SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 27
O TEXTO
DISSERTATIVO
Redação Técnica
Profª Andréa Andrade

Técnico em Radiologia 1
- interpreta e analisa , através de conceitos
abstratos, os dados concretos da realidade; os
dados concretos que nele ocorrem funcionam
apenas como recursos concretos de confirmação
ou exemplificação das ideias abstratas que estão
sendo discutidas; o grau de abstração é mais alto
que o dos trechos anteriores;
- ainda que na dissertação não exista, em
princípio, progressão temporal entre os
enunciados, eles mantêm realções lógicas entre
si, o que se impede de falar à vontade sua
sequência.
2
3
O tema é o assunto sobre o qual o texto fala, ou
seja, trata-se do assunto sobre o qual você vai
explanar ou da ideia que você vai defender. Já o
título é a expressão, geralmente curta, colocada
no início do texto que faz uma vaga referência
ao assunto que você abordará.
Exemplos:
TEMA: Infelizmente constatamos que o jovem não só
não se interessa pela política , mas também
desconhece totalmente os mecanismos que
conduzem ao poder e que determinam os rumos da
nação.
TÍTULO ( sugestão): O jovem e a política
TEMA: Entendemos a preocupação da comunidade
internacional com os acontecimentos que envolvem
a Península Arábica, uma vez que grande parte do
petróleo que o mundo consome é extraído desta
região.
TÍTULO ( sugestão): A importância da Península
Arábica
TEMA: Vivendo em plena era da comunicação e da
informática, o homem contemporâneo encontra-se
cada vez mais só.
TÍTULO ( sugestão): As contradições da era da
informática
TÍTULO
- É uma referência vaga
a um assunto.
- É uma expressão mais
curta que o tema.
- Na maioria das vezes,
não possui verbo.
TEMA
- É uma afirmação sobre
determinado assunto,
em que se percebe uma
tomada de posição.
- É um período ou oração
que apresenta começo,
meio e fim.
- Por ser período ou
oração, deve apresentar
pelo menos um verbo.
7
TEMA
Chegando ao 3º milênio, o homem ainda não
conseguiu resolver graves problemas que
preocupam a todos.
Sua 1ª providência deve ser tentar responder
POR QUÊ?
Ao iniciar sua reflexão sobre o tema proposto e
sobre uma possível resposta para a questão,
procure recordar-se de tudo que você já leu ou
ouviu a respeito dele. O ideal, para que sua
dissertação explore suficientemente o assunto, é
que você obtenha duas ou três respostas para a
questão formulada; estas “respostas” serão seus
argumentos.
1- Existem populações imersas em completa
miséria.
2- A paz é frequentemente interrompida por
conflitos internacionais, que geram milhares de
mortes.
3- O meio ambiente encontra-se ameaçado por
um sério desequilíbrio ecológico.
Obviamente, você poderá encontrar outros argumentos
que justifiquem a afirmação proposta pelo tema. A única
exigência é que eles se relacionem com o assunto
desenvolvido para que haja coerência em seu texto.
Uma vez estabelecidos o tema e os argumentos, seu texto
pode ser iniciado, devendo conter 3 partes fundamentais:
-Introdução,
-Desenvolvimento e
-Conclusão.
Para compor o 1º parágrafo, que é a
introdução, basta copiar o tema e juntar a ele
os argumentos através dos recursos coesivos
adequados ( relação de explicação, adição,
finalidade, causa, consequência, conclusão,
oposição, tempo, condição, etc.). Veja como
poderia ser a introdução de sua dissertação:
Chegando ao terceiro milênio, o homem
ainda não conseguiu resolver graves problemas
que preocupam a todos, tema
uma vez que existem populações imersas em
completa miséria , 1º argumento
a paz é interrompida frequentemente por
conflitos internacionais 2º argumento
e, além do mais, o meio ambiente encontra-se
ameaçado por sério desequilíbrio ecológico .
3º argumento
.
Observe que, na introdução, os argumentos
são apenas mencionados e serão
convenientemente desenvolvidos nos parágrafos
seguintes. Repare nos recursos coesivos ( uma vez
que, e, além do mais) que foram usados para ligar
as diferentes partes da introdução. São eles que
reúnem o tema aos argumentos. Depois de
terminada a introdução, você pode passar ao
desenvolvimento, explicitando cada um dos
argumentos para convencer o leitor a respeito da
veracidade do que você afirma e defende.
14
Como vimos, após a introdução , passamos ao
desenvolvimento, no qual utilizaremos o número
de parágrafos correspondentes aos nossos
argumentos. No caso da dissertação que
iniciamos, teríamos o seguinte desenvolvimento:
2º parágrafo: escreveremos tudo que soubermos
a respeito do argumento 1 ( populações
miseráveis) utilizando, inclusive, exemplos que
conhecemos para confirmar nossas afirmações.
Embora o planeta disponha de riquezas
incalculáveis - mal distribuídas entre os estados e
entre os indivíduos - , encontramos legiões de
famintos em pontos específicos da Terra. Nos
países do Terceiro Mundo, sobretudo em certas
regiões da África e da Ásia, vemos, com tristeza, a
falência da solidariedade humana e da colaboração
entre as nações.
3º parágrafo:
escreveremos tudo que puder explicitar para o
leitor o argumento 2. É conveniente que utilizemos
alguma expressão que funcione como uma ligação
com o parágrafo anterior.
17
Além disso, nestas últimas décadas, temos assistido,
com certa preocupação, aos inúmeros conflitos
internacionais que se sucedem. Muitos trazem na
memória a triste lembrança das guerras
do Vietnã, da Coreia, da Palestina as quais
provocaram um grande extermínio. Em nossos dias,
testemunhamos o atentado terrorista de 11 de
setembro e a resposta assustadora dos EUA no
Afeganistão.
Repare o uso da expressão Além disso no início do
parágrafo,que estabelece a ligação com o parágrafo
anterior.
4º parágrafo: escreveremos tudo que soubermos para
defender o nosso argumento 3, utilizando, novamente,
alguma expressão que estabeleça uma conexão com os
argumentos apresentados anteriormente.
Outra preocupação constante é o desequilíbrio
ecológico, provocado pela ambição desmedida de alguns,
que promovem desmatamentos desordenados e poluem
as águas dos rios. O excesso de poluição produzido pelas
indústrias e pelos veículos tem provocado o efeito estufa,
responsável pelo aquecimento do planeta . Como
consequência, as geleiras estão derretendo e aumentando
o nível do mar, possibilitando previsões trágicas como,
por exemplo, o desaparecimento da cidade do Rio de
Janeiro dentro de algumas décadas.
A expressão Outra preocupação constante colocada no
início deste parágrafo, estabelece a ligação com o parágrafo
anterior do desenvolvimento.
3.2.3 – CONCLUSÃO
O último parágrafo do seu texto deve apresentar um
fechamento do assunto ou uma conclusão. Para isso, é
preciso que você analise as partes constituintes do seu
texto. Você poderá começar com uma expressão que
remeta ao que foi dito nos parágrafos anteriores
(expressão inicial). A ela deve seguir-se uma reafirmação do
tema proposto no início. Finalmente,é interessante que
você coloque uma observação no fim deste parágrafo
fazendo um comentário conclusivo sobre os fatos
mencionados ao longo da dissertação.
Em virtude dos fatos mencionados, Expressão inicial
somos levados a acreditar que o homem está muito
longe de solucionar os graves problemas que afligem
diretamente uma grande parte da humanidade e,
indiretamente , a qualquer pessoa consciente e
solidária Reafirmação ou retomada do tema.
É desejo de todos nós que algo seja feito no sentido de
conter ou minimizar essas adversidades e construir
um mundo mais justo e pacífico, que seja mais
facilmente habitado pelas futuras gerações. E para as
mudanças exteriores, há que se mudar, primeiro, o
interior de cada um de nós. Observação final
Em vez da expressão em virtude do que foi mencionado,
você pode utilizar:
- dessa forma...;
- sendo assim...;
- em vista dos argumentos apresentados...;
-assim...;
- levando-se em conta o que foi observado...;
-por todas estas ideias apresentadas...;
-tendo em vista os aspectos analisados...;
- por tudo isso...; dado o que foi exposto...; etc.
Observe o esquema geral das dissertações:
TÍTULO
1º
parágrafo
Tema + argumento 1 + argumento 2 +
argumento 3
INTRODUÇÃO
2º
parágrafo
Desenvolvimento do argumento 1
DESENVOLVI
MENTO3º
parágrafo
Desenvolvimento do argumento 2
4º
parágrafo
Desenvolvimento do argumento 3
5º
parágrafo
Expressão inicial + reafirmação do
tema + observação final
CONCLUSÃO
23
Nosso texto final, ficou assim:
1º § Chegando ao terceiro milênio, o
homem ainda não conseguiu resolver graves
problemas que preocupam a todos, uma vez que
existem populações imersas em completa
miséria, a paz é interrompida frequentemente
por conflitos internacionais e, além do mais, o
meio ambiente encontra-se ameaçado por sério
desequilíbrio ecológico.
24
2º§ Embora o planeta disponha de riquezas incalculáveis - mal
distribuídas entre os estados e entre os indivíduos -
encontramos legiões de famintos em pontos específicos da
Terra. Nos países do Terceiro Mundo, sobretudo em certas
regiões da África e da Ásia, vemos, com tristeza, a falência da
solidariedade humana e da colaboração entre as nações.
3º§ Além disso, nestas últimas décadas, temos assistido, com
certa preocupação, aos inúmeros conflitos internacionais que
se sucedem. Muitos trazem na memória a triste lembrança das
guerras do Vietnã, da Coreia, da Palestina as quais
provocaram um grande extermínio. Em nossos dias,
testemunhamos o atentado terrorista de 11 de setembro e a
resposta assustadora dos EUA no Afeganistão.
Outra preocupação constante é o desequilíbrio
ecológico, provocado pela ambição desmedida de
alguns, que promovem desmatamentos desordenados
e poluem as águas dos rios. O excesso de poluição
produzido pelas indústrias e pelos veículos tem
provocado o efeito estufa, responsável pelo
aquecimento do planeta . Como consequência, as
geleiras estão derretendo e aumentando o nível do
mar, possibilitando previsões trágicas como, por
exemplo, o desaparecimento da cidade do Rio de
Janeiro dentro de algumas décadas.
Em virtude dos fatos mencionados, somos levados a
acreditar que o homem está muito longe de solucionar
os graves problemas que afligem diretamente uma
grande parte da humanidade e, indiretamente , a
qualquer pessoa consciente e solidária . É desejo de
todos que algo seja feito no sentido de conter ou
minimizar essas adversidades e construir um mundo
mais justo e pacífico, que seja mais facilmente habitado
pelas futuras gerações. E para as mudanças exteriores,
há que se mudar, primeiro, o interior de cada um de nós.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

IELTS Writing Task 1 - Five Imprtant Features of Graphs You Must Know
IELTS Writing Task 1 - Five Imprtant Features of Graphs You Must KnowIELTS Writing Task 1 - Five Imprtant Features of Graphs You Must Know
IELTS Writing Task 1 - Five Imprtant Features of Graphs You Must KnowIELTSBackup
 
Semantic roles, semantics
Semantic roles, semanticsSemantic roles, semantics
Semantic roles, semanticsVivaAs
 
IELTS Task 1 Describing Maps
IELTS Task 1 Describing MapsIELTS Task 1 Describing Maps
IELTS Task 1 Describing MapsBritish Council
 
IELTS writing task 2 (deciphering the band descriptors codes)
IELTS writing task 2 (deciphering the band descriptors codes)IELTS writing task 2 (deciphering the band descriptors codes)
IELTS writing task 2 (deciphering the band descriptors codes)Mahdi Modarres Mosadegh
 
Semantic roles ch4
Semantic roles ch4Semantic roles ch4
Semantic roles ch4VivaAs
 
Proposta de redação: A violência contra o jovem brasileiro
Proposta de redação: A violência contra o jovem brasileiroProposta de redação: A violência contra o jovem brasileiro
Proposta de redação: A violência contra o jovem brasileiroma.no.el.ne.ves
 
IELTS Task 2 Discussion Essay Lesson
IELTS Task 2 Discussion Essay LessonIELTS Task 2 Discussion Essay Lesson
IELTS Task 2 Discussion Essay LessonBritish Council
 
Deictic expression exercises
Deictic expression exercisesDeictic expression exercises
Deictic expression exercisesLucía Baeza
 
ielts-writing-task-1-writing.pdf
ielts-writing-task-1-writing.pdfielts-writing-task-1-writing.pdf
ielts-writing-task-1-writing.pdfssuser85a8ea
 
Improving your Language for IELTS
Improving your Language for IELTSImproving your Language for IELTS
Improving your Language for IELTSDavid Wills
 
Fonologia EAOF extra com gabarito
Fonologia EAOF extra com gabaritoFonologia EAOF extra com gabarito
Fonologia EAOF extra com gabaritojasonrplima
 
Ielts writing task 2
Ielts writing task 2Ielts writing task 2
Ielts writing task 2Ashak Hossan
 
Colocação pronominal
Colocação pronominalColocação pronominal
Colocação pronominalCrisBiagio
 

Mais procurados (20)

IELTS Writing Task 1 - Five Imprtant Features of Graphs You Must Know
IELTS Writing Task 1 - Five Imprtant Features of Graphs You Must KnowIELTS Writing Task 1 - Five Imprtant Features of Graphs You Must Know
IELTS Writing Task 1 - Five Imprtant Features of Graphs You Must Know
 
Semantic roles, semantics
Semantic roles, semanticsSemantic roles, semantics
Semantic roles, semantics
 
IELTS Task 1 Describing Maps
IELTS Task 1 Describing MapsIELTS Task 1 Describing Maps
IELTS Task 1 Describing Maps
 
Semantic
SemanticSemantic
Semantic
 
IELTS writing task 2 (deciphering the band descriptors codes)
IELTS writing task 2 (deciphering the band descriptors codes)IELTS writing task 2 (deciphering the band descriptors codes)
IELTS writing task 2 (deciphering the band descriptors codes)
 
Semantic roles ch4
Semantic roles ch4Semantic roles ch4
Semantic roles ch4
 
Pronunciation stress
Pronunciation stressPronunciation stress
Pronunciation stress
 
Proposta de redação: A violência contra o jovem brasileiro
Proposta de redação: A violência contra o jovem brasileiroProposta de redação: A violência contra o jovem brasileiro
Proposta de redação: A violência contra o jovem brasileiro
 
IELTS Task 2 Discussion Essay Lesson
IELTS Task 2 Discussion Essay LessonIELTS Task 2 Discussion Essay Lesson
IELTS Task 2 Discussion Essay Lesson
 
Indirect speech acts franklin
Indirect speech acts franklinIndirect speech acts franklin
Indirect speech acts franklin
 
Tipos de sujeito
Tipos de sujeitoTipos de sujeito
Tipos de sujeito
 
Deictic expression exercises
Deictic expression exercisesDeictic expression exercises
Deictic expression exercises
 
ielts-writing-task-1-writing.pdf
ielts-writing-task-1-writing.pdfielts-writing-task-1-writing.pdf
ielts-writing-task-1-writing.pdf
 
Improving your Language for IELTS
Improving your Language for IELTSImproving your Language for IELTS
Improving your Language for IELTS
 
Fonologia EAOF extra com gabarito
Fonologia EAOF extra com gabaritoFonologia EAOF extra com gabarito
Fonologia EAOF extra com gabarito
 
Ielts writing task 2
Ielts writing task 2Ielts writing task 2
Ielts writing task 2
 
Toefl speaking
Toefl speakingToefl speaking
Toefl speaking
 
Competência 5 enem
Competência 5 enemCompetência 5 enem
Competência 5 enem
 
Colocação pronominal
Colocação pronominalColocação pronominal
Colocação pronominal
 
IELTS Writing task 2
IELTS Writing task 2IELTS Writing task 2
IELTS Writing task 2
 

Semelhante a Aula 3 esquema básico de dissertação

Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoSinara Lustosa
 
A diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacaoA diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacaoDilmara Faria
 
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03jasonrplima
 
Trabalho de redação
Trabalho de redaçãoTrabalho de redação
Trabalho de redaçãoAmanda Saito
 
Atividades de redação do 9º ano 2009 2º semestre
Atividades de redação  do 9º ano 2009  2º semestreAtividades de redação  do 9º ano 2009  2º semestre
Atividades de redação do 9º ano 2009 2º semestreOlivier Fausti Olivier
 
Dissertação organização e apresentação da tese
Dissertação organização e apresentação da teseDissertação organização e apresentação da tese
Dissertação organização e apresentação da tesemarlospg
 
Redação o estudo do parágrafo
Redação o estudo do parágrafoRedação o estudo do parágrafo
Redação o estudo do parágrafoKatcavenum
 
Dissertação apresentação
Dissertação apresentaçãoDissertação apresentação
Dissertação apresentaçãoCoreyTaylorFDP
 
parÁgrafo concursos.ppt
parÁgrafo concursos.pptparÁgrafo concursos.ppt
parÁgrafo concursos.pptMaiteFerreira4
 
O estudo do parágrafo
O estudo do parágrafoO estudo do parágrafo
O estudo do parágrafoKatcavenum
 
Redação Narração, desdrição e dissertaça
Redação Narração, desdrição e dissertaçaRedação Narração, desdrição e dissertaça
Redação Narração, desdrição e dissertaçaleandrolieo1
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosTio Pablo Virtual
 
Descritores de linguagem
Descritores de linguagemDescritores de linguagem
Descritores de linguagemgindri
 

Semelhante a Aula 3 esquema básico de dissertação (20)

DISSERTAÇÃO 3ª SERIE.pptx
DISSERTAÇÃO 3ª SERIE.pptxDISSERTAÇÃO 3ª SERIE.pptx
DISSERTAÇÃO 3ª SERIE.pptx
 
Tipologia textual
Tipologia textualTipologia textual
Tipologia textual
 
Passos para uma boa redação
Passos para uma boa redaçãoPassos para uma boa redação
Passos para uma boa redação
 
A diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacaoA diferença entre descricao, narracao e dissertacao
A diferença entre descricao, narracao e dissertacao
 
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03CILP 2014  - slides 3 - Redação - aula 29/03
CILP 2014 - slides 3 - Redação - aula 29/03
 
A estrutura do texto dissertativo
A estrutura do texto dissertativoA estrutura do texto dissertativo
A estrutura do texto dissertativo
 
Trabalho de redação
Trabalho de redaçãoTrabalho de redação
Trabalho de redação
 
Atividades de redação do 9º ano 2009 2º semestre
Atividades de redação  do 9º ano 2009  2º semestreAtividades de redação  do 9º ano 2009  2º semestre
Atividades de redação do 9º ano 2009 2º semestre
 
Dissertação organização e apresentação da tese
Dissertação organização e apresentação da teseDissertação organização e apresentação da tese
Dissertação organização e apresentação da tese
 
Redação o estudo do parágrafo
Redação o estudo do parágrafoRedação o estudo do parágrafo
Redação o estudo do parágrafo
 
Apostila de redaçao
Apostila de redaçaoApostila de redaçao
Apostila de redaçao
 
Dissertação apresentação
Dissertação apresentaçãoDissertação apresentação
Dissertação apresentação
 
Redação Enem
Redação EnemRedação Enem
Redação Enem
 
Aula05 - Comunicação oral e escrita
Aula05 - Comunicação oral e escritaAula05 - Comunicação oral e escrita
Aula05 - Comunicação oral e escrita
 
parÁgrafo concursos.ppt
parÁgrafo concursos.pptparÁgrafo concursos.ppt
parÁgrafo concursos.ppt
 
O estudo do parágrafo
O estudo do parágrafoO estudo do parágrafo
O estudo do parágrafo
 
Redação Narração, desdrição e dissertaça
Redação Narração, desdrição e dissertaçaRedação Narração, desdrição e dissertaça
Redação Narração, desdrição e dissertaça
 
Estruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafosEstruturação dos parágrafos
Estruturação dos parágrafos
 
A estrutura do texto dissertativo
A estrutura do texto dissertativoA estrutura do texto dissertativo
A estrutura do texto dissertativo
 
Descritores de linguagem
Descritores de linguagemDescritores de linguagem
Descritores de linguagem
 

Último

O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaHenrique Santos
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...GisellySobral
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...azulassessoria9
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdfLindinhaSilva1
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxKeslleyAFerreira
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfManuais Formação
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfGisellySobral
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoVALMIRARIBEIRO1
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteLeonel Morgado
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxIlda Bicacro
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxprofbrunogeo95
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEblogdoelvis
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptorlando dias da silva
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfMarcianaClaudioClaud
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.HandersonFabio
 

Último (20)

O que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de InfânciaO que é, de facto, a Educação de Infância
O que é, de facto, a Educação de Infância
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
472037515-Coelho-Nelly-Novaes-Literatura-Infantil-teoria-analise-e-didatica-p...
 
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...QUESTÃO 4   Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
QUESTÃO 4 Os estudos das competências pessoais é de extrema importância, pr...
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.Poema - Aedes Aegypt.
Poema - Aedes Aegypt.
 
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
4 ano atividade fonema e letra 08.03-1.pdf
 
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptxQuímica-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
Química-ensino médio ESTEQUIOMETRIA.pptx
 
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdfUFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
UFCD_10659_Ficheiros de recursos educativos_índice .pdf
 
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdfHistória concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
História concisa da literatura brasileira- Alfredo Bosi..pdf
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhosoO Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
O Reizinho Autista.pdf - livro maravilhoso
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptxEBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
EBPAL_Serta_Caminhos do Lixo final 9ºD (1).pptx
 
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptxAspectos históricos da educação dos surdos.pptx
Aspectos históricos da educação dos surdos.pptx
 
Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja Poema - Maio Laranja
Poema - Maio Laranja
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.pptAs teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
As teorias de Lamarck e Darwin para alunos de 8ano.ppt
 
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdfROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
ROTINA DE ESTUDO-APOSTILA ESTUDO ORIENTADO.pdf
 
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
APH- Avaliação de cena , analise geral do ambiente e paciente.
 

Aula 3 esquema básico de dissertação

  • 1. O TEXTO DISSERTATIVO Redação Técnica Profª Andréa Andrade  Técnico em Radiologia 1
  • 2. - interpreta e analisa , através de conceitos abstratos, os dados concretos da realidade; os dados concretos que nele ocorrem funcionam apenas como recursos concretos de confirmação ou exemplificação das ideias abstratas que estão sendo discutidas; o grau de abstração é mais alto que o dos trechos anteriores; - ainda que na dissertação não exista, em princípio, progressão temporal entre os enunciados, eles mantêm realções lógicas entre si, o que se impede de falar à vontade sua sequência. 2
  • 3. 3
  • 4. O tema é o assunto sobre o qual o texto fala, ou seja, trata-se do assunto sobre o qual você vai explanar ou da ideia que você vai defender. Já o título é a expressão, geralmente curta, colocada no início do texto que faz uma vaga referência ao assunto que você abordará. Exemplos:
  • 5. TEMA: Infelizmente constatamos que o jovem não só não se interessa pela política , mas também desconhece totalmente os mecanismos que conduzem ao poder e que determinam os rumos da nação. TÍTULO ( sugestão): O jovem e a política TEMA: Entendemos a preocupação da comunidade internacional com os acontecimentos que envolvem a Península Arábica, uma vez que grande parte do petróleo que o mundo consome é extraído desta região. TÍTULO ( sugestão): A importância da Península Arábica
  • 6. TEMA: Vivendo em plena era da comunicação e da informática, o homem contemporâneo encontra-se cada vez mais só. TÍTULO ( sugestão): As contradições da era da informática
  • 7. TÍTULO - É uma referência vaga a um assunto. - É uma expressão mais curta que o tema. - Na maioria das vezes, não possui verbo. TEMA - É uma afirmação sobre determinado assunto, em que se percebe uma tomada de posição. - É um período ou oração que apresenta começo, meio e fim. - Por ser período ou oração, deve apresentar pelo menos um verbo. 7
  • 8. TEMA Chegando ao 3º milênio, o homem ainda não conseguiu resolver graves problemas que preocupam a todos.
  • 9. Sua 1ª providência deve ser tentar responder POR QUÊ? Ao iniciar sua reflexão sobre o tema proposto e sobre uma possível resposta para a questão, procure recordar-se de tudo que você já leu ou ouviu a respeito dele. O ideal, para que sua dissertação explore suficientemente o assunto, é que você obtenha duas ou três respostas para a questão formulada; estas “respostas” serão seus argumentos.
  • 10. 1- Existem populações imersas em completa miséria. 2- A paz é frequentemente interrompida por conflitos internacionais, que geram milhares de mortes. 3- O meio ambiente encontra-se ameaçado por um sério desequilíbrio ecológico.
  • 11. Obviamente, você poderá encontrar outros argumentos que justifiquem a afirmação proposta pelo tema. A única exigência é que eles se relacionem com o assunto desenvolvido para que haja coerência em seu texto. Uma vez estabelecidos o tema e os argumentos, seu texto pode ser iniciado, devendo conter 3 partes fundamentais: -Introdução, -Desenvolvimento e -Conclusão.
  • 12. Para compor o 1º parágrafo, que é a introdução, basta copiar o tema e juntar a ele os argumentos através dos recursos coesivos adequados ( relação de explicação, adição, finalidade, causa, consequência, conclusão, oposição, tempo, condição, etc.). Veja como poderia ser a introdução de sua dissertação:
  • 13. Chegando ao terceiro milênio, o homem ainda não conseguiu resolver graves problemas que preocupam a todos, tema uma vez que existem populações imersas em completa miséria , 1º argumento a paz é interrompida frequentemente por conflitos internacionais 2º argumento e, além do mais, o meio ambiente encontra-se ameaçado por sério desequilíbrio ecológico . 3º argumento .
  • 14. Observe que, na introdução, os argumentos são apenas mencionados e serão convenientemente desenvolvidos nos parágrafos seguintes. Repare nos recursos coesivos ( uma vez que, e, além do mais) que foram usados para ligar as diferentes partes da introdução. São eles que reúnem o tema aos argumentos. Depois de terminada a introdução, você pode passar ao desenvolvimento, explicitando cada um dos argumentos para convencer o leitor a respeito da veracidade do que você afirma e defende. 14
  • 15. Como vimos, após a introdução , passamos ao desenvolvimento, no qual utilizaremos o número de parágrafos correspondentes aos nossos argumentos. No caso da dissertação que iniciamos, teríamos o seguinte desenvolvimento: 2º parágrafo: escreveremos tudo que soubermos a respeito do argumento 1 ( populações miseráveis) utilizando, inclusive, exemplos que conhecemos para confirmar nossas afirmações.
  • 16. Embora o planeta disponha de riquezas incalculáveis - mal distribuídas entre os estados e entre os indivíduos - , encontramos legiões de famintos em pontos específicos da Terra. Nos países do Terceiro Mundo, sobretudo em certas regiões da África e da Ásia, vemos, com tristeza, a falência da solidariedade humana e da colaboração entre as nações.
  • 17. 3º parágrafo: escreveremos tudo que puder explicitar para o leitor o argumento 2. É conveniente que utilizemos alguma expressão que funcione como uma ligação com o parágrafo anterior. 17
  • 18. Além disso, nestas últimas décadas, temos assistido, com certa preocupação, aos inúmeros conflitos internacionais que se sucedem. Muitos trazem na memória a triste lembrança das guerras do Vietnã, da Coreia, da Palestina as quais provocaram um grande extermínio. Em nossos dias, testemunhamos o atentado terrorista de 11 de setembro e a resposta assustadora dos EUA no Afeganistão. Repare o uso da expressão Além disso no início do parágrafo,que estabelece a ligação com o parágrafo anterior.
  • 19. 4º parágrafo: escreveremos tudo que soubermos para defender o nosso argumento 3, utilizando, novamente, alguma expressão que estabeleça uma conexão com os argumentos apresentados anteriormente. Outra preocupação constante é o desequilíbrio ecológico, provocado pela ambição desmedida de alguns, que promovem desmatamentos desordenados e poluem as águas dos rios. O excesso de poluição produzido pelas indústrias e pelos veículos tem provocado o efeito estufa, responsável pelo aquecimento do planeta . Como consequência, as geleiras estão derretendo e aumentando o nível do mar, possibilitando previsões trágicas como, por exemplo, o desaparecimento da cidade do Rio de Janeiro dentro de algumas décadas.
  • 20. A expressão Outra preocupação constante colocada no início deste parágrafo, estabelece a ligação com o parágrafo anterior do desenvolvimento. 3.2.3 – CONCLUSÃO O último parágrafo do seu texto deve apresentar um fechamento do assunto ou uma conclusão. Para isso, é preciso que você analise as partes constituintes do seu texto. Você poderá começar com uma expressão que remeta ao que foi dito nos parágrafos anteriores (expressão inicial). A ela deve seguir-se uma reafirmação do tema proposto no início. Finalmente,é interessante que você coloque uma observação no fim deste parágrafo fazendo um comentário conclusivo sobre os fatos mencionados ao longo da dissertação.
  • 21. Em virtude dos fatos mencionados, Expressão inicial somos levados a acreditar que o homem está muito longe de solucionar os graves problemas que afligem diretamente uma grande parte da humanidade e, indiretamente , a qualquer pessoa consciente e solidária Reafirmação ou retomada do tema. É desejo de todos nós que algo seja feito no sentido de conter ou minimizar essas adversidades e construir um mundo mais justo e pacífico, que seja mais facilmente habitado pelas futuras gerações. E para as mudanças exteriores, há que se mudar, primeiro, o interior de cada um de nós. Observação final
  • 22. Em vez da expressão em virtude do que foi mencionado, você pode utilizar: - dessa forma...; - sendo assim...; - em vista dos argumentos apresentados...; -assim...; - levando-se em conta o que foi observado...; -por todas estas ideias apresentadas...; -tendo em vista os aspectos analisados...; - por tudo isso...; dado o que foi exposto...; etc.
  • 23. Observe o esquema geral das dissertações: TÍTULO 1º parágrafo Tema + argumento 1 + argumento 2 + argumento 3 INTRODUÇÃO 2º parágrafo Desenvolvimento do argumento 1 DESENVOLVI MENTO3º parágrafo Desenvolvimento do argumento 2 4º parágrafo Desenvolvimento do argumento 3 5º parágrafo Expressão inicial + reafirmação do tema + observação final CONCLUSÃO 23
  • 24. Nosso texto final, ficou assim: 1º § Chegando ao terceiro milênio, o homem ainda não conseguiu resolver graves problemas que preocupam a todos, uma vez que existem populações imersas em completa miséria, a paz é interrompida frequentemente por conflitos internacionais e, além do mais, o meio ambiente encontra-se ameaçado por sério desequilíbrio ecológico. 24
  • 25. 2º§ Embora o planeta disponha de riquezas incalculáveis - mal distribuídas entre os estados e entre os indivíduos - encontramos legiões de famintos em pontos específicos da Terra. Nos países do Terceiro Mundo, sobretudo em certas regiões da África e da Ásia, vemos, com tristeza, a falência da solidariedade humana e da colaboração entre as nações. 3º§ Além disso, nestas últimas décadas, temos assistido, com certa preocupação, aos inúmeros conflitos internacionais que se sucedem. Muitos trazem na memória a triste lembrança das guerras do Vietnã, da Coreia, da Palestina as quais provocaram um grande extermínio. Em nossos dias, testemunhamos o atentado terrorista de 11 de setembro e a resposta assustadora dos EUA no Afeganistão.
  • 26. Outra preocupação constante é o desequilíbrio ecológico, provocado pela ambição desmedida de alguns, que promovem desmatamentos desordenados e poluem as águas dos rios. O excesso de poluição produzido pelas indústrias e pelos veículos tem provocado o efeito estufa, responsável pelo aquecimento do planeta . Como consequência, as geleiras estão derretendo e aumentando o nível do mar, possibilitando previsões trágicas como, por exemplo, o desaparecimento da cidade do Rio de Janeiro dentro de algumas décadas.
  • 27. Em virtude dos fatos mencionados, somos levados a acreditar que o homem está muito longe de solucionar os graves problemas que afligem diretamente uma grande parte da humanidade e, indiretamente , a qualquer pessoa consciente e solidária . É desejo de todos que algo seja feito no sentido de conter ou minimizar essas adversidades e construir um mundo mais justo e pacífico, que seja mais facilmente habitado pelas futuras gerações. E para as mudanças exteriores, há que se mudar, primeiro, o interior de cada um de nós.