Sexualidade powerpoint

70.539 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
21 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
70.539
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
1.441
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2.156
Comentários
0
Gostaram
21
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Sexualidade powerpoint

  1. 1. SEXUALIDADETodos nós, desde que nascemos até que morremos,precisamos de estar próximos de outras pessoas. Se precisamos de estar próximos de outras pessoas,significa que todos gostamos de receber carinhos,mimos, beijinhos e abraços, de nos sentirmos amados,protegidos e cuidados.Assim, é na altura que somos bebés que estanecessidade é maior, e é nesta idade que dependemostotalmente dos adultos que nos cuidam.
  2. 2. Com o passar do tempo, a nossa dependência dosoutros diminui, vamos ficando mais independentes, ouseja, ganhamos pouco a pouco autonomia. Mas aomesmo tempo vamos sentindo que gostamos não só deser protegidos, cuidados e amados, mas que tambémgostamos de proteger, cuidar e amar.A necessidade de estar perto de outras pessoascontinua durante toda a vida!O que muda com o tempo são as formas de estarpróximo dos outros, de dar e receber.
  3. 3. O que é a sexualidade?“… é uma energia que nos motiva para encontrar amor,contacto, ternura e intimidade. Ela integra-se no modo comonos sentimos, movemos, tocamos e somos tocados. É ser-se sensual e ao mesmo tempo sexual. A sexualidadeinfluencia pensamentos, sentimentos, ações e interações e,por isso, influencia também a nossa saúde física e mental.”Quando uma pessoa está a sentir prazer, está a vivenciar asua sexualidade. A busca do prazer pode se dar de váriasformas, em variadas circunstâncias.A sexualidade é toda a atividade pulsional que tende a obter umasatisfação. (ex: comer, beber, dormir, admirar algo, gostar dealguém,…)Freud
  4. 4. Compreende uma série de processos psicológicos efísicos de sensações, sentimentos, trocas afetivas,necessidade de carinho e contacto e necessidade deaceitação.A sexualidade vai aparecendo na adolescência e não ésó a mudança em termos do nosso corpo, a mudançafísica ou a necessidade biológica de ter filhos, étambém e sobretudo, mais uma forma de estarpróximo de alguém que escolhemos pelas suasqualidades, e com quem queremos estar, a quemqueremos proteger, cuidar e amar, e por quemqueremos ser protegidos, cuidados e amados, ou seja,termos uma relação romântica.
  5. 5. A sexualidade permite-nos também um maiorconhecimento de nós próprios, do que pensamos esentimos, perceber que coisas gostamos mais e menos,no nosso corpo e na relação que estabelecemos com osoutros . A isto é chamado o auto-conhecimento. É muitoimportante que encontremos uma imagem positiva donosso corpo e de nós próprios como pessoa.Todos temos coisas boas só precisamos de procurá-las!Quanto mais nos conhecemos e gostamos de nóspróprios, tanto mais podemos conhecer e gostar dosoutros!
  6. 6. Já no ventre A sexualidade maternoQuando se inicia gostamos de nosa sexualidade? sentir amados, ser tocados e acarinhados!
  7. 7. 0 aos 18 mesesFase OralNesta fase,, a energia sexual manifesta-se pela boca, ouseja, é através da boca que o bebé descobre o mundo etem os seus primeiros contactos afetivos. A alimentação,o contacto com o seio da mãe, o sugar, o chorar – asprincipais manifestações dão-se via oral. Ao receber oalimento do seio, o bebé recebe também o carinho , aemoção e as trocas afetivas com a mãe. Experimentasensações através da região oral: sugar, mamar, chuparo dedo, levar coisas à boca; reconhece e brinca com ocorpo, explorando as possibilidades; brinca com osgenitais durante o banho ou durante a troca de fraldas –descoberta sexual.Durante a amamentação há grandes momentos de amore união.
  8. 8. 1 a 3 anosFase AnalÉ a fase seguinte, compreendendo de 1 a 3 anos,marcada pelo controle dos esfíncteres, sendo que amaior zona de satisfação é a região do ânus. Esseestágio, de modo geral, representa o início da autonomiada criança. Ela descobre que pode controlar o cocó, eexperimenta sensações de independência, controle,escolha e, principalmente, poder. As primeiras noçõesde higiene começam a ser desenvolvidas.Começa a descobrir o controle dos esfíncteres(controlaro xixi e o cocó);percebe as diferenças entre crianças eadultos;Perguntas frequentes: Por que é que a pilinha do papa émaior que a minha? Por que é que a mamã temcabelinho no pipi? Por que é que a mamã não tempilinha?
  9. 9. 3 aos 6 anosFase FálicaÉ a etapa que acontece dos 3 aos 6 anos. A atenção dacriança é voltada para os órgãos genitais. É nesta faseque os pequenos começam a descobrir as diferençasentre os sexos. O menino descobre o pénis e as suasfunções e quer saber porque é que a menina não tem. Amenina pensa que o pénis lhe foi cortado. Assim, ascuriosidades sexuais surgem.Descobre que a região genital proporciona prazer;identifica-se com o seu papel sexual(comportamento dehomem ou de mulher);começa a questionar sobre aorigem dos bebés: De onde vêm os bebés? Por ondenascem os bebés? Como é que os bebés são feitos? Porque é que a pilinha fica dura?Nesta fase da primeira infância há uma partilha decarinhos sem preconceitos.
  10. 10. 7 anos até aos 11Fase de LatênciaPeríodo que ocorre a partir dos 7 anos até aos 11,aproximadamente. A criança passa a gastar energias ematividades artísticas, escolares, sociais, desportos e osseus interesses viram-se para a aquisição de novosconhecimentos e habilidades. Os vínculos de amizademostram-se mais fortes e a formação de grupos deidentificação contribuem para a experimentação daidentidade pessoal, sexual e social. A convivência emgrupo favorece o desenvolvimento da opinião, dosgostos, das regras sociais e da construção dapersonalidade, além de contribuir para a solidificação desentimentos de auto-estima e segurança.
  11. 11. PUBERDADEFase GenitalTem início juntamente com a puberdade e é marcadapela retomada dos impulsos sexuais. É caraterizadatambém pelas mudanças físicas, psicológicas e novasdescobertas. O adolescente perde a identidade infantile começa a construir e a desenvolver, pouco a pouco, aidentidade adulta.Começa a ter atração e amor platónico por colegas dosexo oposto; as curiosidades voltam-se para astransformações do próprio corpo.
  12. 12. O que é a puberdade?O que é a puberdade?A puberdade é um período em que ocorremmudanças biológicas e fisiológicas. É neste períodoque o corpo se torna maduro e os “adolescentes”ficam habilitados para gerar filhos.Ela não deve ser confundida como sinónimo daadolescência, visto que a puberdade faz parte daadolescência.Nesta fase, são observadas mudanças tais como:crescimento de pelos púbicos, crescimento dostestículos e aparecimento das mamas.O início da fase da puberdade é variável de pessoapara pessoa. Frequentemente para o sexo feminino éentre os nove e treze anos de idade e para o sexomasculino entre 10 e 14 anos de idade.
  13. 13. A puberdade nos meninosA puberdade nos meninos começa por volta dos 11 ou 12anos e é caracterizada por um período de intensasmudanças, como o crescimento dos pêlos e pénis e oaumento de tamanho dos testículos.As principais caraterísticas das mudanças são:- surgimento de pêlos na púbis, nas axilas e no peito;- aumento dos testículos e do pénis;- crescimento da barba;- voz grossa;- ombros mais largos;- aumento da massa muscular;- início da produção de espermatozóides;- aumento do peso e da estatura.
  14. 14. Período de Puberdade FemininaA puberdade nas meninas começa por volta dos 9 ou 10 anose é caraterizada pela primeira menstruação e odesenvolvimento dos órgãos genitais e das mamas.A primeira menstruação ocorre por volta dos 12 anos, ouantes, pois depende de fatores genéticos, raciais, nutricionaise outros.As principais características são:- alargamento dos ossos da bacia;- início do ciclo menstrual;- surgimento de pêlos na púbis e nas axilas;- depósito de gordura nas nádegas, nos quadris e nas coxas;- desenvolvimento das mamas.
  15. 15. As alterações corporais são vivenciadas de forma diferente,de jovem para jovem. Podem aparecer sentimentos devergonha, timidez, pudor e até ansiedade, nomeadamenteem casa, junto dos pais e dos irmãos, e na escola, junto doscolegas e das colegas.As relações entre os dois sexos também vão sofreralterações importantes. É frequente professores e paisrelatarem situações de afastamento e mesmo hostilidadeentre rapazes e raparigas na escola, em casa ou em gruposde amigos.Outra manifestação é a constituição de grupos e de espaçosferozmente monosexuais (proibição absoluta dos rapazesentrarem nos grupos das raparigas e vice-versa). É como sehouvesse um período em que se torna interiormente muitoimportante mostrar claramente, a si mesmo e aos outros, quese pertence a um sexo bem definido, com caraterísticas muitoespecíficas e opostas ao outro sexo.
  16. 16. O despertar da sexualidadeEsta etapa da vida em que o adolescente abandona ainfância é extremamente enriquecedora. Vai descobrir novoscentros de interesse, enfrentar novas emoções e, sobretudo,amadurecer.Os jovens adolescentes mantêm-se, geralmente, entrepessoas do mesmo sexo, até que progressivamente se vãoconstituindo grupo mistos. No final, acabam por se criarcasais.Os adolescentes preocupam-se com a aparência einterrogam-se sobre a sua capacidade de sedução. Vão,paralelamente, sentindo atrações físicas e descobrindo assuas primeiras emoções sexuais.

×