SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 21
Baixar para ler offline
XVI Seminário Nacional ANGRAD / MEC/
              INEP / CFA


   “Avaliação e Gestão do Curso de
      Administração: realidades e
 perspectivas sob a ótica da regulação,
    da academia da profissão e do
               mercado”

           Alexander Berndt
XVI Seminário Nacional ANGRAD / MEC/
              INEP / CFA


   “Avaliação e Gestão do Curso de
      Administração: realidades e
 perspectivas sob a ótica da regulação,
    da academia da profissão e do
        mercado” e sociedade
A SURPRESA
• NOTAS MÉDIAS (0 A 5) DE 2009 DOS 1.580 CURSOS DE
   GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NAS VARIÁVEIS
           ELABORADAS PELO MEC-INEP


           • INGRESSANTES: 2,41
            • CONCLUINTES: 2,24

           • Fonte: CPC decomposto de 2009 em
                    14.02.2011 , MEC-INEP
PROCEDIMENTOS DE AJUSTAMENTOS ADOTADOS PELO INEP PARA OBTENCÃO DAS NOTAS DE INGRESSANTES


                                                                        FORMACÃO CONTEÚDO INGRESS
                                                                         GERAL    ESPECIF .25FG +
                                                                          FG        CE    .75CE
                                                                 N       1.582      1580
___________________________________________________________________________
MÉDIAS ( 10) ENADE ORIGINAIS                                              3.93       2,94   3,19
___________________________________________________________________________
LIMITES EXTREMOS ADOTADOS NA
DISTRIBUICÃO NORMAL PADRONIZADA
                                                            INFERIOR        -3.00           -2,76
                                                            SUPERIOR         3.00            2,99
VALORES PARDONIZADOS A ALTERAR
                                                            INFERIOR      -3,26            -3,94
                                                            SUPERIORES 14 casos             33 casos
                                                                           (de 3,02 a 4,02) (de 3,13 a 5,06)
VALORES ALTERADOS NO AJUSTAMENTO
PARA:
                                                             ZERO (0)      -0,22          -1,03
                                                             CINCO (5)      14 casos       33 casos
                                                                       (de 5,02 a 5.78) (de 5,03 a 6,80)

MÉDIAS PÓS AJUSTAMENTOS                                                                               2,50             2,38          2,41




 FONTES: 1) Cálculos, c/ 4 casas decimais, nas fórmulas de ajustamento, pos padron.normal, conf. Doc: “Cálculo do CPC”, INEP-MEC. 2) Banco de Dados
                                                   utilizado: CPC decomposto de 2009 em14.02.2011
PROCEDIMENTOS DE AJUSTAMENTOS ADOTADOS PARA OBTENCÃO DAS NOTAS DE CONCLUINTES



                                                             FORMACÃO CONTEÚDO CONCLUIN

                                                               GERAL       ESPECIF       .25FG +

                                                                FG           CE          .75CE

                                                       N       1.414        1412

___________________________________________________________________________
MÉDIAS ( 10) ENADE ORIGINAIS                                   4,43         3,37             3,91
___________________________________________________________________________
LIMITES EXTREMOS ADOTADOS NA
DISTRIBUICÃO NORMAL PADRONIZADA
                                                INFERIOR       -2.84        -2,27

                                                SUPERIOR        2,99         2,91

VALORES PARDONIZADOS A ALTERAR
                                                INFERIO         -3,59          -

                                                SUPERIORES       3,13       30 casos

                                                                 3,50     (de 3,00 a 4,50)

VALORES ALTERADOS NO AJUSTAMENTO
PARA:
                                                 ZERO (0)       -0,64          -

                                                 CINCO (5)       5,12        30 casos

                                                                5,44     (de 5,10 a 6,53)

MÉDIAS PÓS AJUSTAMENTOS                                         2,44        2,18              2,24
QUADRO RESUMO DAS NOTAS MÉDIAS
                      ENADE/2009
                                      N         Originais “Padronizadas
                                                           e Ajustadas”
   Ingressantes                   1413               3,19             2,41

   Concluintes                    1581               3,91             2,24


Notas:
1) Cálculos, c/ 4 casas decimais, nas fórmulas de ajustamento, apos
padron.normal, conf. Doc: “Cálculo do CPC”, INEP-MEC.
2) Banco de Dados Utilizado: CPC decomposto de 2009
em14.02.2011
ANÁLISE DAS QUATRO NOTAS ORIGINAIS

  ENADE (MÉDIAS BRASIL 0 A 10)         2006

N= 1.131     Prova     Prova      (CE / FG)
             Geral(FG) Espec.(CE)       %
Ingressantes    4,07      3,30       - 19,1
     (I)
Concluintes    4,38       4,08        -6,8
      (C)
(C/I) em %     +7,5       +23,7
Análise das quatro notas originais

      ENADE (médias Brasil 0 a 10) 2009

N= 1.336       Prova     Prova      (CE / FG)
               Geral(FG) Espec.(CE)       %
Ingressantes     3.93        2,93           -25,5
     (I)
Concluintes      4,44        3,74           -15,7
      (C)
(C/I) em %       +12,8      +27,6
Nota Específica de Concluintes



                  NOTA CONCLUINTES ESPECIFICA                                                   NOTA CONCLUINTES ESPECIFICA



                                        2006                                                                   2009

                                                                                   140
150

                                                                                   120


                                                                                   100
y                                                                                  y
c100                                                                               c
n                                                                                  n 80
e                                                                                  e
u                                                                                  u
q                                                                                  q
e
r                                                                                  e
                                                                                   r 60
F                                                                                  F
 50
                                                                                    40


                                                                                    20
                                                               Mean = 40,7748638
                                                                                                                                  Mean = 37,435381
                                                               Std. Dev. =
                                                                                                                                  Std. Dev. = 6,7851605
  0                                                            6,04549243            0                                            N = 1.336
                                                               N = 1.132
       20,00000   30,00000   40,00000    50,00000   60,00000                              30,0000   40,0000   50,0000   60,0000
                       Média_CE_Conc                                                                 Média CE_Conc
A RACIONALIDADE PARA AS DUAS

                   VARIÁVEIS ANGRAD
             Notas        INGRESSANTES CONCLUINTES


 IES A                              3                5

 IES B                              4                5

LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
A RACIONALIDADE PARA AS DUAS VARIÁVEIS
               ANGRAD

     Notas Ingres.              Concl.     Evolução Desemp.
           (A)                  (B)        (B/A)=(C) (BxC)
IES A                 3               5       1,67    8,35

IES B                 4               5       1,25    6,25
OBS: Desemp = (BxC) = Bx(B/A) =B²/A
LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
METODOLOGIA PARA OBTENÇÃO DE
     “POSTOS” NAS QUATRO VARIÁVEIS

• 1.Cálculo das notas médias de Concluintes e
  Ingressantes de cada curso.
• 2.Cálculo da variáveis “Evolução”e “Desempenho”
  para cada curso.
• 3.Ordenação dos cursos em cada variável
• 4.Divisão de cada variável em 50 classes.
• 5.Atribuição do posto à cada classe.
EXEMPLO DE CÁLCULOS DOS INDICADORES
       ANGRAD. 1.NOTAS ORIGINAIS ENAD
Exemplo de cálculo das novas variáveis, para um curso
                  de administração
   Notas                  ENADE                  Prova      Prova
   Originais              (0 a 10)               Geral      Específica
   2009                   Concl.                  5,50         4,52

                          Ingres.                    5,21      3,86
   2006                   Concl.                     5,08      4,51

                          Ingres.                    5,26      3,76
LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
OBTENÇÃO DOS POSTOS ANGRAD:



     (Postos de 1 a 50)                              IES

                                          2009             2006
     Desempenho                             36              32
     Evolução                               13              16
     Concluintes                            45              42
     Ingressantes                           48              46
LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
“UMA PEQUENA FACULDADE
     PRIVADA DO INTERIOR”
(Postos 1 a 50)                  2009                2006

DESEMPENHO                        39                  22
EVOLUÇÃO                          43                  37
CONCLUINTES                       35                  11
INGRESSANTES                      17                  5
LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
“UMA TRADICIONAL FACULDADE PRIVADA
                   DE
    UMA GRANDE REGIÃO METROPOLITANA”

    (Postos1 a 50)                         2009      2006
    DESEMPENHO                              45        46
    EVOLUÇÃO                                 37       32
    CONCLUINTES                              47       48
    INGRESSANTES                             45       47
LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
“UMA UNIVERSIDADE FEDERAL”
(Postos 1 a 50)                 2009                 2006



DESEMPENHO                        41                  49
EVOLUÇÃO                          13                  34
CONCLUINTES                       48                  50
INGRESSANTES                      49                  49
LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
DESEMPENHO DOS CURSOS 2006 E 2009
      2009                    2009            2009       2006           2006

      N CONCLUINTES   ORDEM          UF   NOTA CONCL.   ORDEM   UF   NOTA CONCL.



• .          7150      1             RS     5,56        1       RS         6,03
•            5856      2             SC     5,27        2       TO         5,40
•            1027      3             RN     5,16        3       RJ         5,39
•            9471      4             MG     5,05        4       SC         5,36
•            32559     5             SP     4,91        5       ES         5,30
•            1937      6             CE     4,90        6       MG         5,25
•            1726      7             AM     4,89        7       PR         5,23
•            8657      8             PR     4,86        8       BA         5,16
•            7479      9             RJ     4,80        9       CE         5,14
•            864       10            SE     4,80        10      PE         4,97
•            5102      11            BA     4,79        11      AL         4,96
•            595       12            PB     4,77        12      SP         4,96
Dificuldades a Vencer


                         Qualidade do
                           ensino


            Avaliações                  Ações específicas


INEP/ MEC                                         ANGRAD / CFA


                              ?
Dificuldades a Vencer


            Qualidade do
              ensino




INEP/ MEC                  ANGRAD / CFA
Obrigado!


Alexander Berndt
alexander.berndt@hotmail.com
(35) 99610186

Mais conteúdo relacionado

Destaque

(01/11/2012) Espaço Angrad - Prof. Mauro Kreuz
(01/11/2012) Espaço Angrad - Prof. Mauro Kreuz (01/11/2012) Espaço Angrad - Prof. Mauro Kreuz
(01/11/2012) Espaço Angrad - Prof. Mauro Kreuz ANGRAD
 
(01/11/2012) Avaliação e Gestão do Curso de Administração: Realidades e persp...
(01/11/2012) Avaliação e Gestão do Curso de Administração: Realidades e persp...(01/11/2012) Avaliação e Gestão do Curso de Administração: Realidades e persp...
(01/11/2012) Avaliação e Gestão do Curso de Administração: Realidades e persp...ANGRAD
 
(30/10/2012) Espaço Angrad - Prof. Mario César Barreto Moraes
(30/10/2012) Espaço Angrad - Prof. Mario César Barreto Moraes (30/10/2012) Espaço Angrad - Prof. Mario César Barreto Moraes
(30/10/2012) Espaço Angrad - Prof. Mario César Barreto Moraes ANGRAD
 
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...ANGRAD
 
XVI SEMINÁRIO NACIONAL ANGRAD | MEC | INEP | CFA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CUR...
XVI SEMINÁRIO NACIONAL ANGRAD | MEC | INEP | CFA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CUR...XVI SEMINÁRIO NACIONAL ANGRAD | MEC | INEP | CFA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CUR...
XVI SEMINÁRIO NACIONAL ANGRAD | MEC | INEP | CFA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CUR...ANGRAD
 
(31/10/2012) A dimensão comportamental e seus impactos na qualidade do curso ...
(31/10/2012) A dimensão comportamental e seus impactos na qualidade do curso ...(31/10/2012) A dimensão comportamental e seus impactos na qualidade do curso ...
(31/10/2012) A dimensão comportamental e seus impactos na qualidade do curso ...ANGRAD
 
PAINEL 1 - “AS PERCEPÇÕES DA MANTENEDORA SOBRE OS IMPACTOS DA AVALIAÇÃO NA GE...
PAINEL 1 - “AS PERCEPÇÕES DA MANTENEDORA SOBRE OS IMPACTOS DA AVALIAÇÃO NA GE...PAINEL 1 - “AS PERCEPÇÕES DA MANTENEDORA SOBRE OS IMPACTOS DA AVALIAÇÃO NA GE...
PAINEL 1 - “AS PERCEPÇÕES DA MANTENEDORA SOBRE OS IMPACTOS DA AVALIAÇÃO NA GE...ANGRAD
 
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...ANGRAD
 

Destaque (8)

(01/11/2012) Espaço Angrad - Prof. Mauro Kreuz
(01/11/2012) Espaço Angrad - Prof. Mauro Kreuz (01/11/2012) Espaço Angrad - Prof. Mauro Kreuz
(01/11/2012) Espaço Angrad - Prof. Mauro Kreuz
 
(01/11/2012) Avaliação e Gestão do Curso de Administração: Realidades e persp...
(01/11/2012) Avaliação e Gestão do Curso de Administração: Realidades e persp...(01/11/2012) Avaliação e Gestão do Curso de Administração: Realidades e persp...
(01/11/2012) Avaliação e Gestão do Curso de Administração: Realidades e persp...
 
(30/10/2012) Espaço Angrad - Prof. Mario César Barreto Moraes
(30/10/2012) Espaço Angrad - Prof. Mario César Barreto Moraes (30/10/2012) Espaço Angrad - Prof. Mario César Barreto Moraes
(30/10/2012) Espaço Angrad - Prof. Mario César Barreto Moraes
 
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...
(30/10/2012) As percepções da mantenedora sobre os impactos da avaliação na g...
 
XVI SEMINÁRIO NACIONAL ANGRAD | MEC | INEP | CFA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CUR...
XVI SEMINÁRIO NACIONAL ANGRAD | MEC | INEP | CFA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CUR...XVI SEMINÁRIO NACIONAL ANGRAD | MEC | INEP | CFA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CUR...
XVI SEMINÁRIO NACIONAL ANGRAD | MEC | INEP | CFA - “AVALIAÇÃO E GESTÃO DO CUR...
 
(31/10/2012) A dimensão comportamental e seus impactos na qualidade do curso ...
(31/10/2012) A dimensão comportamental e seus impactos na qualidade do curso ...(31/10/2012) A dimensão comportamental e seus impactos na qualidade do curso ...
(31/10/2012) A dimensão comportamental e seus impactos na qualidade do curso ...
 
PAINEL 1 - “AS PERCEPÇÕES DA MANTENEDORA SOBRE OS IMPACTOS DA AVALIAÇÃO NA GE...
PAINEL 1 - “AS PERCEPÇÕES DA MANTENEDORA SOBRE OS IMPACTOS DA AVALIAÇÃO NA GE...PAINEL 1 - “AS PERCEPÇÕES DA MANTENEDORA SOBRE OS IMPACTOS DA AVALIAÇÃO NA GE...
PAINEL 1 - “AS PERCEPÇÕES DA MANTENEDORA SOBRE OS IMPACTOS DA AVALIAÇÃO NA GE...
 
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...
OFICINA PEDAGÓGICA II “ESTRATÉGIAS DE ENSINO E DE APRENDIZAGEM NO CURSO DE AD...
 

Mais de ANGRAD

Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradas
Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradasNovas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradas
Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradasANGRAD
 
Carreira e Pós-Graduação Stricto Sensu
Carreira e Pós-Graduação Stricto SensuCarreira e Pós-Graduação Stricto Sensu
Carreira e Pós-Graduação Stricto SensuANGRAD
 
ENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADEENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADEANGRAD
 
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...ANGRAD
 
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresasConduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresasANGRAD
 
Assurance of Learning - The ECU Story
Assurance of Learning - The ECU StoryAssurance of Learning - The ECU Story
Assurance of Learning - The ECU StoryANGRAD
 
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivo
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivoGestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivo
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivoANGRAD
 
Estado da Arte da EAD
Estado da Arte da EADEstado da Arte da EAD
Estado da Arte da EADANGRAD
 
ENANGRAD 2018 - Acreditação Internacional
ENANGRAD 2018 - Acreditação InternacionalENANGRAD 2018 - Acreditação Internacional
ENANGRAD 2018 - Acreditação InternacionalANGRAD
 
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBA
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBAENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBA
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBAANGRAD
 
Oficina sobre os ODS
Oficina sobre os ODSOficina sobre os ODS
Oficina sobre os ODSANGRAD
 
Case prático: filiação e credenciamento da IMED
Case prático: filiação e credenciamento da IMEDCase prático: filiação e credenciamento da IMED
Case prático: filiação e credenciamento da IMEDANGRAD
 
Case: Saint Paul Escola de Negócios
Case: Saint Paul Escola de NegóciosCase: Saint Paul Escola de Negócios
Case: Saint Paul Escola de NegóciosANGRAD
 
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e Utilização
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e UtilizaçãoMétodo do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e Utilização
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e UtilizaçãoANGRAD
 
O Estudante como protagonista do/no Processo de Aprendizagem
O Estudante como protagonista do/no Processo de AprendizagemO Estudante como protagonista do/no Processo de Aprendizagem
O Estudante como protagonista do/no Processo de AprendizagemANGRAD
 
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...ANGRAD
 
Iniciação Científica no Curso de Administração
Iniciação Científica no Curso de AdministraçãoIniciação Científica no Curso de Administração
Iniciação Científica no Curso de AdministraçãoANGRAD
 
Aprendizagem Significativa
Aprendizagem SignificativaAprendizagem Significativa
Aprendizagem SignificativaANGRAD
 
Aprendizagem Significativa em Administração
Aprendizagem Significativa em AdministraçãoAprendizagem Significativa em Administração
Aprendizagem Significativa em AdministraçãoANGRAD
 
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da AdministraçãoANGRAD
 

Mais de ANGRAD (20)

Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradas
Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradasNovas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradas
Novas técnicas organizacionais e as tecnologias aceleradas
 
Carreira e Pós-Graduação Stricto Sensu
Carreira e Pós-Graduação Stricto SensuCarreira e Pós-Graduação Stricto Sensu
Carreira e Pós-Graduação Stricto Sensu
 
ENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADEENANGRAD 2018 - ENADE
ENANGRAD 2018 - ENADE
 
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...
Como o poder da visão e inteligência artificial pode trazer inclusão ao ambie...
 
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresasConduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
Conduzindo pesquisa científica em jogos de empresas
 
Assurance of Learning - The ECU Story
Assurance of Learning - The ECU StoryAssurance of Learning - The ECU Story
Assurance of Learning - The ECU Story
 
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivo
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivoGestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivo
Gestão da evasão na EAD: discussão a partir de um modelo preditivo
 
Estado da Arte da EAD
Estado da Arte da EADEstado da Arte da EAD
Estado da Arte da EAD
 
ENANGRAD 2018 - Acreditação Internacional
ENANGRAD 2018 - Acreditação InternacionalENANGRAD 2018 - Acreditação Internacional
ENANGRAD 2018 - Acreditação Internacional
 
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBA
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBAENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBA
ENANGRAD 2019 - Apresentação ANAMBA
 
Oficina sobre os ODS
Oficina sobre os ODSOficina sobre os ODS
Oficina sobre os ODS
 
Case prático: filiação e credenciamento da IMED
Case prático: filiação e credenciamento da IMEDCase prático: filiação e credenciamento da IMED
Case prático: filiação e credenciamento da IMED
 
Case: Saint Paul Escola de Negócios
Case: Saint Paul Escola de NegóciosCase: Saint Paul Escola de Negócios
Case: Saint Paul Escola de Negócios
 
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e Utilização
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e UtilizaçãoMétodo do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e Utilização
Método do Caso como Recurso Pedagógico: Benefícios e Utilização
 
O Estudante como protagonista do/no Processo de Aprendizagem
O Estudante como protagonista do/no Processo de AprendizagemO Estudante como protagonista do/no Processo de Aprendizagem
O Estudante como protagonista do/no Processo de Aprendizagem
 
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...
Sinaes – INSTRUMENTO DE AVALIAÇÃO DE CURSOS DE GRADUAÇÃO NAS MODALIDADES PRES...
 
Iniciação Científica no Curso de Administração
Iniciação Científica no Curso de AdministraçãoIniciação Científica no Curso de Administração
Iniciação Científica no Curso de Administração
 
Aprendizagem Significativa
Aprendizagem SignificativaAprendizagem Significativa
Aprendizagem Significativa
 
Aprendizagem Significativa em Administração
Aprendizagem Significativa em AdministraçãoAprendizagem Significativa em Administração
Aprendizagem Significativa em Administração
 
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração
5 - Novas Tecnologias e Inovação no Ensino da Administração
 

(01/11/2012) Avaliação e Gestão do curso de administração: Realidades e perspectivas sob a ótica da avaliação, da regulação, da supervisão, da academia, da profissão e do mercado - Prof. Alexander Berndt

  • 1. XVI Seminário Nacional ANGRAD / MEC/ INEP / CFA “Avaliação e Gestão do Curso de Administração: realidades e perspectivas sob a ótica da regulação, da academia da profissão e do mercado” Alexander Berndt
  • 2. XVI Seminário Nacional ANGRAD / MEC/ INEP / CFA “Avaliação e Gestão do Curso de Administração: realidades e perspectivas sob a ótica da regulação, da academia da profissão e do mercado” e sociedade
  • 3. A SURPRESA • NOTAS MÉDIAS (0 A 5) DE 2009 DOS 1.580 CURSOS DE GRADUAÇÃO EM ADMINISTRAÇÃO NAS VARIÁVEIS ELABORADAS PELO MEC-INEP • INGRESSANTES: 2,41 • CONCLUINTES: 2,24 • Fonte: CPC decomposto de 2009 em 14.02.2011 , MEC-INEP
  • 4. PROCEDIMENTOS DE AJUSTAMENTOS ADOTADOS PELO INEP PARA OBTENCÃO DAS NOTAS DE INGRESSANTES FORMACÃO CONTEÚDO INGRESS GERAL ESPECIF .25FG + FG CE .75CE N 1.582 1580 ___________________________________________________________________________ MÉDIAS ( 10) ENADE ORIGINAIS 3.93 2,94 3,19 ___________________________________________________________________________ LIMITES EXTREMOS ADOTADOS NA DISTRIBUICÃO NORMAL PADRONIZADA INFERIOR -3.00 -2,76 SUPERIOR 3.00 2,99 VALORES PARDONIZADOS A ALTERAR INFERIOR -3,26 -3,94 SUPERIORES 14 casos 33 casos (de 3,02 a 4,02) (de 3,13 a 5,06) VALORES ALTERADOS NO AJUSTAMENTO PARA: ZERO (0) -0,22 -1,03 CINCO (5) 14 casos 33 casos (de 5,02 a 5.78) (de 5,03 a 6,80) MÉDIAS PÓS AJUSTAMENTOS 2,50 2,38 2,41 FONTES: 1) Cálculos, c/ 4 casas decimais, nas fórmulas de ajustamento, pos padron.normal, conf. Doc: “Cálculo do CPC”, INEP-MEC. 2) Banco de Dados utilizado: CPC decomposto de 2009 em14.02.2011
  • 5. PROCEDIMENTOS DE AJUSTAMENTOS ADOTADOS PARA OBTENCÃO DAS NOTAS DE CONCLUINTES FORMACÃO CONTEÚDO CONCLUIN GERAL ESPECIF .25FG + FG CE .75CE N 1.414 1412 ___________________________________________________________________________ MÉDIAS ( 10) ENADE ORIGINAIS 4,43 3,37 3,91 ___________________________________________________________________________ LIMITES EXTREMOS ADOTADOS NA DISTRIBUICÃO NORMAL PADRONIZADA INFERIOR -2.84 -2,27 SUPERIOR 2,99 2,91 VALORES PARDONIZADOS A ALTERAR INFERIO -3,59 - SUPERIORES 3,13 30 casos 3,50 (de 3,00 a 4,50) VALORES ALTERADOS NO AJUSTAMENTO PARA: ZERO (0) -0,64 - CINCO (5) 5,12 30 casos 5,44 (de 5,10 a 6,53) MÉDIAS PÓS AJUSTAMENTOS 2,44 2,18 2,24
  • 6. QUADRO RESUMO DAS NOTAS MÉDIAS ENADE/2009 N Originais “Padronizadas e Ajustadas” Ingressantes 1413 3,19 2,41 Concluintes 1581 3,91 2,24 Notas: 1) Cálculos, c/ 4 casas decimais, nas fórmulas de ajustamento, apos padron.normal, conf. Doc: “Cálculo do CPC”, INEP-MEC. 2) Banco de Dados Utilizado: CPC decomposto de 2009 em14.02.2011
  • 7. ANÁLISE DAS QUATRO NOTAS ORIGINAIS ENADE (MÉDIAS BRASIL 0 A 10) 2006 N= 1.131 Prova Prova (CE / FG) Geral(FG) Espec.(CE) % Ingressantes 4,07 3,30 - 19,1 (I) Concluintes 4,38 4,08 -6,8 (C) (C/I) em % +7,5 +23,7
  • 8. Análise das quatro notas originais ENADE (médias Brasil 0 a 10) 2009 N= 1.336 Prova Prova (CE / FG) Geral(FG) Espec.(CE) % Ingressantes 3.93 2,93 -25,5 (I) Concluintes 4,44 3,74 -15,7 (C) (C/I) em % +12,8 +27,6
  • 9. Nota Específica de Concluintes NOTA CONCLUINTES ESPECIFICA NOTA CONCLUINTES ESPECIFICA 2006 2009 140 150 120 100 y y c100 c n n 80 e e u u q q e r e r 60 F F 50 40 20 Mean = 40,7748638 Mean = 37,435381 Std. Dev. = Std. Dev. = 6,7851605 0 6,04549243 0 N = 1.336 N = 1.132 20,00000 30,00000 40,00000 50,00000 60,00000 30,0000 40,0000 50,0000 60,0000 Média_CE_Conc Média CE_Conc
  • 10. A RACIONALIDADE PARA AS DUAS VARIÁVEIS ANGRAD Notas INGRESSANTES CONCLUINTES IES A 3 5 IES B 4 5 LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
  • 11. A RACIONALIDADE PARA AS DUAS VARIÁVEIS ANGRAD Notas Ingres. Concl. Evolução Desemp. (A) (B) (B/A)=(C) (BxC) IES A 3 5 1,67 8,35 IES B 4 5 1,25 6,25 OBS: Desemp = (BxC) = Bx(B/A) =B²/A LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
  • 12. METODOLOGIA PARA OBTENÇÃO DE “POSTOS” NAS QUATRO VARIÁVEIS • 1.Cálculo das notas médias de Concluintes e Ingressantes de cada curso. • 2.Cálculo da variáveis “Evolução”e “Desempenho” para cada curso. • 3.Ordenação dos cursos em cada variável • 4.Divisão de cada variável em 50 classes. • 5.Atribuição do posto à cada classe.
  • 13. EXEMPLO DE CÁLCULOS DOS INDICADORES ANGRAD. 1.NOTAS ORIGINAIS ENAD Exemplo de cálculo das novas variáveis, para um curso de administração Notas ENADE Prova Prova Originais (0 a 10) Geral Específica 2009 Concl. 5,50 4,52 Ingres. 5,21 3,86 2006 Concl. 5,08 4,51 Ingres. 5,26 3,76 LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
  • 14. OBTENÇÃO DOS POSTOS ANGRAD: (Postos de 1 a 50) IES 2009 2006 Desempenho 36 32 Evolução 13 16 Concluintes 45 42 Ingressantes 48 46 LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
  • 15. “UMA PEQUENA FACULDADE PRIVADA DO INTERIOR” (Postos 1 a 50) 2009 2006 DESEMPENHO 39 22 EVOLUÇÃO 43 37 CONCLUINTES 35 11 INGRESSANTES 17 5 LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
  • 16. “UMA TRADICIONAL FACULDADE PRIVADA DE UMA GRANDE REGIÃO METROPOLITANA” (Postos1 a 50) 2009 2006 DESEMPENHO 45 46 EVOLUÇÃO 37 32 CONCLUINTES 47 48 INGRESSANTES 45 47 LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
  • 17. “UMA UNIVERSIDADE FEDERAL” (Postos 1 a 50) 2009 2006 DESEMPENHO 41 49 EVOLUÇÃO 13 34 CONCLUINTES 48 50 INGRESSANTES 49 49 LEMBRETE: NADA SUBSTITUI A AUTO-AVALIAÇÃO DO CURSO
  • 18. DESEMPENHO DOS CURSOS 2006 E 2009 2009 2009 2009 2006 2006 N CONCLUINTES ORDEM UF NOTA CONCL. ORDEM UF NOTA CONCL. • . 7150 1 RS 5,56 1 RS 6,03 • 5856 2 SC 5,27 2 TO 5,40 • 1027 3 RN 5,16 3 RJ 5,39 • 9471 4 MG 5,05 4 SC 5,36 • 32559 5 SP 4,91 5 ES 5,30 • 1937 6 CE 4,90 6 MG 5,25 • 1726 7 AM 4,89 7 PR 5,23 • 8657 8 PR 4,86 8 BA 5,16 • 7479 9 RJ 4,80 9 CE 5,14 • 864 10 SE 4,80 10 PE 4,97 • 5102 11 BA 4,79 11 AL 4,96 • 595 12 PB 4,77 12 SP 4,96
  • 19. Dificuldades a Vencer Qualidade do ensino Avaliações Ações específicas INEP/ MEC ANGRAD / CFA ?
  • 20. Dificuldades a Vencer Qualidade do ensino INEP/ MEC ANGRAD / CFA