Successfully reported this slideshow.
Eng. Eletricista Éverton N. Queiroz
7-Dimensionamento de Condutores Elétricos1
7 Dimensionamento de Condutores
Elétricos
7.1Objetivos
2
7 Dimensionamento de Condutores
Elétricos
7.1Objetivos
3
7 Dimensionamento de Condutores
Elétricos
Definições
4
Cab
o
Fio
 Fio: Único condutor sólido, maciço, de seção circular, ...
7.2 Critério da Capacidade de Condução de
Corrente
5
7.2 Critério da Capacidade de Condução de
Corrente
a- Tipo de Isolação
6
7.2 Critério da Capacidade de Condução de
Corrente
b- Maneira de Instalar
7
Por exemplo, o Método de instalação número 7, ...
8
9
Continuação
10
Continuação
Corrente
c- Corrente Nominal ou Corrente de Projeto
(Ip)
11
7.2 Critério da Capacidade de Condução de
Corrente
d- Números de Condutores Carregados
12
3
13
e-Bitola do Condutor
14
e-Bitola do Condutor
7.2 Critério da Capacidade de Condução de
Corrente
Exemplo 1
15
N
Número 7
B1
v
Corrente
Exemplo 2 – Adaptado para a Região Norte-
Nordeste
16
embutida no piso
Número 33 B1
Obs : V (tensão de linha)= 38...
7.2 Critério da Capacidade de Condução de Corrente
f- Fatores de Correção para o Dimensionamento de
Cabos
17
18
f- Fatores de Correção para o Dimensionamento de
Cabos
>Fator de Correção de Agrupamento FCA
19
20
7.2 Critério da Capacidade de Condução de
Corrente
g- Corrente Corrigida (Ip’)
21
g- Corrente Corrigida (Ip’)
Exemplo 1
22
g- Corrente Corrigida (Ip’)
Exemplo 2
23
c- Fator de Correção de Agrupamento
Ao todo teremos 6 circuitos. A tabela 7.8 for...
7.3 Critério do Limite de Queda de Tensão
24
7.4 Seções Mínimas dos Condutores
a - Seção Mínima do Condutor Fase
25
7.4 Seções Mínimas dos
Condutores
b - Seção do Condutor Neutro
26
Em alguns casos não poderá
ocorrer a redução do neutro,
...
7.4 Seções Mínimas dos Condutores
c - Seção do Condutor de Proteção
27
Obs. Um condutor de proteção
pode ser comum a vários
Aterramento
Terminal de Aterramento
Principal
28
Em toda instalação
deve ser previsto um terminal
(ou barra) de aterrament...
d - Seção do Condutor de Aterramento
29
d - Seção do Condutor de Aterramento
30
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

E cap 7- dimensionamento de condutores elétricos

1.470 visualizações

Publicada em

Princípios de Projetos Elétricos

Publicada em: Engenharia
  • Seja o primeiro a comentar

E cap 7- dimensionamento de condutores elétricos

  1. 1. Eng. Eletricista Éverton N. Queiroz 7-Dimensionamento de Condutores Elétricos1
  2. 2. 7 Dimensionamento de Condutores Elétricos 7.1Objetivos 2
  3. 3. 7 Dimensionamento de Condutores Elétricos 7.1Objetivos 3
  4. 4. 7 Dimensionamento de Condutores Elétricos Definições 4 Cab o Fio  Fio: Único condutor sólido, maciço, de seção circular, com ou sem isolamento;  Cabo: conjunto de fios encordoados, não isolados entre si. Pode ser revestidos ou não. Mais flexível do que um fio de mesma capacidade; Seção nominal de um fio ou cabo: é a área da seção transversal do fio ou da soma das seções dos fios componentes de um cabo.
  5. 5. 7.2 Critério da Capacidade de Condução de Corrente 5
  6. 6. 7.2 Critério da Capacidade de Condução de Corrente a- Tipo de Isolação 6
  7. 7. 7.2 Critério da Capacidade de Condução de Corrente b- Maneira de Instalar 7 Por exemplo, o Método de instalação número 7, corresponde ao Método de Referência B1, representa “Condutores isolados ou cabos unipolares em eletroduto embutido em alvenaria”. Esta é a maneira mais usual de instalar em edifícios residenciais.
  8. 8. 8
  9. 9. 9 Continuação
  10. 10. 10 Continuação
  11. 11. Corrente c- Corrente Nominal ou Corrente de Projeto (Ip) 11
  12. 12. 7.2 Critério da Capacidade de Condução de Corrente d- Números de Condutores Carregados 12 3
  13. 13. 13 e-Bitola do Condutor
  14. 14. 14 e-Bitola do Condutor
  15. 15. 7.2 Critério da Capacidade de Condução de Corrente Exemplo 1 15 N Número 7 B1 v
  16. 16. Corrente Exemplo 2 – Adaptado para a Região Norte- Nordeste 16 embutida no piso Número 33 B1 Obs : V (tensão de linha)= 380v V (tensão de fase) = 220 V para nossa região c- corrente de projeto: Ip=36000/3. 220. 0,90. 0,92 = 65,87 A 66 10 B1 v
  17. 17. 7.2 Critério da Capacidade de Condução de Corrente f- Fatores de Correção para o Dimensionamento de Cabos 17
  18. 18. 18
  19. 19. f- Fatores de Correção para o Dimensionamento de Cabos >Fator de Correção de Agrupamento FCA 19
  20. 20. 20
  21. 21. 7.2 Critério da Capacidade de Condução de Corrente g- Corrente Corrigida (Ip’) 21
  22. 22. g- Corrente Corrigida (Ip’) Exemplo 1 22
  23. 23. g- Corrente Corrigida (Ip’) Exemplo 2 23 c- Fator de Correção de Agrupamento Ao todo teremos 6 circuitos. A tabela 7.8 fornecerá o valor de FCA = 0,57 d – Corrente Corrigida = Ip’= 114,10/(0,96. 0,57) = 208,51 A Solução a – Corrente de projeto = Ip = 114,10 A (erro no pdf) e – Bitola do Condutor Com este valor de Ip’ entramos na Tabela 7.4, coluna B1, 3cc, e temos o valor 222 A (por excesso), que corresponde ao condutor de cobre de bitola 70 mm2
  24. 24. 7.3 Critério do Limite de Queda de Tensão 24
  25. 25. 7.4 Seções Mínimas dos Condutores a - Seção Mínima do Condutor Fase 25
  26. 26. 7.4 Seções Mínimas dos Condutores b - Seção do Condutor Neutro 26 Em alguns casos não poderá ocorrer a redução do neutro, como: 1- Em circuitos monofásicos. O condutor neutro deve ter a mesma seção do condutor de fase 2- Em circuitos trifásicos presumivelmente desequilibrados. Obs. Em nenhuma
  27. 27. 7.4 Seções Mínimas dos Condutores c - Seção do Condutor de Proteção 27 Obs. Um condutor de proteção pode ser comum a vários
  28. 28. Aterramento Terminal de Aterramento Principal 28 Em toda instalação deve ser previsto um terminal (ou barra) de aterramento principal com condutores ligados a ele (PE , aterramento, ligação equipotencial, terra funcional, etc.) A localização do terminal de aterramento principal e o valor limite da Resistência de aterramento (=~5 ohms) está definido pela concessionária
  29. 29. d - Seção do Condutor de Aterramento 29
  30. 30. d - Seção do Condutor de Aterramento 30

×