ITA CE-230 Lista de Exercício 3 - Apresentação

1.165 visualizações

Publicada em

ITA CE-230 Lista de Exercício 3 - Apresentação realizada

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.165
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

ITA CE-230 Lista de Exercício 3 - Apresentação

  1. 1. ListEx 3 - CE-230Dispositivo de Comunicação na Nuvem (DCN) Prof. Dr. Adilson Marques da Cunha Glaydson Luiz Bertoze Lima Jefferson Andrade de Oliveira Junior Manasseis Alves Ferreira Thoris Ângelo Pivetta ITA – PG/EEC-I – CE-230 – Outubro de 2012
  2. 2. AGENDA● Introdução● Teste de Instrumentação (Harness Test)● Plano de Garantia da Qualidade - PGQ com Adaptação (Tailoring) para o Desenvolvimento Ágil do subproduto DCN● Interações com o time do DCN● Métricas do RTRT● Recomendações● Conclusões
  3. 3. Teste de Instrumentação (Harness Test)● Criação do HappyTest
  4. 4. Teste de Instrumentação (Harness Test)● Estrutura criada
  5. 5. Teste de Instrumentação (Harness Test)● Diagrama de Sequência Resultante
  6. 6. Teste de Instrumentação (Harness Test)● Código-fonte gerado: https://sites.google.com/site/itajefferson/home/disciplinas-do-mestrado/ce- 230/listex-3/HarnessTestDCN.zip
  7. 7. PGQ - Plano de Garantia de Qualidade● PropósitoEsse Plano de Garantia de Qualidade tem o propósito degarantir que o dispositivo DCN estará de acordo com asnormas e requisitos do cliente. Escopo ●Garantir um conjunto de atividades planejadas e sistemáticas,implementadas no sistema da qualidade e demonstradascomo necessárias, para prover confiança, segurança (safety)e conformidade adequada de que o DCN atenderá osrequisitos para a qualidade.
  8. 8. Objetivos - PGQ● Satisfação do cliente - É a combinação de conformidade com os requisitos (o projeto deve produzir o que afirmou que produziria) e adaptação ao uso (o produto ou serviço deve satisfazer as necessidades reais), com segurança (safety) e confiabilidade no uso;● Prevenção sobre inspeção - O custo de prevenção de erros em geral é muito menor que o custo de corrigi-los, conforme revelado pela inspeção, mitigando possíveis riscos ao controle e economia de recursos.● Responsabilidade da gerência - Participação de todos os membros da equipe, mas é sempre responsabilidade do SM - Scrum Master para prover soluções a situações de conflito ou indefinição, e prover os recursos necessários para que exista sucesso.
  9. 9. Responsabilidades - PGQ● Scrum Master é o gerente do projeto dentro do modelo padrão de gerenciamento ágil através do Scrum. A principal função do Scrum Master é ser o facilitador do processo e ajudar as pessoas a resolver os problemas, enquanto dissemina e a aplica o processo dentro da organização.● Time Scrum deve ser multidisciplinar e auto-organizado, devendo ser pequeno com no máximo 10 a 15 participantes.● Product Owner é o cliente de um time Scrum, ele é responsável pelo retorno do investimento do produto.
  10. 10. Métricas - PGQAs métricas de produto, projeto e processo foram geradasdurante o ciclo de desenvolvimento. Para isso, utilizou-se aferramenta disponível no IBM-Rational Test RealTime.
  11. 11. RECOMENDAÇÕES - PGQ● É desejável que a equipe que realizará os testes não sejaa mesma que tem a responsabilidade de geração do código. ● Cada processo de auditoria deve ser revisado. Édesejável que no quadro de revisores sejam inclusos osusuários chave, indicados pelo cliente, de modo a gerarcomprometimento nos resultados dos testes.
  12. 12. Interações com a equipeUtilizando ferramentas de comunicação remota houve a interações entre as equipes envolvidas no desenvolvimento Ágil do DCN (Dispositivo de Comunicação na Nuvem) do SETRAIF. Foram relizadas seis questões com respostas para aferição de Qualidade, Confiabilidade e Segurança (Safety) do produto.
  13. 13. Na Interação 01, foram elaboradas asseguintes perguntas:
  14. 14. Na Interação 02, as perguntas foram as mesmas, com adiferença delas serem disponibilizadas em na nuvem para criarum documento único de resposta, facilitando a interação.
  15. 15. Na iteração 03, a foi realizada a seguintePergunta:
  16. 16. Métricas RTRT - HalsteadNome Símbolo Fórmula DescriçãoOperadores OP "=",";","+" Palavras reservadas usadas em operaçõesOperandos OD "int", "x" Valores usados nas operaçõesOperadores Únicos UOP Palavras reservadas únicas usadas em operaçõesOperandos Únicos UOD Valores únicos usados nas operaçõesTamanho LTH OP+OD Quantidade de operadores e operandosVocabulário VOC UOP+UOD Quantidade de operadores e operandos únicosDificuldade DIF (UOP/2)*(OD/UOD) Interpretação do código analisadoVolume VOL LHT*log2(VOC) Palavras necessárias para absorver o código analisadoEsforço EFF DIF*VOL Esforço mental para recriar o softwareBugs BUG VOL/3000 Estimativa de identificação de bugsTempo TIM EFF/18 Tempo estimado para implementar e testar a aplicação
  17. 17. Métricas RTRT - Vocabulário do Halstead
  18. 18. Métricas RTRT - Complexidade Ciclomática* Métrica usada para indicar a complexidade da aplicação* Mede a quantidade de caminhos de execução independentesM=E-N+2*POnde: M = complexidade ciclomática E = quantidade de setas N = quantidade de nós P = quantidade de componentes conectados
  19. 19. Métricas RTRT - Análise do Código Fonte
  20. 20. CONCLUSÕES
  21. 21. REFERÊNCIAS[1] AGILEMANIFESTO. Manifesto for AgileDevelopment. Disponível em:http://www.agilemanifesto.org - Acesso em: 28/10/2012[2] Adpatworks, Definições SCRUM. Acesso em: http://www.adaptworks.com.br/treinamento/Certified-ScrumMaster-CSM[3] Material da disciplina CE-230. Disponível em:https://sites.google.com/site/ce2302012/
  22. 22. OBRIGADO!

×