AkIR   Trabalho Realizado     por André SoaresA        MonteiroKUROSAWA
Akira Kurosawa Nasceu num subúrbio Tóquio a 23 de Março de 1910 e  faleceu faleceu de hemorragia cerebral aos 88 anos em ...
Percurso Profissional Com uma carreira de cinquenta anos, Kurosawa dirigiu 30 filmes; Estreou-se no cinema em 1943, com ...
Técnicas Kurosawa elaborava storyboards em telas enormes pintadas a óleo, devido ao seu  antigo interesse pela pintura; ...
Técnicas Possui filmes que analisa as lealdades e traições entre generais e líderes políticos  “Trono Manchado de Sangue”...
FILMOGRAFIA DE AKIRA            KUROSAWA   1993 - Madadayo                               1955 - Ikimono no kiroku (Vivo ...
Prémios   Rashomon foi premiado com o Leão de Ouro, chocando o mundo cinematográfico internacional,    que, nesse período...
Diretor:                    Akira Kurosawa                   Escritores:                    Akira Kurosawa (screenplay)   ...
ReflexãoMarcado pelas tradições do Oriente, ele reflete sobre a dor humana, a primeiranobre verdade de Gutama Budha, enqua...
Bibliografia[1] “Relato Autobiográfico”, Akira Kurosawa, Editora Estação Liberdade, SP,terceira edição, 1993, 293pp., p.23...
“Um Homem é um génio quando esta sonhando” -Akira Kurosawa                             11
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Produçao Audiovisual

232 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Produçao Audiovisual

  1. 1. AkIR Trabalho Realizado por André SoaresA MonteiroKUROSAWA
  2. 2. Akira Kurosawa Nasceu num subúrbio Tóquio a 23 de Março de 1910 e faleceu faleceu de hemorragia cerebral aos 88 anos em Setagaya a 6 Setembro de 1998; Foi um dos cineastas mais importantes do Japão, e seus filmes influenciam uma grande geração de diretores do mundo todo; Apaixonado pelo cinema, literatura e pela arte, Kurosawa inicialmente tentou ser pintor aos 18 anos. Durante toda a sua trajetória no cinema, ele pintava quadros como "storyboards" de seus filme e foi na literatura onde tirou inspiração para a grande maioria de suas obras. 2
  3. 3. Percurso Profissional Com uma carreira de cinquenta anos, Kurosawa dirigiu 30 filmes; Estreou-se no cinema em 1943, com o filme "Sugata Sanshiro", que incluía uma complexa sequência de lutas marciais; Mestre dos filmes históricos de samurai, realizou obras como "Os Homens que Pisaram na Cauda do Tigre" , "Rashomon", "Os Sete Samurais" e "Trono Manchado de Sangue“; Após passar por um período de dificuldades pessoais e profissionais, realizou "Dodeskaden", um filme marcado por enorme pessimismo; Apos tentativa de suicídio a sua carreira retomou novo impulso em 1975, com o lançamento de "Dersu Uzala". 3
  4. 4. Técnicas Kurosawa elaborava storyboards em telas enormes pintadas a óleo, devido ao seu antigo interesse pela pintura; Elaborou algumas adaptações das obras de William Shakespeare e Fiódor Dostoievsky, mas também foi influenciado por Leon Tolstoi, Máximo Gorki e outros grandes ecritores; Mestre da compaixão e da fraternidade sem fronteiras, sua obra é ao mesmo tempo profundamente japonesa e zen-budista; Seus retratos dinâmicos da paisagem natural são únicos e tem forte valor espiritual e meditativo; Usava a metereologia como alternador de ambientes, principalmente a chuva; Kurosawa usava a transição “wipe” de uma cena para a outra. Mais tarde, o efeito tornou-se famoso devido a ser usado na trilogia da saga Star Wars; 4
  5. 5. Técnicas Possui filmes que analisa as lealdades e traições entre generais e líderes políticos “Trono Manchado de Sangue”, filmes que simbolizam o conflito que ocorre em cada alma humana “Homem Mau Dorme Bem”, possui também um grupo de filmes sobre samurais todos eles obras reflexivas que transmitem profundas lições de ética e sabedoria “Os Sete Samurais”, “Yojimbo”, “Sanjuro”, entre outros; Discute a manipulação da opinião pública por parte de uma imprensa irresponsável no filme “O Escândalo”; As personagens femininas eram dóceis mas fracas e submissas ou então eram terríveis; Frequentemente utilizava personagens que terminavam por falhar nos seus objetivos mas que aprendiam grandes lições de vida; Usava com muita frequencia Toshiro Mifune, Takashi Shimura, e Tatsuya Nakadai como atores principais; 5
  6. 6. FILMOGRAFIA DE AKIRA KUROSAWA 1993 - Madadayo  1955 - Ikimono no kiroku (Vivo no Medo) 1991 - Hachi-gatsu no kyôshikyoku  1954 - Shichinin no samurai (Os Sete (Rapsódia em Agosto) Samurais) 1990 - Yume (Sonhos)  1952 - Ikiru (Viver) 1985 - Ran (Os Senhores da Guerra)  1951 - Hakuchi (O Idiota) 1980 - Kagemusha (A Sombra de um  1950 - Rashōmon (Às Portas do Inferno) Samurai)  1950 - Shubun (O Escândalo) 1975 - Dersu Uzala (A Águia das Estepes)  1949 - Nora Inu (Cão Danado) 1970 - Dodeskaden (O Caminho da Vida)  1949 - Shizukanaru ketto (Duelo silencioso) 1965 - Akahige (O Barba Ruiva)  1948 - Yoidore tenshi (O Anjo Embriagado) 1963 - Tengoku to jigoku (Céu e Inferno)  1947 - Subarashiki nichiyobi (Um Domingo 1962 - Tsubaki Sanjûrô (Sanjuro) Maravilhoso) 1961 - Yojimbo (O Guarda-Costas)  1946 - Waga seishun ni kuinashi (Não 1960 - Warui yatsu hodo yoku nemuru Lamento Minha Juventude) (Homem Mau Dorme Bem)  1946 - Asu o tsukuru hitobito 1958 - Kakushi toride no san akunin (A  1945 - Tora no o wo fumu otokotachi Fortaleza Escondida)  1945 - Zoku Sugata Sanshiro 1957 - Donzoko (Ralé)  1944 - Ichiban utsukushiku 1957 - Kumonosu-jō (Trono Manchado de  1943 - Sugata Sanshiro (A Saga do Judô) Sangue) 6
  7. 7. Prémios Rashomon foi premiado com o Leão de Ouro, chocando o mundo cinematográfico internacional, que, nesse período, não conhecia a tradição dos filmes japoneses da época (1951); Ganhou o Leão de Prata, no Festival de Veneza, por "Os Sete Samurais" (1954); Ganhou o Prémio FIPRESCI, no Festival de Berlim, por "A Fortaleza Escondida" (1958); Ganhou o Prêmio OCIC, no Festival de Veneza, por "O Barba Ruiva" (1965); Recebeu uma indicação ao BAFTA de Melhor Filme, por "Kagemusha, a Sombra de um Samurai" (1980); Ganhou a Palma de Ouro, no Festival de Cannes, por "Kagemusha, a Sombra de um Samurai“(1980); Ganhou no Cesar, na categoria de Melhor Filme Estrangeiro, por "Kagemusha, a Sombra de um Samurai” (1980); Ganhou o BAFTA de Melhor Diretor, por "Kagemusha, a Sombra de um Samurai“(1980); Recebeu indicação do César, na categoria de melhor Filme Estrangeiro, por “Ran“ (1985); Recebeu uma indicação ao BAFTA de Melhor Roteiro Adaptado, por "Ran“ (1985); Recebeu uma indicação ao Oscar de Melhor Diretor, por "Ran“(1985); Ganhou o BAFTA de Melhor Filme Estrangeiro, por "Ran“ (1985); Ganhou o Prémio Bodil de Melhor Filme Europeu, por "Ran" (1985); Ganhou um Oscar honorário em 1990, concedido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas (1990) 7
  8. 8. Diretor: Akira Kurosawa Escritores: Akira Kurosawa (screenplay) Shinobu Hashimoto(screenplay) Actores Principais: Takashi Shimura, Toshirô Mifune, Yoshio Inaba, Seiji Miyaguchi, Minoru Chiaki, Daisuke Katô, Isao Kimura, Keiko Tsushima, Yukiko Shimazaki, Kamatari Fujiwara, Yoshio Kosugi, Bokuzen Hidari, Yoshio Tsuchiya, Kokuten Kodo.Sinopse:Akira Kurosawa transporta-nos ao Japão rural dc séc. XVI durante a era Sengoku. Kambei(Takashi Shimura), um guerreiro veterano sem dinheiro, chega numa aldeia indefesa quefoi saqueada repetidamente por uma quadrilha de trinta e três saqueadores implacáveis.Os moradores da vila pedem a sua ajuda, fazendo com que Kambei recrute seis outrosronins (samurais sem mestre eram chamados de "ronin"), que concordam em ensinar oshabitantes como devem se defender em troca de comida. Os vilões são derrotados, mas sótrês samurais sobrevivem e estes contemplam os túmulo dos camaradas enquanto osaldeões plantam arroz para a próxima estação.Não há outro filme que combine tão coerentemente filosofia e entretenimento, frágeisemoções humanas e acção empolgante. 8
  9. 9. ReflexãoMarcado pelas tradições do Oriente, ele reflete sobre a dor humana, a primeiranobre verdade de Gutama Budha, enquanto luta pela ética pela justiça nasrelações sociais.A natureza, e a sua preservação, são outra constante em sua obra. Recomendações Filmográficas : Yojimbo Senhores da Ás Portas do Guerra Inferno 9
  10. 10. Bibliografia[1] “Relato Autobiográfico”, Akira Kurosawa, Editora Estação Liberdade, SP,terceira edição, 1993, 293pp., p.230.[2] www.imdb.com.[3] http://www.dvdpt.com.[4] http://akirakurosawa.info/books-on-akira-kurosawa-movies/.[5] http://www.cinematotal.com. 10
  11. 11. “Um Homem é um génio quando esta sonhando” -Akira Kurosawa 11

×