Instituto Politécnico de Setúbal
                      Escola Superior de Educação




        Reflexão individual da Unid...
Na minha reflexão acerca da Unidade Curricular Língua Portuguesa e Tecnologias da
Informação e Comunicação pretendo explor...
para estimularem e motivarem os seus alunos para a apreensão dos conteúdos
leccionados nas suas disciplinas, orientando-os...
As potencialidades comunicativas e pedagógicas das TIC prendem-se com a
abertura ao mundo e a disponibilidade para os alun...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

ReflexãO Individual Lptic - Ana

1.049 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação, Tecnologia
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

ReflexãO Individual Lptic - Ana

  1. 1. Instituto Politécnico de Setúbal Escola Superior de Educação Reflexão individual da Unidade Curricular Língua Portuguesa e Tecnologias da Informação e Comunicação Unidade Curricular: Língua Portuguesa e Tecnologias da Informação e Comunicação Docente: Helena Camacho e Rosário Rodrigues Ano Lectivo: 2009/2010 Curso: Licenciatura em Educação Básica Ano: 3º ano Turma: A Discente: Ana Filipa da Quinta Baptista, 070142057 14 de Janeiro de 2010
  2. 2. Na minha reflexão acerca da Unidade Curricular Língua Portuguesa e Tecnologias da Informação e Comunicação pretendo explorar diversos aspectos, que em meu entendimento, são bastante pertinentes e envolvem a temática em questão. Começando pelas expectativas que eu possuía em relação à unidade curricular, de algum modo, coincidiram com o que eu esperava da mesma, uma vez que o nome dado à disciplina permite que a pessoa o relacione com o contexto onde nos inserimos, e consequentemente, saber quais os principais objectivos a atingir. Assim, não foi, de todo, uma surpresa para mim, todavia, surpreendeu-me noutros pontos, que a meu ver, são bastante importantes para a nossa profissão, no futuro. Através das leituras por mim realizadas acerca de toda esta temática, e considerando que também este tema foi abordado em aula, gostaria de salientar a relação das TIC com a educação para os média. É necessária a compreensão, por parte das crianças desde cedo, de mecanismos de produção e de difusão de informação, pois a informação que é transmitida nem sempre é a mais fiável e uma vez que não conseguimos ‘combater’ estas informações que as TIC nos podem oferecer, será necessária uma formação específica, consistindo na “aprendizagem dos mecanismos de funcionamento dos média”, sobretudo aqueles que mais influenciam os jovens - a televisão e a internet - e deveria constituir uma das prioridades da prática pedagógica. A elaboração de um Blogue para o trabalho final da Unidade Curricular foi bastante importante, tanto para a minha realização pessoal quanto profissional, pois cada vez mais imersos numa sociedade tecnológica, devemos preparar-nos de modo, a também nós, conseguirmos alcançar a era das novas tecnologias. No decorrer da realização do Blogue pude aprender muitas das suas funcionalidades que até então me eram desconhecidas. Aprendi a organizá-lo, a publicar os textos produzidos no âmbito da disciplina e a personalizá-lo ao meu gosto. O facto, de nunca ter criado um blogue pessoal, ou mesmo num noutro contexto, e não termos sido direccionadas para a elaboração do mesmo, no sentido de termos sido nós a descobrir as suas funcionalidades, estimulou-me de certa forma, pois acho que todos somos capazes de nos desenrascar e se tivermos vontade, conseguimos tudo. Através de pesquisas efectuadas na internet, encontrei várias ferramentas que me permitiram desenvolver competências na elaboração do blogue da disciplina. Em minha opinião, foi uma mais-valia esta construção de conhecimentos e aprendizagens num suporte digital, pois numa reflexão realizada para o blogue, pude aperceber-me deste instrumento como um método utilizado por muitos professores
  3. 3. para estimularem e motivarem os seus alunos para a apreensão dos conteúdos leccionados nas suas disciplinas, orientando-os também para pesquisas pertinentes relacionadas com as suas aprendizagens. Assim, também eu quero, enquanto professora, poder construir este tipo de ferramentas essenciais para a construção de aprendizagens dos ‘meus’ alunos. A minha participação no projecto do Diigo foi bastante enriquecedora, até porque não conhecia tal website. É como se de uma biblioteca digital se tratasse, pois ali posso pesquisar, partilhar e até encontrar os mais diversos documentos, sites, jogos, entre outros. É uma ferramenta importante para todos os profissionais, pois quando realizamos uma pesquisa para qualquer trabalho, tema, conteúdo, precisamos de uma colectânea de pesquisas que nos permitam realizar aprendizagens. Em meu entendimento, foi muito importante a construção deste Projecto que foi, ao longo do semestre, crescendo, evoluindo com pesquisas realizadas por todos os elementos das duas turmas, o que gerou uma oportunidade de partilha de saberes e de divulgação, fomentando uma aprendizagem baseada nestes mesmos princípios. Com o decorrer das aulas desta unidade curricular pude aperceber-me que os diferentes recursos ligados às TIC permitem, de uma forma sustentada e motivadora, o desenvolvimento das competências de leitura e expressão escrita. Permitem, igualmente, o trabalho sobre a oralidade, sendo que um dos aspectos mais importantes é o das inúmeras possibilidades de divulgação do trabalho dos alunos. Todas estas actividades que fui realizando ao longo do semestre, tanto a nível mais teórico como as actividades mais práticas, permitiram-me alargar os meus conhecimentos em relação ao contexto tecnológico actual e à relação da nossa língua, a língua portuguesa, com as tecnologias da informação e comunicação, identificando as potencialidades pedagógicas que estas novas tecnologias, mais especificamente a internet como instrumento mais utilizado, nos podem proporcionar na aprendizagem da língua portuguesa. Os sites que pesquisámos, analisámos e que nos permitiram identificar as suas vantagens e os seus contras, de modo a avaliarmos a pertinência do seu conteúdo, auxiliar-nos-ão para assim sabermos definir a forma de os trabalhar e apresentar aos nossos alunos. Assim, considero fulcral a integração das TIC na educação, em contexto actual, pois proporciona elementos de reflexão que possam contribuir para melhorar o desempenho dos agentes educativos na sociedade, que hoje é ‘dominada’ pelas tecnologias. Como consequência, precisaremos estar em constante actualização e remodelação em relação às novas tecnologias, tentando associa-las ao contexto educativo.
  4. 4. As potencialidades comunicativas e pedagógicas das TIC prendem-se com a abertura ao mundo e a disponibilidade para os alunos conhecerem e compreenderem outras culturas; o desenvolvimento de competências de trabalho autonomamente (fundamental ao longo da vida), já que os alunos podem dispor de uma enorme variedade de ferramentas de investigação; um acesso à informação com rapidez e facilidade; o trabalho em simultâneo com um ou mais colegas, situados em diferentes locais; a criação de sites; sem esquecer importância das Tecnologias da Informação e Comunicação na aquisição e desenvolvimento de aprendizagens dos alunos, tendo em vista, num futuro profissional, iniciativas mobilizadoras e integradoras no domínio das tecnologias e dos recursos educativos digitais no processo de ensino.

×