O conhecimento na sala de aula…E por que não dizer que “É um livro” eo contrário
Motivacão da oficina:A importância da apropriação das tecnologiascontemporâneas para ampliar aspossibilidades de comunicaç...
O que vamos discutir hoje:conhecimento teórico e prático acerca de noções deinformática, bem como de estrutura do textocie...
O que vamos discutir hoje:O uso do blog da especilização comoespaço de referência e partilha deconhecimentosChegar a um me...
1a Parte - Das noçõesde informática
Antes de tudo, entendermos que o mundo precisa ser cada vez maiscompartilhado...
Da importância de ter um e-mail e verificar asmensagens quase cotidianamente…Nada como a narrativa de Jonilson parapercebr...
“quem nun tem emelho, ximba!”Aí galera,Esse emelho é de Claudinei, mas aqui é Jonilson que tá falando. É porque eu não ten...
E agora vamos falar dos sistemasoperacionais e suas ideologias:Mais conhecidos:WindowsMac OSSoftware Livre – GNU/Linux (Ub...
Dos editores de textos e imagens:Básico:OfficeOpenOfficeAlem de outros programas mais sofisticados -específicos para deter...
E qual o sistema do computador a suafrente?Quais os programas? Qual você podeeditar um texto? Qual você pode fazeruma apre...
Da internet…Sites…Blogs…Wikipedia…Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVARedes sociais (facebook, orkut, entre outras)
O blog do curso:http://www.docencianaeducacaoinfantil.blogspot.com.br/
Sobre Imagens e textos nainternet:Imagens:Qualidade = não menos de 640x480Citação da fonte: de quem é a foto? A ilustração...
Sobre Imagens e textos nainternet:Textos:Confiabilidade nas informaçõesAutoria = o autor deve ser sempre citadoCuidado com...
O powerpoint…Para as apresentações de trabalhos:Trazer as ideias principaisEvitar longos textosCuidar do fundo – muito/pou...
1o Proposta de práticaVamos fazer uma apresentação ?Vocês tem um tema, vocês tem colegas, vocêstem um computador para usar...
2a parte-Do textocientífico
1. A estrutura do texto segundo a ABNT:• 1.1.Margens: esquerda e superior – 3,0 direita e inferior –2,0• 1.2.Tamanho da Fo...
2.CITAÇÕES:2.1Citação com menos de três linhas:Entre aspas, acompanhando o texto, data e página do livroem parênteses, em ...
2.2.Citação com mais de três linhas:Texto começa na próxima linha, sem aspas, fonte 11 ou 10,recuo 4, espaço simples, data...
1.3. Referências: no final do texto e sem numeração de capítulo,exemplos:JOSSO, Marie-Christine. Os relatos de histórias d...
2.Sobre a estrutura da monografia:Elementos pré-textuais:CapaFolha de rostoFicha Catalográfica (Pedir na biblioteca depois...
Criando um banco de texto:Pasta denominada monografiaPastas temáticasPasta com textos de própria autoria(texto para discip...
Sites de pesquisas:BASES CATALOGRÁFICAS:UFBA/PergamumINEP/Thesaurus BrasedBASES DE DADOS REFERENCIAIS:proLEI (reúne toda a...
Além desses sites de referência, o blog daespecialização:http://www.docencianaeducacaoinfantil.blogspot.com.br/
2o Proposta de prática:Vamos criar um texto coletivo!!!Precisamos então pesquisar textos na internet, usandoos bancos de d...
Preparação para a pesquisa   slides
Preparação para a pesquisa   slides
Preparação para a pesquisa   slides
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Preparação para a pesquisa slides

525 visualizações

Publicada em

Slides utilizados na oficina intitulada Preparação para Pesquisa - Turmas de Salvador da Especialização em Docência na Educação Infantil / dez.2012

Publicada em: Educação
3 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
525
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
3
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Preparação para a pesquisa slides

  1. 1. O conhecimento na sala de aula…E por que não dizer que “É um livro” eo contrário
  2. 2. Motivacão da oficina:A importância da apropriação das tecnologiascontemporâneas para ampliar aspossibilidades de comunicação, de diálogo ede pesquisa entre/dos professores, em suasatividades no curso e em sua práticapedagógica.
  3. 3. O que vamos discutir hoje:conhecimento teórico e prático acerca de noções deinformática, bem como de estrutura do textocientífico (ABNT);Pesquisa on line, atualização e levantamento dereferencias sobre temas importantes para asdisciplinas do curso, bem como a monografia e a suaprópria prática docente;o uso do texto em sua diversidade: verbal, fotografias,ilustrações, videos, entre outros
  4. 4. O que vamos discutir hoje:O uso do blog da especilização comoespaço de referência e partilha deconhecimentosChegar a um meio termo entre oconhecimento do macaco, do rato, doburro (alusão ao É um livro)Diálogo entre o digital e analógico
  5. 5. 1a Parte - Das noçõesde informática
  6. 6. Antes de tudo, entendermos que o mundo precisa ser cada vez maiscompartilhado...
  7. 7. Da importância de ter um e-mail e verificar asmensagens quase cotidianamente…Nada como a narrativa de Jonilson parapercebrmos que “Quem num tem emelho,ximba!”
  8. 8. “quem nun tem emelho, ximba!”Aí galera,Esse emelho é de Claudinei, mas aqui é Jonilson que tá falando. É porque eu não tenho emelho aí ele me liberôpra escrevê no dele. E eu quero falá é sobre isso mermo: emelho.A parada é o seguinte. Ôto dia eu tava procurando um serviço no jornal aí eu vi lá uma vaga na loja decomputadô, aí eu fui vê lá, colé de mermo. Botei uma rôpa sacanage que eu tenho, joguei meu Mizuno e fui lá, aporra. Aí eu cheguei lá, fiz a ficha que a mulé me deu e fiquei lá esperando. Nêgo de gravata e as porra eu só``nada... tô cumeno nada!. Aí, eu tô lá sentado, pá, aí a mulé me chama pa entrevista, lá na sala dela. Mulé boada porra!. Entrei na sala dela, sentei, pá, aí ela começô: a mulé perguntano coisa como a porra, seu sabia fazêcoisa como a porra e eu só...sim sinhora, que eu já trabalhei nisso já``, jogano 171 da porra na mulé e elacumeno, a porra! Aí ela parô assim, olhô pra ficha e mim perguntô mermo assim: ``você mora aí, é ?, aí eu disse``é.. Só que eu nun sô minino, botei o endereço de um camarado meu e o telefone, que eu já tinha dado a idéa jápra ele se ela ligasse pá ele dizê que eu sô irmão dele e que eu tinha saído, pra ela deixá recado, que aí era otempo dele ligá pro orelhão do bar lá da rua e falá comigo ou deixá o recado que a galera lá dá. Eu nun vô dámeu enedreço que eu moro ni uma bocada da porra! Aí a mulé vai pensá o que? Vai pensá que eu sô vagabundotomém, né pai... Nada! Aí, tá, a mulé só perguntano e eu jogando um ``h da porra na mulé, e ela gostano vú... seabrindo toda... mulé boa da porra! Aí ela mim disse mermo assim: ``ói, mim dê seu emelho que aí quando fô pralhe chamá...- a mulé já ía me chamá já - ... quando fô pra lhe chamá, eu lhe mando um emelho.Aí eu digo``porra... e agora ?. Aí eu disse a ela mermo assim ``ói, eu vou lhe dá o emelho de um vizinho meu pra sinhora,que ele tem computadô, aí ele mim avisa. Mintira da porra, que o cara mora longe como a porra e o computadô élá do trabalho dele, aí ele ía tê que mim avisá pelo telefone lá da rua. Aí, depois quando eu disse isso, a muléempenô. Sem mintira niua, ela me disse mermo assim:``aí, não: como é que você qué trabalhá ne loja de computadô enão tem emelho? ``. Aí ela bateu no meu ombro assim e disse ``Ói, hoje em dia, quem num tem emelho, ximba!,falô mermo assim, véi, a miserave da mulé. Miserave! Mas aí, eu ía fazê o que, véi? Aí uns dias depois eu acabeiconseguindo um seviço de ajudante de predero: um pau da porra!Eu pego 7 hora da manhã e leva direto, a porra, de 7 a 7, aí meio dia para pra almuçá, comida fêa da porra, eacabô o almoço nun discansa não, volta pro seviço. É pau, vú véi... é pau viola mermo. É por isso que eu digo, écomo a mulé disse: ``quem nun tem emelho, ximba!. É isso aí. Os cara que nun recebero esse emelho vaiximbá, na moral, dá um pau da porra, quando chgá fim de mês, recebê uma merreca. Agora pra você querecebeu esse emelho, eu vô lhe dá a idéa, ói, vá lá na loja que ainda tem a vaga! Já fui! Esse emelho é deClaudinei, mas aqui é Jonilso que tá falando. Valeu!Jonilso.Autor desconhecido (ou melhor, o autor é o Jonilson)
  9. 9. E agora vamos falar dos sistemasoperacionais e suas ideologias:Mais conhecidos:WindowsMac OSSoftware Livre – GNU/Linux (Ubuntu,Kurumin, Debian)
  10. 10. Dos editores de textos e imagens:Básico:OfficeOpenOfficeAlem de outros programas mais sofisticados -específicos para determindas áreas:Ilustrator – Coreldraw – Photoshop – Autocad -etc
  11. 11. E qual o sistema do computador a suafrente?Quais os programas? Qual você podeeditar um texto? Qual você pode fazeruma apresentação?
  12. 12. Da internet…Sites…Blogs…Wikipedia…Ambiente Virtual de Aprendizagem - AVARedes sociais (facebook, orkut, entre outras)
  13. 13. O blog do curso:http://www.docencianaeducacaoinfantil.blogspot.com.br/
  14. 14. Sobre Imagens e textos nainternet:Imagens:Qualidade = não menos de 640x480Citação da fonte: de quem é a foto? A ilustração?Como capturar: “Salvar imagem como arquivo”www.google.com.br
  15. 15. Sobre Imagens e textos nainternet:Textos:Confiabilidade nas informaçõesAutoria = o autor deve ser sempre citadoCuidado com plágioswww.google.com.br
  16. 16. O powerpoint…Para as apresentações de trabalhos:Trazer as ideias principaisEvitar longos textosCuidar do fundo – muito/pouco coloridoInserir imagensInserir tabelasInserir textosInserir vídeosInserir Hiperlinks
  17. 17. 1o Proposta de práticaVamos fazer uma apresentação ?Vocês tem um tema, vocês tem colegas, vocêstem um computador para usar, vocês vãoreceber um tema agorinha mesmo para fazeruma apresentação com textos , imagens e oque mais a imaginação deixar…
  18. 18. 2a parte-Do textocientífico
  19. 19. 1. A estrutura do texto segundo a ABNT:• 1.1.Margens: esquerda e superior – 3,0 direita e inferior –2,0• 1.2.Tamanho da Fonte: 12 Fonte: Arial ou Times New Roman• 1.3.Espaçamento entre linhas: 1,5 – Parágrafo: Justificado• 1.4.Títulos dos capítulos: letra maiúscula – tamanho 14 –negrito• 1.5.Numeração dos capítulos: 1.0 2.0 3.0... e assim pordiante• 1.6.Sub-capítulos: (tamanho da fonte do texto) 1.1 1.2 1.3...2.1 2.2 e assim por diante (1.1 letra maiúscula – 1.1.1 – letraminúscula)
  20. 20. 2.CITAÇÕES:2.1Citação com menos de três linhas:Entre aspas, acompanhando o texto, data e página do livroem parênteses, em seguida do nome do autor, porexemplo:Como já escreveu Felippe Serpa (2004, p.129) “certamentenecessitamos de novas pedagogias que considerem o poder estruturanteda imagem, fundindo-se realidade, ficção e imaginário”.
  21. 21. 2.2.Citação com mais de três linhas:Texto começa na próxima linha, sem aspas, fonte 11 ou 10,recuo 4, espaço simples, data e página do livro emparênteses, em seguida do nome do autor, por exemplo:Sobre o que escrever, acreditamos no que Josso (2006, p.30)escreve sobre a formação a partir da biografia e de que:Essa pedagogia centrada no sujeito da formação, nascaracterísticas dos que aprendem relacionadas com suadinâmica biográfica não tem necessidade deconfidências sobre as intimidades das pessoas, mesmoquando utilizados os relatos de vida. [...] A formação, doponto de vista do sujeito, para se nomear como tal,exige de quem aprende criatividade e tempo paraconverter as vivências, as atividades em experiências eintegrá-las significativamente à história de vida talcomo ela começa a ser contada. A criatividade éindispensável uma vez que se trata de elaborar osinstrumentos, procedimentos e simbolizações que dãosignificados ao que se vive e se aprende.
  22. 22. 1.3. Referências: no final do texto e sem numeração de capítulo,exemplos:JOSSO, Marie-Christine. Os relatos de histórias de vida comodesvelamento dos desafios existenciais da formação e do conhecimento:destinos sócio-culturais e projetos de vida programados na invenção desi. In. SOUZA, Eliseu C; ABRAHÃO, Maria Helena M B. Tempos,narrativas e ficções: a invenção de si. Porto Alegre: EDIPUCRGS, 2006RODRIGUES, Sonia. Amor em segredo: as histórias que aprendi commeu pai, Nelson Rodrigues. Rio de Janeiro: Agir. 2005SERPA, Felippe. Rascunho digital: Diálogos com Felippe Serpa.Salvador: EDUFBA, 2004.CASTRO, Ruí. Roquete-Pinto: o homem multidão. (2006) Disponível em<http://www.aminharadio.com/radio/brasil80_roquette4> Acesso em: 18de fevereiro de 2010
  23. 23. 2.Sobre a estrutura da monografia:Elementos pré-textuais:CapaFolha de rostoFicha Catalográfica (Pedir na biblioteca depois da defesa)Folha de aprovação (com o nome de todas os participantes da banca e espaçopara as assinatura)Dedicatória (opcional)Agradecimentos (opcional)Epígrafe (opcional)Resumo na língua vernácula:Resumo: é um texto seguido, sem parágrafo que nos dá uma idéia geral do artigo,colocando os seus pontos relevantes. O texto deve estar na terceira pessoa dosingular e deve ter de 150 a 500 palavras, o espaço entre linhas deve ser simples.(note que essa quantidade de palavras é para os trabalhos acadêmicos, a maioriados eventos científicos que exigem resumo estipulam a quantidade de palavras, oufrases, ou caracteres). Abaixo do resumo seguem as palavras-chave, usem nomínimo três... média de cinco.Resumo em língua estrangeira (opcional)Listas (opcional)Sumário
  24. 24. Criando um banco de texto:Pasta denominada monografiaPastas temáticasPasta com textos de própria autoria(texto para disciplina é texto para monografia!)Criar um arquivo para colocar os links e referencias da internetCuidado e muito cuidado com os plágios, ou seja, colocar texto de outrapessoa sem explicitar a autoria)Cuidado com a impressão do texto (manchas, machucados, marcas derevisão, tamanho da fonte padronizado…)
  25. 25. Sites de pesquisas:BASES CATALOGRÁFICAS:UFBA/PergamumINEP/Thesaurus BrasedBASES DE DADOS REFERENCIAIS:proLEI (reúne toda a legislação brasileira sobre educação.Temporariamente indisponível)EDUBASESciELORedalycIresieCLASEICAP - Indexação compartilhada de periódicosBiblioteca da Fundação Carlos Chagas, com destaque para apágina História da Educação e da Infância e Educação Infantilno BrasilDomínio PúblicoBDTD - Biblioteca digital brasileira de teses e dissertaçõesRepositório Institucional UFBA
  26. 26. Além desses sites de referência, o blog daespecialização:http://www.docencianaeducacaoinfantil.blogspot.com.br/
  27. 27. 2o Proposta de prática:Vamos criar um texto coletivo!!!Precisamos então pesquisar textos na internet, usandoos bancos de dados…Precisamos usar um programa de edição de texto…Precisamos usar a criatividade e as normas da ABNT,para criar um texto com o mesmo tema dos slides…Lembrem-se que deve conter uma citação direta e umacitação indireta, bem como as referencias .

×