Avaliação, aprendizagem e autoria

4.206 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.206
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
224
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
54
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação, aprendizagem e autoria

  1. 1. PREFEITURA MUNICIPAL DE CAMPO GRANDE SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO SUPERINTENDÊNCIA DE GESTÃO E POLÍTICAS EDUCACIONAIS DIVISÃO DE TECNOLOGIA EDUCACIONAL Nome: André Luiz de Souza Moretti Atividade: Produção de Slides Mediador pedagógico: Gislaine Sartório Andrade
  2. 2. Entre os muitos problemas detectados na educação de nosso país está o sistema de avaliação de aprendizagem adotado por nós professores.
  3. 3. A avaliação faz parte do cotidiano das pessoas, a todo momento estamos avaliando: “Vamos comprar este carro?”, “Que marca devo levar?” E geralmente nos orienta para que possamos tomar decisões
  4. 4. O problema é que na escola a concepção de avaliação tem sido bastante diferente do dia a dia, para muitos professores a avaliação da aprendizagem não serve para orientar a tomada de decisões e sim para atribuir nota.
  5. 5. (LUCKESI 2011) coloca avaliação como: “ (...)ato por meio do qual perguntamos ao nosso educando se ele aprendeu o que ensinamos. Se o educando aprendeu, ótimo; se não, vamos ensinar de novo, até que aprenda(...)”.
  6. 6. A partir da avaliação o professor pode verificar se o aluno aprendeu o que ele se propôs a ensinar, avaliar também se as práticas adotadas tiveram êxito e se for o caso mudar as estratégias
  7. 7. A avaliação não pode ser confundida com métodos de avaliação que por sua vez ficam restritos somente a provas mal elaboradas das quais os resultados não são norteadores do processo de ensino aprendizagem.
  8. 8. Ao avaliar o professor deve estar atento as particularidades de cada educando e adotar estratégias diferenciadas de avaliação dentro de uma sala.
  9. 9. “ conhecer é um ato de investigar a realidade, produzindo sua compreensão, o que, como consequência, possibilita sustentar uma ação adequada e satisfatória à medida das amplitudes e limites deste conhecimento” (HOFFMANN 2005)
  10. 10. A avaliação da aprendizagem só pode contribuir para a construção do conhecimento e para o desenvolvimento da autonomia do aluno se este fizer parte do processo de avaliação como um sujeito ativo.
  11. 11. BIBLIOGRAFIA   CHUEIRI Mary Stela Ferreira. Concepções sobre a Avaliação Escolar. Artigo submetido à apreciação da Associação Brasileira de Avaliação Educacional – Abave. Estudos em Avaliação Educacional, v. 19, n. 39, jan./abr. 2008. Disponivel em <http://www.fcc.org.br/pesquisa/publicacoes/eae/arquivos/1418/1418.pdf>. Acesso em 05 de jun de 2011.   HOFFMANN Jussara. O jogo do contrário em avaliação / Jussara Hoffmann. – Porto Alegre: Mediação, 2005. 192 p.   LUCKESI Cipriano Carlos. Avaliação da aprendizagem componente do ato pedagógico/Cipriano Carlos Luckesi – 1. ed. – São Paulo: Cortez, 2011.

×