Sistema de Gestão de Risco - Implantação

9.432 visualizações

Publicada em

Apresentação de proposta de Implantação de um SGR em Holding.

1 comentário
9 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Olá André !! Muito boa sua apresentação, super objetiva e dinâmica. Seria possível o compartilhamento através do meu e-mail: fernando.matta@equipar.com.br. Grato.
       Responder 
    Tem certeza que deseja  Sim  Não
    Insira sua mensagem aqui
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.432
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
44
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
500
Comentários
1
Gostaram
9
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sistema de Gestão de Risco - Implantação

  1. 1. Implantação de um Sistema de Gestãode Riscos - SGR<br />André Horacio Guimarães dos Santos<br />
  2. 2. Mini-currículo<br />Petrobras <br /><ul><li>Coordenador do Ciclo de Estratégia e Planejamento da Petrobras Internacional
  3. 3. Segurança Empresarial da Petrobras Internacional
  4. 4. Auditoria Interna</li></ul>ANP – Agência Nacional de Petróleo e Bicombustíveis<br /><ul><li>Consultor no Projeto de Segurança da Informação</li></ul>Imprensa Oficial do Estado do Rio de Janeiro<br /><ul><li>Gerente do Projeto de Informatização do Diário Oficial</li></ul>Owner da Comunidade ISO 31.000 - Gerenciamento de Riscos no LinkedIn<br /> ABNT – Associação Brasileira de Normas Técnicas<br /><ul><li>Participante do CEE-63 / Comitê de Estudos Especiais de Gestão de Riscos (ISO 31.000)
  5. 5. Administrador de Empresas - UERJ
  6. 6. Especialização em Gerenciamento de Projetos - SENAI
  7. 7. Certificação MCSO e Auditor Líder NBR ISO 27001
  8. 8. Eleito na “V NATA DOS PROFISSIONAIS DE SEGURANÇA DA INFORMAÇÃO – TI-Intelligence” 2008</li></li></ul><li>1º Acordo<br />O Risco, deve estar alinhado aos objetivos<br />
  9. 9. 2º Acordo<br />Risco, somente na intenção de melhorar os resultados.<br />
  10. 10. 2º Acordo<br />X<br />
  11. 11. Agenda<br /><ul><li> Cenário atual do risco nas Organizações
  12. 12. A Demanda
  13. 13. Benefícios da Gestão de Risco
  14. 14. Proposta de implantação do SGR
  15. 15. Proposta deFuncionamento do SGR
  16. 16. O Processo de Gestão de Risco</li></li></ul><li>Cenário Atual do Risco nas Organizações<br /><ul><li>Desconhecimento da Responsabilidade </li></ul>objetiva dos Gestores<br /><ul><li>Percepção negativa da gestão de risco
  17. 17. Baixo compromisso com a proteção do capital do acionista e a imagem da Empresa
  18. 18. Gestão eminentemente reativa
  19. 19. Visão compartimentada do Risco</li></ul>Gestão – Velocidade das Mudanças – Interdependência dos riscos<br />
  20. 20. Duplicidade de funções e controles <br />Falta de integração <br />Processo difícil de se enxergar <br />Organização funcionando em silos<br />Hiper complexidade <br />Alto custo<br />Fragmentação <br />Perda de informações <br />Desperdício de recursos <br />Perdas pelas<br />“rachaduras” de gestão e controle<br />Complexidade desnecessária e inflexível <br />Vulnerabilidades<br />Sistema de Gestão das Organizações<br />
  21. 21. Velocidade das Mudanças<br />Fluxo do Conhecimento e das relações pessoais<br />Novas propostas e modelos<br />Tecnologia<br />
  22. 22. Interdependência do Risco<br />Legenda<br />Fonte: Global Risk 2011 – World Economic Forum<br />
  23. 23. Interdependência do Risco<br /><ul><li>Geopolitical Risks
  24. 24. Corrupção
  25. 25. Estados Fracos
  26. 26. Conflito Geopolítico
  27. 27. Falhas na governança Global
  28. 28. Comércio Ilegal
  29. 29. Crime Organizado
  30. 30. Segurança Espacial
  31. 31. Terrorismo
  32. 32. Armas de destruição em massa
  33. 33. Technological Risks
  34. 34. Falha nas Infra-estruturas críticas de comunicação
  35. 35. Dados on-line e Segurança das Informações
  36. 36. Perigo das novas tecnologias
  37. 37. Economic Risks
  38. 38. Colapso no custo da propriedade
  39. 39. Alta volatilidade no preço das Commodities
  40. 40. Inflação ou Deflação acentuada
  41. 41. Alta volatilidade no preço da energia
  42. 42. Crises Fiscais
  43. 43. Desbalanceamento Global e volatilidade das moedas
  44. 44. Fragilidade da Infra-estrutura
  45. 45. Liquidez e crédito
  46. 46. Falha nos mecanismos reguladores
  47. 47. Fortificação da Globalização
  48. 48. Redução da Economia Chinesa (<6%)
  49. 49. Societal Risks
  50. 50. Enfermidades Crônicas
  51. 51. Desafios Demográficos
  52. 52. Diferença Social (Pobreza)
  53. 53. Falta de Alimentos
  54. 54. Doenças Infecciosas
  55. 55. Migrações
  56. 56. Falta de água
  57. 57. Environmental Risks
  58. 58. Poluição do Ar
  59. 59. Redução da Biodiversidade
  60. 60. Mudanças Climáticas
  61. 61. Terremotos, Vulcões e Tsunamis
  62. 62. Enchentes
  63. 63. Governança dos Oceanos
  64. 64. Tempestades e Ciclones</li></ul>Fonte: Global Risk 2011 – World Economic Forum<br />
  65. 65. 1958<br />Velocidade das mudanças x Gestão x Interdependência do Risco<br />Menor velocidade = mais tempo para corrigir o rumo<br />+<br />
  66. 66. 1998<br />Velocidade das mudanças x Gestão x Interdependência do Risco<br />Aumento da quantidade de variáveis = menor tempo para corrigir o rumo<br />+<br />
  67. 67. 2008<br />Velocidade das mudanças x Gestão x Interdependência do Risco<br />Interdepêndencia do risco = sem margem de erro para corrigir o rumo<br />+<br />
  68. 68. Velocidade x Gestão x Interdependência <br />“Trinta anos atrás, um gestor tinha a opção de ir devagar, esperando pela informação quando decisões estratégicas importantes eram necessárias.<br />O gestor de hoje não tem esse luxo, o ritmo dos negócios acelerou e as decisões são requeridas imediatamente mesmo quando a informação usada está desatualizada.” <br />Kenneth G. McGee; Heads Up; Gartner; 2004<br />
  69. 69. Velocidade x Gestão x Interdependência <br />“Nós observamos que empresas estão tendo dificuldades para tirar vantagem das oportunidades criadas pela informatização e pela globalização por que suas organizações não foram desenvolvidas para o novo mundo”<br />Bryan & Joyce; Mobilizing Minds; McKinsey; 2007<br />
  70. 70. Conflito de Interesses<br />Restrição Orçamentária<br />Falta de capacidade de gestão dos projetos<br />Recomendação do Parecer x Decisão<br />Desconhecimento dos riscos do negócio<br />Indefinição do limite de competência para assumir Risco<br />Sensação de “delegação” da responsabilidade<br />Desconhecimento das implicações legais<br />Falta de unicidade no Tratamento do risco<br />Várias fontes e formas de Informação<br />Indefinição do fluxo de informações<br />Retenção da informação em silos<br />Visão somente reativa <br />Muitos Donos<br />Falta de unicidade dos conceitos de Risco<br />Falta de entendimento do que é Gestão de Risco<br />Percepção Negativa da Gestão de Risco<br />Burocracia desnecessária<br />Aumenta os custos do meu projeto<br />Só gera relatórios para entulhar a gaveta<br />Inimigo da inovação<br />Vai apontar um Culpado<br />Portador de más notícias<br />
  71. 71. Conflito de Interesses<br />Restrição Orçamentária<br />Falta de capacidade de gestão dos projetos<br />Recomendação do Parecer x Decisão<br />Desconhecimento dos riscos do negócio<br />Indefinição do limite de competência para assumir Risco<br />Sensação de “delegação” da responsabilidade<br />Desconhecimento das implicações legais<br />Falta de unicidade no Tratamento do risco<br />Várias fontes e formas de Informação<br />Indefinição do fluxo de informações<br />Retenção da informação em silos<br />Visão somente reativa <br />Muitos Donos<br />Falta de unicidade dos conceitos de Risco<br />Falta de entendimento do que é Gestão de Risco<br />Percepção Negativa da Gestão de Risco<br />Pessimistas<br />Burocracia desnecessária<br />Aumenta os custos do meu projeto<br />Só gera relatórios para entulhar a gaveta<br />Inimigo da inovação<br />Vai apontar um Culpado<br />Portador de más notícias<br />
  72. 72. Conflito de Interesses<br />Restrição Orçamentária<br />Falta de capacidade de gestão dos projetos<br />Recomendação do Parecer x Decisão<br />Desconhecimento dos riscos do negócio<br />Indefinição do limite de competência para assumir Risco<br />Sensação de “delegação” da responsabilidade<br />Desconhecimento das implicações legais<br />Falta de unicidade no Tratamento do risco<br />Várias fontes e formas de Informação<br />Indefinição do fluxo de informações<br />Retenção da informação em silos<br />Visão somente reativa <br />Muitos Donos<br />Falta de unicidade dos conceitos de Risco<br />Falta de entendimento do que é Gestão de Risco<br />Percepção Negativa da Gestão de Risco<br />Pessimistas<br />Burocracia desnecessária<br />Aumenta os custos do meu projeto<br />Só gera relatórios para entulhar a gaveta<br />Inimigo da inovação<br />Vai apontar um Culpado<br />Portador de más notícias<br />
  73. 73. Pontos de Atenção na Gestão de Risco<br />“Não creia que será fácil eliminar um risco. Ao contratar um seguro, por exemplo, o que a pessoa realmente está comprando é a opção de exigir algo de alguém que, espera, cumprirá o prometido. Só transformou um tipo de risco em outro” <br />Michael Hofmann – HBR<br />“O grande teste da gestão de risco é continuar funcionando quando as coisas vão bem“<br />Ranganath Mavinakere - HBR<br />
  74. 74. Avaliação do Cenário Atual do Risco <br />A capacidade de reagir e se adaptar rapidamente a mudanças e incertezas do ambiente é uma diferencial competitivo fundamental.<br />Os sistemas de gestão não evoluíram na mesma velocidade que a complexidade do ambiente de riscos.<br />Os gestores de risco ainda são vistos como uma “cambada” de pessimistas que teimam em botar defeito em todos os projetos. <br />
  75. 75. Agenda<br /><ul><li> Cenário atual do risco nas Organizações
  76. 76. A Demanda
  77. 77. Benefícios da Gestão de Risco
  78. 78. Proposta de implantação do SGRI
  79. 79. Proposta deFuncionamento do SGRI
  80. 80. O Processo de Gestão de Risco</li></li></ul><li>A Demanda<br /><ul><li>Responsabilidade objetiva dos Gestores
  81. 81. Dever de proteger o capital do acionista e a imagem da Empresa
  82. 82. Migrar de uma Gestão reativa para uma proatividade como forma de alcançar os objetivos
  83. 83. Explicitar que objetivo e risco andam juntos</li></li></ul><li>A Demanda<br />- Implantar o Sistema de Gestão de Riscos<br /> Definir a estrutura e o funcionamento deste sistema<br /> Maximizar a integração de todos os tipos de iniciativas em Riscos, aumentando a convergência de metodologias, reuniões, entrevistas, workshops, reports e sistemas reduzindo todo tipo de redundância e inconsistência que possa existir na ação e interação entre os diversos atores envolvidos.<br /> Ser o mobilizador e catalizador de proposições de melhorias e criação de sinergia (taxonomias, classificações, indicadores).<br />
  84. 84. Agenda<br /><ul><li> Cenário atual do risco nas Organizações
  85. 85. A Demanda
  86. 86. Benefícios da Gestão de Risco
  87. 87. Proposta de implantação do SGR
  88. 88. Proposta deFuncionamento do SGR
  89. 89. O Processo de Gestão de Risco</li></li></ul><li>Benefícios da Gestão de Risco<br />- Aumentar a probabilidade de atingir os objetivos;<br /><ul><li>Estabelecer uma base confiável para a tomada de decisão e o planejamento;</li></ul>- Minimizar perdas;<br />- Alocar e utilizar eficazmente os recursos;<br />- Migrar para uma gestão proativa;<br />- Melhorar a identificação de oportunidades e ameaças;<br />- Atuar em conformidade com normas e leis;<br />- Melhorar a governança;<br />- Melhorar a confiança das partes interessadas;<br />
  90. 90. Agenda<br /><ul><li> Cenário atual do risco nas Organizações
  91. 91. A Demanda
  92. 92. Benefícios da Gestão de Risco
  93. 93. Proposta de implantação do SGR
  94. 94. Proposta deFuncionamento do SGR
  95. 95. O Processo de Gestão de Risco</li></li></ul><li>DIRETORIA<br />HOLDING<br />Apoio à Gestão<br />SGR HOLDING<br />Propor Estrutura do SGR<br /><ul><li>Comitê Técnico de Riscos Política de Gestão de Riscos
  96. 96. Governança do SGR</li></ul>EMPRESAS<br />SGR EMPRESAS<br />Implantação do SGR<br />Criação<br />do Comitê Técnico<br />Implementar o SGR<br /><ul><li>Implementar o Comitê
  97. 97. Implementar o processo de gestão de riscos</li></ul>Atuar para melhoria continua do SGR<br />Monitorar, avaliar e realizar análise crítica do SGR<br />
  98. 98. Agenda<br /><ul><li> Cenário atual do risco nas Organizações
  99. 99. A Demanda
  100. 100. Benefícios da Gestão de Risco
  101. 101. Proposta de implantação do SGR
  102. 102. Proposta deFuncionamento do SGR
  103. 103. O Processo de Gestão de Risco</li></li></ul><li>Comissão de Gestão<br />DIRETORIA<br />Política de Riscos<br />Indicadores e Relatório de Riscos<br />Comissão de Suporte à Decisão<br />DIRETORIA<br />Holding<br />Corporativo<br />Política de Riscos<br />ANÁLISE E <br />VALIDAÇÃO<br />GESTORES E EMPRESAS<br /> Comitê técnico de Riscos<br />Gestores máximos<br />das empresas<br />Coordenador executivo<br />GRC<br />Política de Riscos da Empresa<br />Risco<br />Governança<br />Conformidade<br />Metodologia e Gestão<br />Sistema de Gestão da Informação<br />Conhecimento de Risco<br />SMS<br />PROJETOS<br />Difusão do<br />Conhecimento<br />INVESTIMENTOS<br />SOCIETÁRIO<br />Especialistas<br />RS e<br />IMAGEM<br />Controle Interno<br /> e Auditoria<br />Mercado<br />INFORMAÇÃO<br />Funcionamento do SGR<br />Tratamento dos Riscos<br />
  104. 104. Agenda<br /><ul><li> Cenário atual do risco nas Organizações
  105. 105. A Demanda
  106. 106. Benefícios da Gestão de Risco
  107. 107. Proposta de implantação do SGR
  108. 108. Proposta deFuncionamento do SGR
  109. 109. O Processo de Gestão de Risco</li></li></ul><li>Autoridade e Responsabilidade<br />Tratamento dos Riscos<br />Relatórios, indicadores de risco, <br />Proposta de Tratamento de Risco<br />Análises Críticas e Monitoramento<br />Política de Risco<br />Corporação e Empresas<br />Ambiente de Controle<br />Alinhamento ao Objetivo Estratégico<br />Compreensão dos Riscos<br />Identificação dos Riscos<br />Monitoramento e<br />Análise Critica<br />Informação e Comunicação<br />Análise dos Riscos<br />Avaliação dos Riscos<br />Proposta de Tratamento de Riscos<br />Fonte: Adaptação do Framework da NBR ISSO/IEC 31.000<br />O Processo de Gestão de Risco<br />
  110. 110. O Processo de Gestão de Risco<br />Ambiente de Controle<br />- Alinhamento aos Objetivos Estratégicos<br />
  111. 111. O Processo de Gestão de Risco<br />Ambiente de Controle<br />- Alinhamento aos Objetivos Estratégicos<br />- Informação e Comunicação<br />
  112. 112. O Processo de Gestão de Risco<br />Ambiente de Controle<br />- Alinhamento aos Objetivos Estratégicos<br />- Informação e Comunicação<br />- Compreensão dos Riscos<br /><ul><li> Identificar os Riscos</li></li></ul><li>O Processo de Gestão de Risco<br />Ambiente de Controle<br />- Alinhamento aos Objetivos Estratégicos<br />- Informação e Comunicação<br />- Compreensão dos Riscos<br /><ul><li> Identificar os Riscos
  113. 113. Avaliar e medir os Riscos</li></li></ul><li>O Processo de Gestão de Risco<br />Ambiente de Controle<br />- Alinhamento aos Objetivos Estratégicos<br />- Informação e Comunicação<br />- Compreensão dos Riscos<br /><ul><li> Identificar os Riscos
  114. 114. Avaliar e medir os Riscos
  115. 115. Analisar os Riscos</li></li></ul><li>O Processo de Gestão de Risco<br />Ambiente de Controle<br />- Alinhamento aos Objetivos Estratégicos<br />- Informação e Comunicação<br />- Compreensão dos Riscos<br /><ul><li> Identificar os Riscos
  116. 116. Avaliar e medir os Riscos
  117. 117. Analisar os Riscos</li></ul>- Proposta de Tratamento dos Riscos<br />
  118. 118. O Processo de Gestão de Risco<br />Ambiente de Controle<br />- Alinhamento aos Objetivos Estratégicos<br />- Informação e Comunicação<br />- Compreensão dos Riscos<br /><ul><li> Identificar os Riscos
  119. 119. Avaliar e medir os Riscos
  120. 120. Analisar os Riscos</li></ul>- Proposta de Tratamento dos Riscos<br />- Monitoramento e Análise Crítica<br />
  121. 121. O Processo de Gestão de Risco<br /> Autoridade e Responsabilidade<br />- Política de Risco <br />- Tratamento de Risco<br />Corporação e Empresas<br />
  122. 122. O Processo de Gestão de Risco<br />
  123. 123. O Processo de Gestão de Risco<br />
  124. 124. O Processo de Gestão de Risco<br />
  125. 125. Sucesso nos objetivos com menos risco!!<br />André Horacio Guimarães dos Santosandrehor@hotmail.com http://br.linkedin.com/in/andrehor<br />
  126. 126. E não esqueça a lanterna!!<br />André Horacio Guimarães dos Santosandrehor@hotmail.com http://br.linkedin.com/in/andrehor<br />

×