CATEDRAL Clicar com o mouse Clicar para trocar slide
Música: Catedral  by Zélia Duncan Denise Severgnini Mardilê Fabre Cláudia Zin Nelciene Santos Mariana Sayuri Vilma Victori...
Os tercetos  deste e-livro tiveram como motivo inspirador a canção CATEDRAL, de LEANDRO   , que está reproduzido no slide ...
CATEDRAL No deserto que atravessei Ninguém me viu passar Estranho e só Nem pude ver Que o céu é maior Tentei dizer Mais vi...
Olhar distante,   busca o instante, passado e futuro se cruzam Mas não se encontram Denise Severgnini
Como chuva de verão, Dez minutos apenas... Molhaste o meu chão E te foste... Denise Severgnini
Chegaste no entardecer Abriste teu sol Como núncia da manhã Mas tu ficaste tão pouco Denise Severgnini
Nada tenho de ti Tão pouco te peço Tão pouco me negas Silencia-te! Denise Severgnini
REZEI EM TI Por pouco tempo... Tua imagem se fez templo Da minha humilde oração! Denise Severgnini
Teu Silêncio Abriste um vazio Destemperaste meu verso Emudeceste... Denise Severgnini
POUCO TEMPO Desenhaste meu sono Sonhaste comigo E desvaneceste... Denise Severgnini
VOU REZAR-TE Tenho-te em orações Desfio um rosário Para ganhar teu amor Denise Severgnini
Vindo na tua direção Vem o amor dizendo para ti Que ele quer Em teu coração entrar Denise Severgnini
Sofrimento//Desamor Minh'alma presa//Meu corpo inerte sofre de solidão.//padece desejo. Tenha compaixão!//Volta p'ra mim.....
Sofrimento//Desamor//Em mim um deserto Minh'alma presa//Meu corpo inerte//a areia me consome... sofre de solidão.//padece ...
Solidão Desejo de querer parar de viver... Não mais sofrer... Mardilê Fabre Solidão//Reação Desejo de querer//Vontade de e...
Nosso lugar Ninho acolhedor. Aconchego e calor... onde reina o amor. Cláudia Zin   Nosso lugar//Nossa cama Ninho acolhedor...
Solidão Tento evitar. Coração sem par,  vive (só) a suspirar. Cláudia Zin   Solidão // Distante Tento evitar.// a saudade ...
Solidão // Distante///Indiferença Tento evitar// a saudade //dor cruel em meu peito, Coração sem par// que me invade,//vá ...
Solidão // Distante///Indiferença // Sequidão Tento evitar// a saudade //dor cruel em meu peito, // Por que sofrer desse j...
Solidão // Distante///Indiferença // Sequidão // Dúvida Tento evitar// a saudade //dor cruel em meu peito, // Por que sofr...
Solidão // Distante// /Indiferença // Sequidão // Dúvida//Insatisfação   Tento evitar// a saudade // dor cruel em meu peit...
Solidão//distante//indiferença// sequidão//dúvida// insatisfação//resignação Tento evitar//a saudade//dor cruel em meu pei...
Atravessei desertos... Encontrei tristezas. Senti a indiferença... Só revivi com sua presença. Cláudia Zin   Atravessei de...
Atravessei desertos... // Venci caminhos... Encontrei tristezas. // Vivi incertezas. Senti a indiferença... // Mantive a c...
Atravessei desertos// perdi a vida// renasci Encontrei tristezas// mas tambem amei demais.// A saudade descobri   Senti in...
Atravessei desertos// perdi a vida// renasci// persisti Encontrei tristezas// mas também amei demais.// A saudade descobri...
Catedral Minh'alma  sem ti escura e fria. Vilma Catedral//Estátua Minh'alma //Meu corpo sem ti//com tua falta escura e fri...
Catedral//Estátua // Altar Minh'alma //Meu corpo // Minha vida sem ti//com tua falta // na tua ausência escura e fria.//in...
Maior que o céu É este amor que sinto por ti. Eu te segui... Não te alcancei... Mardilê Fabre   Maior que o céu//Maior que...
LONGE Deserto o coração bate incerto. Vilma
Perda O tempo passou... Lembrança de ti não apagou. Mardilê Fabre
Nosso Recanto dentro de mim é o sim. Vilma
Oração Na catedral da noite, rezo em paz. O silêncio tua imagem traz. Mardilê Fabre   Oração // Reflexão Na catedral da no...
Oração // Reflexão // Razão Na catedral da noite// solitária e absorta/ penso em ti Rezo em paz// reflito a vida// no meu ...
Amanhã Quero encontrar-te novamente E fazer-te ciente Da minha paixão ardente Mardilê Fabre   Amanhã//Será tarde ! Quero e...
Amanhã // Sempre! Quero encontrar-te novamnete //Fazer esse amor fluente E fazer-te ciente  // num momento fulgente Da min...
Amanhã//Será tarde !// Talvez... Quero encontrar-te novamente//antes que eu fique doente.// Como uma adolescente.  E fazer...
Amanhã // Sempre!//Eternamente Quero encontrar-te novamente //Fazer esse amor fluente//Seguindo contente E fazer-te ciente...
SOZINHA Vento adormece o frio Saudade aquece o peito Noite chega, solidão. Denise Severgnini   Sozinha // ausência Vento a...
Sozinha//ausência//Presumida Vento adormece o frio//acorda a dor//no quarto vazio. Saudade aquece o peito//sacode o amor//...
Sozinha // ausência// vazio ... Vento adormece o frio// acorda a dor// Revivo o temor Saudade aquece o peito// sacode o am...
Sozinha // Ausência// Vazio ...// Carência Vento adormece o frio// acorda a dor// Revivo o temor//Sinto um vazio, Saudade ...
Sozinha // Ausência//  Vazio ...// Carência // Distância Vento adormece o frio// acorda a dor//  Revivo o temor//Sinto um ...
TORTURANTES//MIRAGENS pensamentos fluem em//Noites infindas de desejos sonhos que são realidade//Devaneios... Fantasias......
TUA AUSÊNCIA... Vislumbro formas indecifráveis Flagelos em degredo eterno Nada sou além um espectro Denise Severgnini TUA ...
TUA AUSÊNCIA...// NA MINHA VIDA... Vislumbro formas indecifráveis //Em sonhos intermináveis Flagelos em degredo eterno // ...
DORES //GIRASSÓIS NEGROS Minhas mágoas são //As tuas lágrimas... fonte de dor pungente//Eterna tristeza. espelhada num tal...
DORES//GIRASSÓIS NEGROS//PRAGA Minhas mágoas são//As tuas lágrimas...//Máculas do abandono. fonte de dor pungente//Eterna ...
Formatação: Denise Severgnini  e Mardilê Fabre Imagem: Internet - Google
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Catedral Tercetos

814 visualizações

Publicada em

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
814
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
9
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Catedral Tercetos

  1. 1. CATEDRAL Clicar com o mouse Clicar para trocar slide
  2. 2. Música: Catedral by Zélia Duncan Denise Severgnini Mardilê Fabre Cláudia Zin Nelciene Santos Mariana Sayuri Vilma Victoria Magna Mari Saes Sal (em memória) Jesus Ramos
  3. 3. Os tercetos deste e-livro tiveram como motivo inspirador a canção CATEDRAL, de LEANDRO , que está reproduzido no slide a seguir.
  4. 4. CATEDRAL No deserto que atravessei Ninguém me viu passar Estranho e só Nem pude ver Que o céu é maior Tentei dizer Mais vi você Tão longe de chegar Mais perto de algum lugar é deserto onde eu te encontrei Você me viu passar Correndo só Nem pude ver Que o tempo é maior Olhei pra mim Me vi assim Tão perto de chegar Onde você não está No silencio uma catedral Um templo em mim Onde eu possa ser imortal mais vai existir eu sei, vai ter que existir Vai existir nosso lugar Solidão Quem pode evitar Te encontro enfim Meu coração é circular Sonha e deságua dentro de mim Amanhã, devagar Me diz como voltar Se eu disser, que foi por amor Não vou mentir pra mim Se eu disser deixa pra depois não foi sempre assim Tentei dizer... mais vi você tão longe de chegar Mas perto de algum lugar (Leandro)
  5. 5. Olhar distante,   busca o instante, passado e futuro se cruzam Mas não se encontram Denise Severgnini
  6. 6. Como chuva de verão, Dez minutos apenas... Molhaste o meu chão E te foste... Denise Severgnini
  7. 7. Chegaste no entardecer Abriste teu sol Como núncia da manhã Mas tu ficaste tão pouco Denise Severgnini
  8. 8. Nada tenho de ti Tão pouco te peço Tão pouco me negas Silencia-te! Denise Severgnini
  9. 9. REZEI EM TI Por pouco tempo... Tua imagem se fez templo Da minha humilde oração! Denise Severgnini
  10. 10. Teu Silêncio Abriste um vazio Destemperaste meu verso Emudeceste... Denise Severgnini
  11. 11. POUCO TEMPO Desenhaste meu sono Sonhaste comigo E desvaneceste... Denise Severgnini
  12. 12. VOU REZAR-TE Tenho-te em orações Desfio um rosário Para ganhar teu amor Denise Severgnini
  13. 13. Vindo na tua direção Vem o amor dizendo para ti Que ele quer Em teu coração entrar Denise Severgnini
  14. 14. Sofrimento//Desamor Minh'alma presa//Meu corpo inerte sofre de solidão.//padece desejo. Tenha compaixão!//Volta p'ra mim... Mardilê Fabre// Denise Severgnini Sofrimento Minh´alma presa sofre de solidão. Tem compaixão! Mardilê Fabre
  15. 15. Sofrimento//Desamor//Em mim um deserto Minh'alma presa//Meu corpo inerte//a areia me consome... sofre de solidão.//padece desejo.//Por piedade eu clamo... Tem compaixão!//Volta p'ra mim...//Retorna, meu amado. Mardilê Fabre//Denise Severgnini//Cláudia Zin
  16. 16. Solidão Desejo de querer parar de viver... Não mais sofrer... Mardilê Fabre Solidão//Reação Desejo de querer//Vontade de esquecer parar de viver...//continuar a vida Não mais sofrer...//buscar novo amor Mardilê Fabre//Denise Severgnini
  17. 17. Nosso lugar Ninho acolhedor. Aconchego e calor... onde reina o amor. Cláudia Zin Nosso lugar//Nossa cama Ninho acolhedor.//...é nossa cama à espera Aconchego e calor...//de nossos corpos excitados onde reina o amor.//aconsumirem-se de paixão Cláudia Zin//Denise Severgnini
  18. 18. Solidão Tento evitar. Coração sem par, vive (só) a suspirar. Cláudia Zin Solidão // Distante Tento evitar.// a saudade Coração sem par, // que me invade, vive (só) a suspirar.// já veio tarde. Cláudia Zin // Victoria Magna
  19. 19. Solidão // Distante///Indiferença Tento evitar// a saudade //dor cruel em meu peito, Coração sem par// que me invade,//vá embora sem alarde. vive (só) a suspirar// já veio tarde.//Quero nova chama que arde Cláudia Zin // Victoria Magna///Denise Severgnini
  20. 20. Solidão // Distante///Indiferença // Sequidão Tento evitar// a saudade //dor cruel em meu peito, // Por que sofrer desse jeito? Coração sem par// que me invade,//vá embora sem alarde. // Não seja covarde! vive (só) a suspirar// já veio tarde.//Quero nova chama que arde. // Não retarde. Cláudia Zin // Victoria Magna///Denise Severgnini // Mardilê Fabre
  21. 21. Solidão // Distante///Indiferença // Sequidão // Dúvida Tento evitar// a saudade //dor cruel em meu peito, // Por que sofrer desse jeito? // Nosso amor está desfeito! Coração sem par// que me invade,//vá embora sem alarde. // Não seja covarde! //Tudo termina , mas vive (só) a suspirar// já veio tarde.//Quero nova chama que arde. // Não retarde.//será que vale a pena esperar? Cláudia Zin // Victoria Magna///Denise Severgnini // Mardilê Fabre// Mari Saes
  22. 22. Solidão // Distante// /Indiferença // Sequidão // Dúvida//Insatisfação   Tento evitar// a saudade // dor cruel em meu peito, // Por que sofrer desse jeito? // Nosso amor está desfeito!//não tem mais jeito. Coração sem par// que me invade,// vá embora sem alarde. // Não seja covarde! // Tudo termina , mas//Sei que fica algo no ar, vive (só) a suspirar// já veio tarde.// Quero nova chama que arde. // Não retarde.// será que vale a pena esperar?//é tão difícil de acreditar... Cláudia Zin // Victoria Magna/// Denise Severgnini // Mardilê Fabre// Mari Saes//Nelciene Santos
  23. 23. Solidão//distante//indiferença// sequidão//dúvida// insatisfação//resignação Tento evitar//a saudade//dor cruel em meu peito// Por que sofro desse jeito//nosso amor está desfeito// não tem mais jeito//essa dor, esse meu fado... Coração sem par//que me invade//vá embora sem alarde// não seja covarde//Tudo termina// Sei que algo fica no ar//faz pressão aqui do lado... Vive (só) a suspirar//já veio tarde//Quero nova chama que arde// não retarde//Será  que vale a pena esperar?// È tão difícil acreditar//Esquecer está descartado. Claudia Zin//Victória Magna//Denise Severgnini// Mardilê Fabre//Mari Saes// Nelciene Santos//Vilma
  24. 24. Atravessei desertos... Encontrei tristezas. Senti a indiferença... Só revivi com sua presença. Cláudia Zin Atravessei desertos...//Perdi a vida, Encontrei tristezas,//mas também amei demais. Senti a indiferença...//Fechei-me como ostra, Só revivi com sua presença.//à  total ausência de ti. Cláudia Zin//Denise Severgnini
  25. 25. Atravessei desertos... // Venci caminhos... Encontrei tristezas. // Vivi incertezas. Senti a indiferença... // Mantive a crença,,, Só revivi com sua presença. // Obtive recompensa. Cláudia Zin // Mardilê Fabre
  26. 26. Atravessei desertos// perdi a vida// renasci Encontrei tristezas// mas tambem amei demais.// A saudade descobri  Senti indiferença// fechei-me como ostra,// de novo me abri Só revivi com tua presença// à total ausência de ti// me perdi Claudia Zin  // Denise Servignini // Vilma
  27. 27. Atravessei desertos// perdi a vida// renasci// persisti Encontrei tristezas// mas também amei demais.// A saudade descobri // na falta do teu riso Senti indiferença// fechei-me como ostra,// de novo me abri//  chorei e sofri Só revivi com tua presença// à total ausência de ti// me perdi // mas, persisti.. Claudia Zin  // Denise Servignini // Vilma// Mari Saes
  28. 28. Catedral Minh'alma sem ti escura e fria. Vilma Catedral//Estátua Minh'alma //Meu corpo sem ti//com tua falta escura e fria.//inerte... Vilma//Denise Severgnini
  29. 29. Catedral//Estátua // Altar Minh'alma //Meu corpo // Minha vida sem ti//com tua falta // na tua ausência escura e fria.//inerte... // Extingue-se... Vilma//Denise Severgnini // Mardilê Fabre
  30. 30. Maior que o céu É este amor que sinto por ti. Eu te segui... Não te alcancei... Mardilê Fabre Maior que o céu//Maior que o mar É este amor que sinto por ti.//É a vontade de te abraçar. Eu te segui...//Chegaste! Não te alcancei...//Beijei-te! Mardilê Fabre//Denise Severgnini
  31. 31. LONGE Deserto o coração bate incerto. Vilma
  32. 32. Perda O tempo passou... Lembrança de ti não apagou. Mardilê Fabre
  33. 33. Nosso Recanto dentro de mim é o sim. Vilma
  34. 34. Oração Na catedral da noite, rezo em paz. O silêncio tua imagem traz. Mardilê Fabre Oração // Reflexão Na catedral da noite, //Solitária e absorta rezo em paz. // Reflito a vida O silêncio tua imagem traz. // Numa despedida... Mardilê Fabre// Mari Saes
  35. 35. Oração // Reflexão // Razão Na catedral da noite// solitária e absorta/ penso em ti Rezo em paz// reflito a vida// no meu futuro// O silêncio tua imagem traz// numa despedida//não estarás Mardilê Fabre // Mari Saes/  Vilma
  36. 36. Amanhã Quero encontrar-te novamente E fazer-te ciente Da minha paixão ardente Mardilê Fabre Amanhã//Será tarde ! Quero encontrar-te novamente//antes que eu fique doente. E fazer-te ciente//como meu confidente. Da minha paixão ardente//que me torna impaciente. Mardilê Fabre/Mariana Sayuri
  37. 37. Amanhã // Sempre! Quero encontrar-te novamnete //Fazer esse amor fluente E fazer-te ciente  // num momento fulgente Da minha paixão ardente  // sentimento incandescente... Mardilê Fabre// Mari Saes
  38. 38. Amanhã//Será tarde !// Talvez... Quero encontrar-te novamente//antes que eu fique doente.// Como uma adolescente. E fazer-te ciente//como meu confidente.//Um amor diferente Da minha paixão ardente//que me torna impaciente.//mas, conveniente. Mardilê Fabre//Mariana Sayuri// Mari Saes
  39. 39. Amanhã // Sempre!//Eternamente Quero encontrar-te novamente //Fazer esse amor fluente//Seguindo contente E fazer-te ciente  // num momento fulgente//sem tristezas aparentes Da minha paixão ardente // sentimento incandescente...//cultivarei este amor resplandecente... Mardilê Fabre// Mari Saes//Nelciene Santos
  40. 40. SOZINHA Vento adormece o frio Saudade aquece o peito Noite chega, solidão. Denise Severgnini Sozinha // ausência Vento adormece o frio// acorda a dor Saudade aquece o peito// sacode o amor Noite chega, solidão// anseia pelo amanhã Denise Severgnini// Vilma
  41. 41. Sozinha//ausência//Presumida Vento adormece o frio//acorda a dor//no quarto vazio. Saudade aquece o peito//sacode o amor//do sonho desfeito. Noite chega, solidão//anseia pelo amanhã//libertador. Denise Severgnini/Vilma/Mariana Sayuri
  42. 42. Sozinha // ausência// vazio ... Vento adormece o frio// acorda a dor// Revivo o temor Saudade aquece o peito// sacode o amor // Forte tremor! Noite chega, solidão// anseia pelo amanhã // Numa luz...Num afã... Denise Severgnini// Vilma//Mari Saes
  43. 43. Sozinha // Ausência// Vazio ...// Carência Vento adormece o frio// acorda a dor// Revivo o temor//Sinto um vazio, Saudade aquece o peito// sacode o amor // Forte tremor!//falta do calor Noite chega, solidão// anseia pelo amanhã // Numa luz...Num afã...//de sentir teu amor... Denise Severgnini// Vilma//Mari Saes//Nelciene Santos
  44. 44. Sozinha // Ausência// Vazio ...// Carência // Distância Vento adormece o frio// acorda a dor// Revivo o temor//Sinto um vazio,//Não estás mais comigo. Saudade aquece o peito// sacode o amor // Forte tremor!//falta do calor // Preciso do teu ardor. Noite chega, solidão// anseia pelo amanhã // Numa luz...Num afã...//de sentir teu amor...//Pr´a ser feliz outra vez... Denise Severgnini// Vilma// Mari Saes//Nelciene Santos // Mardilê Fabre
  45. 45. TORTURANTES//MIRAGENS pensamentos fluem em//Noites infindas de desejos sonhos que são realidade//Devaneios... Fantasias... presentes em minha pele...//Na boca, o sabor de teus beijos. Denise Severgnini//Sal
  46. 46. TUA AUSÊNCIA... Vislumbro formas indecifráveis Flagelos em degredo eterno Nada sou além um espectro Denise Severgnini TUA AUSÊNCIA...//MATA. Vislumbro formas indecifráveis//Noturnos tormentos assombráveis. Flagelos em degredo eterno//Medo, pesadelos do inferno. Nada sou além um espectro//Frio e indiferente por dentro. Denise Severgnini/Mariana Sayuri
  47. 47. TUA AUSÊNCIA...// NA MINHA VIDA... Vislumbro formas indecifráveis //Em sonhos intermináveis Flagelos em degredo eterno // onde tantas vezes, hiberno Nada sou além um espectro // tão perdida , desgoverno. Denise Severgnini // Mari Saes
  48. 48. DORES //GIRASSÓIS NEGROS Minhas mágoas são //As tuas lágrimas... fonte de dor pungente//Eterna tristeza. espelhada num talvez...//Girassóis negros de amanhã! Denise Severgnini//Jesus Ramos
  49. 49. DORES//GIRASSÓIS NEGROS//PRAGA Minhas mágoas são//As tuas lágrimas...//Máculas do abandono. fonte de dor pungente//Eterna tristeza.//de uma alma ausente. espelhada num talvez...//Girassóis negros de amanhã!//brotados no coração infértil. Denise Severgnini/Jesus Ramos/Mariana Sayuri
  50. 50. Formatação: Denise Severgnini e Mardilê Fabre Imagem: Internet - Google

×