LEITURAS COM IDADE
Por: Milu Loureiro
Ler(ouvir ler) é lutar contra a
morte
“Em sentido muito real, as pessoas que leram boa
literatura viveram mais do que as p...
A VOZ
-A voz deve ser clara;
-Cada palavra deve viver por si mesma,
distinguindo-se das outras;
- A palavra deve ser pronu...
Algumas dicas
Manter o queixo elevado para que a
voz se projete para a frente e não se
perca a poucos passos;
 Manter um...
Exercícios para a dicção
 Ler pronunciando só as vogais de um texto;
Ler pronunciando só as consoantes;
Ler um mesmo te...
Exercícios de aquecimento
Aquecimento das cordas vocais, do rosto, zona
do pescoço e dos ombros:
 Começar por virar a cab...
Exercícios de aquecimento
(Cont.)
 Ajustar o ritmo respiratório ao dos exercícios,
inspirando ao realizar um movimento e ...
Bibliografia
MONTERO, Rosa , A louca da casa, Porto: ASA Editores,
2004
CASTRO, Rodolfo, A Intuição Leitora, A Intenção
Na...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Leituras com idade

220 visualizações

Publicada em

formação da Autoria de Milu Loureiro apresentada no projeto ler+ jovem no Agrupamento de escolas de Condeixa

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Leituras com idade

  1. 1. LEITURAS COM IDADE Por: Milu Loureiro
  2. 2. Ler(ouvir ler) é lutar contra a morte “Em sentido muito real, as pessoas que leram boa literatura viveram mais do que as pessoas que não sabem ler ou não se querem dar ao trabalho de ler... Não é verdade que tenhamos uma só vida para vivermos; se soubermos ler, poderemos viver tantas vida e tantas variedades de vida quantas desejarmos. Ler é transformarmo-nos de um em muitos - de singular em plural.” Eugénio Lisboa, Diálogos com a literacia , org. Helena Cidade Moura Cf. Com Rosa Montero A Louca da Casa
  3. 3. A VOZ -A voz deve ser clara; -Cada palavra deve viver por si mesma, distinguindo-se das outras; - A palavra deve ser pronunciada em toda a sua extensão do princípio ao fim; -A voz deve viver em função do texto e das personagens; -O uso da voz deve ser variado e criativo (os contrastes são muito importantes para atrair e manter a atenção do público); -A expressividade, ritmo e volume da voz são primordiais.
  4. 4. Algumas dicas Manter o queixo elevado para que a voz se projete para a frente e não se perca a poucos passos;  Manter uma postura corporal aberta, não tapar a cara com o livro; Aproveitar os silêncios para fazer as respirações profundas.
  5. 5. Exercícios para a dicção  Ler pronunciando só as vogais de um texto; Ler pronunciando só as consoantes; Ler um mesmo texto de diferentes maneiras: com alegria, com tristeza , com raiva, com culpa, suplicando, sussurrando…; Ler sílaba por sílaba; Ler de trás para a frente (letra por letra); Ler abrindo a boca e modelando exageradamente; Ler mudando os acentos; Ler enquanto se morde um lápis ou uma rolha; Ler soletrando; Ler com o livro ao contrário; Ler a distintas velocidades; Ler detendo-se em cada sinal de pontuação e levantando o olhar; Ler elevando a voz; Ler trava-línguas.
  6. 6. Exercícios de aquecimento Aquecimento das cordas vocais, do rosto, zona do pescoço e dos ombros:  Começar por virar a cabeça para os lados, para cima e para baixo e circularmente;  Mover os ombros fazendo-os girar para a frente e para trás;  Esticar os braços e fazê-los rodar à volta do corpo e para a frente e para trás;  Abrir e fechar as mão, esticando os dedos;  Aquecer as mãos e massajar a cara desde a testa, passando pelas maçãs do rosto, as sobrancelhas, o nariz, os lábios, o queixo e as orelhas;
  7. 7. Exercícios de aquecimento (Cont.)  Ajustar o ritmo respiratório ao dos exercícios, inspirando ao realizar um movimento e expirando no seguinte;  Fazer com que a boca gere calor mantendo os lábios fechados e fazendo pressão com a língua circularmente pelas paredes internas da boca, passando por todos os dentes e pressionando as gengivas;  Esfregar as mãos para as aquecer e levá-las ao
  8. 8. Bibliografia MONTERO, Rosa , A louca da casa, Porto: ASA Editores, 2004 CASTRO, Rodolfo, A Intuição Leitora, A Intenção Narrativa, Lisboa: GATAfunho,2012

×