Fcel - alfabeto pessoal

2.838 visualizações

Publicada em

Ficha de trabalho destinada a alunos do ensino especial com disortografia ou dislexia. Pretende-se ajudar os alunos a associarem letras e sons e a descobrirem algumas regras de representação gráfica dos mesmos, ao mesmo tempo que descobrem a composição das sílabas. O trabalho com o alfabeto pessoal constitui motivação; o trabalho final com as lengalengas constitui, sobretudo, treino da leitura, de forma a agilizá-la.

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.838
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.091
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Fcel - alfabeto pessoal

  1. 1. ESCOLA BÁSICA 2,3 PADRE ALBERTO NETO CEI – Língua Portuguesa – Ficha de CEL B1 Fonética e Fonologia Oficina de língua: distinguir sons e letras; segmentar palavras; descobrir a composição das sílabas; explicitar algumas regras da representação de sons; agilizar a leitura oral. I – Vamos elaborar um alfabeto pessoal: escreve uma palavra para cada letra do alfabeto, a partir de palavras que tenham um significado pessoal. Exemplos: A de “adeus” B de “beleza” C de “cedo” A -__________________ D-__________________ B - _________________ E - _________________ C - _________________ F - _________________ (Continua no teu caderno diário até usares todas as letras do alfabeto) ________________________________________________________________________________________________________ II – Vamos descobrir as sílabas e a sua composição. 1. Depois de escreveres o teu alfabeto pessoal, vamos juntar vogais e consoantes para construirmos palavras. P+ ai / D + eu / P+é / a+ to / etc. _______________ _______________ ________________ ______________ _____________ ______________ _______________ _______________ ________________ ______________ _____________ ______________ _______________ _______________ ________________ ______________ _____________ ______________ 2- Indica quantas vogais e quantas consoantes têm estas palavras. pão ~ fino ~ alto ~ mesa ~ coelho ~ cansado ~ presente
  2. 2. 3- Pronuncia as palavras e indica em quantos sopros de voz as dizes. Cada um desses “sopros” é uma sílaba. Divide as palavras do ponto 2 nas suas sílabas. 4- Como vês, as sílabas podem ter vários conjuntos de consoantes e vogais. Observa os exemplos e procura escrever mais sílabas com a mesma composição. - Vogal, Consoante: al-to __________ ___________ __________ __________ _________ - Consoante, Vogal, Vogal: pei-to ___________ __________ __________ ___________ - Consoante, Consoante, Vogal: blo-co __________ __________ __________ __________ - Consoante, Vogal, Consoante: res-to _____________ ____________ _____________ ________ - Consoante, Consoante, Vogal, Consoante: cres-cer _____________ ______________ - Consoante, Vogal, Vogal, Consoante: guin-das-te ____________ ____________ _________ ________________________________________________________________________________________________________ III - Vamos brincar com os sons: a lengalenga Nota: a lengalenga é um texto com frases curtas que normalmente rimam e repetem as mesmas sílabas / sons. É muito fácil decorar uma lengalenga. Geralmente, as lengalengas estão associadas a brincadeiras e jogos. 1- Sublinha as sílabas / sons que se repetem em cada uma das lengalengas. Texto A Texto B Cais, cais, cais Oliveiras, olivais Caracóis, rouxinóis Pintassilgos e pardais E outros pássaros mais!... A casa do jardim tem uma mariposa jeitosa, que sobre a sua asa cor-de-rosa, faz uma sombra majestosa.
  3. 3. Conclui: no texto A trata-se de _______________ No texto B trata-se de __________________ 2- Elabora uma lengalenga, utilizando algumas das palavras que escreveste no teu alfabeto pessoal (ou outras). Procura ler a lengalenga à turma, sem te enganares. ________________________________________________________________________________________________________ III – Vamos descobrir, agora, algumas regras ortográficas: A- Casa, ceifa, coifa, cacifo, cifra, couve, cunha ⇾ o c só tem o som /S/ com as vogais e e i. (Sublinha as palavras acima com e e i) ⇾ para não se ler /K/, antes de a, o, u usa-se ç: terça, aço, açúcar (Sublinha as palavras acima com a, o, u ) 1. Verifica se percebeste: as palavras que se seguem têm o som /S/ ou /K/? acém, ácido, caco, açafrão, açorda, coco, açúcar, cuco, acácia, acento, contar B- O ç e os dois ss não existem no início de palavras e, por isso, nesta posição só podem aparecer: ⇾ S – antes de todas as vogais – ex. sapato, ser, sino, sol, suar ⇾ C – apenas antes de e ou i – ex. cenoura, civil C - Depois de ditongo, ou de vogal, de um modo geral usa-se X como em: ⇾ ameixa, apaixonado, baixela, caixa, bauxite, frouxo. D- Depois de en (excetuando "encher" e formas respetivas) usamos X: ⇾ desenxabido, enxada, enxame, enxaqueca, enxerto. E- Depois de l ou r grafa-se sempre Ch: ⇾ acolchoar, colcha, colchão, colcheia, colchete, archeiro, archote, marcha, marchetar 2. Verifica se percebeste: coloca as letras X ou CH nos espaços. a) Trou___a b) mur___ar c) en___erto d) en___imento e) mur___o f) frou___o
  4. 4. g) mar___ar h) preen___er V – Vamos escrever corretamente as sílabas e palavras que vamos ouvir: ___________________ ____________________ ______________________ ________________________ ___________________ ____________________ ______________________ ________________________ VI - Vamos divertir-nos a ler travalínguas: uma brincadeira com palavras e sílabas difíceis de pronunciar quando estão juntas. Texto C A aranha arranha a rã. A rã não arranha a aranha. Texto D Luzia lustrava o lustre listrado, o lustre listrado luzia. Texto E Texto G Estavam três tigres na neve quando apareceu um cossaco. Um tigre levou um tiro, transformou-se num casaco. Estavam dois tigres na selva, apareceu um malandrete. Um tigre levou um tiro, transformou - se num tapete. Estava um tigre à beira - mar, lá lhe apareceu um soldado. O tigre levou um tiro, transformou - se num guisado. Três tristes tigres, todos de tripas ao ar. Três tristes tigres, não há mais para contar. Luís Ducla Soares, A gata Tareca e outros poemas levados da breca
  5. 5. Pedro Paulino da Silva, pobre pintor português: pinta portas e paredes e mais o que tiver de ser. Texto F Qual é o doce que é mais doce que o doce de batata doce? Respondi que o doce que é mais doce que o doce de batata doce é o doce que é feito com o doce do doce de batata doce. Texto H - O que é que há cá? - É o eco que há cá. - Há cá eco? - Há cá eco, há. Texto I
  6. 6. Copo, copo giri copo copo, copo giricá quem não disser três vezes copo, copo, giricopo giricopo, copo, cá por este copo não beberá. Texto J Esta burra torta trota Esta burra torta trota Trota ,trota , a burra torta. Trinca a murta ,a murta brota Brota a murta ao pé da porta. Texto J Num ninho de nafagafos há sete nafagafinhos. Quando a nafagafa sai, Texto K O rato roeu a rolha da garrafa do rei da Rússia. Rara astúcia foi a sua: roeu metade da rolha e depois fugiu para a rua! Mas o rei da Rússia, que estava à varanda com o rei da Holanda, viu - o passar e chamou - o: - Ó ratinho sem vergonha, para onde levas tu meia rolha da minha melhor garrafa de Borgonha? - Levo - a para o lago. Se me faltar pé, agarro - me a ela logo, já não me afogo! Violeta Figueiredo, Fala bicho
  7. 7. ficam os nafagafos sozinhos. Depois de leres todas as lengalengas em voz alta, preenche a grelha: Tenho mais dificuldades na leitura do(s) texto(s) _________________________________________ As sílabas mais difíceis de pronunciar são _________________________________________________ As regras ortográficas que percebi na etapa III são: (A / B / C / D / E) As regras ortográficas que NÃO percebi na etapa III são: _________________________________ Com esta atividade melhorei __________________________________________________________________ Ainda tenho dificuldades em ler / escrever algumas palavras SIM NÃO Prof.ª Ana Isabel Falé

×