SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
Baixar para ler offline
anapuglia
a primeira “marca” Tudo começou em Paris no final do século XIX e, depois, difundiu-se para o mundo. Na corte francesa, o inglês Charles Frederick Worthdeu início a um processo sem volta, ao tornar-se costureiro oficial da imperatriz Eugênia, esposa de Napoleão III. *
o número 1! /// Antes: os modistas se dedicavam a copiar os modelos que suas clientes viam nas rodas sociais ou revistas ilustradas. As clientes escolhiam os tecidos, as cores e os modelos; /// Depois: foi o primeiro que impôs seu próprio gosto.. *
o gênio do marketing /// O primeiro a realizar desfile, onde jovens bonitas vestiam as suas criações.  /// Estas jovens eram chamadas de “sósias” ou “doubles”; /// Presenteava as mulheres famosas com suas roupas; /// Temperamento caprichoso; /// Elitista; ///Porta-voz carismático para a marca; /// O primeiro a envolver seu próprio nome em um conto de fadas e comercializá-lo. *
a única constante é a mudança Paul Poiret começou a trabalhar cedo na maisonWorth, mas logo quis sua independência; Queria libertar as mulheres das complicadas estruturas que imobilizavam a parte superior de seu corpo; Eliminou o “corsé” de uma vez por todas, revolucionando a indumentária feminina *
marketing /// Acabou com a fronteira entre a arte e a moda, contratando pintores para ilustrar seus catálogos e decorou sua loja com um estilo que antecipava a artdecó; /// Foi o primeiro a lançar um perfume com sua marca; /// Abriu boutiques com seu nome nas principais cidades francesas; /// Organizou desfiles itinerantes; /// Desenhou vestidos para a atriz Sarah Bernhardt. *
a primeira “sub-marca” Em 1911, inaugurou uma fábrica onde formava moças parisienses de baixa renda na fabricação de alguns itens de moda; Estes itens eram comercializados em uma boutique e alguns dos grandes magazines, sob a marca Martina, nome de sua filha mais jovem. *
“a extravagância mata a personalidade” *
gabrielle “coco” chanel /// As mulheres voltam menos femininas da guerra e Chanel realçou este estilo andrógino; /// Chanel no. 5: primeira fragância sintética, reforçando seu aspecto de modernidade. *
elsaschiaparelli /// Desenhos de Salvador Dalí; /// Frasco de perfume no formato dos seios de Mae West. *
estados unidos /// Até a guerra, as mulheres ricas compravam diretamente em Paris ou reproduziam modelos; /// Os confeccionistas começaram a produzir tecidos sintéticos, com técnicas de produção mais rápidas, peças leves e cambiáveis; /// Para ser chique, não se precisava mais de um modista particular ou de alta costura; /// A moda deixa ser reservada para a elite; /// Prêt-à-porter. *
à paris... Começavam a surgir na Europa, sobretudo na capital da França – lar das maisonsde alta costura – novos projetos. *
/// Visionário, inventou o “newlook”; /// Máquina de fazer dinheiro: /// Usava a publicidade como nenhum antecessor; /// Lançou seu primeiro perfume em 1947; /// Inaugurou sua primeira boutique em NY em 1948; /// No final da década, vendeu uma licença de sua marca; /// Inaugurou filiais de sua maison por todo o mundo.  christiandior *
/// Foi o primeiro a perceber que o luxo poderia ser “empacotado” como um produto para as massas; /// Considerava esta estratégia fundamental para a sobrevivência das marcas; /// Depois dele, a ditadura das marcas continua, mesmo na década de 60, onde se reivindicava a liberdade de estilo. christiandior *
a década de 60 /// Mary Quant: foi uma das criadoras que converteram a cultura juvenil em benefícios, com considerável êxito; /// Pierre Cardin: como protegido de Dior, reconheceu o potencial do prêt-à-porter; /// Abriu duas lojas e um corner exclusivo  na Le Printemps; ///Também vendeu licenças da sua marca. *
licenças /// Pierre Cardin preferiu ser uma marca, antes de ser um designer; Conseguiu fazer fortuna, mas perdeu a exclusividade exigida para uma marca de luxo. /// Yves Saint Laurent também era entusiasta das licenças, mas exigia um maior controle de qualidade dos produtos *
yves saint-laurent /// Iniciou como sucessor de Dior; /// Conseguiu sucesso tanto nas passarelas quanto na loja de prêt-à-porter de luxo; /// Seu maior sucesso foi o perfume Opium, lançado em 1978 e vendido até hoje. *
/// Segue a democratização da moda; /// Escolas de moda formam muitos jovens designers rebeldes; /// O rock se “enamorou” da moda de vanguarda; /// A imprensa especializada cresceu; /// A primeira geração de designers começou a ditar aos consumidores o que deviam  vestir e como fazê-lo; /// Os italianos começam a desenvolver suas próprias marcas: sabiam casar arte e comércio de um modo que as marcas francesas não conseguiam compreender. década de  70 *
década de 80 /// A “morte” da moda começou a ser anunciada; /// Ressaca dos anos 70: crise econômica e AIDS; /// O prêt-à-porter foi o que houve de mais importante na passarela. *
/// Jean-Paul Gaultier, Thierry Mugler, Kenzo, Karl Lagerfeld, Christian Lacroix: os novos românticos. /// Japoneses: YohjiYamamoti, Rei Kawakubo – inspiração para os severos anos monocromáticos do final da década de 80; /// Yuppies >>> a roupa significava seu êxito: 	>>>Giorgio Armani, Paul Smith; 	>>>Filofax. ///Ralph Lauren. década de 80 *
/// De maneira quase inconsciente, se deu conta de que nos Estados Unidos a história tinha importância (terra de Hollywood e da venda de fantasias); /// Criou um mundo de bom gosto aristocrático que era pura invenção; /// Suas lojas eram cenários de filmes e suas campanhas publicitárias fotogramas de filmes que nunca foram rodados; /// Seu êxito se baseava na qualidade de seus produtos e, em especial, a sua habilidade para o branding; estados unidos *
estilo de vida /// Foi a marca perfeita para os anos 80 quando o estilo de vida era mais importante que a moda; /// A mídia se importava mais com a vida das super modelos do que com as roupas que vestiam. *
década de 90 /// O interesse feminino pela sua profissão se tornou maior que o interesse pela moda; /// As mulheres começaram a adotar o figurino masculino: terno como uniforme; /// As passarelas perderam espaço para o streetwear (Levi´s, Nike, Gap) e cultura MTV; /// Internet, casual Friday, produção na Ásia; /// Vestir-se com simplicidade *
década de 90 /// A postura elitista começava a parecer arrogante e antiquada; /// Os artigos passaram a ser funcionais; /// As super modelos começaram a parecer menos “super”: Kate Moss; /// Simplechic. *
década de 90 /// Muitas casas de moda foram adquiridas ou se transformaram em grandes corporações: 	>>>Bolsa de valores. /// A insipidez utilitária das marcas fez com o marketing adquirisse importância sem precedentes. *
anos 2000 /// A moda transformou-se novamente; /// O estilo saiu do armário; /// Smart Casual. *
/// Um dos primeiros designers contemporâneos que entendeu o poder do marketing. Não esnobe, queria vender seus produtos; /// Redesenhou cada aspecto da marca: desde a publicidade impressa até as lojas, assegurando-se que tudo somasse para a criação da imagem desejada para Gucci; /// Reintroduziu a luxúria no mundo da moda, através de uma série de anúncios abertamente eróticos (pornochic); /// Criou peças que todos desejavam usar; /// Dizia que se não pudessem comprar um vestido, que comprassem um óculos de sol. sexo vende *
/// Também entendeu que a mensagem da marca devia estar “impregnada” no todo, desde os anúncios até as lojas, incluindo, claro, os produtos; /// Posicionou-se baseada na criatividade, sensibilidade e compromisso político; /// As intelectuais novaiorquinas e as mulheres de negócio de Londres adoraram a marca e a bolsa Prada tomou lugar da Filofax; /// Logo foi seguida pelos sapatos e roupas. miucciaprada *
bernardarnault /// Dior, Louis Vitton, Celine, Kenzo, Givenchy, Fendi, Pucci, Marc Jacobs, Donna Karan, entre outras; /// Incorporou técnicas de marketing a um mundo que achava não necessitá-las. . *
françoispinault /// Yves Saint Laurent, Boucheron, Bottega Veneta, Balenciaga, Stella McCartney *
/// A fórmula usada por Gucci, Prada e Dior, consistente na combinação de produtos juvenis e trabalhados, com acessórios acessíveis, junto a uma estratégia agressiva de marketing, fez com acordasse a fashion victim interna dos consumidores; /// Ford e Galliano eram fotogênicos e apaixonantes, tão chamativos quanto estrelas do rock; /// Crescente obsessão pela vida dos famosos e quando um deles era fotografado usando alguma marca, todos queriam comprá-la também. marketing hoje *
já que para a maioria é possível somente comprar os acessórios das grandes marcas, onde encontrar as roupas para serem usadas com eles? *
fast  fashion! Marcas de grande distribuição, criadas por designers jovens e de talento, que se inspiram nas passarelas *
conteúdo Ana Puglia www.anapuglia.com projeto gráfico Luiz Wachelke larwachelke@yahoo.com

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Planejamento de Trade Shopper Mkt | Pedigree e Wiskas
Planejamento de Trade Shopper Mkt | Pedigree e Wiskas Planejamento de Trade Shopper Mkt | Pedigree e Wiskas
Planejamento de Trade Shopper Mkt | Pedigree e Wiskas Jonas Jaeger
 
Classificações dos mercados
Classificações dos mercadosClassificações dos mercados
Classificações dos mercadosMediadoraefa
 
Visual Merchandising - Técnico Designer de interiores Senac
Visual Merchandising - Técnico Designer de interiores SenacVisual Merchandising - Técnico Designer de interiores Senac
Visual Merchandising - Técnico Designer de interiores SenacDani Ferauche
 
Sandálias Ipanema - Abordagem da Marca
Sandálias Ipanema - Abordagem da MarcaSandálias Ipanema - Abordagem da Marca
Sandálias Ipanema - Abordagem da MarcaGlenda Cardoso
 
Desenvolvimento de Coleção - A Noiva Cadáver
Desenvolvimento de Coleção - A Noiva CadáverDesenvolvimento de Coleção - A Noiva Cadáver
Desenvolvimento de Coleção - A Noiva CadáverLuciana Lins
 
LINGUAGEM VISUAL E VESTUÁRIO
LINGUAGEM VISUAL E VESTUÁRIOLINGUAGEM VISUAL E VESTUÁRIO
LINGUAGEM VISUAL E VESTUÁRIOOdair Tuono
 
Apresentação arte e moda
Apresentação arte e modaApresentação arte e moda
Apresentação arte e modaLarissa Mussi
 
Pesquisa de Tendência e Coolhunting | ESPM-Sul
Pesquisa de Tendência e Coolhunting | ESPM-SulPesquisa de Tendência e Coolhunting | ESPM-Sul
Pesquisa de Tendência e Coolhunting | ESPM-SulAna Carol Campos
 
Organização do ponto de venda6º
Organização do ponto de venda6ºOrganização do ponto de venda6º
Organização do ponto de venda6ºSoraia Cardozo
 
Marketing e Publicidade e Propaganda
Marketing e Publicidade e PropagandaMarketing e Publicidade e Propaganda
Marketing e Publicidade e PropagandaCiro Gusatti
 
Merchandising e comunicação visual
Merchandising e comunicação visualMerchandising e comunicação visual
Merchandising e comunicação visualFrancisca Laviada
 
Visual Merchandising para Vender Mais!
Visual Merchandising para Vender Mais!Visual Merchandising para Vender Mais!
Visual Merchandising para Vender Mais!Ariela Silveira
 
Timeline e historia do design
Timeline e historia do designTimeline e historia do design
Timeline e historia do designMarcio Duarte
 
Marketing e publicidade e propaganda
Marketing e publicidade e propagandaMarketing e publicidade e propaganda
Marketing e publicidade e propagandaCiro Gusatti
 
Apresentação Merchandising
Apresentação MerchandisingApresentação Merchandising
Apresentação MerchandisingAdriano Valadão
 
Plano de vendas_apresentacao
Plano de vendas_apresentacaoPlano de vendas_apresentacao
Plano de vendas_apresentacaoFabio Mesquita
 

Mais procurados (20)

Planejamento de Trade Shopper Mkt | Pedigree e Wiskas
Planejamento de Trade Shopper Mkt | Pedigree e Wiskas Planejamento de Trade Shopper Mkt | Pedigree e Wiskas
Planejamento de Trade Shopper Mkt | Pedigree e Wiskas
 
Classificações dos mercados
Classificações dos mercadosClassificações dos mercados
Classificações dos mercados
 
Visual Merchandising - Técnico Designer de interiores Senac
Visual Merchandising - Técnico Designer de interiores SenacVisual Merchandising - Técnico Designer de interiores Senac
Visual Merchandising - Técnico Designer de interiores Senac
 
Aula Pesquisa Mercadológica
Aula Pesquisa MercadológicaAula Pesquisa Mercadológica
Aula Pesquisa Mercadológica
 
Sandálias Ipanema - Abordagem da Marca
Sandálias Ipanema - Abordagem da MarcaSandálias Ipanema - Abordagem da Marca
Sandálias Ipanema - Abordagem da Marca
 
Moda das décadas
Moda das décadasModa das décadas
Moda das décadas
 
Desenvolvimento de Coleção - A Noiva Cadáver
Desenvolvimento de Coleção - A Noiva CadáverDesenvolvimento de Coleção - A Noiva Cadáver
Desenvolvimento de Coleção - A Noiva Cadáver
 
LINGUAGEM VISUAL E VESTUÁRIO
LINGUAGEM VISUAL E VESTUÁRIOLINGUAGEM VISUAL E VESTUÁRIO
LINGUAGEM VISUAL E VESTUÁRIO
 
Apresentação arte e moda
Apresentação arte e modaApresentação arte e moda
Apresentação arte e moda
 
Pesquisa de Tendência e Coolhunting | ESPM-Sul
Pesquisa de Tendência e Coolhunting | ESPM-SulPesquisa de Tendência e Coolhunting | ESPM-Sul
Pesquisa de Tendência e Coolhunting | ESPM-Sul
 
David LaChapelle
David LaChapelleDavid LaChapelle
David LaChapelle
 
Organização do ponto de venda6º
Organização do ponto de venda6ºOrganização do ponto de venda6º
Organização do ponto de venda6º
 
Marketing e Publicidade e Propaganda
Marketing e Publicidade e PropagandaMarketing e Publicidade e Propaganda
Marketing e Publicidade e Propaganda
 
Merchandising e comunicação visual
Merchandising e comunicação visualMerchandising e comunicação visual
Merchandising e comunicação visual
 
Visual Merchandising para Vender Mais!
Visual Merchandising para Vender Mais!Visual Merchandising para Vender Mais!
Visual Merchandising para Vender Mais!
 
Timeline e historia do design
Timeline e historia do designTimeline e historia do design
Timeline e historia do design
 
Marketing e publicidade e propaganda
Marketing e publicidade e propagandaMarketing e publicidade e propaganda
Marketing e publicidade e propaganda
 
Apresentação Merchandising
Apresentação MerchandisingApresentação Merchandising
Apresentação Merchandising
 
Moda de Vitrine: como atrair seu consumidor
Moda de Vitrine: como atrair seu consumidorModa de Vitrine: como atrair seu consumidor
Moda de Vitrine: como atrair seu consumidor
 
Plano de vendas_apresentacao
Plano de vendas_apresentacaoPlano de vendas_apresentacao
Plano de vendas_apresentacao
 

Destaque

Marketing Digital e o Universo da Moda
Marketing Digital e o Universo da ModaMarketing Digital e o Universo da Moda
Marketing Digital e o Universo da ModaFabulosa Ideia
 
Segmentação do Mercado de Vestuário - Moda
Segmentação do Mercado de Vestuário - ModaSegmentação do Mercado de Vestuário - Moda
Segmentação do Mercado de Vestuário - ModaDébora Cseri
 
Marketing De La Moda
Marketing De La ModaMarketing De La Moda
Marketing De La Modanena1414
 
PESQUISA DE MODA
PESQUISA DE MODAPESQUISA DE MODA
PESQUISA DE MODAOdair Tuono
 
Marketing de la moda clase 01
Marketing de la moda   clase 01Marketing de la moda   clase 01
Marketing de la moda clase 01UTP
 
Marketing en el Diseño de Moda
Marketing en el Diseño de ModaMarketing en el Diseño de Moda
Marketing en el Diseño de ModaMarisa955
 
MARCAS E PRODUTOS
MARCAS E PRODUTOSMARCAS E PRODUTOS
MARCAS E PRODUTOSOdair Tuono
 
Trabalho de Conclusão I - Curso Design de Moda
Trabalho de Conclusão I - Curso Design de ModaTrabalho de Conclusão I - Curso Design de Moda
Trabalho de Conclusão I - Curso Design de ModaCarolina Afiune
 
Teresina branding e marketing de moda
Teresina branding e marketing de modaTeresina branding e marketing de moda
Teresina branding e marketing de modaLurebordosa Leite
 
Branding SENAI Moda Design
Branding SENAI Moda DesignBranding SENAI Moda Design
Branding SENAI Moda DesignMarcela_Arruda
 
ENCONTROS ENTRE A ARTE E A MODA.
ENCONTROS ENTRE A ARTE E A MODA.ENCONTROS ENTRE A ARTE E A MODA.
ENCONTROS ENTRE A ARTE E A MODA.Odair Tuono
 
Análise de branding da FARM
Análise de branding da FARMAnálise de branding da FARM
Análise de branding da FARMDylan Araujo
 
Marketing de la moda caso practico02
Marketing de la moda   caso practico02Marketing de la moda   caso practico02
Marketing de la moda caso practico02UTP
 
Apostila Design de Moda
Apostila Design de ModaApostila Design de Moda
Apostila Design de ModaAlison Davyd
 
Para mães e filhas: frases de Coco Chanel
Para mães e filhas: frases de Coco ChanelPara mães e filhas: frases de Coco Chanel
Para mães e filhas: frases de Coco Chanelmairacost
 
Branding- Professor Danilo Pires
Branding- Professor Danilo PiresBranding- Professor Danilo Pires
Branding- Professor Danilo PiresDanilo Pires
 
Analise de uma marca de varejo
Analise de uma marca de varejoAnalise de uma marca de varejo
Analise de uma marca de varejoLuiza Vieira
 
Fashion branding - Branding e comportamento do consumidor em moda
Fashion branding - Branding e comportamento do consumidor em moda Fashion branding - Branding e comportamento do consumidor em moda
Fashion branding - Branding e comportamento do consumidor em moda Mauro Mantica
 

Destaque (20)

Marketing Digital e o Universo da Moda
Marketing Digital e o Universo da ModaMarketing Digital e o Universo da Moda
Marketing Digital e o Universo da Moda
 
Segmentação do Mercado de Vestuário - Moda
Segmentação do Mercado de Vestuário - ModaSegmentação do Mercado de Vestuário - Moda
Segmentação do Mercado de Vestuário - Moda
 
Marketing De La Moda
Marketing De La ModaMarketing De La Moda
Marketing De La Moda
 
Marketing de la Moda-EBR
Marketing de la Moda-EBRMarketing de la Moda-EBR
Marketing de la Moda-EBR
 
PESQUISA DE MODA
PESQUISA DE MODAPESQUISA DE MODA
PESQUISA DE MODA
 
Marketing de la moda clase 01
Marketing de la moda   clase 01Marketing de la moda   clase 01
Marketing de la moda clase 01
 
Marketing en el Diseño de Moda
Marketing en el Diseño de ModaMarketing en el Diseño de Moda
Marketing en el Diseño de Moda
 
MARCAS E PRODUTOS
MARCAS E PRODUTOSMARCAS E PRODUTOS
MARCAS E PRODUTOS
 
Trabalho de Conclusão I - Curso Design de Moda
Trabalho de Conclusão I - Curso Design de ModaTrabalho de Conclusão I - Curso Design de Moda
Trabalho de Conclusão I - Curso Design de Moda
 
Teresina branding e marketing de moda
Teresina branding e marketing de modaTeresina branding e marketing de moda
Teresina branding e marketing de moda
 
Branding SENAI Moda Design
Branding SENAI Moda DesignBranding SENAI Moda Design
Branding SENAI Moda Design
 
TCC - Estilismo/Moda - Senac Campinas
TCC - Estilismo/Moda - Senac CampinasTCC - Estilismo/Moda - Senac Campinas
TCC - Estilismo/Moda - Senac Campinas
 
ENCONTROS ENTRE A ARTE E A MODA.
ENCONTROS ENTRE A ARTE E A MODA.ENCONTROS ENTRE A ARTE E A MODA.
ENCONTROS ENTRE A ARTE E A MODA.
 
Análise de branding da FARM
Análise de branding da FARMAnálise de branding da FARM
Análise de branding da FARM
 
Marketing de la moda caso practico02
Marketing de la moda   caso practico02Marketing de la moda   caso practico02
Marketing de la moda caso practico02
 
Apostila Design de Moda
Apostila Design de ModaApostila Design de Moda
Apostila Design de Moda
 
Para mães e filhas: frases de Coco Chanel
Para mães e filhas: frases de Coco ChanelPara mães e filhas: frases de Coco Chanel
Para mães e filhas: frases de Coco Chanel
 
Branding- Professor Danilo Pires
Branding- Professor Danilo PiresBranding- Professor Danilo Pires
Branding- Professor Danilo Pires
 
Analise de uma marca de varejo
Analise de uma marca de varejoAnalise de uma marca de varejo
Analise de uma marca de varejo
 
Fashion branding - Branding e comportamento do consumidor em moda
Fashion branding - Branding e comportamento do consumidor em moda Fashion branding - Branding e comportamento do consumidor em moda
Fashion branding - Branding e comportamento do consumidor em moda
 

Semelhante a Marketing de Moda

Semelhante a Marketing de Moda (20)

10 ícones que inspiraram na moda dos anos 50
10 ícones que inspiraram na moda dos anos 5010 ícones que inspiraram na moda dos anos 50
10 ícones que inspiraram na moda dos anos 50
 
ABC da Moda
ABC da Moda ABC da Moda
ABC da Moda
 
Abc da Moda
Abc da ModaAbc da Moda
Abc da Moda
 
ABC da moda
ABC da modaABC da moda
ABC da moda
 
SEMANAS DE MODA
SEMANAS DE MODASEMANAS DE MODA
SEMANAS DE MODA
 
Moda e Estilo
Moda e EstiloModa e Estilo
Moda e Estilo
 
Moda e Estilo
Moda e EstiloModa e Estilo
Moda e Estilo
 
Abc da moda grupo y
Abc da moda grupo yAbc da moda grupo y
Abc da moda grupo y
 
Abc da moda
Abc da modaAbc da moda
Abc da moda
 
ILU2 abc da moda schânya maximiano
ILU2 abc da moda schânya maximianoILU2 abc da moda schânya maximiano
ILU2 abc da moda schânya maximiano
 
ABC da moda
ABC da modaABC da moda
ABC da moda
 
Abc da moda 1
Abc da moda 1Abc da moda 1
Abc da moda 1
 
ABC da Moda
ABC da ModaABC da Moda
ABC da Moda
 
Abc da moda Grupo Y - U33 ILU2_EDI 2016_2
Abc da moda Grupo Y - U33 ILU2_EDI 2016_2Abc da moda Grupo Y - U33 ILU2_EDI 2016_2
Abc da moda Grupo Y - U33 ILU2_EDI 2016_2
 
Abc da Moda
Abc da Moda   Abc da Moda
Abc da Moda
 
Abc da moda
Abc da modaAbc da moda
Abc da moda
 
ABC da Moda - Fotografia Editorial
ABC da Moda - Fotografia Editorial ABC da Moda - Fotografia Editorial
ABC da Moda - Fotografia Editorial
 
ABC DA MODA
ABC DA MODA ABC DA MODA
ABC DA MODA
 
ABC DA MODA
ABC DA MODAABC DA MODA
ABC DA MODA
 
DemocratizaçãO Da Moda
DemocratizaçãO Da ModaDemocratizaçãO Da Moda
DemocratizaçãO Da Moda
 

Mais de Ana

Construção de Marca - Promessa
Construção de Marca - PromessaConstrução de Marca - Promessa
Construção de Marca - PromessaAna
 
Construção da Marca - Essência
Construção da Marca - EssênciaConstrução da Marca - Essência
Construção da Marca - EssênciaAna
 
Planejamento de Coleção
Planejamento de ColeçãoPlanejamento de Coleção
Planejamento de ColeçãoAna
 
Consumer Insight
Consumer InsightConsumer Insight
Consumer InsightAna
 
Roteiro Para DefiniçãO De PúBlico Alvo
Roteiro Para DefiniçãO De PúBlico AlvoRoteiro Para DefiniçãO De PúBlico Alvo
Roteiro Para DefiniçãO De PúBlico AlvoAna
 
Papel das Marcas
Papel das MarcasPapel das Marcas
Papel das MarcasAna
 
Estratégia de Marca
Estratégia de MarcaEstratégia de Marca
Estratégia de MarcaAna
 

Mais de Ana (7)

Construção de Marca - Promessa
Construção de Marca - PromessaConstrução de Marca - Promessa
Construção de Marca - Promessa
 
Construção da Marca - Essência
Construção da Marca - EssênciaConstrução da Marca - Essência
Construção da Marca - Essência
 
Planejamento de Coleção
Planejamento de ColeçãoPlanejamento de Coleção
Planejamento de Coleção
 
Consumer Insight
Consumer InsightConsumer Insight
Consumer Insight
 
Roteiro Para DefiniçãO De PúBlico Alvo
Roteiro Para DefiniçãO De PúBlico AlvoRoteiro Para DefiniçãO De PúBlico Alvo
Roteiro Para DefiniçãO De PúBlico Alvo
 
Papel das Marcas
Papel das MarcasPapel das Marcas
Papel das Marcas
 
Estratégia de Marca
Estratégia de MarcaEstratégia de Marca
Estratégia de Marca
 

Marketing de Moda

  • 2. a primeira “marca” Tudo começou em Paris no final do século XIX e, depois, difundiu-se para o mundo. Na corte francesa, o inglês Charles Frederick Worthdeu início a um processo sem volta, ao tornar-se costureiro oficial da imperatriz Eugênia, esposa de Napoleão III. *
  • 3. o número 1! /// Antes: os modistas se dedicavam a copiar os modelos que suas clientes viam nas rodas sociais ou revistas ilustradas. As clientes escolhiam os tecidos, as cores e os modelos; /// Depois: foi o primeiro que impôs seu próprio gosto.. *
  • 4. o gênio do marketing /// O primeiro a realizar desfile, onde jovens bonitas vestiam as suas criações. /// Estas jovens eram chamadas de “sósias” ou “doubles”; /// Presenteava as mulheres famosas com suas roupas; /// Temperamento caprichoso; /// Elitista; ///Porta-voz carismático para a marca; /// O primeiro a envolver seu próprio nome em um conto de fadas e comercializá-lo. *
  • 5. a única constante é a mudança Paul Poiret começou a trabalhar cedo na maisonWorth, mas logo quis sua independência; Queria libertar as mulheres das complicadas estruturas que imobilizavam a parte superior de seu corpo; Eliminou o “corsé” de uma vez por todas, revolucionando a indumentária feminina *
  • 6. marketing /// Acabou com a fronteira entre a arte e a moda, contratando pintores para ilustrar seus catálogos e decorou sua loja com um estilo que antecipava a artdecó; /// Foi o primeiro a lançar um perfume com sua marca; /// Abriu boutiques com seu nome nas principais cidades francesas; /// Organizou desfiles itinerantes; /// Desenhou vestidos para a atriz Sarah Bernhardt. *
  • 7. a primeira “sub-marca” Em 1911, inaugurou uma fábrica onde formava moças parisienses de baixa renda na fabricação de alguns itens de moda; Estes itens eram comercializados em uma boutique e alguns dos grandes magazines, sob a marca Martina, nome de sua filha mais jovem. *
  • 8. “a extravagância mata a personalidade” *
  • 9. gabrielle “coco” chanel /// As mulheres voltam menos femininas da guerra e Chanel realçou este estilo andrógino; /// Chanel no. 5: primeira fragância sintética, reforçando seu aspecto de modernidade. *
  • 10. elsaschiaparelli /// Desenhos de Salvador Dalí; /// Frasco de perfume no formato dos seios de Mae West. *
  • 11. estados unidos /// Até a guerra, as mulheres ricas compravam diretamente em Paris ou reproduziam modelos; /// Os confeccionistas começaram a produzir tecidos sintéticos, com técnicas de produção mais rápidas, peças leves e cambiáveis; /// Para ser chique, não se precisava mais de um modista particular ou de alta costura; /// A moda deixa ser reservada para a elite; /// Prêt-à-porter. *
  • 12. à paris... Começavam a surgir na Europa, sobretudo na capital da França – lar das maisonsde alta costura – novos projetos. *
  • 13. /// Visionário, inventou o “newlook”; /// Máquina de fazer dinheiro: /// Usava a publicidade como nenhum antecessor; /// Lançou seu primeiro perfume em 1947; /// Inaugurou sua primeira boutique em NY em 1948; /// No final da década, vendeu uma licença de sua marca; /// Inaugurou filiais de sua maison por todo o mundo. christiandior *
  • 14. /// Foi o primeiro a perceber que o luxo poderia ser “empacotado” como um produto para as massas; /// Considerava esta estratégia fundamental para a sobrevivência das marcas; /// Depois dele, a ditadura das marcas continua, mesmo na década de 60, onde se reivindicava a liberdade de estilo. christiandior *
  • 15. a década de 60 /// Mary Quant: foi uma das criadoras que converteram a cultura juvenil em benefícios, com considerável êxito; /// Pierre Cardin: como protegido de Dior, reconheceu o potencial do prêt-à-porter; /// Abriu duas lojas e um corner exclusivo na Le Printemps; ///Também vendeu licenças da sua marca. *
  • 16. licenças /// Pierre Cardin preferiu ser uma marca, antes de ser um designer; Conseguiu fazer fortuna, mas perdeu a exclusividade exigida para uma marca de luxo. /// Yves Saint Laurent também era entusiasta das licenças, mas exigia um maior controle de qualidade dos produtos *
  • 17. yves saint-laurent /// Iniciou como sucessor de Dior; /// Conseguiu sucesso tanto nas passarelas quanto na loja de prêt-à-porter de luxo; /// Seu maior sucesso foi o perfume Opium, lançado em 1978 e vendido até hoje. *
  • 18. /// Segue a democratização da moda; /// Escolas de moda formam muitos jovens designers rebeldes; /// O rock se “enamorou” da moda de vanguarda; /// A imprensa especializada cresceu; /// A primeira geração de designers começou a ditar aos consumidores o que deviam vestir e como fazê-lo; /// Os italianos começam a desenvolver suas próprias marcas: sabiam casar arte e comércio de um modo que as marcas francesas não conseguiam compreender. década de 70 *
  • 19. década de 80 /// A “morte” da moda começou a ser anunciada; /// Ressaca dos anos 70: crise econômica e AIDS; /// O prêt-à-porter foi o que houve de mais importante na passarela. *
  • 20. /// Jean-Paul Gaultier, Thierry Mugler, Kenzo, Karl Lagerfeld, Christian Lacroix: os novos românticos. /// Japoneses: YohjiYamamoti, Rei Kawakubo – inspiração para os severos anos monocromáticos do final da década de 80; /// Yuppies >>> a roupa significava seu êxito: >>>Giorgio Armani, Paul Smith; >>>Filofax. ///Ralph Lauren. década de 80 *
  • 21. /// De maneira quase inconsciente, se deu conta de que nos Estados Unidos a história tinha importância (terra de Hollywood e da venda de fantasias); /// Criou um mundo de bom gosto aristocrático que era pura invenção; /// Suas lojas eram cenários de filmes e suas campanhas publicitárias fotogramas de filmes que nunca foram rodados; /// Seu êxito se baseava na qualidade de seus produtos e, em especial, a sua habilidade para o branding; estados unidos *
  • 22. estilo de vida /// Foi a marca perfeita para os anos 80 quando o estilo de vida era mais importante que a moda; /// A mídia se importava mais com a vida das super modelos do que com as roupas que vestiam. *
  • 23. década de 90 /// O interesse feminino pela sua profissão se tornou maior que o interesse pela moda; /// As mulheres começaram a adotar o figurino masculino: terno como uniforme; /// As passarelas perderam espaço para o streetwear (Levi´s, Nike, Gap) e cultura MTV; /// Internet, casual Friday, produção na Ásia; /// Vestir-se com simplicidade *
  • 24. década de 90 /// A postura elitista começava a parecer arrogante e antiquada; /// Os artigos passaram a ser funcionais; /// As super modelos começaram a parecer menos “super”: Kate Moss; /// Simplechic. *
  • 25. década de 90 /// Muitas casas de moda foram adquiridas ou se transformaram em grandes corporações: >>>Bolsa de valores. /// A insipidez utilitária das marcas fez com o marketing adquirisse importância sem precedentes. *
  • 26. anos 2000 /// A moda transformou-se novamente; /// O estilo saiu do armário; /// Smart Casual. *
  • 27. /// Um dos primeiros designers contemporâneos que entendeu o poder do marketing. Não esnobe, queria vender seus produtos; /// Redesenhou cada aspecto da marca: desde a publicidade impressa até as lojas, assegurando-se que tudo somasse para a criação da imagem desejada para Gucci; /// Reintroduziu a luxúria no mundo da moda, através de uma série de anúncios abertamente eróticos (pornochic); /// Criou peças que todos desejavam usar; /// Dizia que se não pudessem comprar um vestido, que comprassem um óculos de sol. sexo vende *
  • 28. /// Também entendeu que a mensagem da marca devia estar “impregnada” no todo, desde os anúncios até as lojas, incluindo, claro, os produtos; /// Posicionou-se baseada na criatividade, sensibilidade e compromisso político; /// As intelectuais novaiorquinas e as mulheres de negócio de Londres adoraram a marca e a bolsa Prada tomou lugar da Filofax; /// Logo foi seguida pelos sapatos e roupas. miucciaprada *
  • 29. bernardarnault /// Dior, Louis Vitton, Celine, Kenzo, Givenchy, Fendi, Pucci, Marc Jacobs, Donna Karan, entre outras; /// Incorporou técnicas de marketing a um mundo que achava não necessitá-las. . *
  • 30. françoispinault /// Yves Saint Laurent, Boucheron, Bottega Veneta, Balenciaga, Stella McCartney *
  • 31. /// A fórmula usada por Gucci, Prada e Dior, consistente na combinação de produtos juvenis e trabalhados, com acessórios acessíveis, junto a uma estratégia agressiva de marketing, fez com acordasse a fashion victim interna dos consumidores; /// Ford e Galliano eram fotogênicos e apaixonantes, tão chamativos quanto estrelas do rock; /// Crescente obsessão pela vida dos famosos e quando um deles era fotografado usando alguma marca, todos queriam comprá-la também. marketing hoje *
  • 32. já que para a maioria é possível somente comprar os acessórios das grandes marcas, onde encontrar as roupas para serem usadas com eles? *
  • 33. fast fashion! Marcas de grande distribuição, criadas por designers jovens e de talento, que se inspiram nas passarelas *
  • 34. conteúdo Ana Puglia www.anapuglia.com projeto gráfico Luiz Wachelke larwachelke@yahoo.com