Seminário 1 Ceuc

239 visualizações

Publicada em

Palestra realizada no Centro Educacional Universo da Criança em 2012, para professores do ensino fundamental e cuidadores de creche.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
239
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Seminário 1 Ceuc

  1. 1. Considerações Gerais à Educadores eConsiderações Gerais à Educadores e Auxiliares em CrecheAuxiliares em Creche Andreia PessôaAndreia Pessôa Educadora/PsicopedagogaEducadora/Psicopedagoga apo.andy@yahoo.com.brapo.andy@yahoo.com.br 85.8552102685.85521026
  2. 2. POSSÍVEIS PONTOS Á SER OBSERVADOPOSSÍVEIS PONTOS Á SER OBSERVADO • Adaptação da criança ao ambiente escolar (A que jáAdaptação da criança ao ambiente escolar (A que já está e a que chega)está e a que chega) • Diferentes níveis do desenvolvimento humanoDiferentes níveis do desenvolvimento humano (comportamentos diferentes ou similares)(comportamentos diferentes ou similares) • Diferentes realidades de vivência e estímulosDiferentes realidades de vivência e estímulos • Rotina planejada das atividades (fixas/diversificadas)Rotina planejada das atividades (fixas/diversificadas) • Procedimentos adequados de prevenção a SaúdeProcedimentos adequados de prevenção a Saúde (hábitos higiênicos, cuidados S.O.S)(hábitos higiênicos, cuidados S.O.S)
  3. 3. ASPECTOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANOASPECTOS DO DESENVOLVIMENTO HUMANO • Físico-motorFísico-motor ((coordena movimentos )coordena movimentos ) • IntelectualIntelectual ((capacidade de pensamento/raciocínio)capacidade de pensamento/raciocínio) • Afetivo-emocionalAfetivo-emocional (é o sentir, modo particular de integrar suas experiências,(é o sentir, modo particular de integrar suas experiências, sexualidade)sexualidade) • SocialSocial (como reage nas situações com os outros(como reage nas situações com os outros)) ““é um processo de globalidade, os aspectos se relacionam permanentemente, sãoé um processo de globalidade, os aspectos se relacionam permanentemente, são indissociáveis ”indissociáveis ”
  4. 4. SEGUNDO PIAGETSEGUNDO PIAGET • Período Sensório-motor (0 a 2 anos)Período Sensório-motor (0 a 2 anos) – sensações,– sensações, conquista pela percepção e movimentos todo o universoconquista pela percepção e movimentos todo o universo que a cerca.que a cerca. • Período Pré-operatório (2 a 7 anos)Período Pré-operatório (2 a 7 anos) – linguagem– linguagem “porquês” – repertório imitativo sem significação,“porquês” – repertório imitativo sem significação, egocentrismo intelectual e social, não possui o conceitoegocentrismo intelectual e social, não possui o conceito de número (não conserva)de número (não conserva) • Período Operações Concretas (7 a 11/12 anos)Período Operações Concretas (7 a 11/12 anos) –– construção lógica, isto é, será capaz de cooperar com osconstrução lógica, isto é, será capaz de cooperar com os outros e ter autonomia pessoal, necessita manipulação eoutros e ter autonomia pessoal, necessita manipulação e referênciareferência • Período Sensório-motor (11/12 anos em diante)Período Sensório-motor (11/12 anos em diante) –– adolescência, realiza operações no plano das idéias,adolescência, realiza operações no plano das idéias, capaz de lidar com conceitoscapaz de lidar com conceitos
  5. 5. O DESENVOLVIMENTO HUMANOO DESENVOLVIMENTO HUMANO Fatores que InfluenciamFatores que Influenciam • Hereditariedade – a carga genética que pode ou nãoHereditariedade – a carga genética que pode ou não desenvolverdesenvolver • Crescimento Orgânico – refere-se ao aspecto físicoCrescimento Orgânico – refere-se ao aspecto físico (permite comportamento e domínio do mundo que antes(permite comportamento e domínio do mundo que antes não existiam)não existiam) • Maturação Neurofisiológica – é o que torna possívelMaturação Neurofisiológica – é o que torna possível determinado padrão de comportamento (ex:determinado padrão de comportamento (ex: alfabetização, segura do lápis)alfabetização, segura do lápis) • Meio – conjunto de influências e estimulaçõesMeio – conjunto de influências e estimulações
  6. 6. OBJETIVOS SÓCIO-EMOCIONAIS NA CRECHEOBJETIVOS SÓCIO-EMOCIONAIS NA CRECHE • Desenvolver hábitos de asseio: pedir para ir aoDesenvolver hábitos de asseio: pedir para ir ao banheiro, lavar as mãos, limpar o nariz, etc.banheiro, lavar as mãos, limpar o nariz, etc. • Habituá-lo a usar os clichês sociais. Exemplo: Por favor,Habituá-lo a usar os clichês sociais. Exemplo: Por favor, muito obrigado, com licença, etc.muito obrigado, com licença, etc. • Permitir que a criança seja independente. Deixá-laPermitir que a criança seja independente. Deixá-la explorar ao máximo os objetos e brinquedos.explorar ao máximo os objetos e brinquedos. • Levar a criança a brincar com os outros do grupo.Levar a criança a brincar com os outros do grupo. • Fazer com que a criança não fixe em um único colega.Fazer com que a criança não fixe em um único colega. • Mante-la ocupada.Mante-la ocupada. • Levar a criança a participar das atividades de grupoLevar a criança a participar das atividades de grupo..
  7. 7. ADAPTAÇÃOADAPTAÇÃO • Adaptação: é doloroso mas é superado, varia de criançaAdaptação: é doloroso mas é superado, varia de criança para criançapara criança • Poderão ocorrer reações de comportamento, assimPoderão ocorrer reações de comportamento, assim como sintomas psicossomáticoscomo sintomas psicossomáticos • Desenvolva o vínculo emocional e a confiançaDesenvolva o vínculo emocional e a confiança • Evite comentários e reações expressivas na frente daEvite comentários e reações expressivas na frente da criança sobre elacriança sobre ela • Não é recomendado o educador/cuidador retirar aNão é recomendado o educador/cuidador retirar a criança do colo da mãe ( a mãe deve sair naturalmente)criança do colo da mãe ( a mãe deve sair naturalmente) • Não prometa o que não poderá cumprirNão prometa o que não poderá cumprir • Utilize estratégias no surgimento dos conflitosUtilize estratégias no surgimento dos conflitos
  8. 8. REGRAS E LIMITESREGRAS E LIMITES • Combinar é preciso – regras clarasCombinar é preciso – regras claras • ““Proibição não Educa”, se forem coercitivas eProibição não Educa”, se forem coercitivas e autoritárias, não farão sentido (filosofia dasautoritárias, não farão sentido (filosofia das conseqüências)conseqüências) • Falem a mesma língua – deve haver coerênciaFalem a mesma língua – deve haver coerência • Limites saudáveis e possíveis. Prometa aquilo que podeLimites saudáveis e possíveis. Prometa aquilo que pode ser cumpridoser cumprido • Fale olhando nos olhosFale olhando nos olhos • Atendimento total: pare, ouça, olhe, pense e aja.Atendimento total: pare, ouça, olhe, pense e aja. • Use o “não” que direciona.Use o “não” que direciona. • Relembre sempre os combinados (contrato pedagógico)Relembre sempre os combinados (contrato pedagógico)
  9. 9. PERFIL E QUALIFICAÇÕESPERFIL E QUALIFICAÇÕES • Desejo de trabalhar com criançasDesejo de trabalhar com crianças • Experiência no trabalho com criançasExperiência no trabalho com crianças • Melhores práticas de cuidados com criançasMelhores práticas de cuidados com crianças • Resistência físicaResistência física • Bons antecedentesBons antecedentes • Formação na áreaFormação na área • Considere treinamento adicionalConsidere treinamento adicional
  10. 10. PREVENÇÃO À QUEDAS E ACIDENTESPREVENÇÃO À QUEDAS E ACIDENTES • Brincadeiras em lugares seguros. Escadas, sacadas eBrincadeiras em lugares seguros. Escadas, sacadas e lajes nãolajes não • Use portões de segurança, instale grades ou redes deUse portões de segurança, instale grades ou redes de proteção onde for necessárioproteção onde for necessário • Evite beliches, se não tiver escolhas, coloque proteçãoEvite beliches, se não tiver escolhas, coloque proteção lateral, observe as redeslateral, observe as redes • Mantenha camas, mesas, cadeiras, armários longe deMantenha camas, mesas, cadeiras, armários longe de janelasjanelas • Verifique se os moveis estão estáveis e fixosVerifique se os moveis estão estáveis e fixos • Cuidado com pisos escorregadios (tapetesCuidado com pisos escorregadios (tapetes antiderrapante)antiderrapante)
  11. 11. PREVENÇÃO À QUEDAS E ACIDENTESPREVENÇÃO À QUEDAS E ACIDENTES • Criança deve ser observada nas brincadeirasCriança deve ser observada nas brincadeiras (parquinho). Verifique as condições e adequação à idade(parquinho). Verifique as condições e adequação à idade • Mantenha a cozinha isolada ao acesso das criançasMantenha a cozinha isolada ao acesso das crianças • Evite toalhas de mesa com bordas salientesEvite toalhas de mesa com bordas salientes • Evite fósforo, álcool para aquecer ambientesEvite fósforo, álcool para aquecer ambientes principalmente banheirosprincipalmente banheiros • Produtos químicos e de limpeza devem ser fechados emProdutos químicos e de limpeza devem ser fechados em armários fora de alcancearmários fora de alcance • Tenha o hábito de sempre rever estas situaçõesTenha o hábito de sempre rever estas situações constantementeconstantemente ““Com criança nosso pensamente deve sempre prever asCom criança nosso pensamente deve sempre prever as possibilidades”possibilidades”
  12. 12. Obrigada!!Obrigada!! ““A construção de uma sociedade justaA construção de uma sociedade justa e boa para todos esta intimamentee boa para todos esta intimamente relacionada a uma comunidaderelacionada a uma comunidade virtuosa”virtuosa”

×