Aula teoria do comércio internacional angelo prochmann

10.481 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
5 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
10.481
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
251
Comentários
0
Gostaram
5
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula teoria do comércio internacional angelo prochmann

  1. 1. UNIVERSIDADE ESTADUAL DE MATO GROSSO DO SUL UNIDADE DE PONTA PORÃ – MS CURSO DE CIÊNCIAS ECONÔMICASTeorias do Comércio Internacional Angelo Mateus Prochmann
  2. 2. Teorias do Comércio Internacional O conceito e a sua evolução• Divisão didática da Ciência Econômica:  Microeconomia (teoria dos preços);  Macroeconomia (equilíbrio da renda nacional);  Desenvolvimento Econômico (acumulação e produção);  Economia Internacional (fluxo de capitais e comércio). Economia Internacional  Para explicar o porquê: • os países comercializam entre si; • os países produzem alguns bens enquanto outros produzem outros; • existem barreiras ao comércio e outros; Razão principal de estudar Imobilidade de fatores de Comércio Internacional produção entre nações
  3. 3. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evoluçãoTeorias do Comércio Internacional:  Surgimento de uma Economia Mundial  Foi com a formação dos Estados Nacionais que surgiram as condições para a criação de uma Economia Mundial; Eles forneciam bens sociais (regras, direitos de propriedade e proteção legal) que permitiram o desenvolvimento do comércio internacional.  Mercantilismo (1450-1750)  Consolidação dos Estados Nacionais e do uso de políticas visando o progresso econômico;  A “Riqueza” só interessa para o poder do Estado;  Para gerar riqueza um país teria que ter uma balança comercial favorável (superávit);  É o ponto de partida que culminaria no pensamento clássico;
  4. 4. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evoluçãoTeorias do Comércio Internacional:  Teorias Clássicas  David Hume (filófoso e economista)  Um dos primeiros críticos ao Mercantilismo e adeptos ao Livre Mercado;  Para ele, o comércio não seria um jogo de soma zero, mas sim um jogo positivo; Adam Smith  A “Riqueza” de uma nação é produto da Produtividade do Trabalho (que é conseqüência da Divisão do Trabalho); O Comércio Internacional permite ampliar a extensão do mercado, favorecendo dessa forma a divisão do trabalho, que gera riqueza; Smith foi quem descreveu a chamada “Vantagem Absoluta”- um país produzir um bem com menor emprego de trabalho do que no resto do mundo.
  5. 5. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evoluçãoTeorias do Comércio Internacional:  Economistas Clássicos  Vantagens Absolutas  quando determinado produto pode ser oferecido com preço de custo inferior aos dos concorrentes;  situação criada geralmente pela especialização e também por condições ambientais favoráveis (ex. produtos agrícolas);  pode sofrer restrições em termos de comércio internacional (medidas protecionistas; ex. Brasil – implantação da indústria automobilística); Hipótese de veracidade da T. Clássica – seria necessário uma situação de livre comércio para que todos os países se beneficiassem da especialização e ganho de escala provocados pelo comércio dos produtos entre os países. Na realizada nenhum país contemporâneo adota uma política de livre comércio sem restrições à importação.
  6. 6. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evoluçãoTeorias do Comércio Internacional:  Economistas Clássicos  Teoria das “Vantagens Comparativas” de David Ricardo a) Explica que 2 nações têm relações comerciais quando apresentam custos de produção diferentes (ex. mão-de-obra); b) Uma nação exportará sempre o produto que possui custo relativamente menor do que o de outra – implica na especialização; c) O comércio entre as nações será vantajoso para ambas- mais comércio é melhor do que menos comércio; Vantagens Comparativas Pela quantidade relativa de trabalho Nação A Nação B Exportará produtos que fabricar Exportará produtos que fabricar com custos menores e importará com custos menores e importará os produtos que produzir com os produtos que produzir com custos maiores que a Nação B custos maiores que a Nação A
  7. 7. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evoluçãoTeorias do Comércio Internacional:  Modelo Neoclássico – Modelo de Heckscher-Ohlin-Samuelson  Enquanto que o modelo Clássico explica a vantagem a partir da produtividade relativa da mão-de-obra, o modelo Neoclássico explica o C.I em função da diferença relativa de dotação de fatores de produção (capital e trabalho) entre os países, distintas tecnologias e preferência dos consumidores. Modelo Neoclássico pela dotação de fatores de produção Países ricos em Mão-de-obra (pobre Países ricos em Capital - deveriam em capital) – deveriam se especializar se especializar em produtos de em produtos que necessitassem capital intensivo (máquina e grandes quantidades de Mão-de-obra equipamentos, por exemplo). Ex. Brasil – setor de confecção Ex. EUA – automobilístico; Japão – informática
  8. 8. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evolução Teorias do Comércio Internacional:  Modelo Neoclássico – exemplo de curva de transformação em 2 países Produção A - País rico em mão-de-obra demandante de pobre em capital Mão-de-obra País rico em capital (fatores de produção) Produção B - demandante de capital (ex. máquinas) Hipóteses de veracidade da T. Neoclássica – situação de livre comércio; conhecimento tecnológico disponível para todos
  9. 9. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evoluçãoTeorias do Comércio Internacional:  As Novas Teorias do Comércio Internacional  Surgem em função da evolução do Comércio Internacional nos últimos 60 anos (Prebisch-Singer; Cepal, etc.); As Teorias clássicas e neoclássicas não explicavam o porquê do aumento do comércio entre países ricos e de produtos diferenciados; Países com estrutura de produção semelhantes, ricos em capital, com produtos diferenciados – o aumento do comércio entre eles é explicado pela semelhança nos seus níveis de renda per capita. Potencial de consumo – ricos consomem mais produtos de alto valor agregado. Ex. Automóveis, barcos, aviões, etc.
  10. 10. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evoluçãoTeorias do Comércio Internacional:  As Novas Teorias do Comércio Internacional Teoria do Ciclo de Vida do Produto – T. de Vernon • Tenta explicar o C.I com base no Progresso Tecnológico • e nas várias etapas de vida de um produto; Novos Produtos – surgem em função da demanda de produtos cada vez mais sofisticados. Novos Processos Produtivos aliado ao Progresso Tecnológico – capacidade empresarial e de mão-de-obra altamente especializada para trabalhar em pesquisa e desenvolvimento. Produto Novos = vantagem comparativa a favor dos países ricos (monopólio transitório de produção); Produtos antigos = maturidade do produto; transferência do processo produtivo para países em desenvolvimento.
  11. 11. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evoluçãoTeorias do Comércio Internacional:  As Novas Teorias do Comércio Internacional  No final da dec. 70 e início da 80 surgem novas variantes das T.C.I; Modelo de Concorrência Monopolística  Incorpora economia de escala e diferenciação do produto para explicar o comércio intra-indústria (grande número de empresas produzindo produtos diferenciados em diferentes países); Aumento da variedade de bens disponíveis; Redução no preço dos bens; Aumento do bem-estar geral promovido pelo comércio internacional
  12. 12. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evolução Teorias do Comércio Internacional: Modelo de Oligopólio e Comércio Internacional  Modelo teórico no qual se especifica se os produtos são homogêneos ou diferenciados e se existem impactos sobre seus custos em função de pesquisas e desenvolvimento.  Se um país adotar uma política ativa, suas empresas poderão se tornar competitivas no mercado internacional;  Continuam adotando o Livre Comércio como política ideal para geração de bem-estar entre os países. Aumenta a eficiência e a competição no mercado interno, o que leva a uma redução dos preços e a um aumento na oferta dos bens;Defensores do Livre Aumenta a riqueza nacional e global através da especialização nos Comércio produtos em que o país tem vantagem comparativa; Aumenta a disponibilidade de tecnologias e know-how e, assim, permite aos países subdesenvolvidos aumentar sua produtividade e sua renda.
  13. 13. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evoluçãoGlobalização e Comércio Internacional: Fenômeno de internacionalização do comércio, das finanças e da produção; Expansão do comércio internacional pós-guerra; Crescimento da renda mundial; Mercado internacional - utilizado para aumentar o crescimento econômico dos países ricos e em desenvolvimento; Formação de blocos, acordos de cooperação e outros. Considerações:  Multinacionais ou Transnacionais – aumento da participação de empresas na produção e comercialização mundial;  Crescente importância dos países em desenvolvimento na economia mundial; Apesar do aumento do C.I, permanecem existindo:  Barreiras tarifárias ou não tarifárias;
  14. 14. Teorias do Comércio InternacionalO conceito e a sua evoluçãoBibliografia utilizada BAUMANN, Renato; GONÇALVES, Reinaldo; CANUTO, Otaviano, PRADO, Luiz Carlos D. A Nova Economia Internacional - Uma Perspectiva Brasileira. Rio de Janeiro: Campus, 1998, p. 3-95. HIRST, Paul; THOMPSON, Grahame. Globalização em questão - A Economia Internacional e as possibilidades de governabilidade. Petrópolis: Vozes, 1998, p. 39-85. PINHO, Diva B; VASCONCELLOS, Marco A. S (org). Manual de Economia. Economia Internacional. 4 ed. São Paulo: Saraiva, 2003, p. 425-445. SANDRONI, Paulo (org). Dicionário de Economia. São Paulo: Abril Cultural, 1985.

×