SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 45
Baixar para ler offline
O ÚLTIMO ANO DO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO:
CONSOLIDANDO OS CONHECIMENTOS

Orientadora de Estudo:
Ananda Lima
OBJETIVOS DO
CADERNO
Analisar diferentes alternativas didáticas

Analisar as contribuições

para o ensino do Sistema de Escrita

da teoria da psicogênese
da

escrita

Alfabética com uso de diferentes materiais

para

distribuídos pelo MEC, identificando os

compreensão do processo

objetivos a elas associados.

de apropriação do Sistema
de Escrita Alfabética;

Entender

a

concepção

de

alfabetização na perspectiva do
letramento, compreendendo que a
aprendizagem

da

escrita

alfabética constitui um processo
de compreensão de um sistema e
não a aquisição de um código;

Entender as relações entre consciência

fonológica e alfabética, analisando e
planejando

atividades

de

reflexão

fonológica e gráfica de palavras,
utilizando materiais distribuídos pelo

MEC;
“Tudo no mundo
está dando
respostas, o que
demora é o tempo
de perguntas”
José Saramago
O que vem a ser...
ALFABETIZAÇÃO?

ALFABETIZAR?
ALFABETIZADO?

ALFABETISMO?
ANALFABETISMO?

LETRAMENTO?
ALFABETIZAÇÃO:

• Ação de ensinar/aprender a ler e a
escrever;
• Uso social da escrita;

• Reação ao analfabetismo;
• Correspondência entre dois modos de
representação: as linguagens falada e
escrita;
Conceito atual de alfabetização enfatiza:
• Que a criança aprende a ler e escrever
pensando. Por isso usa-se hipóteses sobre
objetos de conhecimentos;
“A criança interage ativamente com seu
meio, construindo suas próprias
„categorias de pensamento‟ ao mesmo
tempo que organiza o mundo”
Emília Ferreiro
LETRAMENTO:

• Estado ou condição de quem se
envolve nas numerosas e variadas
práticas sociais de leitura e escrita;
• Estado ou condição de quem não
apenas sabe ler e escrever, mas cultiva
e exerce as práticas sociais que usam a
escrita.
“...Aprender a ler, a
escrever, alfabetizar-se
é, antes de mais
nada, aprender a ler o
mundo, compreender o seu
contexto, não numa
manipulação mecânica de
palavras, mas numa relação
dinâmica que vincula
linguagem e realidade”.
Paulo Freire
Ler e escrever de forma letrada é um
conjunto de competências e habilidades,
comportamentos e conhecimentos.

Ler não é decifrar, escrever não é copiar
(Ferreiro)
Letramento é,
sobretudo, um
mapa do
coração do
homem, um
mapa de quem
você é, e de
tudo que você
pode ser.
(Kate M.
Chong)
DIMENSÕES DO
DESENVOLVIMENTO
COGNITIVO
DIMENSÃO LÓGICA
O desenvolvimento lógico do pensamento:
• Independe de conteúdos específicos;
• Depende de vivências e experiências;
• Vincula-se à alfabetização;
DIMENSÃO PERCEPTIVOMOTORA
O desenvolvimento dos esquemas de
coordenação sensório-motora:

• Possibilita os desempenhos necessários
para aprender a ler e escrever;
• Integra anatômica e funcionalmente os
órgãos diretamente comprometidos com
a manipulação do meio ambiente;

• Afirma a dominância
(controle / autocontrole)

psicomotora
DIMENSÃO SÓCIO-AFETIVA
As dimensões sociais e afetivas da vida
do aluno são:
• Integrantes
do
processo
de
alfabetização, nas quais a criatividade e
a individualidade do aluno se manifestam;
O
ponto
em
que
se
manifesta o modo de ser
próprio
das
diferentes
classes sociais e onde ela se
torna mais palpável;
O PROCESSO DE
ALFABETIZAÇÃO
“ Alfabetizado é aquele indivíduo que
sabe ler e escrever; já o indivíduo
letrado, o indivíduo que vive em
estado de letramento, e não só
aquele que sabe ler e escrever, mas
aquele que usa socialmente a leitura
e a escrita, pratica a leitura e a
escrita, responde adequadamente as
demandas sociais de leitura e
escrita”. (Soares)
NÍVEL 1 : PRÉ-SILÁBICO
• As crianças produzem riscos ou
rabiscos típicos da escrita que a criança
tem como forma básica: modelo de letra
cursiva ou de imprensa;
• Realismo Nominal;
• A criança não separa os elementos das
palavras, fazem sempre uma leitura
global do que está escrito.
• Escrever e
desenhar
têm o mesmo
significado;
• Não
diferencia
letras de
números e
não
relaciona a
escrita com
a fala;
PRÉ-SILÁBICO 2 / intermediário
Num dado momento a criança percebe
que “escrever” não é “desenhar”
• Diferenciação qualitativa inter-relacional;
• Percebe as letras e seus sons;

• Identifica e escreve o próprio
nome e o dos colegas;
• Percebe o uso
diferentes
em
posições;

de letras
diferentes
Uma das atividades favoráveis:
Desenhar e escrever o que desenhou
NÍVEL 2 : SILÁBICO
• Nesta fase há a descoberta dos sons
da fala.
• A criança chega a hipótese de que a
escrita representa a fala: fonetização
da escrita;

• Formula a hipótese de que cada letra
ou sinal vale por uma sílaba;
Uma das atividades favoráveis:
Completar palavras com letras para
evidenciar seu som:

Camelo

C___M___L___
ou
___A___E___O
NÍVEL 3 : SILÁBICO-ALFABÉTICO
• Compreende que a escrita representa
os sons da fala;
• Percebe a necessidade de mais uma
letra para a maioria das sílabas;
• As crianças dedicam um grande esforço
intelectual na construção de formas de
diferenciação entre as escritas;
Laís – 5 anos

Hipóteses Qualitativas: toda escrita tem que
ter no mínimo três letras para que “diga algo”.
NÍVEL 4 : ALFABÉTICO
• Compreende a função
social da escrita:
comunicação;

• Conhece
o
valor
sonoro de todas ou
quase todas as letras;
• Apresenta estabilidade na escrita das
palavras;
• Compreende que cada letra corresponde
aos menores valores sonoros da sílaba;

• Procura adequar a escrita à fala;
• Faz leitura com ou sem imagem;
• Inicia
preocupação
com
as
questões
ortográficas;
• Separa as palavras
quando escreve frases;
• Produz
textos
de
forma convencional;
Luíza – 5 anos
A CONSTRUÇÃO DA
ESCRITA E DA
LEITURA
• Fase das garatujas: Imitação mecânica
do ato de escrever. A criança dá nome
aos seus rabiscos;
• Torna-se importante a representação
gráfica do seu pensamento;

•A criança entra na fase icônica:
Representação da escrita através do
desenho.
garatuja

Entrada fase icônica
Vídeo: construção da
escrita – parte I
ORGANIZAÇÃO
DIDÁTICA
AMBIENTE ALFABETIZADOR
Organizar a sala de aula de maneira que
cada sala ofereça materiais que
favoreçam a aquisição de conhecimentos
• Canto de leitura;
• Alfabeto ilustrado;
• Sequência numérica;
• Calendário;

• Textos reais / ler e escrever com
função social.
ORGANIZAÇÃO DA ROTINA
• Organização de horários;
• Dias para realização das atividades;
• Organização do espaço da sala de aula;

• Exposição de materiais;
Planejada com
Intencionalidade
educativa;
Quando as crianças
compreendem como o
“processo” foi
construído, sentem
que “fazem parte”
deste trabalho de
forma integral.
A rotina é organizada através de:

• Projetos;
• Atividades sequenciadas;
• Atividades permanentes;

• Atividades ocasionais;
• Atividades de sistematização.
A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO
DA FAMÍLIA NO PROCESSO DE
ENSINO-APRENDIZAGEM DA
CRIANÇA
“Antes de ser meu aluno ele é
seu filho! “

! ? , ...
?
!
... , ... , ...
.
A turma sabe ler e
escrever. E agora?
Depois de dominar os
sistema da escrita, as
crianças devem ser
estimuladas a ler para
estudar e a ter mais
responsabilidade na
melhoria dos próprios
textos.
Thais Gurgel
OBRIGADA!!!

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramentoApresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramentoVivi Veloso
 
Desenvolvimento da oralidade
Desenvolvimento da oralidadeDesenvolvimento da oralidade
Desenvolvimento da oralidadeDenise Oliveira
 
Psicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaPsicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaBruna Braga
 
Concepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramentoConcepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramentozetesousa
 
Paradigmas de alfabetização (slides formação núcleo de alfabetização) (1)
Paradigmas de alfabetização (slides formação núcleo de alfabetização) (1)Paradigmas de alfabetização (slides formação núcleo de alfabetização) (1)
Paradigmas de alfabetização (slides formação núcleo de alfabetização) (1)Edeil Reis do Espírito Santo
 
Sea sistema de escrita alfabética slide
Sea   sistema de escrita alfabética  slideSea   sistema de escrita alfabética  slide
Sea sistema de escrita alfabética slidetlfleite
 
HISTÓRIA DA ALFABETIZAÇÃO
HISTÓRIA DA ALFABETIZAÇÃOHISTÓRIA DA ALFABETIZAÇÃO
HISTÓRIA DA ALFABETIZAÇÃOEdlauva Santos
 
Sistema de Escrita Alfabética - PNAIC
Sistema de Escrita Alfabética - PNAICSistema de Escrita Alfabética - PNAIC
Sistema de Escrita Alfabética - PNAICVera Marlize Schröer
 
Hipóteses de escrita
Hipóteses de escritaHipóteses de escrita
Hipóteses de escritasielcs
 
Análise da escrita alfabética
Análise da escrita alfabéticaAnálise da escrita alfabética
Análise da escrita alfabéticaAnanda Lima
 
Hipóteses da Psicogêse da Língua Escríta
Hipóteses da Psicogêse da Língua EscrítaHipóteses da Psicogêse da Língua Escríta
Hipóteses da Psicogêse da Língua EscrítaAnne Cunha Silveira
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoNaysa Taboada
 
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTOSlides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTOEdna Monteiro
 
Consciência Fonológica
Consciência FonológicaConsciência Fonológica
Consciência FonológicaAnanda Lima
 

Mais procurados (20)

Apresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramentoApresentação alfabetização e letramento
Apresentação alfabetização e letramento
 
Letramento
LetramentoLetramento
Letramento
 
Desenvolvimento da oralidade
Desenvolvimento da oralidadeDesenvolvimento da oralidade
Desenvolvimento da oralidade
 
Oficina consciência fonológica (apostila)
Oficina  consciência fonológica (apostila)Oficina  consciência fonológica (apostila)
Oficina consciência fonológica (apostila)
 
Psicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua EscritaPsicogênese da Língua Escrita
Psicogênese da Língua Escrita
 
Concepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramentoConcepcoes de alfabetizacao e letramento
Concepcoes de alfabetizacao e letramento
 
Sondagem
SondagemSondagem
Sondagem
 
Paradigmas de alfabetização (slides formação núcleo de alfabetização) (1)
Paradigmas de alfabetização (slides formação núcleo de alfabetização) (1)Paradigmas de alfabetização (slides formação núcleo de alfabetização) (1)
Paradigmas de alfabetização (slides formação núcleo de alfabetização) (1)
 
Sea sistema de escrita alfabética slide
Sea   sistema de escrita alfabética  slideSea   sistema de escrita alfabética  slide
Sea sistema de escrita alfabética slide
 
HISTÓRIA DA ALFABETIZAÇÃO
HISTÓRIA DA ALFABETIZAÇÃOHISTÓRIA DA ALFABETIZAÇÃO
HISTÓRIA DA ALFABETIZAÇÃO
 
Sistema de Escrita Alfabética - PNAIC
Sistema de Escrita Alfabética - PNAICSistema de Escrita Alfabética - PNAIC
Sistema de Escrita Alfabética - PNAIC
 
Hipóteses de escrita
Hipóteses de escritaHipóteses de escrita
Hipóteses de escrita
 
Análise da escrita alfabética
Análise da escrita alfabéticaAnálise da escrita alfabética
Análise da escrita alfabética
 
Hipóteses da Psicogêse da Língua Escríta
Hipóteses da Psicogêse da Língua EscrítaHipóteses da Psicogêse da Língua Escríta
Hipóteses da Psicogêse da Língua Escríta
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
Práticas de alfabetização
Práticas de alfabetizaçãoPráticas de alfabetização
Práticas de alfabetização
 
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTOSlides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
Slides 1 ALFABETIZAÇÃO E LETRAMENTO
 
Consciência Fonológica
Consciência FonológicaConsciência Fonológica
Consciência Fonológica
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
Estratégias de leitura
Estratégias de leituraEstratégias de leitura
Estratégias de leitura
 

Destaque

Apresentação planejamento psicogênese da língua escrita
Apresentação planejamento   psicogênese da língua escritaApresentação planejamento   psicogênese da língua escrita
Apresentação planejamento psicogênese da língua escritaAlekson Morais
 
Psicogênese da língua escrita segundo maria emilia ferreiro
Psicogênese da língua escrita segundo maria emilia ferreiroPsicogênese da língua escrita segundo maria emilia ferreiro
Psicogênese da língua escrita segundo maria emilia ferreiroRoseParre
 
Hipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emília
Hipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emíliaHipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emília
Hipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emíliaprofeannecunha
 
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro augustafranca7
 
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
Pnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontroPnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontro
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontrotlfleite
 
Avaliação de Português
Avaliação de Português Avaliação de Português
Avaliação de Português Kelry Carvalho
 
Apresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 correto
Apresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 corretoApresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 correto
Apresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 corretoEunice Mendes de Oliveira
 
omunicação dos resultados da avaliação escolar
omunicação dos resultados da avaliação escolaromunicação dos resultados da avaliação escolar
omunicação dos resultados da avaliação escolarjosianeCherry
 
Letramento e Alfabetização: Pensando a Prática Pedagógica
Letramento e Alfabetização: Pensando a Prática PedagógicaLetramento e Alfabetização: Pensando a Prática Pedagógica
Letramento e Alfabetização: Pensando a Prática PedagógicaTaynná Barcellos
 
Trabalho de artes, Arte Bupreste, Arte Pré Históricas
Trabalho de artes, Arte Bupreste, Arte Pré Históricas Trabalho de artes, Arte Bupreste, Arte Pré Históricas
Trabalho de artes, Arte Bupreste, Arte Pré Históricas Abdias Silva
 
Projeto alfabetização grupo lageadinho
Projeto alfabetização grupo lageadinhoProjeto alfabetização grupo lageadinho
Projeto alfabetização grupo lageadinholageadinho
 
Avaliação Bimestral de Geografia
Avaliação Bimestral de GeografiaAvaliação Bimestral de Geografia
Avaliação Bimestral de GeografiaMaria Terra
 

Destaque (20)

Apresentação planejamento psicogênese da língua escrita
Apresentação planejamento   psicogênese da língua escritaApresentação planejamento   psicogênese da língua escrita
Apresentação planejamento psicogênese da língua escrita
 
Níveis de escrita (1)pnaic
Níveis de escrita (1)pnaicNíveis de escrita (1)pnaic
Níveis de escrita (1)pnaic
 
Psicogênese da língua escrita segundo maria emilia ferreiro
Psicogênese da língua escrita segundo maria emilia ferreiroPsicogênese da língua escrita segundo maria emilia ferreiro
Psicogênese da língua escrita segundo maria emilia ferreiro
 
Hipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emília
Hipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emíliaHipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emília
Hipóteses da psicogênese da língua escrita segundo emília
 
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
Identificação dos níveis silábicos Emília Ferreiro
 
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
Pnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontroPnaic unidade 3   sea - sistema de escrita alfabetica  1º encontro
Pnaic unidade 3 sea - sistema de escrita alfabetica 1º encontro
 
Alfabetizacao
AlfabetizacaoAlfabetizacao
Alfabetizacao
 
Avaliação de Português
Avaliação de Português Avaliação de Português
Avaliação de Português
 
Apresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 correto
Apresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 corretoApresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 correto
Apresentação1 dia d correto dia dos pais 2013 correto
 
Psicog
PsicogPsicog
Psicog
 
Fracasso escolar
Fracasso escolarFracasso escolar
Fracasso escolar
 
omunicação dos resultados da avaliação escolar
omunicação dos resultados da avaliação escolaromunicação dos resultados da avaliação escolar
omunicação dos resultados da avaliação escolar
 
Unidade seis
Unidade seisUnidade seis
Unidade seis
 
GréCia
GréCiaGréCia
GréCia
 
Fracasso escolar
Fracasso escolarFracasso escolar
Fracasso escolar
 
Letramento e Alfabetização: Pensando a Prática Pedagógica
Letramento e Alfabetização: Pensando a Prática PedagógicaLetramento e Alfabetização: Pensando a Prática Pedagógica
Letramento e Alfabetização: Pensando a Prática Pedagógica
 
Trabalho de artes, Arte Bupreste, Arte Pré Históricas
Trabalho de artes, Arte Bupreste, Arte Pré Históricas Trabalho de artes, Arte Bupreste, Arte Pré Históricas
Trabalho de artes, Arte Bupreste, Arte Pré Históricas
 
Pinturas rupestres
Pinturas rupestresPinturas rupestres
Pinturas rupestres
 
Projeto alfabetização grupo lageadinho
Projeto alfabetização grupo lageadinhoProjeto alfabetização grupo lageadinho
Projeto alfabetização grupo lageadinho
 
Avaliação Bimestral de Geografia
Avaliação Bimestral de GeografiaAvaliação Bimestral de Geografia
Avaliação Bimestral de Geografia
 

Semelhante a Consolidando os conhecimentos da alfabetização

Alfabetizao-e-Letramento.ppt
Alfabetizao-e-Letramento.pptAlfabetizao-e-Letramento.ppt
Alfabetizao-e-Letramento.pptguiomar4
 
Peb i hipóteses de escrita texto
Peb i hipóteses de  escrita  textoPeb i hipóteses de  escrita  texto
Peb i hipóteses de escrita textomarcaocampos
 
Alfabetização-Psicogênese da Língua escrita
Alfabetização-Psicogênese da Língua escritaAlfabetização-Psicogênese da Língua escrita
Alfabetização-Psicogênese da Língua escritaMagda Marques
 
Hipóteses da escrita
Hipóteses da escritaHipóteses da escrita
Hipóteses da escritachagasl
 
Hipóteses da escrita
Hipóteses da escritaHipóteses da escrita
Hipóteses da escritachagasl
 
A complexidade da aprendizagem do sistema de escrita t exto 2 ano 2 uni 1
A complexidade da aprendizagem do sistema de escrita t exto 2 ano 2 uni 1A complexidade da aprendizagem do sistema de escrita t exto 2 ano 2 uni 1
A complexidade da aprendizagem do sistema de escrita t exto 2 ano 2 uni 1Tatiana Schiavon
 
2º encontro da unidade 1 avaliação
2º encontro da unidade 1   avaliação2º encontro da unidade 1   avaliação
2º encontro da unidade 1 avaliaçãoBete Feliciano
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoMagda Marques
 
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professores
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professoresAlfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professores
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professoresMicheli Rader
 
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamentoPnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamentotlfleite
 
Slides unidade 2 ano 2
Slides unidade 2   ano 2Slides unidade 2   ano 2
Slides unidade 2 ano 2Lais Renata
 
Concepcoes alfabetizacao e_letramento
Concepcoes alfabetizacao e_letramentoConcepcoes alfabetizacao e_letramento
Concepcoes alfabetizacao e_letramentoPactoufba
 
Formação 07 junho Suam
Formação 07 junho SuamFormação 07 junho Suam
Formação 07 junho SuamDyone Andrade
 
Unidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - PlanejamentoUnidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - PlanejamentoBete Feliciano
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolarAnanda Lima
 

Semelhante a Consolidando os conhecimentos da alfabetização (20)

Alfabetizao-e-Letramento.ppt
Alfabetizao-e-Letramento.pptAlfabetizao-e-Letramento.ppt
Alfabetizao-e-Letramento.ppt
 
Alfabetizaoeletramento 12963975630575-phpapp01
Alfabetizaoeletramento 12963975630575-phpapp01Alfabetizaoeletramento 12963975630575-phpapp01
Alfabetizaoeletramento 12963975630575-phpapp01
 
Alfabetizaoeletramento 12963975630575-phpapp01
Alfabetizaoeletramento 12963975630575-phpapp01Alfabetizaoeletramento 12963975630575-phpapp01
Alfabetizaoeletramento 12963975630575-phpapp01
 
un-3-e-4-ano-2 (1).ppt
un-3-e-4-ano-2 (1).pptun-3-e-4-ano-2 (1).ppt
un-3-e-4-ano-2 (1).ppt
 
un-3-e-4-ano-2 (1).ppt
un-3-e-4-ano-2 (1).pptun-3-e-4-ano-2 (1).ppt
un-3-e-4-ano-2 (1).ppt
 
Peb i hipóteses de escrita texto
Peb i hipóteses de  escrita  textoPeb i hipóteses de  escrita  texto
Peb i hipóteses de escrita texto
 
Alfabetização-Psicogênese da Língua escrita
Alfabetização-Psicogênese da Língua escritaAlfabetização-Psicogênese da Língua escrita
Alfabetização-Psicogênese da Língua escrita
 
Hipóteses da escrita
Hipóteses da escritaHipóteses da escrita
Hipóteses da escrita
 
Hipóteses da escrita
Hipóteses da escritaHipóteses da escrita
Hipóteses da escrita
 
A complexidade da aprendizagem do sistema de escrita t exto 2 ano 2 uni 1
A complexidade da aprendizagem do sistema de escrita t exto 2 ano 2 uni 1A complexidade da aprendizagem do sistema de escrita t exto 2 ano 2 uni 1
A complexidade da aprendizagem do sistema de escrita t exto 2 ano 2 uni 1
 
2º encontro da unidade 1 avaliação
2º encontro da unidade 1   avaliação2º encontro da unidade 1   avaliação
2º encontro da unidade 1 avaliação
 
Alfabetização e letramento
Alfabetização e letramentoAlfabetização e letramento
Alfabetização e letramento
 
unidade 1
unidade 1unidade 1
unidade 1
 
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professores
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professoresAlfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professores
Alfabetização e Letramento _apresentação 1 - formação de professores
 
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamentoPnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
Pnaic planejamento e rotina unidade 2 fechamento
 
Slides unidade 2 ano 2
Slides unidade 2   ano 2Slides unidade 2   ano 2
Slides unidade 2 ano 2
 
Concepcoes alfabetizacao e_letramento
Concepcoes alfabetizacao e_letramentoConcepcoes alfabetizacao e_letramento
Concepcoes alfabetizacao e_letramento
 
Formação 07 junho Suam
Formação 07 junho SuamFormação 07 junho Suam
Formação 07 junho Suam
 
Unidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - PlanejamentoUnidade 2 - ano 2 - Planejamento
Unidade 2 - ano 2 - Planejamento
 
Slides planejamento escolar
Slides planejamento escolarSlides planejamento escolar
Slides planejamento escolar
 

Mais de Ananda Lima

Operações na resolução de problemas - Caderno IV PNAIC
Operações na resolução de problemas - Caderno IV PNAICOperações na resolução de problemas - Caderno IV PNAIC
Operações na resolução de problemas - Caderno IV PNAICAnanda Lima
 
Cássia seminário
Cássia   seminárioCássia   seminário
Cássia seminárioAnanda Lima
 
Socialização das ações do PNAIC - 2º ano OE: Helizangela Almeida - Riahcão d...
Socialização das ações do PNAIC - 2º ano  OE: Helizangela Almeida - Riahcão d...Socialização das ações do PNAIC - 2º ano  OE: Helizangela Almeida - Riahcão d...
Socialização das ações do PNAIC - 2º ano OE: Helizangela Almeida - Riahcão d...Ananda Lima
 
Socialização do trabalho realizado com o 3º ano do Ensino Fundamental. OE:Edn...
Socialização do trabalho realizado com o 3º ano do Ensino Fundamental. OE:Edn...Socialização do trabalho realizado com o 3º ano do Ensino Fundamental. OE:Edn...
Socialização do trabalho realizado com o 3º ano do Ensino Fundamental. OE:Edn...Ananda Lima
 
Eeducação do Campo no PNAIC - OE: Edineide Crisóstomo
Eeducação do Campo no PNAIC - OE: Edineide CrisóstomoEeducação do Campo no PNAIC - OE: Edineide Crisóstomo
Eeducação do Campo no PNAIC - OE: Edineide CrisóstomoAnanda Lima
 
Direitos de aprendizagem Língua Portuguesa
Direitos de aprendizagem   Língua PortuguesaDireitos de aprendizagem   Língua Portuguesa
Direitos de aprendizagem Língua PortuguesaAnanda Lima
 
Direitos de aprendizagem língua portuguesa
Direitos de aprendizagem   língua portuguesaDireitos de aprendizagem   língua portuguesa
Direitos de aprendizagem língua portuguesaAnanda Lima
 

Mais de Ananda Lima (10)

Operações na resolução de problemas - Caderno IV PNAIC
Operações na resolução de problemas - Caderno IV PNAICOperações na resolução de problemas - Caderno IV PNAIC
Operações na resolução de problemas - Caderno IV PNAIC
 
Sala de recurso
Sala de recursoSala de recurso
Sala de recurso
 
Cássia seminário
Cássia   seminárioCássia   seminário
Cássia seminário
 
Socialização das ações do PNAIC - 2º ano OE: Helizangela Almeida - Riahcão d...
Socialização das ações do PNAIC - 2º ano  OE: Helizangela Almeida - Riahcão d...Socialização das ações do PNAIC - 2º ano  OE: Helizangela Almeida - Riahcão d...
Socialização das ações do PNAIC - 2º ano OE: Helizangela Almeida - Riahcão d...
 
Socialização do trabalho realizado com o 3º ano do Ensino Fundamental. OE:Edn...
Socialização do trabalho realizado com o 3º ano do Ensino Fundamental. OE:Edn...Socialização do trabalho realizado com o 3º ano do Ensino Fundamental. OE:Edn...
Socialização do trabalho realizado com o 3º ano do Ensino Fundamental. OE:Edn...
 
Eeducação do Campo no PNAIC - OE: Edineide Crisóstomo
Eeducação do Campo no PNAIC - OE: Edineide CrisóstomoEeducação do Campo no PNAIC - OE: Edineide Crisóstomo
Eeducação do Campo no PNAIC - OE: Edineide Crisóstomo
 
Currículo
Currículo Currículo
Currículo
 
Direitos de aprendizagem Língua Portuguesa
Direitos de aprendizagem   Língua PortuguesaDireitos de aprendizagem   Língua Portuguesa
Direitos de aprendizagem Língua Portuguesa
 
Direitos de aprendizagem língua portuguesa
Direitos de aprendizagem   língua portuguesaDireitos de aprendizagem   língua portuguesa
Direitos de aprendizagem língua portuguesa
 
Currículo i
Currículo iCurrículo i
Currículo i
 

Último

Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evoluçãoprofleticiasantosbio
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxJMTCS
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfRafaela Vieira
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTEJoaquim Colôa
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesGilbraz Aragão
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxkarinasantiago54
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSdjgsantos1981
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...MANUELJESUSVENTURASA
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...Unidad de Espiritualidad Eudista
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Paula Meyer Piagentini
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullyingMary Alvarenga
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoJayaneSales1
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãodanielagracia9
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Paula Meyer Piagentini
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREIVONETETAVARESRAMOS
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...azulassessoria9
 

Último (20)

Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptxSlides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
Slides Lição 2, Betel, Ordenança para participar da Ceia do Senhor, 2Tr24.pptx
 
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. EvoluçãoAs teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
As teorias de Lamarck e Darwin. Evolução
 
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptxPOETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
POETAS CONTEMPORANEOS_TEMATICAS_explicacao.pptx
 
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdfLivro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
Livro de bio celular e molecular Junqueira e Carneiro.pdf
 
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTECAMINHOS PARA  A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
CAMINHOS PARA A PROMOÇÃO DA INLUSÃO E VIDA INDEPENDENTE
 
Modelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das ReligiõesModelos Evolutivos em História das Religiões
Modelos Evolutivos em História das Religiões
 
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptxFree-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
Free-Netflix-PowerPoint-Template-pptheme-1.pptx
 
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE”       _
“O AMANHÃ EXIGE O MELHOR DE HOJE” _
 
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptxSlides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
Slides Lição 01, Central Gospel, Os Sinais do Fim dos Tempos 2Tr24.pptx
 
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOSUM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
UM CURSO DE INFORMATICA BASICA PARA IDOSOS
 
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
MANEJO INTEGRADO DE DOENÇAS (MID)
 
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
PROPUESTA DE LOGO PARA EL DISTRITO DE MOCHUMI, LLENO DE HISTORIA 200 AÑOS DE ...
 
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
A Unidade de Espiritualidade Eudista se une ao sentimiento de toda a igreja u...
 
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
Jogo de Revisão Terceira Série (Primeiro Trimestre)
 
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao  bullyingMini livro sanfona - Diga não ao  bullying
Mini livro sanfona - Diga não ao bullying
 
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitaçãoSer Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
Ser Mãe Atípica, uma jornada de amor e aceitação
 
atividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetizaçãoatividades diversas 1° ano alfabetização
atividades diversas 1° ano alfabetização
 
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
Estudo Dirigido de Literatura / Terceira Série do E.M.
 
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTREVACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
VACINAR E DOAR, É SÓ COMEÇAR - - 1º BIMESTRE
 
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
Com base no excerto acima, escreva um texto explicando como a estrutura socia...
 

Consolidando os conhecimentos da alfabetização

  • 1. O ÚLTIMO ANO DO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO: CONSOLIDANDO OS CONHECIMENTOS Orientadora de Estudo: Ananda Lima
  • 2. OBJETIVOS DO CADERNO Analisar diferentes alternativas didáticas Analisar as contribuições para o ensino do Sistema de Escrita da teoria da psicogênese da escrita Alfabética com uso de diferentes materiais para distribuídos pelo MEC, identificando os compreensão do processo objetivos a elas associados. de apropriação do Sistema de Escrita Alfabética; Entender a concepção de alfabetização na perspectiva do letramento, compreendendo que a aprendizagem da escrita alfabética constitui um processo de compreensão de um sistema e não a aquisição de um código; Entender as relações entre consciência fonológica e alfabética, analisando e planejando atividades de reflexão fonológica e gráfica de palavras, utilizando materiais distribuídos pelo MEC;
  • 3. “Tudo no mundo está dando respostas, o que demora é o tempo de perguntas” José Saramago
  • 4. O que vem a ser... ALFABETIZAÇÃO? ALFABETIZAR? ALFABETIZADO? ALFABETISMO? ANALFABETISMO? LETRAMENTO?
  • 5. ALFABETIZAÇÃO: • Ação de ensinar/aprender a ler e a escrever; • Uso social da escrita; • Reação ao analfabetismo; • Correspondência entre dois modos de representação: as linguagens falada e escrita;
  • 6. Conceito atual de alfabetização enfatiza: • Que a criança aprende a ler e escrever pensando. Por isso usa-se hipóteses sobre objetos de conhecimentos;
  • 7. “A criança interage ativamente com seu meio, construindo suas próprias „categorias de pensamento‟ ao mesmo tempo que organiza o mundo” Emília Ferreiro
  • 8. LETRAMENTO: • Estado ou condição de quem se envolve nas numerosas e variadas práticas sociais de leitura e escrita; • Estado ou condição de quem não apenas sabe ler e escrever, mas cultiva e exerce as práticas sociais que usam a escrita.
  • 9. “...Aprender a ler, a escrever, alfabetizar-se é, antes de mais nada, aprender a ler o mundo, compreender o seu contexto, não numa manipulação mecânica de palavras, mas numa relação dinâmica que vincula linguagem e realidade”. Paulo Freire
  • 10. Ler e escrever de forma letrada é um conjunto de competências e habilidades, comportamentos e conhecimentos. Ler não é decifrar, escrever não é copiar (Ferreiro)
  • 11. Letramento é, sobretudo, um mapa do coração do homem, um mapa de quem você é, e de tudo que você pode ser. (Kate M. Chong)
  • 13. DIMENSÃO LÓGICA O desenvolvimento lógico do pensamento: • Independe de conteúdos específicos; • Depende de vivências e experiências; • Vincula-se à alfabetização;
  • 14.
  • 15. DIMENSÃO PERCEPTIVOMOTORA O desenvolvimento dos esquemas de coordenação sensório-motora: • Possibilita os desempenhos necessários para aprender a ler e escrever; • Integra anatômica e funcionalmente os órgãos diretamente comprometidos com a manipulação do meio ambiente; • Afirma a dominância (controle / autocontrole) psicomotora
  • 16.
  • 17. DIMENSÃO SÓCIO-AFETIVA As dimensões sociais e afetivas da vida do aluno são: • Integrantes do processo de alfabetização, nas quais a criatividade e a individualidade do aluno se manifestam; O ponto em que se manifesta o modo de ser próprio das diferentes classes sociais e onde ela se torna mais palpável;
  • 18.
  • 19. O PROCESSO DE ALFABETIZAÇÃO “ Alfabetizado é aquele indivíduo que sabe ler e escrever; já o indivíduo letrado, o indivíduo que vive em estado de letramento, e não só aquele que sabe ler e escrever, mas aquele que usa socialmente a leitura e a escrita, pratica a leitura e a escrita, responde adequadamente as demandas sociais de leitura e escrita”. (Soares)
  • 20. NÍVEL 1 : PRÉ-SILÁBICO • As crianças produzem riscos ou rabiscos típicos da escrita que a criança tem como forma básica: modelo de letra cursiva ou de imprensa; • Realismo Nominal; • A criança não separa os elementos das palavras, fazem sempre uma leitura global do que está escrito.
  • 21. • Escrever e desenhar têm o mesmo significado; • Não diferencia letras de números e não relaciona a escrita com a fala;
  • 22. PRÉ-SILÁBICO 2 / intermediário Num dado momento a criança percebe que “escrever” não é “desenhar” • Diferenciação qualitativa inter-relacional; • Percebe as letras e seus sons; • Identifica e escreve o próprio nome e o dos colegas; • Percebe o uso diferentes em posições; de letras diferentes
  • 23. Uma das atividades favoráveis: Desenhar e escrever o que desenhou
  • 24. NÍVEL 2 : SILÁBICO • Nesta fase há a descoberta dos sons da fala. • A criança chega a hipótese de que a escrita representa a fala: fonetização da escrita; • Formula a hipótese de que cada letra ou sinal vale por uma sílaba;
  • 25.
  • 26. Uma das atividades favoráveis: Completar palavras com letras para evidenciar seu som: Camelo C___M___L___ ou ___A___E___O
  • 27. NÍVEL 3 : SILÁBICO-ALFABÉTICO • Compreende que a escrita representa os sons da fala; • Percebe a necessidade de mais uma letra para a maioria das sílabas; • As crianças dedicam um grande esforço intelectual na construção de formas de diferenciação entre as escritas;
  • 28. Laís – 5 anos Hipóteses Qualitativas: toda escrita tem que ter no mínimo três letras para que “diga algo”.
  • 29. NÍVEL 4 : ALFABÉTICO • Compreende a função social da escrita: comunicação; • Conhece o valor sonoro de todas ou quase todas as letras;
  • 30. • Apresenta estabilidade na escrita das palavras; • Compreende que cada letra corresponde aos menores valores sonoros da sílaba; • Procura adequar a escrita à fala; • Faz leitura com ou sem imagem;
  • 31. • Inicia preocupação com as questões ortográficas; • Separa as palavras quando escreve frases; • Produz textos de forma convencional;
  • 32. Luíza – 5 anos
  • 34. • Fase das garatujas: Imitação mecânica do ato de escrever. A criança dá nome aos seus rabiscos; • Torna-se importante a representação gráfica do seu pensamento; •A criança entra na fase icônica: Representação da escrita através do desenho.
  • 38. AMBIENTE ALFABETIZADOR Organizar a sala de aula de maneira que cada sala ofereça materiais que favoreçam a aquisição de conhecimentos • Canto de leitura; • Alfabeto ilustrado; • Sequência numérica; • Calendário; • Textos reais / ler e escrever com função social.
  • 39. ORGANIZAÇÃO DA ROTINA • Organização de horários; • Dias para realização das atividades; • Organização do espaço da sala de aula; • Exposição de materiais; Planejada com Intencionalidade educativa;
  • 40. Quando as crianças compreendem como o “processo” foi construído, sentem que “fazem parte” deste trabalho de forma integral.
  • 41. A rotina é organizada através de: • Projetos; • Atividades sequenciadas; • Atividades permanentes; • Atividades ocasionais; • Atividades de sistematização.
  • 42. A IMPORTÂNCIA DA PARTICIPAÇÃO DA FAMÍLIA NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DA CRIANÇA
  • 43. “Antes de ser meu aluno ele é seu filho! “ ! ? , ... ? ! ... , ... , ... .
  • 44. A turma sabe ler e escrever. E agora? Depois de dominar os sistema da escrita, as crianças devem ser estimuladas a ler para estudar e a ter mais responsabilidade na melhoria dos próprios textos. Thais Gurgel