The UN Security Council:
Ineffective but Indispensable

By Professor Mats Berdal



                                      ...
Professor Mats Berdal
Professor Mats Berdal
 King’s College, London
  Expert - Belfer Center
for Science and Int’l
Affairs, Harvard University
it was thought then...
it was thought then...

 “The UN perfectly embodies in institutional form
 the tragic paradox of our age; it has become
 i...
... it still
... it still
desconforto causado por divisões entre os P5
acerca de como tratar a questão do Iraque.


não cumprimento de ...
... remains the same
... remains the same
 a falha em ultrapassar essa divisão (CS), seguida
 pela invasão per se em Março/03, sem a
 explícita...
!
“The Council is placing
itself in danger of
irrelevance if it allowed
Iraq to continue to defy
its will without
respondi...
bad blood
bad blood
aumento da quantidade
de “sangue derramado”
e mal-estar gerado
pelas divisões do CS,
especialmente no
quesito Ir...
bad blood
bad blood
CS haveria falhado no
seu “ultimate test of
relevance.”
contudo,
desentendimentos
sobre Iraque foram mais
prejud...
unravelling paradox
unravelling paradox
Ponto 1 - definir o que se entende por
“effectiveness” da ONU - ou a sua falta - no
campo da segurança ...
unravelling paradox
unravelling paradox

não significa afirmar que o término da guerra fria
não teve impactos na ONU...
a questão do Iraque rest...
unravelling paradox
unravelling paradox

Ponto 2 - o CS tem realizado uma longa série de
outras funções “não reconhecidas.”


(i) ONU e seus ó...
unravelling paradox
unravelling paradox


especialmente para os P5 “the shortcomings of
the UN have often provided cheap and
convenient cover ...
unravelling paradox
unravelling paradox


(ii) CS possui a função política de servir como um
instrumento para a legitimação da ação do
Estado:...
unravelling paradox
unravelling paradox
(iii) prover os P5 com mecanismo através do qual
os seus distintos interesses possam, às vezes,
ser ma...
unravelling paradox
unravelling paradox
sinalização chinesa de seus
interesses vis-à-vis Taiwan.
obtenção russa de apoio
americano (Georgia/
T...
SC and its usefulness to the P5
SC and its usefulness to the P5


questões sobre paz e segurança devem ser
levadas ao CS.
manutenção de forte interesse (P...
SC and its usefulness to the P5
SC and its usefulness to the P5


o CS é o único fórum de seu tipo: capaz de tratar
desafios de segurança e conferir legiti...
UK and France
UK and France
a posição permanente e o poder de veto refletem
realidades de uma época diferente;
destaque desproporcional à...
!
“Both countries know
their membership is the
main reason anyone
takes them at all
seriously on the world
stage.”
The Eco...
Russia and China
Russia and China
a Rússia reconhece que seu caráter de MP tem
se tornado elemento essencial para a sua
pretenção de status...
Russia and China
a Rússia reconhece que seu caráter de MP tem
se tornado elemento essencial para a sua
pretenção de status...
Russia and China
a Rússia reconhece que seu caráter de MP tem
se tornado elemento essencial para a sua
pretenção de status...
Russia and China
Russia and China
a China é mais “relaxada” no que diz respeito ao
seus status de grande Potência: nunca duvidou
ser uma!
u...
the US
the US
o valor e utilidade do CS é menos óbvio para os
EUA do que para os demais membros;
the US
o valor e utilidade do CS é menos óbvio para os
EUA do que para os demais membros;
o poderio econômico, político e ...
the US
o valor e utilidade do CS é menos óbvio para os
EUA do que para os demais membros;
o poderio econômico, político e ...
the US
the US
“o CS também tem sido
utilizado pelos EUA como
um instrumento de gestão,
contendo ou simplesmente
colocando em banh...
the UNSC and the crisis
             over Iraq
the UNSC and the crisis
                   over Iraq
as questões Iraque e Kuwait representaram uma
explícita violação dos ...
Res. 660
Res. 660
Iraq, 9/11 and the “neo-
  conservative” moment
Iraq, 9/11 and the “neo-
        conservative” moment
para os EUA o pós-Guerra Fria teve seu fim em
11/Set/2001;
os EUA se ...
Iraq, 9/11 and the “neo-
  conservative” moment
Iraq, 9/11 and the “neo-
        conservative” moment
as relações em NY levantaram a importância e
influência de um grupo d...
Iraq, 9/11 and the “neo-
  conservative” moment
Iraq, 9/11 and the “neo-
         conservative” moment

duas visões importantes:
the US has been “too timid in its exercis...
Iraq, 9/11 and the “neo-
  conservative” moment
Iraq, 9/11 and the “neo-
        conservative” moment

“a confluência e a crescente influência desses
pontos de vista na adm...
actor or arena
actor or arena


fonte de legitimação: A ONU como uma
coletividade quase universal dos Estados
membros juridicamente iguai...
actor or arena
actor or arena


pessoa jurídica e agência de serviço - pode
esconder o grau de interação e dependência
mútua entre os Est...
inability to learn
inability to learn



incapacidade de aprender com os erros
anteriores;
inability to coordinate
inability to coordinate



incapacidade de coordenar suas agências
especializadas;
inability to act
inability to act


sua associação com o fracasso de grande
escala e tragédia na década de 1990;


Srebrenica (Bósnia e Her...
how to be a real actor
how to be a real actor

a ONU é mal equipada


improvável de obter o apoio necessário para
empreender políticas - isto é, ...
important contribuitions
important contribuitions
World Food Program;
important contribuitions
World Food Program;
UNICEF;
important contribuitions
World Food Program;
UNICEF;
UNHCR;
important contribuitions
World Food Program;
UNICEF;
UNHCR;
UNDP;
important contribuitions
World Food Program;
UNICEF;
UNHCR;
UNDP;
controle temporário de war-torn societies;
important contribuitions
World Food Program;
UNICEF;
UNHCR;
UNDP;
controle temporário de war-torn societies;
funções de go...
battered but not bowed
battered but not bowed

outras áreas importantes:
battered but not bowed

outras áreas importantes:
desmobilização, desarmamento e reintegração
de ambas as forças regulares...
battered but not bowed

outras áreas importantes:
desmobilização, desarmamento e reintegração
de ambas as forças regulares...
battered but not bowed

outras áreas importantes:
desmobilização, desarmamento e reintegração
de ambas as forças regulares...
The UN Security Council:
Ineffective but Indispensable
.one.
.one.


por que, mesmo com o
histórico de fiascos/falhanços
do CS, os P5 continuam a vê-
lo como importante no campo
da paz...
.two.
.two.


qual é a mensagem que o CS
traz do seu papel no campo
da paz e segurança
internacionais, ao analisarmos
a forma co...
.three.
.three.

qual será o possível impacto
de longo prazo da repartição/
divisão de consenso entre o
CS sobre a questão do
Iraq...
obrigado!
The UN Security Council - Ineffective but Indispensable
The UN Security Council - Ineffective but Indispensable
The UN Security Council - Ineffective but Indispensable
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

The UN Security Council - Ineffective but Indispensable

753 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
753
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
35
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide




  • "A ONU encarna perfeitamente em forma institucional o paradoxo trágico da nossa época, tornou-se indispensável, antes de se tornar eficaz."

    Herbert Nicholas +1998, foi estudioso dos assuntos americanos. Fundador da BAAS British Assoc. of American Studies.

    1962, época em que a ONU estava profundamente envolvida na guerra civil africana e qnd se pensava estar à beira do colapso.
  • Page 1
  • Page 1
  • Page 1
  • Carta da ONU - Obj.

    - Manter a paz e a segurança internacionais;
    - Desenvolver relações de amizade entre as nações baseadas no respeito do princípio da igualdade de direitos e da autodeterminação dos povos;
    - Realizar a cooperação internacional, resolvendo os problemas internacionais de carácter económico, social, cultural ou humanitário;
    - Ser um centro destinado a harmonizar a acção das nações para a consecução desses objectivos comuns.
  • Carta da ONU - Obj.

    - Manter a paz e a segurança internacionais;
    - Desenvolver relações de amizade entre as nações baseadas no respeito do princípio da igualdade de direitos e da autodeterminação dos povos;
    - Realizar a cooperação internacional, resolvendo os problemas internacionais de carácter económico, social, cultural ou humanitário;
    - Ser um centro destinado a harmonizar a acção das nações para a consecução desses objectivos comuns.
  • Carta da ONU - Obj.

    - Manter a paz e a segurança internacionais;
    - Desenvolver relações de amizade entre as nações baseadas no respeito do princípio da igualdade de direitos e da autodeterminação dos povos;
    - Realizar a cooperação internacional, resolvendo os problemas internacionais de carácter económico, social, cultural ou humanitário;
    - Ser um centro destinado a harmonizar a acção das nações para a consecução desses objectivos comuns.
  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Na preparação para a guerra, nem os principais membros do Conselho, nem os altos funcionários da ONU fizeram muito para evitar a noção de que a crise do Iraque estava de fato apresentando o CS ao seu "momento da verdade".

    “O Conselho está se colocando em perigo de irrelevância se permitiu ao Iraque continuam a desafiar a sua vontade, sem responder efetivamente e imediatamente”

  • Page 1
  • Page 1
  • Page 1
  • Page 1
  • Page 1
  • Page 3
  • Page 3
  • Page 3
  • Page 3
    Paradoxo inexplicado.

    It was almost as if the removal of East-West ideological divisions would itself ensure that Council members would always see eye to eye on issues of peace and security and, moreover, be prepared to act jointly in defence of common interests.
  • Page 3
    Paradoxo inexplicado.

    It was almost as if the removal of East-West ideological divisions would itself ensure that Council members would always see eye to eye on issues of peace and security and, moreover, be prepared to act jointly in defence of common interests.
  • Page 3
    Paradoxo inexplicado.

    It was almost as if the removal of East-West ideological divisions would itself ensure that Council members would always see eye to eye on issues of peace and security and, moreover, be prepared to act jointly in defence of common interests.
  • Page 3. Paragraph 1

    pt 3. This is true, above all, when the core or vital interests of states are seen to be at stake and when, as in the case of Iraq, issues of coercion are involved.
  • Page 3. Paragraph 1

    pt 3. This is true, above all, when the core or vital interests of states are seen to be at stake and when, as in the case of Iraq, issues of coercion are involved.
  • Page 3. Paragraph 1

    pt 3. This is true, above all, when the core or vital interests of states are seen to be at stake and when, as in the case of Iraq, issues of coercion are involved.
  • Page 3. Paragraph 1

    pt 3. This is true, above all, when the core or vital interests of states are seen to be at stake and when, as in the case of Iraq, issues of coercion are involved.
  • Page 3. Paragraph 1

    pt 3. This is true, above all, when the core or vital interests of states are seen to be at stake and when, as in the case of Iraq, issues of coercion are involved.
  • Page 3. Paragraph 1

    pt 3. This is true, above all, when the core or vital interests of states are seen to be at stake and when, as in the case of Iraq, issues of coercion are involved.
  • Page 3. Paragraph 2

    “as deficiências da ONU têm frequentemente dado cobertura apropriada, conveniente para o fracasso das suas próprias políticas”

  • Page 3. Paragraph 2


  • Page 3. Paragraph 2 e 3

    quid pro quos: troca de favores
  • Page 3. Paragraph 2 e 3

    quid pro quos: troca de favores
  • Page 3. Paragraph 2 e 3

    quid pro quos: troca de favores
  • Page 3. Paragraph 2 e 3

    quid pro quos: troca de favores
  • Page 4. Paragraph 3
    A chamada "Operação Turquesa" foi uma acção de cariz militar e intenções humanitárias, entre 22 de Junho e 21 de Agosto de 1994, conduzida pela França e mandatada por uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.
  • Page 4. Paragraph 3
    A chamada "Operação Turquesa" foi uma acção de cariz militar e intenções humanitárias, entre 22 de Junho e 21 de Agosto de 1994, conduzida pela França e mandatada por uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.
  • Page 4. Paragraph 3
    A chamada "Operação Turquesa" foi uma acção de cariz militar e intenções humanitárias, entre 22 de Junho e 21 de Agosto de 1994, conduzida pela França e mandatada por uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.
  • Page 4. Paragraph 3
    A chamada "Operação Turquesa" foi uma acção de cariz militar e intenções humanitárias, entre 22 de Junho e 21 de Agosto de 1994, conduzida pela França e mandatada por uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.
  • Page 4. Paragraph 3
    A chamada "Operação Turquesa" foi uma acção de cariz militar e intenções humanitárias, entre 22 de Junho e 21 de Agosto de 1994, conduzida pela França e mandatada por uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.
  • Page 4. Paragraph 3
    A chamada "Operação Turquesa" foi uma acção de cariz militar e intenções humanitárias, entre 22 de Junho e 21 de Agosto de 1994, conduzida pela França e mandatada por uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.
  • Page 4. Paragraph 3
    A chamada "Operação Turquesa" foi uma acção de cariz militar e intenções humanitárias, entre 22 de Junho e 21 de Agosto de 1994, conduzida pela França e mandatada por uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.
  • Page 4. Paragraph 3
    A chamada "Operação Turquesa" foi uma acção de cariz militar e intenções humanitárias, entre 22 de Junho e 21 de Agosto de 1994, conduzida pela França e mandatada por uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.
  • Page 4. Paragraph 3
    A chamada "Operação Turquesa" foi uma acção de cariz militar e intenções humanitárias, entre 22 de Junho e 21 de Agosto de 1994, conduzida pela França e mandatada por uma resolução do Conselho de Segurança das Nações Unidas.
  • Page 4
  • Page 4
  • Page 5
  • Page 5
  • Page 5
  • Page 5
  • Page 5
  • Page 5-6

    O que para MATS, essa não seria uma afirmação totalmente justa, posto que ambos têm procurado compensar suas fraquezas, assumindo a liderança de alguns assuntos-chave no campo da segurança.

  • Page 5-6

    O que para MATS, essa não seria uma afirmação totalmente justa, posto que ambos têm procurado compensar suas fraquezas, assumindo a liderança de alguns assuntos-chave no campo da segurança.

  • Page 5-6

    O que para MATS, essa não seria uma afirmação totalmente justa, posto que ambos têm procurado compensar suas fraquezas, assumindo a liderança de alguns assuntos-chave no campo da segurança.

  • Page 5-6

    O que para MATS, essa não seria uma afirmação totalmente justa, posto que ambos têm procurado compensar suas fraquezas, assumindo a liderança de alguns assuntos-chave no campo da segurança.

  • Page 5-6

    O que para MATS, essa não seria uma afirmação totalmente justa, posto que ambos têm procurado compensar suas fraquezas, assumindo a liderança de alguns assuntos-chave no campo da segurança.

  • Page 5-6

    O que para MATS, essa não seria uma afirmação totalmente justa, posto que ambos têm procurado compensar suas fraquezas, assumindo a liderança de alguns assuntos-chave no campo da segurança.

  • Page 5-6

    O que para MATS, essa não seria uma afirmação totalmente justa, posto que ambos têm procurado compensar suas fraquezas, assumindo a liderança de alguns assuntos-chave no campo da segurança.

  • Page 5-6

    O que para MATS, essa não seria uma afirmação totalmente justa, posto que ambos têm procurado compensar suas fraquezas, assumindo a liderança de alguns assuntos-chave no campo da segurança.

  • Page 7

    UNMOVI - United Nations Monitoring, Verification and Inspection Commission
  • Page 7

    UNMOVI - United Nations Monitoring, Verification and Inspection Commission
  • Page 7

    UNMOVI - United Nations Monitoring, Verification and Inspection Commission
  • Page 7-8

    No processo negocial da Res. 1441 a China “stayed at the sidelines”

    Res. 1441 que deu uma “última oportunidade para cumprir com suas obrigações de desarmamento” que tinham sido previstas em Resoluções anteriores. Res. 660, 661, 678, 686, 687, 688...

    http://en.wikipedia.org/wiki/United_Nations_Security_Council_Resolution_1441
  • Page 7-8

    No processo negocial da Res. 1441 a China “stayed at the sidelines”

    Res. 1441 que deu uma “última oportunidade para cumprir com suas obrigações de desarmamento” que tinham sido previstas em Resoluções anteriores. Res. 660, 661, 678, 686, 687, 688...

    http://en.wikipedia.org/wiki/United_Nations_Security_Council_Resolution_1441
  • Page 7-8

    No processo negocial da Res. 1441 a China “stayed at the sidelines”

    Res. 1441 que deu uma “última oportunidade para cumprir com suas obrigações de desarmamento” que tinham sido previstas em Resoluções anteriores. Res. 660, 661, 678, 686, 687, 688...

    http://en.wikipedia.org/wiki/United_Nations_Security_Council_Resolution_1441
  • Page 8
  • Page 8
  • Page 8
  • Page 8
    Backburner
  • Page 8
    Backburner
  • Page 9

    Res. 678: calling on Member states cooperating with Kuwait “to use all necessary means to uphold and implement resolution 660 and all subsequent resolutions and to restore int’l peace and security in the area”.


  • Page 9

    Res. 678: calling on Member states cooperating with Kuwait “to use all necessary means to uphold and implement resolution 660 and all subsequent resolutions and to restore int’l peace and security in the area”.


  • Page 9

    Res. 678: calling on Member states cooperating with Kuwait “to use all necessary means to uphold and implement resolution 660 and all subsequent resolutions and to restore int’l peace and security in the area”.


  • Page 9


  • Page 10
  • Page 10
  • Page 10
  • Page 11
  • Page 11
  • Page 11
  • Page 11

    Preventive war - é o que acontece qnd um Estado targets um inimigo antes de se tornar um perigo iminente. E.g Pearl Harbor
    Pre-emptive - qnd um Estado targets um inimigo que representa perigo iminente de ataque. Iraque e Guerra dos 6 Dias (Israel e Egito, Jordânia e Síria, 5-10 de Junho de 1967.
  • Page 11

    Preventive war - é o que acontece qnd um Estado targets um inimigo antes de se tornar um perigo iminente. E.g Pearl Harbor
    Pre-emptive - qnd um Estado targets um inimigo que representa perigo iminente de ataque. Iraque e Guerra dos 6 Dias (Israel e Egito, Jordânia e Síria, 5-10 de Junho de 1967.
  • Page 11
    Estas tensões continuam sob a forma de inquietação persistente sentida por muitos Estados-membros sobre o futuro das atitudes E.U. à ONU.
  • Page 17
  • Page 17
  • Page 17
  • Page 17
  • Page 17
  • Page 17
  • Page 17
  • Page 17
  • Page 17
  • Page 17
  • Page 18
    Programa Alimentar Mundial
    UN Children’s Fund
    UN High Commisioner for Refugees

  • Page 18
    Programa Alimentar Mundial
    UN Children’s Fund
    UN High Commisioner for Refugees

  • Page 18
    Programa Alimentar Mundial
    UN Children’s Fund
    UN High Commisioner for Refugees

  • Page 18
    Programa Alimentar Mundial
    UN Children’s Fund
    UN High Commisioner for Refugees

  • Page 18
    Programa Alimentar Mundial
    UN Children’s Fund
    UN High Commisioner for Refugees

  • Page 18
    Programa Alimentar Mundial
    UN Children’s Fund
    UN High Commisioner for Refugees

  • Page 19
    Desgastada mas ainda não se curvou, sucumbiu .

    >> ÚLTIMO SLIDE <<
  • Page 19
    Desgastada mas ainda não se curvou, sucumbiu .

    >> ÚLTIMO SLIDE <<
  • Page 19
    Desgastada mas ainda não se curvou, sucumbiu .

    >> ÚLTIMO SLIDE <<
  • Page 19
    Desgastada mas ainda não se curvou, sucumbiu .

    >> ÚLTIMO SLIDE <<

  • Page 2

  • Page 2

  • Page 2
  • Page 2
  • Page 2
  • Page 2

  • The UN Security Council - Ineffective but Indispensable

    1. 1. The UN Security Council: Ineffective but Indispensable By Professor Mats Berdal André Aprigio M.Sc. Candidate, UMinho
    2. 2. Professor Mats Berdal
    3. 3. Professor Mats Berdal King’s College, London Expert - Belfer Center for Science and Int’l Affairs, Harvard University
    4. 4. it was thought then...
    5. 5. it was thought then... “The UN perfectly embodies in institutional form the tragic paradox of our age; it has become indispensable before it has become effective.” Berdal, 2003 (apud Herbert Nicholas, 1962)
    6. 6. ... it still
    7. 7. ... it still desconforto causado por divisões entre os P5 acerca de como tratar a questão do Iraque. não cumprimento de resoluções exigindo informações sobre o programa de WMDs e destruição total de armas proibidas, itens relacionados e instalações de produção.
    8. 8. ... remains the same
    9. 9. ... remains the same a falha em ultrapassar essa divisão (CS), seguida pela invasão per se em Março/03, sem a explícita autorização do CS para o uso de força, incrementou ainda mais sentimento de “mau presságio”... ... entre os que estavam ansiosos em ver o CS desempenhar o seu papel (Charter-prescribed). o CS e o seu “momento da verdade”...
    10. 10. ! “The Council is placing itself in danger of irrelevance if it allowed Iraq to continue to defy its will without responding effectively and immediately.” US Secretary of State Collin Powell Addresses UNSC, 2003.
    11. 11. bad blood
    12. 12. bad blood aumento da quantidade de “sangue derramado” e mal-estar gerado pelas divisões do CS, especialmente no quesito Iraque: situação sem precedentes.
    13. 13. bad blood
    14. 14. bad blood CS haveria falhado no seu “ultimate test of relevance.” contudo, desentendimentos sobre Iraque foram mais prejudicais para a OTAN e para a PESD do que para a ONU.
    15. 15. unravelling paradox
    16. 16. unravelling paradox Ponto 1 - definir o que se entende por “effectiveness” da ONU - ou a sua falta - no campo da segurança internacional. ilusão: término da guerra fria significaria “eficácia” da ONU. crença de que o CS após anos de “paralisia” poderia assumir a “responsabilidade pela manutenção da paz e segurança internacionais” (art 1 UN/Charter).
    17. 17. unravelling paradox
    18. 18. unravelling paradox não significa afirmar que o término da guerra fria não teve impactos na ONU... a questão do Iraque restou clara a viva e forte presença da power politics dentro e fora da organização e dos conflitos de interesses e valores. e que o CS estaria “inescapably doomed to ineffectiveness.”
    19. 19. unravelling paradox
    20. 20. unravelling paradox Ponto 2 - o CS tem realizado uma longa série de outras funções “não reconhecidas.” (i) ONU e seus órgãos associados podem sempre ser invocados para atuar como “scapgoat for the vanities and follies of statemen.”
    21. 21. unravelling paradox
    22. 22. unravelling paradox especialmente para os P5 “the shortcomings of the UN have often provided cheap and convenient cover for the failure of their own policies.”
    23. 23. unravelling paradox
    24. 24. unravelling paradox (ii) CS possui a função política de servir como um instrumento para a legitimação da ação do Estado: armazenador das politicamente significantes aprovações e desaprovações de reivindicações, políticas e ações dos Estados.
    25. 25. unravelling paradox
    26. 26. unravelling paradox (iii) prover os P5 com mecanismo através do qual os seus distintos interesses possam, às vezes, ser mais: - eficazmente desenvolvidos/explicados, - garantidores das concessões e dos quid pro quos de outros Estados-membros, - desviar as críticas internacionais das políticas unilaterias.
    27. 27. unravelling paradox
    28. 28. unravelling paradox sinalização chinesa de seus interesses vis-à-vis Taiwan. obtenção russa de apoio americano (Georgia/ Tajiquistão) em troca de apoio à resolução (US) Haiti. habilidade francesa em desviar críticas ao receber o aval do CS (Oper. Turquesa).
    29. 29. SC and its usefulness to the P5
    30. 30. SC and its usefulness to the P5 questões sobre paz e segurança devem ser levadas ao CS. manutenção de forte interesse (P5) em assegurar a que o CS não seja marginalizado, não obstante suas falhas reais e aparentes.
    31. 31. SC and its usefulness to the P5
    32. 32. SC and its usefulness to the P5 o CS é o único fórum de seu tipo: capaz de tratar desafios de segurança e conferir legitimação universal às ações dos Estados ou grupos de Estados. importância do seu papel legitimador.
    33. 33. UK and France
    34. 34. UK and France a posição permanente e o poder de veto refletem realidades de uma época diferente; destaque desproporcional às suas capacidades reais de contribuirem para a manutenção da segurança e paz internacionais; podem ser “warrior nations” e membros do “clube nuclear”, mas se outros fatores forem analisados: economia ou população, novos players surgem em cena.
    35. 35. ! “Both countries know their membership is the main reason anyone takes them at all seriously on the world stage.” The Economist, 22 February 2003.
    36. 36. Russia and China
    37. 37. Russia and China a Rússia reconhece que seu caráter de MP tem se tornado elemento essencial para a sua pretenção de status de grande potência;
    38. 38. Russia and China a Rússia reconhece que seu caráter de MP tem se tornado elemento essencial para a sua pretenção de status de grande potência; sua associação permitiu extrair concessões de outras grandes potências, mormente US (caso Haiti/93)
    39. 39. Russia and China a Rússia reconhece que seu caráter de MP tem se tornado elemento essencial para a sua pretenção de status de grande potência; sua associação permitiu extrair concessões de outras grandes potências, mormente US (caso Haiti/93) em oposição, tem reiterado a necessidade da ONU assumir papel central no pós-guerra Iraque, incluindo “reconstrução política” e UNMOVIC.
    40. 40. Russia and China
    41. 41. Russia and China a China é mais “relaxada” no que diz respeito ao seus status de grande Potência: nunca duvidou ser uma! utiliza a posição de permanente como instrumento crucial para tornar claro do que é contra: em essência - não intervenção em assuntos internos na questão Iraque, sua prioridade tem sido evitar desgastes nas relações com os EUA (Res. 1441)
    42. 42. the US
    43. 43. the US o valor e utilidade do CS é menos óbvio para os EUA do que para os demais membros;
    44. 44. the US o valor e utilidade do CS é menos óbvio para os EUA do que para os demais membros; o poderio econômico, político e militar leva à argumentação de alguns que os EUA simplesmente não precisam da ONU;
    45. 45. the US o valor e utilidade do CS é menos óbvio para os EUA do que para os demais membros; o poderio econômico, político e militar leva à argumentação de alguns que os EUA simplesmente não precisam da ONU; principalmente quando comparado aos recursos e capacidades dos demais membros (P4 e ONU).
    46. 46. the US
    47. 47. the US “o CS também tem sido utilizado pelos EUA como um instrumento de gestão, contendo ou simplesmente colocando em banho-maria, questões difíceis e desafios para os quais seu poderio militar é de pouca relevância, mas que, como uma potência verdadeiramente global, não se pode ignorar.”
    48. 48. the UNSC and the crisis over Iraq
    49. 49. the UNSC and the crisis over Iraq as questões Iraque e Kuwait representaram uma explícita violação dos princípios da Carta da ONU; o que facilitou a tarefa de respaldar a autorização do CS para ação militar com vistas a reverter a agressão iraquiana; texto da Res. 678 adotada em 29Nov1990, convocando Estados-membros para implementação da Res. 660
    50. 50. Res. 660
    51. 51. Res. 660
    52. 52. Iraq, 9/11 and the “neo- conservative” moment
    53. 53. Iraq, 9/11 and the “neo- conservative” moment para os EUA o pós-Guerra Fria teve seu fim em 11/Set/2001; os EUA se colocaram numa posição de “sense of urgency and vulnerability to emerging threats permeating the US thinking on issues of international peace and security” como consequência: inflama ainda mais as divisões pré-existentes no CS.
    54. 54. Iraq, 9/11 and the “neo- conservative” moment
    55. 55. Iraq, 9/11 and the “neo- conservative” moment as relações em NY levantaram a importância e influência de um grupo de funcionários, dentro e fora do governo, comumente chamado de neo- conservadores; Paul Wolfowitz, então subsecretário de Defesa sendo o mais proeminente; grupo não homogêneo, com pontos de vista muitas vezes caricaturados e de difícil definição em detalhes e nem sempre convergentes.
    56. 56. Iraq, 9/11 and the “neo- conservative” moment
    57. 57. Iraq, 9/11 and the “neo- conservative” moment duas visões importantes: the US has been “too timid in its exercise of global leadership” (frase favorita) and, “seen as a corollary to this, insufficietly prepared to consider the use of military force in a ‘preventive’ and ‘pre- empitive’ capacity.”
    58. 58. Iraq, 9/11 and the “neo- conservative” moment
    59. 59. Iraq, 9/11 and the “neo- conservative” moment “a confluência e a crescente influência desses pontos de vista na administração Bush abanou as tensões subjacentes e na maior parte silenciosas no seio do Conselho, na preparação para a guerra.”
    60. 60. actor or arena
    61. 61. actor or arena fonte de legitimação: A ONU como uma coletividade quase universal dos Estados membros juridicamente iguais, na teoria e na proporção, por um conjunto de princípios comuns, normas e regras de conduta.
    62. 62. actor or arena
    63. 63. actor or arena pessoa jurídica e agência de serviço - pode esconder o grau de interação e dependência mútua entre os Estados-membros, por um lado, e a burocracia internacional criada para suportá- los, de outro.
    64. 64. inability to learn
    65. 65. inability to learn incapacidade de aprender com os erros anteriores;
    66. 66. inability to coordinate
    67. 67. inability to coordinate incapacidade de coordenar suas agências especializadas;
    68. 68. inability to act
    69. 69. inability to act sua associação com o fracasso de grande escala e tragédia na década de 1990; Srebrenica (Bósnia e Herzegovina) e Ruanda.
    70. 70. how to be a real actor
    71. 71. how to be a real actor a ONU é mal equipada improvável de obter o apoio necessário para empreender políticas - isto é, para planejar, montar, dirigir e sustentar - enforcement operations.
    72. 72. important contribuitions
    73. 73. important contribuitions World Food Program;
    74. 74. important contribuitions World Food Program; UNICEF;
    75. 75. important contribuitions World Food Program; UNICEF; UNHCR;
    76. 76. important contribuitions World Food Program; UNICEF; UNHCR; UNDP;
    77. 77. important contribuitions World Food Program; UNICEF; UNHCR; UNDP; controle temporário de war-torn societies;
    78. 78. important contribuitions World Food Program; UNICEF; UNHCR; UNDP; controle temporário de war-torn societies; funções de governança (direito, ordem, reconstrução econômica e direitos humanos)
    79. 79. battered but not bowed
    80. 80. battered but not bowed outras áreas importantes:
    81. 81. battered but not bowed outras áreas importantes: desmobilização, desarmamento e reintegração de ambas as forças regulares e irregulares no aftermath do conflito;
    82. 82. battered but not bowed outras áreas importantes: desmobilização, desarmamento e reintegração de ambas as forças regulares e irregulares no aftermath do conflito; atuação no monitoramento de tarefas complexas nas áreas de DH e WMD;
    83. 83. battered but not bowed outras áreas importantes: desmobilização, desarmamento e reintegração de ambas as forças regulares e irregulares no aftermath do conflito; atuação no monitoramento de tarefas complexas nas áreas de DH e WMD; mediação local de conflitos internos, envolvendo questões éticas e tensões religiosas.
    84. 84. The UN Security Council: Ineffective but Indispensable
    85. 85. .one.
    86. 86. .one. por que, mesmo com o histórico de fiascos/falhanços do CS, os P5 continuam a vê- lo como importante no campo da paz e segurança internacionais?
    87. 87. .two.
    88. 88. .two. qual é a mensagem que o CS traz do seu papel no campo da paz e segurança internacionais, ao analisarmos a forma como lidou/lida com a crise do Iraque?
    89. 89. .three.
    90. 90. .three. qual será o possível impacto de longo prazo da repartição/ divisão de consenso entre o CS sobre a questão do Iraque, para o papel da ONU no campo da paz e segurança internacionais?
    91. 91. obrigado!

    ×