,0% 34.657 0,8% 21 Químico 248 1,3% 33.190 0,8% 22 Engenherio Agrônomo 130 0,7% 31.522 0,8% 23 Tecnólogo 4 207 1,1% 25.839 0,6% 24 Sociólogo 108 0,6% 20.071 0,5% 25 Secretário 144 0,8% 17.829 0,4% 26 Fomoaudiólogo 99 0,5% 13.123 0,3% 27 Zootecnista 63 0,0% 9.308 0,2% 28 Músico 84 0,5% 6.970 0,2% 29 Bibliotecário 36 0,2% 6.894 0,2% 30 Biomédico 54 0,3% 6.711 0,2% 31 Terapeuta Educacional 39 0,2% 5.385 0,1% 32 Estatístico 26 0,1% 4.628 0,1% 33 Geólogo 18 0,1% 3.188 0,1% 34 Relações Públicas 19 0,1% 1.943 0,0% 35 Atuário 13 0,1% 1.771 0,0% 36 Agrimensor 10 0,1% 1.660 0,0% 37 Arquivista 9 0,0% 1.599 0,0% 38 Economista Doméstico 9 0,0% 1.308 0,0% 39 Meteorologista 6 0,0% 801 0,0% 40 Museólogo 2 0,0% 174 0,0% 41 Engenheiro de Segurança ¹ - 0,0% - 0,0% 42 Orientador Educacional ² - 0,0% - 0,0% 43 Treinador de Futebol - 0,0% - 0,0% Fonte: MEC/Inep, Censo da Educação Superior, 2004. Notas: ¹ Não foi localizado nem um curso com essa denominação ou com denominação equivalente. ² Computado junto com professor tendo em vista o Decreto n}72.846 que regulamenta. ³ Considera os alunos de pedagogia e os de formação de professor. 4 Mecânica, mineração e extração nos termos da Lei 5.194/66 que dispõe sobre o exercício
  • 4. Gráfico 1: Porcentagem da população adulta com ensino superior 0 5 10 15 20 25 30 35 40 45 Brasil Turquia Portugal Itália Polônia Áustria Hungria México Grécia OECD média França Espanha Alemanha Suíça Reino Unido Bélgica Austrália Nova Zelândia Noruega Suécia Finlândia Japão Estados Unidos Canadá Fonte: OECD Factbook 2006. Economic, Environmental and Social Statistics. Brasil: IBGE, Censo Demográfico.Observatório Universitário.
  • 5. Gráfico 3: Percentagem de pessoas de 23 anos ou mais de idade trabalhando em área correspondente* à formação - Brasil - 2000 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% Geografia Economia Biologia Estatística Química Comunicação Social Engenharias Ciências Contábeis Geologia Psicologia Educação Física Prof. Regulam. Administração Direito Biblioteconomia Pedagogia Medicina Veterinária Arquitetura e Farmácia Odontologia Medicina Enfermagem Fonte: IBGE, Censo Demográfico.Observatório Universitário . Nota:* As ocupações correspondentes à formação estão no ANEXO.
  • 6. (R$ 4.000) (R$ 3.000) (R$ 2.000) (R$ 1.000) R$ 0 R$ 1.000 R$ 2.000 R$ 3.000 R$ 4.000 23-29 30-39 40-49 50-59 60-64 65-+ Gráfico 4: Rendimento médio mensal em todos os trabalhos segundo o grupo etário e o nível de instrução - Brasil - 2000 Ensino Médio Graduação Fonte: IBGE, Censo Demográfico. Observatório Universitário.
  • 7. 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% total 23-29 30-39 40-49 50-59 60-64 65-+ Gráfico 5: Percentagem das pessoas de 23 anos ou mais com trabalho remunerado, segundo o nível de ensino- Brasil - 2000 ensino médio ensino superior Fonte: IBGE, Censo Demográfico.Observatório Universitário.
  • 8. Tabela A.1– Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em MEDICINA como curso mais elevado concluído e que trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000    MEDICINA - Graduação  Ocupação   Total  % TOTAL 200.441 100 CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO 150.455 Médicos 150.455 75,06 OUTRAS OCUPAÇÕES 49.986 24,94 gerentes de produção e operações 5.108 2,55 cirurgiões-dentistas 2.587 1,29 professores de disciplinas da educação geral do ensino médio 2.492 1,24 dirigentes de empresas - empregadores 2.365 1,18 professores do ensino superior 1.950 0,97 gerentes de áreas de apoio 1.929 0,96 ocupação não identificada 1.623 0,81 vendedores e demonstradores em lojas ou mercados 1.392 0,69 escriturários em geral, agentes, assistentes e aux. adm. 1.291 0,64 contadores e auditores 1.242 0,62 Outras ocupações 28.007 13,97 Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do  IBGE. Nota: * Não significativo ao nível 5%.
  • 9. Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em MEDICINA como curso mais elevado concluído e que trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000 75% 25% CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕES Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
  • 10. Outras Ocupações dos formados em MEDICINA, Brasil 2000 0 1.000 2.000 3.000 4.000 5.000 6.000 gerentes de produção e operações cirurgiões-dentistas professores de disciplinas da educação geral do ensino médio dirigentes deempresas - empregadores professores do ensino superior gerentes deáreas de apoio vendedores e demonstradores em lojas oumercados escriturários em geral,agentes, assistentes e aux.adm. contadores eauditores Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE
  • 11. Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em ENGENHARIA como curso mais elevado concluído e que trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000 33% 67% CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕES Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
  • 12. Outras Ocupações dos formados em ENGENHARIA,Brasil 2000 0 5.00 0 10.0 00 15.0 00 20.0 00 25.0 00 30.0 00 35.0 00 40.0 00 45.0 00 gerentes de produção e operações dirigentes de empresas - empregadores gerentes de áreas de apoio vendedores e demonstradores em lojas ou mercados analistas de sistemas representantes comerciais e técnicos de vendas professores de disciplinas da educação geral do EM contadores e auditores escriturários em geral, agentes, assistentes e aux. adm. professores do ensino superior diretores gerais supervisores de serviços administrativos diretores de áreas de apoio desenhistas técnicos e modelistas administradores Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
  • 13. Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em DIREITO como curso mais elevado concluído e que trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000 51% 49% CORRESPONDENTE Á FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕES Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
  • 14. 1.000 6.000 11.000 16.000 21.000 26.000 31.000 36.000 41.000 serventuários da justiça e afins escriturários em geral, agentes, assistentes e aux. adm. dirigentes de empresas - empregadores vendedores e demonstradores em lojas ou mercados dirigentes das áreas de apoio da administração pública secretários de expediente e estenógrafos representantes comerciais e técnicos de vendas técnicos e fiscais de tributação e arrecadação supervisores de serviços administrativos professores do ensino superior Outras Ocupações dos formados em DIREITO, Brasil - 2000 Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
  • 15. Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em COMUNICAÇÃO como curso mais elevado concluído e que trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000 28% 72% CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕES Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
  • 16. Outras Ocupações dos formados em COMUNICAÇÃO,Brasil 2000 0 2.000 4.000 6.000 8.000 10.000 12.000 gerentes de áreas de apoio escriturários em geral, agentes, assistentes e aux. adm. vendedores e demonstradores em lojas ou mercados dirigentes de empresas - empregadores professores de disciplinas da educação geral do ensino médio recepcionistas serventuários da justiça e afins vendedores ambulantes dirigentes das áreas de apoio da administração pública desenhistas técnicos e modelistas cirurgiões-dentistas professores do ensino superior prof. de discip.da educ.geral de 1ª a 4ª séries do EF Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
  • 17. Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em CIÊNCIAS CONTÁBEIS como curso mais elevado concluído e que trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000 40% 60% CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕES Fonte: Tabulação do Observatório Universitário comos microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
  • 18. Outras Ocupações dos formados em CONTÁBEIS,Brasil 2000 0 5.000 10.000 15.000 20.000 gerentes de produção e operações gerentes de áreas de apoio dirigentes de empresas - empregadores serventuários da justiça e afins supervisores de serviços contábeis, financeiros profissionais em pesquisa e análise econômica vendedores ambulantes professores de disciplinas da educação geral do EM administradores corretores de imóveis caixas e bilheteiros (exceto caixa de banco) dirigentes das áreas de apoio da administração pública Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
  • 19. Tabela A.5 –Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em ADMINISTRAÇÃO como curso mais elevado concluído e que trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000    ADMINISTRAÇÃO – Grad.  OCUPAÇÕES  Total  % TOTAL 511.847 100 CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO 237.440 46,39 gerentes de produção e operações 68.414 13,37 gerentes de áreas de apoio 51.231 10,01 escriturários em geral, agentes, assistentes e aux. adm. 37.005 7,23 Administradores 26.136 5,11 dirigentes de empresas - empregadores  23.139 4,52 supervisores de serviços administrativos             7.560*  1,48 diretores de áreas de apoio            6.184*  1,21 dirigentes das áreas de apoio da administração pública            5.841*  1,14 supervisores de vendas e de prestação de serviços do comércio            3.802*  0,74 técnicos em administração            3.227*  0,63 diretores de áreas de produção e operações (dpo)            2.541*  0,5 diretores gerais            2.360*  0,46 OUTRAS OCUPAÇÕEs 274.407 53,61 vendedores e demonstradores em lojas ou mercados 26.053 5,09 representantes comerciais e técnicos de vendas 18.132 3,54 contadores e auditores 14.421 2,82 secretários de expediente e estenógrafos 13.922 2,72 Ocupação não identificada 12.726 2,49 escriturários de finanças 12.609 2,46 analistas de sistemas 10.722 2,09 supervisores de serviços contábeis, financeiros e de control 6.359 1,24 serventuários da justiça e afins 5.806 1,13 vendedores ambulantes 5.616 1,1 profissionais em pesquisa e análise econômica 5.363 1,05 professores de disciplinas da educação geral do ensino médio 5.165 1,01 Outras 137.513 26,87
  • 20. Ocupação das pessoas de 23 anos ou mais, tendo a graduação em ADMINISTRAÇÃO como curso mais elevado concluído e que trabalhavam remunerado na semana de referência, Brasil 2000 46% 54% CORRESPONDENTE À FORMAÇÃO OUTRAS OCUPAÇÕEs F o nte : Ta bulaç ão do O bs e rva tó rio Univ e rs itá rio co m o s m ic ro dado s do C e ns o D em o grá fic o de 2000 do IB G E.
  • 21. 0 5.000 10.000 15.000 20.000 25.000 30.000 vendedores e demonstradores em lojas ou mercados representantes comerciais e técnicos de vendas contadores e auditores secretários de expediente e estenógrafos escriturários de finanças analistas de sistemas supervisores de serviços contábeis, financeiros e de control serventuários da justiça e afins vendedores ambulantes profissionais em pesquisa e análise econômica professores de disciplinas da educação geral do ensino médio Outras Ocupações dos formados em ADMINISTRAÇÃO, Brasil 2000 Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
  • 22. Percentagem de outras ocupações dos formados em ADMINISTRAÇÃO contadores e auditores 12% vendedores e demonstradores em lojas ou mercados 20% representantes comerciais e técnicos de vendas 15% secretários de expediente e estenógrafos 11% professores de disciplinas da educação geral do ensino médio 4% profissionais em pesquisa e análise econômica 4% escriturários de finanças 10% analistas de sistemas 9% supervisores de serviços contábeis, financeiros e de control 5% vendedores ambulantes 5% serventuários da justiça e afins 5% Fonte: Tabulação do Observatório Universitário com os microdados do Censo Demográfico de 2000 do IBGE.
  • 23. Projeção da população Ano de nascimento Esperança de Vida ao Nascer (em anos de vida) 1940 42,74 1950 45,9 1960 52,37 1970 52,49 1980 62,6 1990 66,57 2000 70,43 2010 73,4 2020 76,06 2030 78,23 2040 79,95 2050 81,29 Fonte: IBGE, Séries Estatísticas,Observatório Universitário
  • 24. Projeção da população Brasileira - Esperança de Vida ao Nascer (em anos de vida) 0 20 40 60 80 100 1940 1950 1960 1970 1980 1990 2000 2010 2020 2030 2040 2050 Fonte: IBGE, Séries Estatísticas,Observatório Universitário