Plano de Negócios - Semana Feminina de Gestão Empreendedora

888 visualizações

Publicada em

Slides da palestra Plano de Negócios apresentada na Semana Feminina de Gestão Empreendedora, dia 17/11/2010, no auditório da Livraria Cultura do Shopping Bourbon São Paulo.

Publicada em: Negócios
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Plano de Negócios - Semana Feminina de Gestão Empreendedora

  1. 1. Semana Gestão Feminina de Empreendedorismo Ana Manssour
  2. 2.  É de cerca de 80% antes de completar 1 ano de funcionamento.  E em torno de 70% ou mais nos primeiros 5 anos. Correio Brasiliense – 04/03/2010; SEBRAE-MG O índice de mortalidade das micro e pequenas empresas (MPE) brasileiras reduziu.
  3. 3. Razões da melhora:  a elevação do nível educacional dos empreendedores;  o aumento na busca por mais informações para a abertura e gestão dos negócios;  superação da crise econômica iniciada em 2008.
  4. 4.  O porte do empreendimento  Experiência do empreendedor  Dedicação não-exclusiva ao negócio  Falta de capital de giro  Carga tributária elevada  Crises econômicas e aspectos conjunturais  Falta de planejamento SEBRAE-PR
  5. 5. O Plano de Negócios é uma ferramenta de gestão com múltiplas aplicações:  Para quem está começando, é uma forma de reduzir os riscos de mortalidade prematura e aumentar as chances de sucesso.  Para quem já está no mercado, dá maiores condições de fortalecimento, crescimento, e ampliação do negócio.  Dados & Fatos: O Plano de Negócios aumenta em 60% a probabilidade de sucesso dos negócios. (Fonte: Harvard Business School)
  6. 6. O Plano de Negócios deve focar principalmente três questões: Em que negócio você está? O quê você (realmente) vende? Qual é o seu mercado alvo?
  7. 7.  Mantenedores das incubadoras (SEBRAE, FIESP etc).  Parceiros: para estabelecimento de estratégias conjuntas.  Bancos: para outorgar financiamentos para equipamentos.  Investidores: empresas de capital de risco, pessoas jurídicas, BNDES, etc.  Fornecedores: para outorgar crédito para compra de mercadorias e matéria prima.  A própria empresa: para comunicação interna da Gerência com Conselho de Administração e com os empregados.  Os clientes potenciais: para vender a idéia e o produto/serviço.  Sócios e parceiros: para convencimento em participar do empreendimento e formalização da sociedade ou parceria.
  8. 8.  É uma ferramenta de gestão para:  aprendizagem e auto- conhecimento: organização e explicitação de idéias  cooperação: comunicação interna  convencimento: comunicação externa; obtenção de $$$  navegação: planejamento e monitoração do negócio
  9. 9. PN completo Quando se pleiteia uma grande quantidade de dinheiro ou quando se necessita apresentar uma visão completa do seu negócio. Pode variar de quinze a quarenta páginas, mais material anexo. PN resumido Quando se necessita apresentar algumas informações resumidas a um investidor, por exemplo, com o objetivo de chamar sua atenção para que ele solicite um PN completo. Deve mostrar os objetivos macros do negócio, investimentos, mercado e retorno sobre o investimento e focar as informações específicas requisitadas. Geralmente varia entre 10 a 15 páginas. PN Operacional Muito importante para ser utilizado internamente na empresa pelos diretores, gerentes e funcionários. É excelente para alinhar os esforços internos em direção aos objetivos estratégicos da organização. É de tamanho variável, dependendo das necessidades específicas de cada empresa em termos de divulgação junto aos funcionários.
  10. 10. Existem pacotes de softwares que auxiliam na elaboração de planos de negócios, com formatos predefinidos. Desvantagens • Padrões sem muita possibilidade de modificação da estrutura. • Limitação que pode não ser adequada à realidade da empresa. • Redução da capacidade de visão do empreendedor. Vantagens • Na parte financeira, agiliza o trabalho, bastando preencher certas planilhas e obtendo as projeções automaticamente. • Facilita a elaboração de planos para pequenas empresas.
  11. 11.  Business Plan Pro© – É o software mais vendido nos Estados Unidos, da empresa Palo Alto Software, Inc.  BizPlan Builder© – Um dos mais utilizados pelos empreendedores americanos, pertence à empresa JIAN, Inc.  MakeMoney® – É um dos poucos softwares brasileiros, usado por estudantes de informática.  Plano de Negócio – Software brasileiro, fácil e prático, disponibilizado pelo SEBRAE-MG que também conta com um manual.
  12. 12.  Sumário  Análise de Mercado  Análise SWOT  Plano de Marketing  Processo Operacional  Análise Financeira
  13. 13.  Sumário  Análise de Mercado  Análise SWOT  Plano de Marketing  Processo Operacional  Análise Financeira
  14. 14.  Sumário  Resumo do negócio (produtos e serviços prestados, clientes, concorrentes, fornecedores, região geográfica, etc)  Dados dos futuros empresários (quantos sócios, formação, experiência, habilidades, etc)  Setor em que a empresa atuará (indústria, comércio, serviços, varejo, atacado, etc)  Forma jurídica (empresário individual, sociedade limitada, quantos sócios, divisão da sociedade, regime tributário, etc)  Fontes de recursos (capital próprio, outros investidores, financiamentos...)
  15. 15.  Sumário  Análise de Mercado  Análise SWOT  Plano de Marketing  Processo Operacional  Análise Financeira
  16. 16.  Análise de Mercado  Público potencial  Necessidades dos consumidores: pessoa física, pessoa jurídica? Quais os desejos e necessidades dos consumidores?  Produto ou serviço oferecido: de que maneira atende às necessidades dos consumidores? É total ou parcial? Qual o ciclo de vida desse serviço/produto?  Concorrentes  Produtos ou serviços similares: quais são os produtos ou serviços diretamente concorrentes? Quais características os distinguem dos seus para melhor ou pior?  Produtos ou serviços alternativos: quais outros produtos ou serviços podem lhe “roubar” clientes mesmo sendo de outra ordem?
  17. 17.  Análise de Mercado  Fornecedores  Qual a disponibilidade e variedade de fornecedores para os produtos ou insumos que você necessita?  Há disponibilidade permanente do insumo necessário?  Quais os preços praticados pelos fornecedores? Há um número ou frequência mínima de pedidos?  Quais as condições de pagamento e de entrega?  Segmentação de mercado  Geográfica (países, regiões, estados, cidades, bairros...)  Demográfica (sexo, idade, renda, educação...)  Cultural (valores, crenças, hábitos, tradições...)  Psicográfica (atitudes, medos, estilos de vida...)
  18. 18.  Sumário  Análise de Mercado  Análise SWOT  Plano de Marketing  Processo Operacional  Análise Financeira
  19. 19.  Análise de Cenário – SWOT
  20. 20.  Sumário  Análise de Mercado  Análise SWOT  Plano de Marketing  Processo Operacional  Análise Financeira
  21. 21.  Plano de Marketing
  22. 22.  Sumário  Análise de Mercado  Análise SWOT  Plano de Marketing  Processo Operacional  Análise Financeira
  23. 23.  Processo operacional  Capacidade máxima de produção / atendimento  Volume inicial de produção / atendimento  Estoques iniciais de matéria-prima e armazenamento  Quem fará o que na empresa  Layout
  24. 24.  Sumário  Análise de Mercado  Análise SWOT  Plano de Marketing  Processo Operacional  Análise Financeira
  25. 25.  Análise Financeira Despesas Receitas Investimento fixo (toda a despesa inicial para fazer o negócio entrar em operação) Custo fixo (recursos humanos, físicos, tecnológicos, de logística) Custos variáveis (taxas, impostos, comissões de vendas, etc) Faturamento (receita) total do dinheiro arrecadado com a venda do produto, sem descontar nenhum valor de produção. Lucro Líquido todo dinheiro que entrou, descontados todos os custos, fixos e variáveis. Lucratividade é o percentual de lucro real da empresa. Pode ser calculado por mês ou por ano. Margem de Contribuição é quanto do valor de venda contribui para a cobertura dos custos. É quanto custa a mercadoria vendida, o “preço-de-custo”.
  26. 26. ana.manssour@plenamulher.com.br ana.manssour@prorp.com.br (11) 2564-8426 e (11) 9201-1855

×