Gesubina calomeno klock linguagem e matemática

482 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
482
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Gesubina calomeno klock linguagem e matemática

  1. 1. Alfabeletrar: “Jornada de Mato Grosso”
  2. 2. Escola Estadual Deputado Dormevil Faria Profª: Gesubina Calomeno_Klock Nº de alunos: 22 Turma: B Turno: Matutino Carga Horária: 20 h Ano: 2012 2ª fase do 1º ciclo
  3. 3. Eixo articulador: Compreensão e Valorização da cultura Escrita;
  4. 4.  Compreensão e Valorização da Cultura .
  5. 5.  Compreende a função social de diferentes gêneros textuais.
  6. 6. Receita Culinária.
  7. 7. Promover aos estudantes um contatomaior com esta tipologia textual deforma lúdica, divertida econtextualizada, através depesquisa domiciliar selecionando ereescrevendo-a para fazer parte docaderno de receitas culinárias daturma.
  8. 8. No primeiro momento possibilitou atroca de experiências e vivenciaspessoais, promovendo a organizaçãodo pensamento através da expressãooral. Dessa forma despertou ointeresse e a curiosidade sobre oassunto a ser tratado.
  9. 9. No segundo momento consistiu em umapesquisa da receita culinária favoritareescrevê-la de forma original,socializando-as aos seus pares, semprefocalizando as informações quantitativasdo contexto e outras informações quepodiam ser de interesse dos pesquisadores(experiência do relator, tipo de dificuldadesencontradas, tempo gasto na pesquisa,interesse por receitas culinárias entre outras narrativas).
  10. 10. No terceiro momento a confecção deum caderno de receitas pelo coletivo,com sugestões da cor da capa, osadornaria (flores ou frutos).No quarto momento a manifestaçãoda aprendizagem individual: Produçãotextual “Receita para uma bruxa”
  11. 11.  v
  12. 12.  v
  13. 13.  v
  14. 14. Lousa, caneta pincel, apagador,informática, caderno, livros (históriado chefe de cozinha), lápis, borracha,máquina fotográfica, papel sufite,folha de cartolina, fitilhos.cola, eva etesoura.
  15. 15. A avaliação da aprendizagemacompanhou os trabalhos de formaprocessual e continua, portantointegrou e articulou as modalidadesdiagnóstica e formativa.
  16. 16. Uma grande oportunidade de intervirna fala das crianças (senso comum)mostrando que há varias formas dedizer a mesma palavra, que alinguística explica todas essasvariações e posteriormente demonstrarcomo a gramática normativa usa essaspalavras. Também com o ensino dagramática o encerramento dadecoreba.
  17. 17. A importância não é só na diversidade ena seleção adequada dos textos , mascomo os usamos.
  18. 18. Eixo articulador: Investigação e Compreensão.
  19. 19.  Realizar experimentos simples com materiais e objetos no/do ambiente para investigar alguns fenômenos naturais e relatá-los.
  20. 20.  Resolver situações- problemas que envolvam a construção de algoritmo para o cálculo de resultados das operações fundamentais com números naturais.
  21. 21. Introduzir a noção de multiplicação edivisão de números naturais, na II fasedo I ciclo, por meio de diferentesrecursos como auxilio na construçãodas conexões necessárias para que asoperações mentais sejamdesenvolvidas e coordenadas.
  22. 22. Operações: Multiplicação e divisão.
  23. 23. Motivando os alunos a expor seusconhecimentos prévios, o qual foigrande a contribuição para oprocesso ensino e aprendizagem.Lançando o desafio de forma comsituações reais onde foram utilizadasas operações em estudo. O formuláriode uma receita médica favoreceu
  24. 24. fortalecendo o ambiente escolar.Introduzindo o conceito demultiplicação, demonstrando ser umaadição de parcelas iguais, com autilização de alternativas pedagógicascomo material dourado e o ábaco.Para saciar a curiosidade da turma pormeio do manuseio foram apresentadosesses bons aliados com o intuito defamiliarização.
  25. 25. Na sequência o trabalhado foidesenvolvido com estes materiaiseducativos, passo a passo, registrandocálculo formal, fazendo uma associaçãoentre o manuseio do material e oalgoritmo. Além do material dourado eo ábaco foram utilizados materiaiseducativos alternativos para fixação doconceito de multiplicação e divisão,como: tampinhas de refrigerante,canudinhos, balas, entre outros.
  26. 26. Ampliou-se a aprendizagem aexploração nos sites de jogos onlineno ambiente tecnológico da escola.Desse modo o material dourado, oábaco e os alternativos fizeram umaponte entre os objetos do cotidiano eos números naturais, até que o alunoconsiga entrar no estágio dasoperações formais.
  27. 27. Lousa, caneta pincel, apagador, informática,pendrive caderno, livros (história daprofissão de médico e veterinário), lápis,borracha, Xerox, papel sulfite, cartolina,Impressora, máquina fotográfica, materialdourado, lápis, borracha, balas de goma, embalagem de remédio, tesoura,cola,tampinhas, ábaco canudinhos, palitos defósforos.
  28. 28.  v
  29. 29.  v
  30. 30. A avaliação da aprendizagemacompanhou os trabalhos de formaprocessual e continua, portantointegrou e articulou as modalidadesdiagnóstica e formativa.
  31. 31. A colaboração dos alunos noandamento dos trabalhos muitocontribui para o bom desempenho doscolegas que sentiram algumadificuldade.( o sentimento desolidariedade)

×