Planejamento 2

1.534 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde e medicina, Negócios
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.534
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
12
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Planejamento 2

  1. 1. Dermafeme Campanha 2009
  2. 2. Objetivos <ul><li>Reposicionar os produtos da linha Dermafeme </li></ul><ul><li>Lançar dois novos produtos </li></ul><ul><li>Redesign de embalagens </li></ul>
  3. 3. O Universo do Sabonete Íntimo <ul><li>Basta entrar na seção de higiene e beleza do supermercado para perceber que os sabonetes íntimos começam a aparecer com mais frequ ência nas prateleiras . Poucas empresas investiam nessa linha até recentemente, mas agora parece que as consumidoras estão comprando a idéia e marcas começaram a proliferar. </li></ul><ul><li>Mas… </li></ul><ul><li>O uso de sabonetes íntimos femininos ainda é um hábito pouco adotado pelas brasileiras. Apenas 20% delas utilizam esse tipo de produto com regularidade. O dado se explica porque muitas mulheres desconhecem seus benefícios e acreditam que seu uso contínuo não é recomendado. Segundo especialistas, o objetivo do sabonete íntimo é substituir o normal, que por não ser específico para uma região mais delicada pode causar alguns problemas. </li></ul>
  4. 4. Comunicaç ão
  5. 5. Insights <ul><li>Para tomar um mero banho uma mulher usa sabonete para o corpo e outro para o rosto, sabonete íntimo, sabão líquido para lavar a calcinha ainda no box, xampu, condicionador, óleo pós-banho, esfoliante… </li></ul><ul><li>Homem é que é feliz: não tem que passar maquiagem, veste a primeira calça jeans que vê pela frente e, se bobear, nem penteia o cabelo. Já nós temos que ficar atentas à higiene íntima. Até nisso, a gente está em desvantagem em relação ao sexo oposto. </li></ul><ul><li>O sabonete íntimo está sendo vendido da mesma forma que absorvente. </li></ul><ul><li>Concordo que não tem nada a ver mesmo colocar um cara no comercial, afinal…a mulher precisa estar bem com o companheiro para estar bem com si própria??? </li></ul><ul><li>Eu gostava do Dermacid, mas o preço dele me impediu de continuar. Hj compro oq for mais barato ou estiver em promoção. </li></ul><ul><li>Sempre ouvi os médicos dizerem que não se deve usar nada desses produtos de higiene intima, pois temos nosso próprio sistema de defesa. E os creminhos podem danificar isso, ou seja perdemos a tal defesa natural... Será que não é por aí? (quem não concorda, tenho certeza, são os laboratórios...) </li></ul><ul><li>Tem tb um da Carefree, parece bem prático, tipo uma bisnaga, com a tampinha para baixo. </li></ul><ul><li>Além do Lucretin, o Intimus da Racco também é muito bom. Usei o Dermacid uma vez e não gostei pois ele é muito ralinho e escorre demais. Era fã do Lucretin, mas estou amando o Intimus, e a tampinha é bem segura. </li></ul>
  6. 6. Insights - nossa leitura <ul><li>Para tomar um mero banho uma mulher usa sabonete para o corpo e outro para o rosto, sabonete íntimo, sabão líquido para lavar a calcinha ainda no box, xampu, condicionador, óleo pós-banho, esfoliante… </li></ul><ul><li>Homem é que é feliz: não tem que passar maquiagem, veste a primeira calça jeans que vê pela frente e, se bobear, nem penteia o cabelo. Já nós temos que ficar atentas à higiene íntima. Até nisso, a gente está em desvantagem em relação ao sexo oposto. </li></ul><ul><li>O sabonete íntimo está sendo vendido da mesma forma que absorvente. </li></ul><ul><li>Concordo que não tem nada a ver mesmo colocar um cara no comercial, afinal…a mulher precisa estar bem com o companheiro para estar bem com si própria??? </li></ul><ul><li>Eu gostava do Dermacid, mas o preço dele me impediu de continuar. Hj compro oq for mais barato ou estiver em promoção. </li></ul><ul><li>Sempre ouvi os médicos dizerem que não se deve usar nada desses produtos de higiene intima, pois temos nosso próprio sistema de defesa. E os creminhos podem danificar isso, ou seja perdemos a tal defesa natural... Será que não é por aí? (quem não concorda, tenho certeza, são os laboratórios...) </li></ul><ul><li>Tem tb um da Carefree, parece bem prático, tipo uma bisnaga, com a tampinha para baixo. </li></ul><ul><li>Além do Lucretin, o Intimus da Racco também é muito bom. Usei o Dermacid uma vez e não gostei pois ele é muito ralinho e escorre demais. Era fã do Lucretin, mas estou amando o Intimus, e a tampinha é bem segura. </li></ul>Muitos produtos para ficar bonita Tem coisa que é só de mulher Comunicaç ão muito parecida A comunicaç ão não precisa da figura masculina Os m édicos não recomendam Embalagem com tampa para baixo agrada Algumas tampas n ão agradam O concorrente é caro
  7. 7. Resumindo <ul><li>Uma parte das mulheres acredita que não se deve interferir na higiene íntima. </li></ul><ul><li>Muitas não sabem que os próprios ginecologistas estão recomendando sabonetes íntimos. </li></ul><ul><li>A embalagem do principal concorrente não é bem aceita. </li></ul><ul><li>Alguns concorrentes não têm a formulação adequada. </li></ul><ul><li>Há momentos na vida da mulher que exigem cuidado específico: verão, período menstrual. </li></ul><ul><li>A comunicação com um casal não é 100% absorvida pelo target. </li></ul>
  8. 8. Estudo de Marca <ul><li>Na formação da imagem de marca existem quatro pilares que formam a estrutura situacional dessa marca: </li></ul><ul><li>Diferenciação: a sua razão de existência (comunicação, embalagem, preço). É com ela que se inicia a formação da imagem, sendo fundamental atrair novos clientes. Se a marca não for diferente das que já existem, os consumidores não veem razão para mudar. </li></ul><ul><li>Relevância: mede o quanto a marca é importante para o consumidor. </li></ul><ul><li>Estima: é a consideração que o consumidor tem pela marca, o quanto ela cumpre o que promete. </li></ul><ul><li>Familiaridade: o consumidor deve saber que a marca existe, mas, sobretudo, o que ela representa. </li></ul>
  9. 9. Recomendaç ão Estratégica - Dermafeme <ul><li>Para posicionar corretamente a marca Dermafeme, como vamos agir? </li></ul><ul><li>Diferenciação: Dermafeme deve ter uma embalagem que agrada mais. A campanha deve ser mais informativa. </li></ul><ul><li>Relevância: devemos abordar a questão da saúde, do quanto Dermafeme é essencial na vida das mulheres. </li></ul><ul><li>Estima: Dermafeme vai cuidar da saúde da mulher e sempre passar informações, numa atitude parceira e amiga. </li></ul><ul><li>Familiaridade: Dermafeme deve representar a essência da mulher. O que ela é de verdade, não somente no mundo cor-de-rosa, mas sempre feminino. </li></ul>
  10. 10. Caminho Criativo
  11. 11. Posicionamento Dermafeme deve ser visto como um produto com atributos muito mais tangíveis para todas as mulheres. É um produto para a mulher ativa, para a mulher independente, para a mulher que quer saber sempre mais. Que quer mais informação. Que quer mais saúde e cuidado. Que vai precisar dele pois ele cuida de sua higiene íntima. Que sabe que ele é recomendado por ginecologistas. Que entende por que usar Dermafeme. A mulher é mais. A mulher faz mais. “ Você é mais do que o que cabe em sua necessaire.” “ Sempre tem espaço na sua agenda para mais informação.” “ O que é essencial pra você?”
  12. 12. Conceito Dermafeme. Equilíbrio é essencial. Com essa assinatura, afirmamos o posicionamento adotado, de que a mulher que usa o produto é “mais”. Para ela, informação é essencial. Ela não quer apenas comprar produtos por impulso, mas sim saber o que faz bem a ela. Por outro lado, essa mulher não deixa de ser feminina, característica representada em toda comunicação. Sendo assim, usamos duas palavras que atingem nosso target de forma tangível e emocional: Equílbrio significa estar estável. É tudo o que a mulher quer hoje em dia. Pode ser também uma leitura do equilíbrio do pH da área íntima. Essencial significa “indispensável”. Para nosso público-alvo, o produto não pode ser visto como um acessório a mais. Ele deve ser visto como algo que não pode faltar em sua vida, assim como outros produtos que aparecem na comunicação, com o passar dos anos, se tornaram essenciais em sua vida, como, por exemplo, o celular, o filtro solar, etc.
  13. 13. O Que Tem na sua Necessaire? <ul><li>Baseadas na comunidade What’s In Your Bag, do Flickr, surgiram diversas outras comunidades com brincadeiras nesse estilo, como: What’s in your room?, What’s in your wallet?, What’s in your closet?, What’s in your workspace?… </li></ul><ul><li>Podemos usar a id éia pra fazer uma brincadeira com o target e em nossa comunicaç ão. A idéia é levar o Dermafeme para dentro da necessaire das mulheres. Colocá-lo como item essencial, no meio das coisas dela. </li></ul>

×