Palácio Rio Branco/ Salvador-Ba

143 visualizações

Publicada em

SALVADOR-BAHIA

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
143
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palácio Rio Branco/ Salvador-Ba

  1. 1. Design de Interiores
  2. 2. Equipe: Ana Cristina Ticiana Palma Fabiana Batista Liliane Oliveira Luís Antônio
  3. 3. EVOLUÇÃO ARQUITETÔNICA
  4. 4. 1549 – 1663 Casa do Governo Esboço da primeira Casa de Governo Provisória, em taipa e barro, erguida por Thomé de Souza (1549 –1553) quando fundou a cidade do Salvador. Em 1551, segundo Luís Dias, teria sido reedificada em pedra e cal e coberta com telhas. Em 1558 o governador Mem de Sá fez pequenas reformas, onde mandou construir uma torre para defesa. No final do século XVI, a casa do governador caracterizava-se como uma construção simples, sem muita suntuosidade arquitetônica. Em 1624, no governo de Diogo Mendonça Furtado (1621 - 1624), Salvador foi invadida pelos holandeses que tomaram a Casa de Governo por um ano, até sua rendição.
  5. 5. No governo de Francisco Barreto de Menezes (1657 - 1669) a Casa de Governo toma nova forma (passando a ter dois andares, residência no andar superior administração no térreo) seguindo os planos dos engenheiros militares Felipe Guitau e/ou Pedro Garin. Em 1763 a capital da Colônia é transferida de Salvador para o Rio de Janeiro. Em 1822 o Brasil torna-se independente de Portugal, porém só no dia 02 de julho de 1823 os lusitanos são definitivamente derrotados.
  6. 6. Em 1887, é solicitada ao Imperador a restauração da Casa de Governo que ameaçava desabar. No período de governo do republicano Manuel Victorino Pereira, em janeiro de 1890, é demolida, logo depois uma concorrência é anunciada para construir uma nova edificação. Construída, a execução seguiu os planos do engenheiro de obras públicas do Estado, o Dr. Alexandre Maia Bittencourt. As obras de construção terminam em fevereiro de 1900 no governo de Luiz Viana.
  7. 7. 1900 – 1912 Palácio do Governo Proclamada a República (1889). A antiga Casa do Governador passa a chamar-se Palácio do Governo em 1900. Decorado com pintura de Lopes Rodrigues é inaugurado com requintes de suntuosidade palaciana, em estilo moderno, que em nada lembra a antiga casa de taipa e barro. Dividido em várias salas em estilos renascentistas, como as do Descobrimento, a Assiriana, a Bizantina e salões como o de Honra, os dos Governadores, Luiz XV, Luiz XIV.
  8. 8. 1912 – Após o Bombardeio Palácio do Governo após o bombardeio. Além das destruições provocadas pelo fogo é saqueado pela população, a qual invadiu o prédio quebrando móveis e inutilizando papeis, bem como a Biblioteca, cujos livros preciosos foram danificados. Após este incidente foi necessário a reconstrução de grande parte das suas instalações, principalmente na parte leste, que foi destruída.
  9. 9. Valiosa peça de arquitetura eclética, foi palco de fatos relevantes da política da Bahia por ser a sede do Governo do Estado. Em 1919, reconstruído, recebe o nome de Palácio Rio Branco, em homenagem a José Maria da Silva Paranhos, Barão do Rio Branco. A sede do Governo do Estado da Bahia volta a funcionar no imóvel permanecendo até o ano de 1979. Em 1986, após grande restauração recebe o Memorial dos Governadores Republicanos da Bahia
  10. 10. Hoje funcionando como museu e em solenidades especiais.
  11. 11. No térreo, um salão, expõe fotos de todos os governadores, condecorações e objetos usados no período da república : O Memorial dos Governadores
  12. 12. Salão usado pelo Governador, em ocasiões especiais. Sala onde acontecia os banquetes e se discutia politica.
  13. 13. Moldura-A moldura encontra-se ramo de café, isso porque o café era o principal produto agrícola, símbolo de riqueza nacional. Teto- feito de jacarandá Roda Teto- cestos de frutas indicando abundancia Monograma no Teto- Símbolo do estado da Bahia. Piso- marfim-claro
  14. 14. Uma varanda com vista para os jardins e Baia de Todos os Santos, compõem esse andar. ARQUITETURA NEOCLASSICA. Influencia Grega e Romana .
  15. 15. Salão dos Espelhos, no Palácio Rio Branco (Foto: Divulgação/IPAC
  16. 16. https://ginapsi.wordpress.com/tag/palacio-rio-branco/

×