<ul><li>As organizações são implacáveis em exigir cada vez maiores e melhores habilidades do sujeito (VASCONSCELOS, 2008)....
<ul><li>Origem: </li></ul><ul><li>M obbing  deriva do verbo inglês  to mob =  “atacar, maltratar, tratar mal alguém, cerca...
<ul><li>1. A scendente </li></ul><ul><li>2. Horizontal </li></ul><ul><li>3. Descendente. </li></ul>
<ul><li>1. A fase do conflito; </li></ul><ul><li>2. A fase do  mobbing  ou estigmatização; </li></ul><ul><li>3. A fase de ...
<ul><li>Estresse;  </li></ul><ul><li>Depressão;  </li></ul><ul><li>Ataques de pânico;  </li></ul><ul><li>Hipertensão arter...
<ul><li>Prevenção e Tratamento: </li></ul><ul><li>Política preventiva contra o assédio moral; </li></ul><ul><li>Estabelece...
<ul><li>Alvos da pesquisa: trabalhadores dos setores público e privado com idades entre 25 e 45 anos; </li></ul><ul><li>Ob...
 
 
<ul><li>Mobbing  traz prejuízos tanto para o indíviduo violentado quanto para a empresa; </li></ul><ul><li>Necessário redu...
<ul><li>CARVALHO, M. Assédio Moral/Mobbing – Breves considerações.  In:  ASSOCIAÇÃO LUSO-BRASILEIRA DE JURISTAS DO TRABALH...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mobbing -slides

2.476 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.476
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
57
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mobbing -slides

  1. 2. <ul><li>As organizações são implacáveis em exigir cada vez maiores e melhores habilidades do sujeito (VASCONSCELOS, 2008). A interação entre os trabalhadores, que estão sob constante pressão para garantir seu lugar no mercado, passa a acontecer baseada em conflitos, o que acaba comprometendo a satisfação e o rendimento no trabalho (OLIVEIRA,1999). Deste modo, essa excessiva competitividade pode acabar transformando o ambiente de trabalho em um palco de guerra e violência (MOURA, 2008). </li></ul>
  2. 3. <ul><li>Origem: </li></ul><ul><li>M obbing deriva do verbo inglês to mob = “atacar, maltratar, tratar mal alguém, cercar, rodear, tumultuar e amotinar” (CARVALHO, 2006, p. 40). </li></ul><ul><li>Conceito: </li></ul><ul><li>Uma prática sistemática e recorrente de perseguição, dirigida normalmente contra um só trabalhador, que por conseqüência, se vê remetido para uma situação indefesa e desesperada, violentado e freqüentemente constrangido a abandonar o seu emprego, seja por iniciativa própria ou não (REDINHA, 2003, p. 3). </li></ul><ul><li>Bullying x Mobbing </li></ul>
  3. 4. <ul><li>1. A scendente </li></ul><ul><li>2. Horizontal </li></ul><ul><li>3. Descendente. </li></ul>
  4. 5. <ul><li>1. A fase do conflito; </li></ul><ul><li>2. A fase do mobbing ou estigmatização; </li></ul><ul><li>3. A fase de intervenção na empresa; </li></ul><ul><li>4. A fase de marginalização ou exclusão da vida laboral; </li></ul>
  5. 6. <ul><li>Estresse; </li></ul><ul><li>Depressão; </li></ul><ul><li>Ataques de pânico; </li></ul><ul><li>Hipertensão arterial; </li></ul><ul><li>Problemas cardíacos em geral; </li></ul><ul><li>Sentimentos de opressão; de menos-valia; </li></ul><ul><li>Baixa da auto-estima; </li></ul><ul><li>Distúrbios gastro-intestinais; </li></ul><ul><li>Vertigens; </li></ul><ul><li>insônia; </li></ul><ul><li>prejuízos cognitivos </li></ul><ul><li>apatia; </li></ul><ul><li>agressividade; </li></ul><ul><li>deterioração das relações interpessoais; </li></ul><ul><li>desenvolvimento de doenças mentais como o transtorno afetivo bipolar </li></ul><ul><li>tendências suicidas. </li></ul>
  6. 7. <ul><li>Prevenção e Tratamento: </li></ul><ul><li>Política preventiva contra o assédio moral; </li></ul><ul><li>Estabelecer planos preventivos, tanto de informação como de implementação de adequados Protocolos de Ação; </li></ul><ul><li>Melhorar as condições de trabalho; </li></ul><ul><li>Planejar estratégias para: a avaliação dos riscos psicossociais da organização do trabalho e a avaliação dos riscos ocupacionais de origem psicológica, psicossocial e organizacional; </li></ul><ul><li>Criação e execução de projetos e planos para o desenvolvimento da qualidade de vida do profissional; </li></ul>
  7. 8. <ul><li>Alvos da pesquisa: trabalhadores dos setores público e privado com idades entre 25 e 45 anos; </li></ul><ul><li>Objetivo: identificar se os entrevistados possuíam conhecimento acerca do fenômeno mobbing , bem como se já sofreram ou conheceram alguém que já passou por essa situação. </li></ul><ul><li>De acordo com as entrevistas realizadas, como se verifica no Gráfico 1, apenas 60% (sessenta por cento) das mulheres sabem o que é e o que caracteriza o mobbing, enquanto nenhum dos homens soube responder . </li></ul><ul><li>De forma geral, as entrevistadas colocam que o mobbing é uma agressão física e psicológica que afeta o indivíduo que a sofre, já as características citadas foram os comportamentos agressivos, a baixa auto-estima do assediado, a diminuição da produtividade, o clima hostil no emprego, entre outros. Além disso, verificou-se que a maioria das pessoas que souberam responder o que caracteriza o mobbing foi às mesmas que afirmaram ter sofrido essa forma de agressão. </li></ul>
  8. 11. <ul><li>Mobbing traz prejuízos tanto para o indíviduo violentado quanto para a empresa; </li></ul><ul><li>Necessário reduzir essa conduta abusiva, através de leis severas e prevenção contra esse mal que tanto atinge o meio de trabalho. </li></ul><ul><li>Dada a complexidade deste fenômeno, a abordagem utilizada deve buscar seguir uma conduta multidisciplinar. </li></ul>
  9. 12. <ul><li>CARVALHO, M. Assédio Moral/Mobbing – Breves considerações. In: ASSOCIAÇÃO LUSO-BRASILEIRA DE JURISTAS DO TRABALHO. Temas Laborais Luso-Brasileiros . São Paulo: Editora LTr e LTDA., 2006.  </li></ul><ul><li>FREIRE, Paula Ariane. Assédio Moral e Saúde Mental do Trabalhador. Trabalho, Educação, Saúde , v.6, nº2, p. 367-380, jul./out, 2008. Disponível em: < http://www.observatoriodeseguranca.org/files/artigo-assedio-paula_0.pdf >. Acesso em: 19 de Novembro de 2010. </li></ul><ul><li>GUIMARÃES, Liliana Andolpho Magalhães; RIMOLI, Adriana Odalia. “Mobbing” (Assédio Psicológico) no Trabalho: Uma Síndrome Psicossocial Multidimensional. Psicologia: Teoria e Pesquisa. vol. 22 n. 2, p. 183-192, mai/ago, 2006. Disponível em: http://www.assediomoral.org . Acesso em: 12 de Novembro de 2010. </li></ul><ul><li>HIRIGOYEN, Marie-France. O Assédio no Trabalho: Como distinguir a verdade . Lisboa: Editora Pergaminho, 2002. </li></ul><ul><li>JOÃO, Ana Lúcia. MOBBING: Agressão Psicológica no Trabalho. Destacável Cientifico. HDS In Forma, nº 29, bimestral, p. 1-4, Out./Nov. 2009. Disponível em: Acesso em: 10 de Novembro de 2010. </li></ul><ul><li>MOURA, Ana Paula Mafra. O mobbing nas organizações de trabalho. Trabalho de Conclusão de Curso em Psicologia na Universidade do Vale do Itajaí, Biguaçu, 2008. Disponível em: http://siaibib01.univali.br . Acesso em: 10 de Outubro de 2010. </li></ul><ul><li>OLIVEIRA, Sílvio . Sociologia das Organizações: Uma análise do homem e das empresas no ambiente competitivo. São Paulo: Pioneira, 1999. </li></ul><ul><li>REDINHA, Maria Regina Gomes. Assédio moral ou mobbing no trabalho . In: Estudos em Homenagem ao Professor Raul Ventura. Coimbra Editora: 2003. Disponível em: http://repositorio-aberto.up.pt . Acesso em: 10 de Novembro de 2010. </li></ul><ul><li>RISSI, Ms. Vanessa. Assédio moral nas relações trabalhistas: entendendo conceitos, características, causas e conseqüências para o trabalhador. Dissertação de Mestrado em Saúde Coletiva, 2008. Disponível em: http://www.imed.edu.br . Acesso em: 12 de Novembro de 2010. </li></ul><ul><li>SANTOS, Danielle Fabiana; SANTOS, Jacqueline Maria Dias; OLIVEIRA, José Cleverton. (2008). As Causas e Conseqüências do Assédio Moral nas Organizações. Disponível em: www.administradores.com.br . Acesso em: 16 de Novembro de 2010. </li></ul><ul><li>VASCONCELOS, Anselmo Ferreira, Qualidade de Vida no Trabalho: Origem, evolução e perspectivas. Caderno de Pesquisas em Administração , São Paulo, v.08, nº1, jan/março, 2008. </li></ul><ul><li>VISEU, Ana Paula. (2009). Assédio Moral: Uma Realidade no Local de Trabalho. Disponível em: www.feslisbon.org . Acesso em: 16 de Novembro de 2010 . </li></ul>

×