Single phase and special propose motors

461 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
461
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Single phase and special propose motors

  1. 1. Motores Monofásicos e de Propósito Especial
  2. 2. Motores Monofásicos e de Propósito Especial Motores Universais
  3. 3. Características e Aplicações  Forte queda de rotação com o aumento do torque  Compactos e com alta relação torque / corrente quando comparado a outros motores 1fs  Aspiradores de pó, furadeiras,
  4. 4. Generalidades  Dois grandes grupos:  Motor de Indução 1f  Motor Universal  Uma fonte 1f não produz um campo magnético girante  É necessário um design especial para os motores de indução funcionarem com fontes 1fs  Existem ainda dos motores  De relutância  De histerese  De passo  Sem escovas (brushless)
  5. 5. Motor universal
  6. 6. Motor CC Série ind A K I f   A c If   2 ind AK c I    Maior torque por Ampère de armadura!
  7. 7. Rotação X Torque (Motor CC Série)
  8. 8. Motor universal – circuito equivalente ind AK I f   Não funciona em CA para motor shunt devido ao atraso da corrente provocado na bobina de campo Ocorre também um aumento significativo do faiscamento nas escovas
  9. 9. Curva Torque-velocidade
  10. 10. Diferenças entre as curvas CA e CC 1. Os enrolamentos da armadura e de campo possuem reatância muito elevada a 50 e 60 Hz. Uma parte significativa da tensão de entrada cai nestas reatâncias e a tensão de armadura fica menor do que na operação DC. Sendo EA = K⋅f⋅w, o motor gira a uma menor rotação para a mesma corrente de armadura e torque induzido para CA do que para CC. 2. O valor de pico da tensão é 1,4142 vezes o valor rms, logo problemas de saturação podem ocorrer. Correntes significativamente grandes podem implicar em fluxos não proporcionais, reduzindo o torque induzido. Lembre-se que uma redução no fluxo implica em um aumento da velocidade, fazendo com que este efeito seja parcialmente compensado pelo aumento causado no primeiro efeito.
  11. 11. Características e Aplicações  Forte queda de rotação com o aumento do torque  Compactos e com alta relação torque / corrente quando comparado a outros motores 1fs  Aspiradores de pó, furadeiras, liquidificador es  Controle de velocidade feito pela variação da tensão
  12. 12. ControleEletrônicode Velocidade
  13. 13. Motores Monofásicos e de Propósito Especial Introdução aos Motores Monofásicos
  14. 14. Construção
  15. 15. Motor monofásico parado  Torque pulsante e não girante  Não tem torque de partida  O motor parece um transformador com o secundário em curto       sen sen 180 0 ind R S ind R S ind R S K B B K B B K B B                   
  16. 16. Teoria dos dois campos magnéticos girantes
  17. 17. Característica torque rotação de um motor trifásico de indução Característica torque rotação de dois campos girantes girando em sentidos opostos e o resultado da soma destes
  18. 18. A característica torque velocidade de um motor de indução trifásico é proporcional ao módulo do campo magnético do rotor e do seno do ângulo entre os campos. Quando a rotação do rotor é invertida, IR e IS são muito grandes, e o ângulo limita o torque do motor     ind S ind sen R R S k B B k B B            
  19. 19. Efeito da variação da carga em um MIT     ind net ind net sen R R k B B k B B            
  20. 20. Quando o motor é forçado a reverter
  21. 21. Curva torque-velocidade mais precisa
  22. 22. Teoria do campo cruzado [1]
  23. 23. Teoria do campo cruzado [2]
  24. 24. Teoria do campo cruzado [3]
  25. 25. Teoriadocampocruzado Conclusão
  26. 26. Motores Monofásicos e de Propósito Especial Partida de Motores Monofásicos
  27. 27. Tipos de partida  Fase Dividida ou a Resistência  Capacitores de Partida e Per manetes  Pólos Sombreados
  28. 28. Fase dividida ou a resistência [1]
  29. 29. Fase dividida ou a resistência [2] Ventiladores, exaustor es e bombas centrífugas
  30. 30. Detalhe da chave centrífuga
  31. 31. Capacitor de Partida [1]
  32. 32. Capacitor de Partida [2]
  33. 33. Compressores, bomba s, ar condicionados, e outras aplicações que partem com carga
  34. 34. Capacitor Permanente
  35. 35. Com dois capacitores
  36. 36. Vídeos
  37. 37. De pólos sombreados [1]
  38. 38. De pólos sombreados [2]
  39. 39. De pólos sombreados [3]
  40. 40. De pólos sombreados [4]
  41. 41. Proteção Térmica
  42. 42. Motores Monofásicos e de Propósito Especial Controle de Velocidade de Motores de Indução Monofásicos
  43. 43. Controle de velocidade  Variando a freqüência do estator  Variando o número de pólos  Variando a tensão terminal  Autotransformador  SCRs TRIACs  Resistor em série com o estator  Autotrafo alimentando motor de pólos sombreados
  44. 44. Autotransformador alimentando motor de pólos sombreados [1]
  45. 45. Autotransformador alimentando motor de pólos sombreados [2]
  46. 46. Motores Monofásicos e de Propósito Especial Circuito Equivalente
  47. 47. Circuito Equivalente (motor em repouso)
  48. 48. Circuito equivalente para dois campos magnéticos girantes (motor em repouso)
  49. 49. Circuito equivalente para dois campos magnéticos girantes (motor em movimento)
  50. 50. Simplificando
  51. 51. Diagrama do fluxo de potência
  52. 52. Ex. 10.1 Um motor monofásico de 1/3 hp, 110 V, 60 Hz, seis pólos, split-phase tem as seguintes impedâncias: As perdas no núcleo são de 35 W e as por atrito, ventilação e adicionais são 16 W. O motor está operando a tensão e freqüência nominais quando o enrolamento de partida abre, com o escorregamento a 5 %. Encontre: a) A velocidade do eixo b) A corrente do estator c) O Fator de Deslocamento d) A Potência de Entrada e) A Potência no Entreferro (Air Gap) f) A Potência Convertida g) O Torque Induzido h) A Potência de Saída (Eixo) i) O Torque da Carga j) A Eficiência R1 = 1,52 W X1 = 2,10 W XM = 58,2 W R2 = 3,13 W X2 = 1,56 W
  53. 53. Motor à relutância
  54. 54. Motor à relutância (Gaiola!)
  55. 55. C x w motor à relutância monofásico
  56. 56. Rotor motor à relutância
  57. 57. Motor à histerese
  58. 58. C x w motor à histerese
  59. 59. Motor à histerese
  60. 60. Motor de passo
  61. 61. Passos
  62. 62. Motor DC Brushless
  63. 63. Motor DC Brushless
  64. 64. Motor DC Brushless
  65. 65. Motor à relutância - rotor

×