Crioterapia nas Lesões EsportivasFisiologia Aplicada à FisioterapiaSILVA, A. M. B., 2013.1
Considerações iniciais ao trabalho realizadoQualquer tipo de aplicaçãodo frio com finsterapêuticos é crioterapia.Atletas c...
Considerações iniciais ao trabalho realizadoA crioterapia tem um grande poder eficaz, tanto emrelação ao tratamento quanto...
Efeitos Fisiológicos da crioterapia
Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos circulatórios
Efeitos Fisiológicos da crioterapia
Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos no processo inflamatórioA crioterapia reduz o principalmente o processo inflama...
Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos metabólicosUm dos efeitos mais importantes do frio sobre oorganismo é a diminui...
Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos na dor
Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos no músculoDiminuição da ação muscular e um relaxamentodo mesmo;Redução da espas...
Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos no Sistema NervosoReduz a neuro-condução e a dor pordecréscimo na transmissão d...
Efeitos Fisiológicos da crioterapia
Métodos de crioterapiaBolsas Frias Compressas FriasMassagem com gelo Pacote de Gelo
Métodos de crioterapiaBanho de imersãoTurbilhão FrioAerossóis
Métodos de crioterapia X Lesões EsportivasEntorse Tendinite ContusãoEm geral, o tratamento imediato para quase todas as le...
Métodos de crioterapia X Lesões EsportivasA técnica de gelo, compressão e elevação é usadauniversalmente nos cuidados imed...
Sintomas de doença vasoespástica (extremidades docorpo a baixas temperaturas, o suprimento de oxigênio sereduz, e torna a ...
Considerações FinaisA crioterapia é uma dasmedidas mais utilizadas nafase aguda de uma lesãoesportiva, seja a nívelarticul...
ReferênciasLOPES, A. et al. Crioterapia. Disponível em:<http://www.wgate.com.br/conteudo/medicinaesaude/fisioterapia/criot...
PINHEIRO, F. B. Estudo do uso da crioterapia na fisioterapia e suacomprovação científica. São Paulo, 4 jun. 2006. Disponív...
OBRIGADA!!!
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

CRIOTERAPIA NAS LESÕES ESPORTIVAS

8.091 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.091
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
254
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

CRIOTERAPIA NAS LESÕES ESPORTIVAS

  1. 1. Crioterapia nas Lesões EsportivasFisiologia Aplicada à FisioterapiaSILVA, A. M. B., 2013.1
  2. 2. Considerações iniciais ao trabalho realizadoQualquer tipo de aplicaçãodo frio com finsterapêuticos é crioterapia.Atletas como RonaldoFenômeno, RodrigoMinotauro e AndersonSilva, fazem uso da imersãoem água fria.
  3. 3. Considerações iniciais ao trabalho realizadoA crioterapia tem um grande poder eficaz, tanto emrelação ao tratamento quanto na prevenção.A crioterapia, se utilizada imediatamente após alesão, tende principalmente a reduzir o metabolismo.Quando aplicado em fases subsequentes, é usadaprimeiramente para reduzir a dor, o que facilita oexercício precoce e com maior intensidade
  4. 4. Efeitos Fisiológicos da crioterapia
  5. 5. Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos circulatórios
  6. 6. Efeitos Fisiológicos da crioterapia
  7. 7. Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos no processo inflamatórioA crioterapia reduz o principalmente o processo inflamatórioagudo, sendo que a aplicação da crioterapia sobre a árealesada tem a ação antiinflamatória por diminuir ometabolismo além de se opor a vasodilatação inflamatória.
  8. 8. Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos metabólicosUm dos efeitos mais importantes do frio sobre oorganismo é a diminuição metabólica tecidual.Os tecidos resfriados requerem uma quantidademenor de oxigênio para sobreviver, ou seja, aregião necessita de um mínimo gasto de energia,que diminui a extensão da lesão secundária.
  9. 9. Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos na dor
  10. 10. Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos no músculoDiminuição da ação muscular e um relaxamentodo mesmo;Redução da espasticidade, pois ocorre queda daforça de contração;Redução da sensibilidade fusal e do reflexotendinoso.
  11. 11. Efeitos Fisiológicos da crioterapiaEfeitos no Sistema NervosoReduz a neuro-condução e a dor pordecréscimo na transmissão das fibras dedor, por diminuição da excitabilidade nasterminações livres e também pela liberaçãode endorfina.Reduz a dor ao estimular os termorreceptores.Provoca um aumento na duração do potencialde ação, pois o período refratário absolutoaumenta permitindo, assim, um maior efeitona duração do estímulo.
  12. 12. Efeitos Fisiológicos da crioterapia
  13. 13. Métodos de crioterapiaBolsas Frias Compressas FriasMassagem com gelo Pacote de Gelo
  14. 14. Métodos de crioterapiaBanho de imersãoTurbilhão FrioAerossóis
  15. 15. Métodos de crioterapia X Lesões EsportivasEntorse Tendinite ContusãoEm geral, o tratamento imediato para quase todas as lesõesesportivas consiste no repouso, na aplicação de gelo, nacompressão e na elevação.
  16. 16. Métodos de crioterapia X Lesões EsportivasA técnica de gelo, compressão e elevação é usadauniversalmente nos cuidados imediatos das lesõesagudas nos esporte, e pode ser realizada ou peloaparelho Polar Care, ou pelo Cryo Cuff.
  17. 17. Sintomas de doença vasoespástica (extremidades docorpo a baixas temperaturas, o suprimento de oxigênio sereduz, e torna a coloração da pelebranca, empalidecida, além de fria e às vezes dormente);Contra-indicaçõesHipersensibilidade ao frio;Distúrbios cardíacos;Comprometimento da circulação local;As aplicações nãopodem passar de 50minutos para nãoproduzir ulcerações;Não aplicar em pacientes paralisados ou em coma,pois vão ter perda da sensibilidade.
  18. 18. Considerações FinaisA crioterapia é uma dasmedidas mais utilizadas nafase aguda de uma lesãoesportiva, seja a nívelarticular, muscular e/ouligamentar.Embora não existam muitosestudos que comprovemcom exatidão a eficácia dogelo este é amplamenteutilizado na medicinaesportiva.
  19. 19. ReferênciasLOPES, A. et al. Crioterapia. Disponível em:<http://www.wgate.com.br/conteudo/medicinaesaude/fisioterapia/crioterapia2.htm>. Acesso em: 18 mar. 2013MATHEUS, J. P. C. et al. Análise biomecânica dos efeitos da crioterapia notratamento da lesão muscular aguda. Revista Brasileira de Medicina doEsporte, vol. 14, n. 4, Niterói, jul./ago. 2008. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1517-86922008000400010&lang=pt>. Acesso em: 25 mar. 2013MOUREIRA, N. B. et al. A influência da crioterapia na dor e edemainduzidos por sinovite experimental. Fisioter. Pesqui., vol. 18, n. 1, SãoPaulo, jan./mar. 2011. Disponível em:<http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S1809-29502011000100014&script=sci_arttext>. Aceso em: 25 mar. 2013.
  20. 20. PINHEIRO, F. B. Estudo do uso da crioterapia na fisioterapia e suacomprovação científica. São Paulo, 4 jun. 2006. Disponível em:<http://www.wgate.com.br/conteudo/medicinaesaude/fisioterapia/alternativa/crioterapia/crioterapia_flavio.htm>. Acesso em: 18 mar. 2013PRENTICE, W. E. Modalidades Terapêuticas Em Medicina Esportiva.Editora: MANOLE, 1ª EDIÇÃO, 2002 Disponível em:<http://books.google.com.br/books/about/Modalidades_Terapeuticas_Em_Medicina_Esp.html?id=k2OkCterXD0C&redir_esc=y>. Acesso em: 26 mar.2013SANDOVAL, R. A.; MAZZARI, A. S.; OLIVEIRA, G. D. Crioterapia nas lesõesortopédicas: revisão. Revista Digital, Buenos Aires, ano 10, n. 81, fev. 2005.Disponível em: <http://www.efdeportes.com/efd81/criot.htm />. Acesso em:25 mar. 2013SILVA, G.M. Terapia com o frio. [s.l] 18 jul.2003. Disponível em:<http://amigonerd.net/biologicas/fisioterapia/crioterapia>. Acesso em: 19mar. 2013.
  21. 21. OBRIGADA!!!

×