NAVEGANDO, EDIFICANDO e TECENDO A TECNOLOGIA EDUCACIONAL A PARTIR DOS OLHARES DA ESCOLA ROSMAY KARA JOSE Prof. Ms.  Edevam...
 
 
Mas…de que conhecimentos precisamos..bastam aqueles convencinados no seculo XV
Acredito que outros elementos possam intensificar a busca..
Explicando a gramatica da imagem
Viajando atraves da INTERATIVIDADE Os pesquisadores não se limitaram à interação homem-objeto: eles desenvolveram uma tecn...
REALIDADE VIRTUAL, OU TELETRANSPORTE VIRTUAL DE OBJETOS Esta tecnologia de "virtualização online" utiliza um sca...
Em altissima velocidade e essencialmente menor
Ampliando os horizontes, desafiando os aprendizes e multiplicando as linguagens
Como educar nativos herdeiros de uma cultura analogica filhos de pais e professores “migrantes digitais”
Em que fundamenta nossa educacao <ul><li>O  objeto  da educação não está só no sentido literal do verbo “educar”, mas, sim...
O ato de educar configura-se em ciência ou arte. <ul><li>Educar  é uma ciência e uma arte; Uma ciência porque para educar ...
Já o alcance do APRENDER segue caminhos incertos...
 
Algumas perguntas deverão conduzir-nos a busca por respostas.. Como a nova geração de APRENDIZES aprende em nossa escola e...
Como afirma os especialistas
Bem, precisamos conhecer e reconhecer os atores e os PROCESSOS que os aproxima da Escola, mas de que escola falamos.... de...
Família e Escola...num mesmo barco...numa mesma busca... <ul><li>“ ... A prática de velejar coloca a necessidade de sabere...
Saiba que estamos na luta..por EDIFICAR uma Eucaçao com qualidade social COMPANHEIRO ....
Para isso necessitamos rever conceitos e superar mitos, dentre outros:
A tecnologia educacional e o Proinfo Integrado como política edificante para uma Educaçao de qualidade. Um dos elementos e...
Três Pilares de sustentação de uma formação continuada em Tecnologia Educacional em MT O  TERCEIRO  pilar dessa  construçã...
Três importantes ambientes e seus respectivos domínios na busca pela emancipação dos sujeitos PROFESSORES através da forma...
Sustentação
 
04/02/10
04/02/10 Pessoas de 7 a 17 anos que frequentam escola que tem computador e computador com internet – Mato Grosso, 2007. Fo...
04/02/10 Mapa da Exclusão Digital (Desigualdade) Percentagem da população com acesso a computadores em rede Fonte: Lapis, ...
28/04/10 MECSEEDDITECDPCEADSEDUCESCOLAS
Primavera do Leste Pontes   e   Lacerda Nova   Xavantina NTM   Sinop NTM   Terra   Nova NTM   Várzea   Grande
Eis nosso DESAFIO, fazer com que a tecnologia permeie as ações desencadeadas NA ESCOLA.   Resumindo uma reflexão de (VALEN...
 
 
Resultado numérico extraído dos relatórios enviados pelas Agências Formadoras sobre as formações promovidas pelos CEFAPROS...
Ao final dessa jornada formativa é que poderemos promover avanços em torno de uma tecnologia educacional   Interface (face...
Motivados.. tecemos nossa rede, e o ponto, bem, o ponto somos nós.
MT Ponto @ Ponto sem retoques.....
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Navegando tecendo edificando a tecnologia educacional

700 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
700
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Navegando tecendo edificando a tecnologia educacional

  1. 1. NAVEGANDO, EDIFICANDO e TECENDO A TECNOLOGIA EDUCACIONAL A PARTIR DOS OLHARES DA ESCOLA ROSMAY KARA JOSE Prof. Ms. Edevamilton de Lima Oliveira (Edy) Coordenador de Formação em Tecnologia EducacionalProinfo Integrado
  2. 4. Mas…de que conhecimentos precisamos..bastam aqueles convencinados no seculo XV
  3. 5. Acredito que outros elementos possam intensificar a busca..
  4. 6. Explicando a gramatica da imagem
  5. 7. Viajando atraves da INTERATIVIDADE Os pesquisadores não se limitaram à interação homem-objeto: eles desenvolveram uma tecnologia para permitir a interação humano-humano em um ambiente virtual. [Imagem: Immersence]
  6. 8. REALIDADE VIRTUAL, OU TELETRANSPORTE VIRTUAL DE OBJETOS Esta tecnologia de &quot;virtualização online&quot; utiliza um scanner 3D e um sistema de modelagem para criar uma representação virtual de um objeto real, como um copo, uma caixa ou o protótipo de um produto.
  7. 9. Em altissima velocidade e essencialmente menor
  8. 10. Ampliando os horizontes, desafiando os aprendizes e multiplicando as linguagens
  9. 11. Como educar nativos herdeiros de uma cultura analogica filhos de pais e professores “migrantes digitais”
  10. 12. Em que fundamenta nossa educacao <ul><li>O objeto da educação não está só no sentido literal do verbo “educar”, mas, sim, no modo como o fazemos, a forma como prosseguimos pensando, o tipo de distinções que apresentamos, a moral e a ética dos critérios em que baseamos o caminho a percorrer. </li></ul><ul><li>Quem verdadeiramente ensina passa realmente pelo aprender. Esse aprender, por sua vez, deixa de ser revelado e tem seu fundamento na liberdade individual . </li></ul>
  11. 13. O ato de educar configura-se em ciência ou arte. <ul><li>Educar é uma ciência e uma arte; Uma ciência porque para educar alguem pressupoe ser o agente que faz, conhecedor de algo e: </li></ul><ul><li>Uma arte porque não tem regras fixas, ou seja, cada caso é diferente, cada circunstância é única. </li></ul>
  12. 14. Já o alcance do APRENDER segue caminhos incertos...
  13. 16. Algumas perguntas deverão conduzir-nos a busca por respostas.. Como a nova geração de APRENDIZES aprende em nossa escola e que grau de importância as TICs podem oferecer nesse processo de construção de saberes “novos”. Qual o perfil dos educadores que temos e DE QUE PERFORMANCE PRECISAM para mediar essa geração.
  14. 17. Como afirma os especialistas
  15. 18. Bem, precisamos conhecer e reconhecer os atores e os PROCESSOS que os aproxima da Escola, mas de que escola falamos.... dessa.....
  16. 19. Família e Escola...num mesmo barco...numa mesma busca... <ul><li>“ ... A prática de velejar coloca a necessidade de saberes fundantes como o domínio do barco, das partes que o compõem e da função de cada uma delas, como o conhecimento dos ventos, de sua força, de sua direção, os ventos e as velas, a posição das velas, o papel do motor e da combinação entre motor e velas. Na prática de velejar se confirmam, se modificam ou se ampliam esses saberes...” (Paulo Freire). </li></ul>
  17. 20.
  18. 21. Saiba que estamos na luta..por EDIFICAR uma Eucaçao com qualidade social COMPANHEIRO ....
  19. 22. Para isso necessitamos rever conceitos e superar mitos, dentre outros:
  20. 23. A tecnologia educacional e o Proinfo Integrado como política edificante para uma Educaçao de qualidade. Um dos elementos estruturantes da agenda da educação no Brasil diz respeito às inovações tecnológicas e metodológicas voltadas ao trabalho pedagógico e que, efetivamente contribuem para a melhoria da qualidade da educação (...) Fernando Haddad
  21. 24. Três Pilares de sustentação de uma formação continuada em Tecnologia Educacional em MT O TERCEIRO pilar dessa construção política teve sua edificação com a regulamentação eorientação de uso dos recursos tecnológicos na rede pública de ensino através da portaria 112/08/GS/SEDUC/MT que, textualmente,  d ispõe sobre a regulamentação do uso dos laboratórios de informática educativa (LIED) e demais recursos tecnológicos. O SEGUNDO pilar pauta-se na Construção de uma rede de formação continuada em tecnologia educacional através das AGENCIAS FORMADORAS CEFAPRONTM envolvendo nossos principais atores- os formadores em tecnologia educacional. O PRIMEIRO e mais importante pilar é a GESTÃO COMPARTILHADA entre as instituições EXECUTORAS DO PROGRAMA PROINFO nos três níveis: FederalEstadualMunicipal.
  22. 25. Três importantes ambientes e seus respectivos domínios na busca pela emancipação dos sujeitos PROFESSORES através da formação continuada em Tecnologia Educacional : 1 – Controlar o funcionamento dos dispositivos técnicos digitais – Introdução a Educação Digital - Linux Educacional 2 – Transformar a informação bruta em conhecimento útil – TICs na Educação: ensinando e aprendendo coma as TICs 3 – Aprender a aprender ininterruptamente, contextualizando os saberes – PITEC.
  23. 26. Sustentação
  24. 28. 04/02/10
  25. 29. 04/02/10 Pessoas de 7 a 17 anos que frequentam escola que tem computador e computador com internet – Mato Grosso, 2007. Fonte: IBGE/PNAD – Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios, 2007. Tem Computador Computador com Internet Rede de Ensino % Rede de Ensino % Pública 13,0 Pública 6,2 Particular 70,4 Particular 60,6 Total 18,1 Total 11,0
  26. 30. 04/02/10 Mapa da Exclusão Digital (Desigualdade) Percentagem da população com acesso a computadores em rede Fonte: Lapis, boracha e teclado, de Julio Jacobo Weiselfisz (RITLA)
  27. 31. 28/04/10 MECSEEDDITECDPCEADSEDUCESCOLAS
  28. 32. Primavera do Leste Pontes e Lacerda Nova Xavantina NTM Sinop NTM Terra Nova NTM Várzea Grande
  29. 33. Eis nosso DESAFIO, fazer com que a tecnologia permeie as ações desencadeadas NA ESCOLA. Resumindo uma reflexão de (VALENTE 1999, p 17), precisamos promover uma “MUDANÇA DA ABORDAGEM EDUCACIONAL ” revendo algumas estruturas educacionais, destacadamente: 1 – Organização Escolar; 2 – A dinâmica da sala de aula; 3 – O perfil do professor
  30. 36. Resultado numérico extraído dos relatórios enviados pelas Agências Formadoras sobre as formações promovidas pelos CEFAPROS e seus 265 multiplicadorescolaboradores em 2009.
  31. 37.
  32. 38. Ao final dessa jornada formativa é que poderemos promover avanços em torno de uma tecnologia educacional Interface (face a face) Homem x máquina para Homem + Máquina Hardware x software Proprietáriocapital para Hardware + Software. Livrecomunidadesocial
  33. 39. Motivados.. tecemos nossa rede, e o ponto, bem, o ponto somos nós.
  34. 40. MT Ponto @ Ponto sem retoques.....

×