SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 31
Trabalho elaborado por: 
Ana Catarina Arrais 
Andreia Delgado 
Disciplina de Projetos em Ambiente 
Professora: Leonor Paiva 
Ano letivo: 2014/2015
Resíduos: 
O que são resíduos? 
 Resíduo é qualquer substância ou objeto 
de que o ser humano pretende desfazer-se 
por não lhe reconhecer qualquer 
utilidade.
Tipos de resíduos: 
Existem vários tipos de resíduos tais como: 
 Resíduos urbanos; 
 Resíduos industriais; 
 Resíduos hospitalares; 
 Resíduos agrícolas; 
 Entre outros.
Resíduos Sólidos urbanos: 
Resíduos urbanos são os resíduos produzidos nas nossas 
habitações. 
 Exemplos: Garrafas de águas, guardanapos de 
papel, restos de comida, computadores, 
eletrodomésticos, entre outros.
O que podemos fazer, ou onde 
podemos colocar os resíduos sólidos 
urbanos? 
 A maior parte dos 
resíduos sólidos 
urbanos produzidos 
vão para a 
reciclagem, e os 
restantes, que não 
podem ser reciclados, 
vão para um aterro 
sanitário.
O que é um aterro sanitário? 
Aterro sanitário é uma espécie de depósito onde são 
descartados resíduos sólidos (lixo) provenientes de residências, 
indústrias, hospitais e construções. 
Os aterros sanitários são construídos, na maioria das vezes, em 
locais distantes das cidades. Isto ocorre em função do mal 
cheiro e da possibilidade de contaminação do solo e de 
águas subterrâneas. 
Os aterros sanitários são importantes, pois solucionam parte 
dos problemas causados pelo excesso de lixo gerado nas 
grandes cidades.
Resíduos industriais: 
Os resíduos industriais são originados na indústria. 
 Os resíduos industriais podem ser bastante 
variados: cinzas, lodos, óleos, resíduos 
alcalinos ou ácidos, plásticos, papel, 
madeira, fibras, borracha, metal, vidros, 
cerâmicas, etc.
O que podemos fazer, ou onde 
podemos colocar os resíduos 
industriais? 
 Dos exemplos apresentados podemos dividir em dois 
destinos: 
 Os resíduos recicláveis como por exemplo: 
plásticos, papel, madeira, fibra, borracha, metal 
e vidro. 
 Os resíduos para a incineração, como por 
exemplo lodos, óleos, resíduos alcalinos 
ou ácidos e cerâmicas.
O que é incineração? 
A incineração é um processo de tratamento térmico de 
resíduos que consiste na sua combustão na presença de 
oxigénio, ou seja é a queima dos resíduos em fornos, próprios 
para o efeito.
Resíduos hospitalares: 
Resíduos hospitalares são os resíduos produzidos nos 
hospitais. 
 Exemplo: Compressas, agulhas, frascos de 
soro, medicamentos, luvas, entre outros.
O que podemos fazer, ou onde podemos 
colocar os resíduos hospitalares ? 
 Os resíduos hospitalares são os únicos resíduos 
que só tem um destino, a incineração. 
 A incineração é uma forma de se desfazermos 
dos resíduos hospitalares sem transmitir 
doenças, pois estes podem estar 
contaminados.
Resíduos agrícolas: 
Resíduos agrícolas são os resíduos utilizados direta ou 
indiretamente na agricultura. 
 Exemplos: Embalagem de produtos 
fitofarmacêuticos, plásticos, óleos usados, entre 
outros.
O que podemos fazer, ou onde 
podemos colocar os resíduos 
Agrícolas? 
 Os resíduos agrícolas também podem ser reciclados 
ou incinerados. 
 Resíduos incinerados: Embalagem de 
produtos fitofarmacêuticos 
 Resíduos recicláveis: plásticos
Resíduos Elétricos e 
Eletrónicos 
 Resíduos Elétricos e Eletrónicos são todos 
os equipamentos avariados ou fora de uso 
que no seu período de vida útil, estão 
dependentes de correntes eléctricas para 
funcionar corretamente.
Política dos 4rs
Reduzir 
 Reduzir - a quantidade de lixo que cada 
um de nós produz, implica reduzir o 
consumo de tudo o que não é 
necessário. 
Devemos preferir, por exemplo: 
 Toalhas e guardanapos de pano, em vez de papel; 
 Espalmar as embalagens por forma a conseguir-se uma 
redução significativa do volume de resíduos; 
 Escolher as embalagens para as quais exista um 
circuito organizado de reciclagem.
Reutilizar 
Reutilizar significa utilizar mais do que uma vez um determinado 
produto. 
Todos nós de uma forma, mais ou menos consciente, já tivemos 
comportamentos amigos do ambiente. 
Por exemplo: 
Uma simples lata de chocolate em pó pode ser aproveitada para 
colocar canetas. 
 As garrafas vazias de vidro ou plástico podem ser utilizadas para 
armazenar outras bebidas
Reciclar 
 A reciclagem é um processo de 
transformação dos resíduos em 
novos produtos. 
 Materiais como o papel, o 
plástico, o metal, e o vidro, que 
já não satisfaçam as 
necessidades do seu possuidor, 
devem ser separados 
seletivamente e colocados nos 
respetivos ecopontos. 
 Estes materiais entrarão assim 
no circuito de reciclagem, 
dando origem a novos objetos 
que seriam descartados como 
lixo.
Recuperação 
 A reparação é um processo que consiste na 
recuperação de certos materiais, que ainda 
estejam em mínimas condições para serem 
trabalhados e posteriormente utilizados, como os 
móveis.
Compostagem
Vantagens 
Fazer Compostagem em casa poupa transporte e custos de deposição 
de resíduos que de outra forma não teriam o destino final adequado. 
 O composto melhora a estrutura do solo e atua como 
adubo; 
 O composto tem fungicidas naturais e organismos 
benéficos, que ajudam a eliminar organismos indesejáveis; 
 Sustentabilidade do uso e melhoramento da fertilidade do 
solo; 
 Retenção de água nos solos; 
 Redução no uso de herbicidas e pesticidas; 
 Redução da contaminação e poluição atmosférica.
Como é que o composto beneficia o 
solo? 
 O composto adiciona matéria orgânica ao solo. 
 Ajuda a reter a água nos solos arenosos e dá porosidade 
aos solos argilosos. 
 Introduz no solo organismos benéficos, como bactérias e 
fungos, que têm a capacidade de passar os nutrientes 
da parte mineral do solo para as plantas.
Como posso utilizar o 
composto? 
O composto amadurecido é usado em hortas, relvados, vasos, canteiros, 
floreiras e caldeiras das árvores. 
Curiosidade: 
 Uma mistura de 1/3 de composto, 1/3 de areia e 1/3 de terra 
é um rico adubo para plantas novas, floreiras, plantas de 
interior e hortas.
5 Regras de como fazer a 
compostagem
Ilha de resíduos 
 É um assunto pouca abordado mas 
existem grandes ilhas de resíduos 
localizadas nos oceanos, Pacifico e 
Atlântico.
 Estas ilhas formam se a partir de resíduos 
plásticos, que não sendo separados 
devidamente, vão parar ao oceano. 
 São denominadas ilhas de resíduos pois 
formam-se através das correntes oceânicas, 
num movimento lento das águas, e no 
sentido dos ponteiros do relógio, fazendo 
com que estes montes de lixo se pareçam 
com ilhas.
 https://www.youtube.com/watch?v=Oc8 
p3Q7F6E4
Residuos e Compostagem

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
Espa Cn 8
 
DesequilíBrios Ambientais
DesequilíBrios AmbientaisDesequilíBrios Ambientais
DesequilíBrios Ambientais
profatatiana
 
Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!
Rosalia Azambuja
 
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVelDesenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
Niise
 
Aula de Biologia - Ensino Médio - 1° Ano - Desequilíbrio Ambiental
Aula de Biologia - Ensino Médio - 1° Ano - Desequilíbrio AmbientalAula de Biologia - Ensino Médio - 1° Ano - Desequilíbrio Ambiental
Aula de Biologia - Ensino Médio - 1° Ano - Desequilíbrio Ambiental
Ronaldo Santana
 
Aula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos AmbientaisAula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos Ambientais
Carlos Priante
 

Mais procurados (20)

Impactos ambientais intensivo
Impactos ambientais intensivoImpactos ambientais intensivo
Impactos ambientais intensivo
 
Destinação de Residuos Solidos
Destinação de Residuos SolidosDestinação de Residuos Solidos
Destinação de Residuos Solidos
 
Meio ambiente apresentacao final
Meio ambiente  apresentacao finalMeio ambiente  apresentacao final
Meio ambiente apresentacao final
 
GenéTica
GenéTicaGenéTica
GenéTica
 
Unidades de conservação
Unidades de conservaçãoUnidades de conservação
Unidades de conservação
 
Energias alternativas
Energias alternativasEnergias alternativas
Energias alternativas
 
Queimadas: causas, danos e prevenção
Queimadas: causas, danos e prevençãoQueimadas: causas, danos e prevenção
Queimadas: causas, danos e prevenção
 
Impactos ambientais causas e consequências
Impactos ambientais causas e consequênciasImpactos ambientais causas e consequências
Impactos ambientais causas e consequências
 
Ações humanas e alteracoes ambientais
Ações humanas e alteracoes ambientaisAções humanas e alteracoes ambientais
Ações humanas e alteracoes ambientais
 
Meio ambiente
Meio ambienteMeio ambiente
Meio ambiente
 
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvelMeio ambiente e desenvolvimento sustentvel
Meio ambiente e desenvolvimento sustentvel
 
Educação ambiental
Educação ambientalEducação ambiental
Educação ambiental
 
DesequilíBrios Ambientais
DesequilíBrios AmbientaisDesequilíBrios Ambientais
DesequilíBrios Ambientais
 
Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!Desenvolvimento Embrionário!
Desenvolvimento Embrionário!
 
Conceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de GenéticaConceitos básicos de Genética
Conceitos básicos de Genética
 
Melhoramento Genético e Transgênicos
Melhoramento Genético e TransgênicosMelhoramento Genético e Transgênicos
Melhoramento Genético e Transgênicos
 
Desenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVelDesenvolvimento SustentáVel
Desenvolvimento SustentáVel
 
Aula de Biologia - Ensino Médio - 1° Ano - Desequilíbrio Ambiental
Aula de Biologia - Ensino Médio - 1° Ano - Desequilíbrio AmbientalAula de Biologia - Ensino Médio - 1° Ano - Desequilíbrio Ambiental
Aula de Biologia - Ensino Médio - 1° Ano - Desequilíbrio Ambiental
 
Biotecnologia clonagem e células tronco
Biotecnologia clonagem e células troncoBiotecnologia clonagem e células tronco
Biotecnologia clonagem e células tronco
 
Aula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos AmbientaisAula 2 Impactos Ambientais
Aula 2 Impactos Ambientais
 

Semelhante a Residuos e Compostagem

Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
Resíduos - um mal necessário.O que fazer?Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
Helena Marques
 
Cartilha Ambiental
Cartilha AmbientalCartilha Ambiental
Cartilha Ambiental
PADOSA
 
Apresentação NRC
Apresentação NRCApresentação NRC
Apresentação NRC
nrc_ong
 
Tcvb2 marco gomes_residos urbanos
Tcvb2 marco gomes_residos urbanosTcvb2 marco gomes_residos urbanos
Tcvb2 marco gomes_residos urbanos
Marco Gomes
 
Lixo, resíduo e rejeito (1)
Lixo, resíduo e rejeito (1)Lixo, resíduo e rejeito (1)
Lixo, resíduo e rejeito (1)
Erica Souza Silva
 
Olixourbano 100629124536-phpapp01
Olixourbano 100629124536-phpapp01Olixourbano 100629124536-phpapp01
Olixourbano 100629124536-phpapp01
Kelvin Oliveira
 

Semelhante a Residuos e Compostagem (20)

- SLIDE COLETA SELETIVA.pptx
- SLIDE COLETA SELETIVA.pptx- SLIDE COLETA SELETIVA.pptx
- SLIDE COLETA SELETIVA.pptx
 
Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
Resíduos - um mal necessário.O que fazer?Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
Resíduos - um mal necessário.O que fazer?
 
SUSTENTABILIDADE
SUSTENTABILIDADESUSTENTABILIDADE
SUSTENTABILIDADE
 
Autor
AutorAutor
Autor
 
Ppoint.Reciclagem
Ppoint.ReciclagemPpoint.Reciclagem
Ppoint.Reciclagem
 
Resíduos.pdf
Resíduos.pdfResíduos.pdf
Resíduos.pdf
 
PROJETO LIXO NO LIXO.ppt
PROJETO LIXO NO LIXO.pptPROJETO LIXO NO LIXO.ppt
PROJETO LIXO NO LIXO.ppt
 
Palestra Coleta seletiva.ppt
Palestra Coleta seletiva.pptPalestra Coleta seletiva.ppt
Palestra Coleta seletiva.ppt
 
O problema dos resíduos 9g
O problema dos resíduos 9gO problema dos resíduos 9g
O problema dos resíduos 9g
 
Residuos8ano
Residuos8anoResiduos8ano
Residuos8ano
 
Lixo5
Lixo5Lixo5
Lixo5
 
Cartilha Ambiental
Cartilha AmbientalCartilha Ambiental
Cartilha Ambiental
 
Apresentação NRC
Apresentação NRCApresentação NRC
Apresentação NRC
 
Tcvb2 marco gomes_residos urbanos
Tcvb2 marco gomes_residos urbanosTcvb2 marco gomes_residos urbanos
Tcvb2 marco gomes_residos urbanos
 
Projeto Final Camila
Projeto Final CamilaProjeto Final Camila
Projeto Final Camila
 
Projeto reciclar
Projeto reciclarProjeto reciclar
Projeto reciclar
 
Lixo, resíduo e rejeito (1)
Lixo, resíduo e rejeito (1)Lixo, resíduo e rejeito (1)
Lixo, resíduo e rejeito (1)
 
Olixourbano 100629124536-phpapp01
Olixourbano 100629124536-phpapp01Olixourbano 100629124536-phpapp01
Olixourbano 100629124536-phpapp01
 
Lixo5
Lixo5Lixo5
Lixo5
 
Lixo5
Lixo5Lixo5
Lixo5
 

Último

Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Eró Cunha
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
VALMIRARIBEIRO1
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
profbrunogeo95
 

Último (20)

Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
425416820-Testes-7º-Ano-Leandro-Rei-Da-Heliria-Com-Solucoes.pdf
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdfUFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
UFCD_8291_Preparação e confeção de peixes e mariscos_índice.pdf
 
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdfAparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
Aparatologia na estética - Cavitação, radiofrequência e lipolaser.pdf
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVASAPRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
APRENDA COMO USAR CONJUNÇÕES COORDENATIVAS
 
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
Proposta de redação Soneto de texto do gênero poema para a,usos do 9 ano do e...
 
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
Slides Lição 7, Betel, Ordenança para uma vida de fidelidade e lealdade, 2Tr2...
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
transcrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de línguatranscrição fonética para aulas de língua
transcrição fonética para aulas de língua
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptxEB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
EB1 Cumeada Co(n)Vida à Leitura - Livros à Solta_Serta.pptx
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 

Residuos e Compostagem

  • 1. Trabalho elaborado por: Ana Catarina Arrais Andreia Delgado Disciplina de Projetos em Ambiente Professora: Leonor Paiva Ano letivo: 2014/2015
  • 2. Resíduos: O que são resíduos?  Resíduo é qualquer substância ou objeto de que o ser humano pretende desfazer-se por não lhe reconhecer qualquer utilidade.
  • 3. Tipos de resíduos: Existem vários tipos de resíduos tais como:  Resíduos urbanos;  Resíduos industriais;  Resíduos hospitalares;  Resíduos agrícolas;  Entre outros.
  • 4. Resíduos Sólidos urbanos: Resíduos urbanos são os resíduos produzidos nas nossas habitações.  Exemplos: Garrafas de águas, guardanapos de papel, restos de comida, computadores, eletrodomésticos, entre outros.
  • 5. O que podemos fazer, ou onde podemos colocar os resíduos sólidos urbanos?  A maior parte dos resíduos sólidos urbanos produzidos vão para a reciclagem, e os restantes, que não podem ser reciclados, vão para um aterro sanitário.
  • 6. O que é um aterro sanitário? Aterro sanitário é uma espécie de depósito onde são descartados resíduos sólidos (lixo) provenientes de residências, indústrias, hospitais e construções. Os aterros sanitários são construídos, na maioria das vezes, em locais distantes das cidades. Isto ocorre em função do mal cheiro e da possibilidade de contaminação do solo e de águas subterrâneas. Os aterros sanitários são importantes, pois solucionam parte dos problemas causados pelo excesso de lixo gerado nas grandes cidades.
  • 7.
  • 8. Resíduos industriais: Os resíduos industriais são originados na indústria.  Os resíduos industriais podem ser bastante variados: cinzas, lodos, óleos, resíduos alcalinos ou ácidos, plásticos, papel, madeira, fibras, borracha, metal, vidros, cerâmicas, etc.
  • 9. O que podemos fazer, ou onde podemos colocar os resíduos industriais?  Dos exemplos apresentados podemos dividir em dois destinos:  Os resíduos recicláveis como por exemplo: plásticos, papel, madeira, fibra, borracha, metal e vidro.  Os resíduos para a incineração, como por exemplo lodos, óleos, resíduos alcalinos ou ácidos e cerâmicas.
  • 10. O que é incineração? A incineração é um processo de tratamento térmico de resíduos que consiste na sua combustão na presença de oxigénio, ou seja é a queima dos resíduos em fornos, próprios para o efeito.
  • 11. Resíduos hospitalares: Resíduos hospitalares são os resíduos produzidos nos hospitais.  Exemplo: Compressas, agulhas, frascos de soro, medicamentos, luvas, entre outros.
  • 12. O que podemos fazer, ou onde podemos colocar os resíduos hospitalares ?  Os resíduos hospitalares são os únicos resíduos que só tem um destino, a incineração.  A incineração é uma forma de se desfazermos dos resíduos hospitalares sem transmitir doenças, pois estes podem estar contaminados.
  • 13. Resíduos agrícolas: Resíduos agrícolas são os resíduos utilizados direta ou indiretamente na agricultura.  Exemplos: Embalagem de produtos fitofarmacêuticos, plásticos, óleos usados, entre outros.
  • 14. O que podemos fazer, ou onde podemos colocar os resíduos Agrícolas?  Os resíduos agrícolas também podem ser reciclados ou incinerados.  Resíduos incinerados: Embalagem de produtos fitofarmacêuticos  Resíduos recicláveis: plásticos
  • 15. Resíduos Elétricos e Eletrónicos  Resíduos Elétricos e Eletrónicos são todos os equipamentos avariados ou fora de uso que no seu período de vida útil, estão dependentes de correntes eléctricas para funcionar corretamente.
  • 17. Reduzir  Reduzir - a quantidade de lixo que cada um de nós produz, implica reduzir o consumo de tudo o que não é necessário. Devemos preferir, por exemplo:  Toalhas e guardanapos de pano, em vez de papel;  Espalmar as embalagens por forma a conseguir-se uma redução significativa do volume de resíduos;  Escolher as embalagens para as quais exista um circuito organizado de reciclagem.
  • 18. Reutilizar Reutilizar significa utilizar mais do que uma vez um determinado produto. Todos nós de uma forma, mais ou menos consciente, já tivemos comportamentos amigos do ambiente. Por exemplo: Uma simples lata de chocolate em pó pode ser aproveitada para colocar canetas.  As garrafas vazias de vidro ou plástico podem ser utilizadas para armazenar outras bebidas
  • 19. Reciclar  A reciclagem é um processo de transformação dos resíduos em novos produtos.  Materiais como o papel, o plástico, o metal, e o vidro, que já não satisfaçam as necessidades do seu possuidor, devem ser separados seletivamente e colocados nos respetivos ecopontos.  Estes materiais entrarão assim no circuito de reciclagem, dando origem a novos objetos que seriam descartados como lixo.
  • 20. Recuperação  A reparação é um processo que consiste na recuperação de certos materiais, que ainda estejam em mínimas condições para serem trabalhados e posteriormente utilizados, como os móveis.
  • 22. Vantagens Fazer Compostagem em casa poupa transporte e custos de deposição de resíduos que de outra forma não teriam o destino final adequado.  O composto melhora a estrutura do solo e atua como adubo;  O composto tem fungicidas naturais e organismos benéficos, que ajudam a eliminar organismos indesejáveis;  Sustentabilidade do uso e melhoramento da fertilidade do solo;  Retenção de água nos solos;  Redução no uso de herbicidas e pesticidas;  Redução da contaminação e poluição atmosférica.
  • 23. Como é que o composto beneficia o solo?  O composto adiciona matéria orgânica ao solo.  Ajuda a reter a água nos solos arenosos e dá porosidade aos solos argilosos.  Introduz no solo organismos benéficos, como bactérias e fungos, que têm a capacidade de passar os nutrientes da parte mineral do solo para as plantas.
  • 24. Como posso utilizar o composto? O composto amadurecido é usado em hortas, relvados, vasos, canteiros, floreiras e caldeiras das árvores. Curiosidade:  Uma mistura de 1/3 de composto, 1/3 de areia e 1/3 de terra é um rico adubo para plantas novas, floreiras, plantas de interior e hortas.
  • 25. 5 Regras de como fazer a compostagem
  • 26.
  • 27. Ilha de resíduos  É um assunto pouca abordado mas existem grandes ilhas de resíduos localizadas nos oceanos, Pacifico e Atlântico.
  • 28.  Estas ilhas formam se a partir de resíduos plásticos, que não sendo separados devidamente, vão parar ao oceano.  São denominadas ilhas de resíduos pois formam-se através das correntes oceânicas, num movimento lento das águas, e no sentido dos ponteiros do relógio, fazendo com que estes montes de lixo se pareçam com ilhas.
  • 29.

Notas do Editor

  1. Símbolo do Curso!!
  2. Horta
  3. Fim?