Estratégias didático pedagógicas para a inclusão tdah

172 visualizações

Publicada em

Slides de apoio ao minicurso Estratégias Didático-Pedagógicas para Inclusão de Estudantes com TDAH, durante o V Fórum Distrital de Educação Profissional e Tecnologia Inclusiva realizado no IFB.

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
172
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estratégias didático pedagógicas para a inclusão tdah

  1. 1. Estratégias Didático-Pedagógicas para a Inclusão de Estudantes com TDAH V Fórum Distrital de Educação Profissional e Tecnologia Inclusiva Campus Samambaia Núcleo de Atendimento às Pessoas com Necessidades Específicas (NAPNE) Coordenação de Ações Inclusivas da Pró-reitoria de Extensão (PREX) Ma. Anaí Haeser Peña Psicóloga – SEDF/ CRE Taguatinga Coordenadora Intermediária do Serviço Especializado de Apoio à Aprendizagem 30/ Agosto/ 2016
  2. 2. Wassily Kandinsky, Aquarela após Pintar com Borda Branca (Moscow), 1915.
  3. 3. Objetivos • Contribuir para instrumentação de docentes elaboração de estratégias pedagógicas que propiciem a inclusão de estudantes com TDAH. – Contextualizar a discussão sobre TDAH – Possibilitar o empoderamento de professores para realizar a adequação de estratégias didático- pedagógicas para o ensino de alunos com TDAH
  4. 4. - CONTEXTUALIZAÇÃO -
  5. 5. Questões fundamentais relacionadas ao TDAH • Entidade nosológica do TDAH • Dicotomia biológico x social • Banalização do diagnóstico • Medicalização
  6. 6. “Sobre a vida: nós tendemos a ver apenas o que somos preparados a compreender”, de Howard Hoffman
  7. 7. TDAH: AS CARACTERÍSTICAS DO TRANSTORNO – UM ESPECTRO
  8. 8. A Tríade Característica do Espectro TDAH Hiperatividade H Impulsividade I Desatenção D
  9. 9. Padrão comportamental História - Contextualização
  10. 10. Contextual?
  11. 11. Cena da animação “Mudando Paradigmas na Educação”
  12. 12. Ambiente de ensino gravidade zero UMA FALÁCIA
  13. 13. TDAH: AS ESTRATÉGIAS DIDÁTICO-PEDAGÓGICAS
  14. 14. As dicas
  15. 15. A proposta de uma abordagem estrutural e empoderadora Investir na possibilidade de mudanças a partir da mediação Abordagem ativa e otimista Acreditar e investir no potencial de aprendizagem
  16. 16. OBSERVAR – REGISTRAR - ANALISAR
  17. 17. Um processo de ensino inclusivo Conhecer AdaptarAvaliar Ajustar
  18. 18. Reuven Feuerstein Lev Vygotsky Aprendizagem Mediada Experiência de Aprendizagem Mediada
  19. 19. Intencionalidade e Reciprocidade
  20. 20. Significado
  21. 21. Transcendência
  22. 22. Competência
  23. 23. Autorregulação e Auto-Controle
  24. 24. Compartilhamento
  25. 25. Individuação
  26. 26. Planejamento de Objetivos
  27. 27. Desafio
  28. 28. Automodificação
  29. 29. ESTRATÉGIAS PEDAGÓGICAS INTERVENÇÕES Metodológicas Métodos e técnicas de ensino Organizativas Planejamento (objetivos, expectativas) Adequação de conteúdos Avaliativas Recursos Materiais Humanos
  30. 30. Referências BRZOZOWSKI, Fabiola Stolf; CAPONI, Sandra. Determinismo biológico e as neurociências no caso do transtorno de déficit de atenção com hiperatividade. Physis, Rio de Janeiro , v. 22, n. 3, p. 941-961, 2012 . Available from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103- 73312012000300006&lng=en&nrm=iso>. access on 26 June 2016. http://dx.doi.org/10.1590/S0103-73312012000300006. DISTRITO FEREDERAL1. Currículo em Movimento da Educação Básica: Pressupostos Teóricos. Secretaria de Estado de Educação - SEEDF, GDF: 2013. DISTRITO FEREDERAL2. Currículo em Movimento da Educação Básica: Educação Especial. Secretaria de Estado de Educação - SEEDF, GDF: 2013. FEUERSTEIN, R., FEUERSTEIN, R. FALIK L. H. Além da Inteligência: Aprendizagem Mediada. Petrópolis (RJ): Vozes, 2014. KUREISHI, H. The Art of Distraction. The New York Times. Feb. 18, 2012. http://www.nytimes.com/2012/02/19/opinion/sunday/the-art-of- distraction.html?_r=0 MARTINS, A. F. Brevidades. Goiânia: Instituto Kaapyikongo do Brasil de Dentro, 2016. MUSZKAT, M., MIRANDA, M. C., RIZZUTTI, S. Transtorno do déficit de atenção e hiperatividade. Coleção Educação & Saúde, Vol.03. São Paulo: Cortez, 2012. VYGOSTKY, L. S. Pensamento e Linguagem. São Paulo: Martins Fontes, 1987.
  31. 31. Obrigada! Slideshare – Aninha Haeser E-mail – anai.hp@gmail.com Ilustração de Rutu Modan para a cronica “The Art of Distraction” (New York Times)

×