Constituintes Basicos

15.920 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Constituintes Basicos

  1. 1. <ul><li>Biomoléculas </li></ul>
  2. 3. Biomoléculas <ul><li>Todas as moléculas que fazem parte da constituição dos seres vivos são designadas biomoléculas, as quais por seu turno, se formam a partir da união de determinados elementos químicos – os bioelementos. </li></ul><ul><li>Da totalidade de elementos químicos existentes somente cerca de 23 fazem parte da constituição das biomoléculas. </li></ul>
  3. 4. Biomoléculas <ul><li>Os bioelementos combinam-se entre si, através de ligações químicas, dando origem às biomoléculas, que podem ser orgânicas ou inorgânicas. </li></ul><ul><ul><li>Biomoléculas inorgânicas: fazem parte dos materiais inertes (rochas , minerais e água). Ex.: Água e sais minerais. </li></ul></ul><ul><ul><li>Biomoléculas orgânicas: entram somente na constituição dos seres vivos . Ex: glícidos, lípidos, prótidos e ácidos nucleícos. </li></ul></ul>
  4. 5. Funções fundamentais das biomoléculas <ul><li>Função estrutural: constituem estruturas biológicas; </li></ul><ul><li>Função reguladora: intervêm nas reacções do metabolismo dos seres vivos; </li></ul><ul><li>Função energética: libertam os armazenam energia. </li></ul>
  5. 6. Compostos inorgânicos - ÁGUA <ul><li>É a substância mais abundante na biosfera e é também o componente mais abundante nos seres vivos, pois representa 65 a 95% do peso da maioria dos seres vivos. </li></ul>
  6. 7. Compostos inorgânicos - ÁGUA <ul><li>As propriedades da água residem no facto desta molécula, apesar de electronicamente neutra, apresentar polaridade. </li></ul><ul><li>Esta polaridade permite a ligação entre as moléculas de água, e também entre estas moléculas e outras substâncias polares, através de pontes de hidrogénio. </li></ul>
  7. 9. Compostos inorgânicos - ÁGUA <ul><li>A polaridade contribui para o grande poder solvente da água, cujas moléculas são capazes de estabelecer ligações com diversos iões, formando compostos mais estáveis. </li></ul>
  8. 10. Compostos inorgânicos - ÁGUA <ul><li>Outras características da molécula de água: </li></ul><ul><ul><li>Elevada força de coesão e de adesão molecular; </li></ul></ul><ul><ul><li>Calor específico elevado; </li></ul></ul><ul><ul><li>Grande calor de vaporização. </li></ul></ul>
  9. 11. Água – Funções biológicas <ul><li>É o suporte ou o meio onde ocorre a maioria das reacções metabólicas essenciais para a sobrevivência dos seres vivos; </li></ul><ul><li>É um moderador da temperatura dos organismos, uma vez que a temperatura da água existente nos seres vivos (ex.: citoplasma) se eleva lentamente quando comparada com a rápida elevação da temperatura ambiental; </li></ul><ul><li>Intervém nas reacções de hidrólise; </li></ul><ul><li>Como é um excelente solvente permite o transporte de numerosas substâncias entre as células e entre estas e o meio; </li></ul><ul><li>Actua como suporte para a difusão de muitas substâncias. </li></ul>
  10. 12. Compostos inorgânicas – Sais minerais <ul><li>Podem ser encontrados sob a forma de depósitos (ex.: conchas e ossos), dissolvidos em soluções (ex.: Na+, K+, Al-, etc.) ou na constituição de várias moléculas orgânicas (ex.: a hemoglobina possui ferro). </li></ul><ul><li>Embora sejam biomoléculas que surgem, geralmente, em pequenas quantidades, desempenham funções essenciais. </li></ul>
  11. 13. Funções biológicas dos sais minerais <ul><li>São constituintes fundamentais de endo e exosqueleto; </li></ul><ul><li>Constituem sistemas moderadores do pH; </li></ul><ul><li>Fazem parte da constituição de moléculas fundamentais, como a hemoglobina (Fe) e a clorofila (Mg); </li></ul><ul><li>Intervêm na manutenção do equilíbrio osmótico ao nível celular; </li></ul><ul><li>Participam em processos fundamentais no funcionamento dos seres vivos, como, por exemplo, na transmissão nervosa, na contracção muscular e na coagulação sanguínea. </li></ul>
  12. 14. Compostos orgânicos <ul><li>Mais frequentes e mais importantes: glícidos, lípidos, prótidos e ácidos nucleicos. </li></ul><ul><li>Geralmente formados por várias moléculas orgânicas mais pequenas ligadas entre si, constituindo moléculas muito grandes – macromoléculas. </li></ul>
  13. 15. Compostos orgânicos <ul><li>Frequentemente, estas macromoléculas são polímeros: resultam da ligação de muitas moléculas básicos, estruturalmente simples e semelhantes entre si – monómeros (ex.: a molécula de amido é um polímero de glicose). </li></ul>
  14. 16. <ul><li>As reacções de polimerização, responsáveis pela formação de polímeros, são reacções de condensação: os monómeros ligam-se entre si formando polímeros cada vez maiores. </li></ul><ul><li>Por cada ligação de dois monómeros que se estabelece é removida uma molécula de água. </li></ul><ul><li>Pelo contrário, através de reacções de hidrólise, os monómeros de um polímero separam-se. </li></ul>
  15. 17. Glícidos <ul><li>Também designados por hidratos de carbono ou glúcidos. </li></ul><ul><li>Composto ternários de C, O e H. </li></ul><ul><li>Proporção enter o H e o O é de 2:1. </li></ul>
  16. 18. Glícidos <ul><li>Podem ser classificados em três grupos, de acordo com o número de unidades monoméricas que os constituem: </li></ul><ul><ul><li>Monossacarídeos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Oligossacarídeos; </li></ul></ul><ul><ul><li>Polissacarídeos. </li></ul></ul>
  17. 19. Monossacarídeos <ul><li>Também designados por oses. </li></ul><ul><li>Glícidos mais simples e classificados de acordo com o número de átomos de carbono que os compõem (entre 3 e 9). </li></ul><ul><li>Assim, existem as trioses (3C), as tetroses (4C), as pentoses (5C), as hexoses (6C), etc. As pentoses e as hexoses são as mais frequentes. </li></ul><ul><li>Quando em solução aquosa apresentam uma estrutura em anel de carbono. </li></ul>
  18. 20. Monossacarídeos <ul><li>Função energética: participam directamente nas transferências de energia. </li></ul><ul><li>Exemplos: aldose (triose), glicose (hexose), ribose (pentose), desoxirribose (pentose). </li></ul><ul><li>Propriedades: </li></ul><ul><ul><li>Não são hidrolisáveis; </li></ul></ul><ul><ul><li>São redutores; </li></ul></ul><ul><ul><li>São os monómeros dos glícidos; </li></ul></ul><ul><ul><li>São doces; </li></ul></ul><ul><ul><li>São solúveis a quente e a frio. </li></ul></ul>
  19. 21. Monossacarídeos
  20. 22. Outros glícidos <ul><li>A ligação que une os dois monossacarídeos denomina-se ligação glicosídica. </li></ul><ul><li>Dois monossacarídeos ligados formam um dissacarídeo. De mais um monossacarídeos se ligar, forma um trissacarídeos e assim sucessivamente. </li></ul><ul><li>São oligossacarídeos, as moléculas constituídas por 2 a 10 monossacarídeos unidos entre si. Se este número for superior, as moléculas denominam-se polissacarídeos. </li></ul>
  21. 23. Oligossacarídeos <ul><li>Função energética: reserva de energia. </li></ul><ul><li>Exemplos: sacarose (dissacarídeo formado por uma molécula de glicose e uma molécula de frutose), maltose (dissacarídeo formado por duas moléculas de glicose) e lactose (dissacarídeo formado por uma molécula de glicose e uma molécula de galactose). </li></ul><ul><li>Propriedades: </li></ul><ul><ul><li>São hidrolisáveis; </li></ul></ul><ul><ul><li>Alguns são redutores (maltose), outros não (sacarose); </li></ul></ul><ul><ul><li>São doces; </li></ul></ul><ul><ul><li>São solúveis a quente e a frio. </li></ul></ul>
  22. 24. Polissacarídeos <ul><li>Função energética (reserva de energia) e estrutural. </li></ul><ul><li>Exemplos: amido, celulose, glicogénio e quitina. </li></ul><ul><li>Propriedades: </li></ul><ul><ul><li>São hidrolisáveis; </li></ul></ul><ul><ul><li>Não são redutores; </li></ul></ul><ul><ul><li>Não são doces; </li></ul></ul><ul><ul><li>São insolúveis ou dificilmente solúveis. </li></ul></ul>
  23. 25. Lípidos <ul><li>Grupo de moléculas muito heterogéneo, do qual fazem parte as gorduras (animais e vegetais), ceras, esteróides, etc. </li></ul><ul><li>Compostos ternários geralmente compostos por O, H e C, mas também podem conter outros elementos, como S, N e P. </li></ul>
  24. 26. Lípidos <ul><li>Propriedades gerais: </li></ul><ul><ul><li>Insolúveis em água; </li></ul></ul><ul><ul><li>Solúveis em solventes orgânicos, como o éter, a benzina, o álcool; </li></ul></ul><ul><ul><li>Mancham o papel; esta mancha persiste e aumenta quando o papel é aquecido; </li></ul></ul><ul><ul><li>Possuem menor densidade do que a água, separando-se desta por diferença de densidade. </li></ul></ul>
  25. 27. Lípidos <ul><li>Sob o ponto de vista químico, os lípidos podem ser classificados em: </li></ul><ul><ul><li>Lípidos constituídos por ácidos gordos e glicerol; </li></ul></ul><ul><ul><li>Lípidos sem ácidos gordos nem glicerol (vitamina A e K e hormonas sexuais). </li></ul></ul>
  26. 28. Ácidos gordos <ul><li>Formados por uma cadeia linear de átomos de carbono, com um grupo terminal carboxilo (COOH) </li></ul><ul><li>Ácidos gordos insaturados: possuem átomos de carbono ligados entre si por ligações duplas ou triplas. </li></ul><ul><li>Ácidos gordos saturados: todos os átomos de carbono estão ligados entre si por ligações simples. </li></ul>
  27. 30. Ácidos gordos <ul><li>Estes podem ser classificados em lípidos simples e lípidos complexos. </li></ul>
  28. 31. Lípidos simples <ul><li>Ex: gorduras. </li></ul><ul><li>Constituídos por ácidos gordos e glicerol. </li></ul><ul><li>Resultam da ligação dos ácidos gordos à molécula de glicerol e são denominados, na generalidade, glicerídos. </li></ul>
  29. 32. Lípidos simples - triglicerídos
  30. 33. Triglicerídeos <ul><li>Função de reserva </li></ul>
  31. 34. Lípidos complexos <ul><li>Possuem na sua composição, para além das moléculas de ácidos gordos e glicerol, outras moléculas não lipídicas, como o ácido fosfórico e compostos azotados nos fosfolípidos. </li></ul>
  32. 35. Fosfolípidos <ul><li>Moléculas polares, uma vez que as duas extremidades das moléculas possuem comportamentos físicos e químicos diferentes. </li></ul><ul><li>Parte da molécula formada pelas cadeias hidrocarbonatadas é hidrofóbica: é insolúvel na água. Constitui a zona não polar, sendo electricamente neutra. </li></ul>
  33. 36. Fosfolípidos <ul><li>Parte constituída pelo composto azotado, pelo fosfato e pelo glicerol é hidrofílica:solúvel em água, parte polar da molécula, sendo electricamente carregada. </li></ul><ul><li>Como são polares (zona hidrofóbica e hidrofílica) chamam-se anfipáticas. </li></ul>
  34. 37. Fosfolípidos <ul><li>Esta propriedade é fundamental para a formação e dinâmica das membranas celulares. </li></ul>
  35. 38. Funções dos lípidos

×