Escola Secundária de Ponte de Sor                                 Avaliação de Desempenho dos Professores – Instrumento de...
Dimensão 1 – VERTENTE PROFISSIONAL, SOCIAL E ÉTICA                                                                        ...
Domínio 1.2 – Compromisso com a promoção da aprendizagem e do desenvolvimento pessoal e cívico dos alunos.Indicador 1.2.1 ...
Registo daDomínio 1.3 – Compromisso com o grupo de pares e com a escola.                                                  ...
Dimensão 2 – DESENVOLVIMENTO DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM                                                                  ...
No período em avaliação, não há evidências de que o docente não concebeu e planificou estratégias adequadas aos diferentes...
Indicador 2.4.3 – Utilização de evidências na análise crítica do seu processo de ensino e formulação de hipóteses explicat...
Indicador 3.1.2 – Envolvimento em projectos e actividades da escola que visam o desenvolvimento da comunidade.No período e...
No período em avaliação há evidências de que o docente participou na construção dos documentos orientadores da vida da esc...
Indicador 4.1.2 – Mobilização do conhecimento adquirido no desenvolvimento organizacional da Escola.No período em avaliaçã...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Operacionalizar inst aval_add_mar11pdf

550 visualizações

Publicada em

ADD

Publicada em: Educação, Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
550
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
10
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Operacionalizar inst aval_add_mar11pdf

  1. 1. Escola Secundária de Ponte de Sor Avaliação de Desempenho dos Professores – Instrumento de registo do relator 2009 – 2011Identificação do AvaliadoNome: ……………………………………………………………………………………………………………………..Departamento: ………………………………………………….. Grupo de Recrutamento: ………..Situação Profissional: ……………………………….. Funções: CDC………/Relator………Identificação do AvaliadorNome: ……………………………………………………………………………………………………………………..Departamento: …………………………………………………..…………………….. Grupo de Recrutamento: ………..Condição de Avaliador: Relator……… Coordenador de Departamento……… Director………Notas ao registo das pontuações:Nota a) – Grupo Disciplinar, Departamento Curricular, Conselho Pedagógico, Conselhos de Turma, etc.Nota b) – O avaliado preenche os requisitos exigidos no nº 4 do artº 46º do ECD: “A atribuição da menção de Excelente deve ainda especificar oscontributos relevantes proporcionados pelo avaliado para o sucesso escolar dos alunos e para a qualidade das suas aprendizagens, tendo em vista a suainclusão numa base de dados sobre boas práticas e posterior divulgação”.Nota c) – No indicador 3.3.1 (Envolvimento em projectos ou actividades de âmbito nacional ou internacional que sejam relevantes para a escola e/ oucomunidade) entende-se que todos os docentes estão envolvidos no PTE merecendo, à partida, uma pontuação de 7. A atribuição de pontuação superiorobedece aos critérios estabelecidos para o indicador 3.1.2.Nota d) – As evidências devem ser certificadas, sendo que apenas um documento de certificação – por indicador – pode ser anexado ao relatório de auto-avaliação.Nota e) – A pontuação atribuída a cada indicador é registada no espaço próprio, última coluna à direita. O pressuposto é que o docente merece apontuação de Bom, salvo se houver evidências certificadas que provem que merece Muito Bom ou Regular ou Insuficiente. A atribuição de pontuaçãoadequada à menção de Excelente (9-10) exige evidências certificadas de que o docente cumpre, no respectivo indicador, os requisitos exigidos no nº 4 doartº 46º do ECD.
  2. 2. Dimensão 1 – VERTENTE PROFISSIONAL, SOCIAL E ÉTICA Registo daDomínio 1.1 – Compromisso com a construção e o uso do conhecimento profissional Pontuação pontuaçãoIndicador 1.1.1 – Reconhecimento de que o saber próprio da profissão se sustenta em investigação actualizada.No período em avaliação, o docente concluiu o doutoramento em ciências da educação, tendo apresentado documento 10comprovativo.No período em avaliação, o docente concluiu o mestrado – anterior ao regime de Bolonha – em ciências da educação, tendo 9apresentado documento comprovativo.No período em avaliação, o docente concluiu uma pós-graduação ou CESE na área das ciências da educação ou foi autor de 8publicações na mesma área e que mereceram realce nacional ou internacional devidamente certificado.No período em avaliação, o docente cumpriu as horas de formação determinadas por lei. 7No período em avaliação, o docente não cumpriu as horas de formação determinadas por lei, mas não há evidências de que não 6fez investigação actualizada.No período em avaliação, o docente não cumpriu as horas de formação determinadas por lei, havendo ligeiras evidências – 5devidamente documentadas – de que não fez investigação actualizada.No período em avaliação, o docente não cumpriu as horas de formação determinadas por lei, havendo evidências – devidamente 4documentadas – de que não fez investigação actualizada.No período em avaliação, o docente não cumpriu as horas de formação determinadas por lei, havendo evidências de que as 1-3competências científicas, pedagógicas e didácticas não se sustentam em investigação actualizada.Indicador 1.1.2 – Reflexão crítica sobre as suas práticas profissionais.No período em avaliação, há evidências de que o docente contribuiu, nas reuniões dos órgãos de orientação pedagógica de que faz 9-10parte e que são do conhecimento do relator [Nota a)], para a auto-crítica do desempenho profissional dos docentes e da escola,constituindo-se, neste aspecto, como referente na escola e fora dela e nunca tendo faltado a qualquer reunião dos órgãos queintegra [Nota b)].No período em avaliação, há evidências de que o docente contribuiu, nas reuniões dos órgãos de orientação pedagógica de que faz 8parte e que são do conhecimento do relator [Nota a)], para a auto-crítica do desempenho profissional dos docentes e da escola,constituindo-se, neste aspecto, como referente na escola e nunca tendo faltado a qualquer reunião dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha contribuído para a auto-crítica do desempenho 7profissional dos docentes e da escola, tendo participado em pelo menos 90% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha contribuído para a auto-crítica do desempenho 6profissional dos docentes e da escola, tendo participado em pelo menos 80% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha contribuído para a auto-crítica do desempenho 5profissional dos docentes e da escola, tendo participado em pelo menos 70% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, o docente participou em menos de 70% das reuniões dos órgãos que integra. 1-4
  3. 3. Domínio 1.2 – Compromisso com a promoção da aprendizagem e do desenvolvimento pessoal e cívico dos alunos.Indicador 1.2.1 – Reconhecimento da responsabilidade profissional na promoção e sucesso das aprendizagens.No período em avaliação, há evidências de que o docente promoveu e teve sucesso nas aprendizagens dos seus alunos 9-10constituindo-se, neste aspecto, como referente na escola e fora dela [Nota b)].No período em avaliação, há evidências de que o docente promoveu e teve sucesso nas aprendizagens dos seus alunos 8constituindo-se, neste aspecto, como referente na escola.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não promoveu e não teve sucesso nas aprendizagens dos alunos. 7No período em avaliação, há ligeiras evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente não promove e 5-6não tem sucesso nas aprendizagens dos seus alunos.No período em avaliação, há evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente não promove e não 3-4tem sucesso nas aprendizagens dos seus alunos.No período em avaliação, há evidências – devidamente documentadas, fundamentadas e sancionadas disciplinarmente – de que o 1-2docente não promove e não tem sucesso nas aprendizagens dos seus alunos.Indicador 1.2.2 – Reconhecimento do dever de promoção do desenvolvimento integral de cada aluno.No período em avaliação, há evidências de que o docente promoveu o desenvolvimento integral dos alunos e não os discriminou 9-10negativamente constituindo-se, neste aspecto, como referente na escola e fora dela [Nota b)].No período em avaliação, há evidências de que o docente promoveu o desenvolvimento integral dos alunos e não os discriminou 8negativamente constituindo-se, neste aspecto, como referente na escola.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não promoveu o desenvolvimento integral dos alunos nem os 7discriminou negativamente.No período em avaliação, há ligeiras evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente discriminou 5-6negativamente os seus alunos.No período em avaliação, há evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente discriminou 3-4negativamente os seus alunos.No período em avaliação, há evidências – devidamente documentadas, fundamentadas e sancionadas disciplinarmente – de que o 1-2docente discrimino negativamente os seus alunos.Indicador 1.2.3 – Responsabilidade na promoção de ambientes de trabalho seguros, exigentes e estimulantes.No período em avaliação, há evidências de que o docente promoveu ambientes de trabalho seguros, exigentes e estimulantes 9-10constituindo-se, neste aspecto, como referente na escola e fora dela [Nota b)].No período em avaliação, há evidências de que o docente promoveu ambientes de trabalho seguros, exigentes e estimulantes 8constituindo-se, neste aspecto, como referente na escola.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não promoveu ambientes de trabalho seguros, exigentes e estimulantes. 7No período em avaliação, há ligeiras evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente não promove 5-6ambientes de trabalho seguros, exigentes e estimulantes.No período em avaliação, há evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente não promove 3-4ambientes de trabalho seguros, exigentes e estimulantes.No período em avaliação, há evidências – devidamente documentadas, fundamentadas e sancionadas disciplinarmente – de que o 1-2docente não promove ambientes de trabalho seguros, exigentes e estimulantes.
  4. 4. Registo daDomínio 1.3 – Compromisso com o grupo de pares e com a escola. Pontuação pontuaçãoIndicador 1.3.1 – Atitude informada e participativa face às políticas educativas.No período em avaliação, há evidências de que o docente se destacou pela atitude informada e participativa face às políticas 9-10educativas, nas reuniões dos órgãos de orientação pedagógica de que faz parte e que são do conhecimento do relator [Nota a)],nunca tendo faltado a qualquer reunião dos órgãos que integra e constituindo-se, neste aspecto, como referente na escola e foradela [Nota b)].No período em avaliação, há evidências de que o docente se destacou pela atitude informada e participativa face às políticas 8educativas, nas reuniões dos órgãos de orientação pedagógica de que faz parte e que são do conhecimento do relator [Nota a)],nunca tendo faltado a qualquer reunião dos órgãos que integra e constituindo-se, neste aspecto, como referente na escola.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha adoptado uma atitude informada e participativa face às 7políticas educativas, nunca tendo faltado a qualquer reunião dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha adoptado uma atitude informada e participativa face às 6políticas educativas, tendo participado em 90% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha adoptado uma atitude informada e participativa face às 5políticas educativas, tendo participado em 80% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha adoptado uma atitude informada e participativa face às 4políticas educativas, tendo participado em 70% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, o docente participou em menos de 70% das reuniões dos órgãos que integra. 1-3Indicador 1.3.2 – Reconhecimento da relevância do trabalho colaborativo na sua prática profissional.No período em avaliação, o docente planificou ao nível do Grupo Disciplinar – ano/disciplina – e/ou do Departamento todas as 9-10actividades escolares, nomeadamente as lectivas: planificações a médio e longo prazo; a curto prazo planificou semanal ouquinzenalmente em Grupo Disciplinar cada uma das lições e cada um dos testes de avaliação sumativa e fichas de avaliaçãoformativa, sendo que as respectivas actas clarificam e identificam também as adaptações das planificações às características decada uma das turmas atribuídas ao docente constituindo-se, neste aspecto, como referente na escola e fora dela [Nota b)].No período em avaliação, o docente planificou ao nível do Grupo Disciplinar – ano/disciplina – e/ou do Departamento todas as 8actividades escolares, nomeadamente as actividades lectivas a curto, médio e longo prazo constituindo-se, neste aspecto, comoreferente na escola.No período em avaliação, o docente planificou ao nível do Grupo Disciplinar – ano/disciplina – e/ou do Departamento todas as 7actividades escolares, nomeadamente as actividades lectivas a médio e longo prazo.No período em avaliação, o docente não planificou ao nível do Grupo Disciplinar e/ou do Departamento as actividades as 5-6actividades lectivas a médio e longo prazo, mas planificou e organizou em grupo as restantes actividades inscritas no PAA.No período em avaliação, o docente não planificou ao nível do Grupo Disciplinar e/ou do Departamento as actividades escolares, 1-4embora tenha organizado e executado as actividades inscritas no PAA. Total das pontuações atribuídas à Dimensão 1 ------------
  5. 5. Dimensão 2 – DESENVOLVIMENTO DO ENSINO E DA APRENDIZAGEM Registo daDomínio 2.1 – Preparação e organização das actividades lectivas. Pontuação pontuaçãoIndicador 2.1.1 – Conhecimento científico, pedagógico e didáctico inerente à disciplina/área disciplinar.No período em avaliação, há evidências documentadas de que o docente possui os conhecimentos científicos, pedagógicos e 9-10didácticos inerentes à sua disciplina/área disciplinar, constituindo-se como referente na escola e fora dela [Nota b)].No período em avaliação, há evidências documentadas de que o docente possui os conhecimentos científicos, pedagógicos e 8didácticos inerentes à sua disciplina/área disciplinar, constituindo-se como referente na escola.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não possui os conhecimentos científicos, pedagógicos e didácticos 7inerentes à sua disciplina/área disciplinar.No período em avaliação, há ligeiras evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente não possui os 4-6conhecimentos científicos, pedagógicos e didácticos inerentes à sua disciplina/área disciplinar.No período em avaliação, há evidências – devidamente documentadas, fundamentadas e sancionadas disciplinarmente – de que o 1-3docente não possui os conhecimentos científicos, pedagógicos e didácticos inerentes à sua disciplina/área disciplinar.Indicador 2.1.2 – Planificação do ensino de acordo com as finalidades e as aprendizagens previstas no currículo e rentabilização dos meios e recursosdisponíveis.No período em avaliação, há evidências documentadas de que o docente planifica o ensino de acordo com as finalidades e as 9-10aprendizagens previstas no currículo e rentabilização dos meios e recursos disponíveis, constituindo-se como referente na escola efora dela [Nota b)].No período em avaliação, há evidências documentadas de que o docente planifica o ensino de acordo com as finalidades e as 8aprendizagens previstas no currículo e rentabilização dos meios e recursos disponíveis, constituindo-se como referente na escola.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não planificou a actividade lectiva de acordo com as finalidades e as 7aprendizagens previstas no currículo e não rentabilizou os meios e os recursos disponíveis.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não planificou a actividade lectiva de acordo com as finalidades e as 6aprendizagens previstas no currículo, mas há ligeiras evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que nãorentabilizou adequadamente os meios e os recursos disponíveis.No período em avaliação, há ligeiras evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente não planificou 4-5a actividade lectiva de acordo com as finalidades e as aprendizagens previstas no currículo e não rentabilizou os meios e osrecursos disponíveis.No período em avaliação, há evidências – devidamente documentadas, fundamentadas e sancionadas disciplinarmente – de que o 1-4docente não planificou a actividade lectiva de acordo com as finalidades e as aprendizagens previstas no currículo e nãorentabilizou os meios e os recursos disponíveis.Indicador 2.1.3 – Concepção e planificação de estratégias adequadas aos diferentes alunos e contextos.No período em avaliação, há evidências documentadas de que o docente concebe e planifica estratégias adequadas aos diferentes 9-10alunos e contextos, constituindo-se como referente na escola e fora dela [Nota b)].No período em avaliação, há evidências documentadas de que o docente concebe e planifica estratégias adequadas aos diferentes 8alunos e contextos, constituindo-se como referente na escola.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não concebe nem planifica estratégias adequadas aos diferentes alunos e contextos. 7
  6. 6. No período em avaliação, não há evidências de que o docente não concebeu e planificou estratégias adequadas aos diferentes alunos mas há 6evidências de que ignorou os contextos (comunidade local).No período em avaliação, há ligeiras evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente não concebeu nem 4-5planificou estratégias adequadas aos diferentes alunos e contextos.No período em avaliação, há evidências – devidamente documentadas, fundamentadas e sancionadas disciplinarmente – de que o docente não 1-3concebeu nem planificou estratégias adequadas aos diferentes alunos e contextos. Registo daDomínio 2.2 – Realização das actividades lectivas. Pontuação pontuaçãoIndicador 2.2.1 – Organização e gestão das estratégias de ensino face à diversidade dos alunos e aos meios e recursos disponíveis. 0 NAIndicador 2.2.2 – Promoção do desenvolvimento cognitivo e da criatividade dos alunos e incorporação dos seus contributos. 0 NAIndicador 2.2.3 – Promoção e gestão de processos de comunicação e interacção entre os alunos. 0 NA Registo daDomínio 2.3 – Relação pedagógica com os alunos. Pontuação pontuaçãoIndicador 2.3.1 – Promoção de processos de auto-regulação nos alunos que lhes permitam apreciar e melhorar os seus desempenhos. 0 NAIndicador 2.3.2 – Comunicação com rigor e sentido do interlocutor. 0 NA Registo daDomínio 2.4 – Processo de avaliação das aprendizagens dos alunos. Pontuação pontuaçãoIndicador 2.4.1 – Planificação integrada e coerente dos vários tipos de avaliação.No período em avaliação, há evidências de que o docente planificou de forma integrada e coerente os vários tipos de avaliação 9-10constituindo-se, neste capítulo, como referente na escola e fora dela [Nota b)].No período em avaliação, há evidências de que o docente planificou de forma integrada e coerente os vários tipos de avaliação 8constituindo-se, neste capítulo, como referente na escola.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não planificou de forma integrada e coerente os vários tipos de avaliação. 7No período em avaliação, há ligeiras evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente não planificou 6de forma integrada e coerente os vários tipos de avaliação.No período em avaliação, há evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente não planificou de 1-5forma integrada e coerente os vários tipos de avaliação.Indicador 2.4.2 – Aplicação de instrumentos adequados à monitorização da sua actividade.No período em avaliação, o docente utiliza instrumentos de registo diário das atitudes e do desempenho de cada um dos seus alunos, dando- 9-10lhes deles conhecimento e tendo-os em conta para a respectiva avaliação constituindo-se, neste capítulo, como referente na escola e fora dela[Nota b)].No período em avaliação, o docente utiliza instrumentos de registo diário das atitudes e do desempenho de cada um dos seus alunos, dando- 8lhes deles conhecimento e tendo-os em conta para a respectiva avaliação constituindo-se, neste capítulo, como referente na escola.No período em avaliação, o docente não utiliza instrumentos de registo sistemático das atitudes e do desempenho de cada um dos seus alunos, 6-7mas efectua periodicamente a auto e hetero avaliação dos seus alunos não havendo evidências de que não as tenha em conta na avaliaçãoperiódica dos seus alunos.No período em avaliação, há ligeiras evidências – devidamente documentadas e fundamentadas – de que o docente não aplica instrumentos 4-5adequados à monitorização da sua actividade.No período em avaliação, há ligeiras evidências – devidamente documentadas, fundamentadas e sancionadas disciplinarmente – de que o 1-3docente não aplica instrumentos adequados à monitorização da sua actividade.
  7. 7. Indicador 2.4.3 – Utilização de evidências na análise crítica do seu processo de ensino e formulação de hipóteses explicativas dos resultados.No relatório de auto-avaliação são utilizadas evidências na análise crítica do seu processo de ensino e formulação de hipóteses 9-10explicativas dos resultados que constituem o avaliado como referente na escola e fora dela [Nota b)].No relatório de auto-avaliação são utilizadas evidências na análise crítica do seu processo de ensino e que constituem o avaliado 8como referente na escola. ouNo relatório de auto-avaliação são utilizadas evidências na formulação de hipóteses explicativas dos resultados e que constituem o 8avaliado como referente na escola.No relatório de auto-avaliação são utilizadas evidências na análise crítica do seu processo de ensino e formulação de hipóteses 7explicativas dos resultados.No relatório de auto-avaliação são utilizadas evidências na análise crítica do seu processo de ensino mas não são formuladas 6hipóteses explicativas dos resultados.No relatório de auto-avaliação não são utilizadas evidências na análise crítica do seu processo de ensino nem são formuladas 1-5hipóteses explicativas dos resultados. Total das pontuações atribuídas à Dimensão 2 ------------Dimensão 3 – PARTICIPAÇÃO NA ESCOLA E RELAÇÃO COM A COMUNIDADE EDUCATIVADomínio 3.1 – Contributo para a realização dos objectivos e metas do Projecto Educativo e dos Planos Anual e plurianual Registo dade actividades. Pontuação pontuaçãoIndicador 3.1.1 – Apresentação de propostas que contribuam para a melhoria do desempenho da escola.No período em avaliação, há evidências de que o docente apresentou propostas que contribuíram para a melhoria do desempenho 9-10da escola, incluindo nas reuniões dos órgãos de orientação pedagógica de que faz parte e que são do conhecimento do relator[Nota a)], constituindo-se, neste capítulo, como referente da escola e fora dela [Nota b)].No período em avaliação, há evidências de que o docente apresentou propostas que contribuíram para a melhoria do desempenho 8da escola, incluindo nas reuniões dos órgãos de orientação pedagógica de que faz parte e que são do conhecimento do relator[Nota a)], constituindo-se, neste capítulo, como referente da escola.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha apresentado propostas para a melhoria do desempenho 7da escola, tendo participado em pelo menos 90% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha apresentado propostas para a melhoria do desempenho 6da escola, tendo participado em pelo menos 80% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha apresentado propostas para a melhoria do desempenho 5da escola, tendo participado em pelo menos 70% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha apresentado propostas para a melhoria do desempenho 1-4da escola, tendo participado em menos de 60% das reuniões dos órgãos que integra.
  8. 8. Indicador 3.1.2 – Envolvimento em projectos e actividades da escola que visam o desenvolvimento da comunidade.No período em avaliação o docente coordenou projecto(s) e/ou actividade(s) na escola, com envolvimento dos alunos de pelo 10menos uma turma que mereceu destaque em organismos ou instâncias nacionais ou internacionais (1º lugar ou 1º prémio).No período em avaliação o docente coordenou projecto(s) e/ou actividade(s) na escola, com envolvimento dos alunos de pelo 9menos uma turma que mereceu destaque em organismos ou instâncias regionais ou nacionais (2º lugar ou 2º prémio).No período em avaliação o docente coordenou, sem falhas que comprometam a eficácia da escola, alguma das actividadesinerentes ao funcionamento da escola (serviço de matrículas, constituição de turmas, coordenação dos Directores de Turma,serviço de exames …) ou qualquer outra actividade do PAA com relevância reconhecida na comunidade escolar. A qualidade e/ou 8relevância devem ser certificadas pelo Conselho Pedagógico em documento próprio.No período em avaliação, há evidências de que o docente cumpriu com eficácia e qualidade as actividades previstas no PAA. 7No período em avaliação, há evidências – devidamente documentadas – de que o docente não cumpriu com eficácia e qualidade as 1-6actividades previstas no PAA.Domínio 3.2 – Participação nas estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica e nos órgãos de Registo daadministração e gestão. Pontuação pontuaçãoIndicador 3.2.1 – Contribuição para a eficácia das estruturas de coordenação educativa e supervisão pedagógica, dos órgãos de administração e gestão ede outras estruturas em que participe.No período em avaliação, há evidências de que o docente contribuiu para a eficácia das estruturas de coordenação educativa e 9-10supervisão pedagógica e dos órgãos de administração e gestão, incluindo ao nível das reuniões dos órgãos de orientaçãopedagógica de que faz parte e que são do conhecimento do relator [Nota a)], nunca tendo faltado a qualquer reunião dos órgãosque integra e constituindo-se, neste capítulo, como referente na escola e fora dela [Nota b)].No período em avaliação, há evidências de que o docente contribuiu para a eficácia das estruturas de coordenação educativa e 8supervisão pedagógica e dos órgãos de administração e gestão, incluindo ao nível das reuniões dos órgãos de orientaçãopedagógica de que faz parte e que são do conhecimento do relator [Nota a)], nunca tendo faltado a qualquer reunião dos órgãosque integra e constituindo-se, neste capítulo, como referente na escola.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha contribuído para a eficácia das estruturas de coordenação 7educativa e supervisão pedagógica e dos órgãos de administração e gestão, tendo participado em 90% das reuniões dos órgãosque integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha contribuído para a eficácia das estruturas de coordenação 6educativa e supervisão pedagógica e dos órgãos de administração e gestão, tendo participado em 80% das reuniões dos órgãosque integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha contribuído para a eficácia das estruturas de coordenação 5educativa e supervisão pedagógica e dos órgãos de administração e gestão, tendo participado em 70% das reuniões dos órgãosque integra.No período em avaliação, o docente participou em menos de 70% das reuniões dos órgãos que integra. 1-4Indicador 3.2.2 – Participação na construção dos documentos orientadores da vida da escola.No período em avaliação há evidências de que o docente participou na construção dos documentos orientadores da vida da escola, 9-10incluindo ao nível dos órgãos de orientação pedagógica de que faz parte e que são do conhecimento do relator [Nota a)],constituindo-se, neste capítulo, como referente na escola e fora dela [Nota b)].
  9. 9. No período em avaliação há evidências de que o docente participou na construção dos documentos orientadores da vida da escola, 8incluindo ao nível dos órgãos de orientação pedagógica de que faz parte e que são do conhecimento do relator [Nota a)],constituindo-se, neste capítulo, como referente na escola.No período em avaliação, há evidências de que o docente participou na construção dos documentos orientadores da vida da escola, 7ao nível dos órgãos de orientação pedagógica de que faz parte e que são do conhecimento do relator [Nota a)], tendo participadoem todas reuniões.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha participado na construção dos documentos orientadores 6da vida da escola, tendo participado em 90% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha participado na construção dos documentos orientadores 5da vida da escola, tendo participado em 80% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha participado na construção dos documentos orientadores 4da vida da escola, tendo participado em 70% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, o docente participou em menos de 70% das reuniões dos órgãos que integra. 1-3Domínio 3.3 – Dinamização de projectos de investigação, desenvolvimento e inovação educativa e sua correspondente Registo daavaliação. Pontuação pontuaçãoIndicador 3.3.1 – Envolvimento em projectos ou actividades de âmbito nacional ou internacional que sejam relevantes para a escola e/ ou comunidade.Relatório de avaliação do docente, e evidências no cumprimento do PAA [Nota c)]. Total das pontuações atribuídas à Dimensão 3 ------------Dimensão 4. DESENVOLVIMENTO E FORMAÇÃO PROFISSIONAL AO LONGO DA VIDA Registo daDomínio 4.1 – Formação contínua e desenvolvimento profissional. Pontuação pontuação Indicador 4.1.1 – Desenvolvimento de estratégias de aquisição e de actualização de conhecimento profissional (científico, pedagógico e didáctico).No período em avaliação, o docente concluiu o doutoramento em área científica do seu grupo disciplinar, tendo apresentado 10documento comprovativo.No período em avaliação, o docente concluiu o mestrado – anterior ao regime de Bolonha – em área científica do seu grupo 9disciplinar, tendo apresentado documento comprovativo.No período em avaliação, o docente concluiu uma pós-graduação ou CESE na área científica do seu grupo disciplinar ou foi autor 8de publicações na mesma área e que mereceram realce nacional ou internacional devidamente certificado.No período em avaliação, o docente cumpriu as horas de formação contínua determinadas por lei. 7No período em avaliação, o docente não cumpriu as horas de formação contínua determinadas por lei, mas não há evidências de 6que não fez investigação actualizada.No período em avaliação, o docente não cumpriu as horas formação determinadas por lei, havendo evidências de que as 5competências didácticas não se sustentam em investigação actualizada.No período em avaliação, o docente não cumpriu as horas formação determinadas por lei, havendo evidências de que as 4competências pedagógicas e didácticas não se sustentam em investigação actualizada.No período em avaliação, o docente não cumpriu as horas formação determinadas por lei, havendo evidências de que as 1-3competências científicas, pedagógicas e didácticas não se sustentam em investigação actualizada.
  10. 10. Indicador 4.1.2 – Mobilização do conhecimento adquirido no desenvolvimento organizacional da Escola.No período em avaliação, há evidências de que o docente contribuiu com mérito excepcional, nas reuniões dos órgãos de 9-10orientação pedagógica de que faz parte e que são do conhecimento do relator [Nota a)], para o desenvolvimento organizacional daEscola constituindo-se, neste capítulo, como referente na escola e fora dela [Nota b)].No período em avaliação, há evidências de que o docente contribuiu com reconhecido mérito, nas reuniões dos órgãos de 8orientação pedagógica de que faz parte e que são do conhecimento do relator [Nota a)], para o desenvolvimento organizacional daEscola constituindo-se, neste capítulo, como referente na escola.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha contribuído para o desenvolvimento organizacional da 7Escola, tendo participado em pelo menos 90% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha contribuído para o desenvolvimento organizacional da 6Escola, tendo participado em pelo menos 80% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, não há evidências de que o docente não tenha contribuído para o desenvolvimento organizacional da 5Escola, tendo participado em pelo menos 70% das reuniões dos órgãos que integra.No período em avaliação, o docente participou em menos de 70% das reuniões dos órgãos que integra. 1-4 Total das pontuações atribuídas à Dimensão 4 ------------ Total das pontuações atribuídas às 4 Dimensões Classificação (com aulas observadas) Classificação (sem aulas observadas) Escola Secundária Ponte de Sor, ____ de ___________________ de 201__ O Relator ________________________________________________________________ (Assinatura) (………………………………………………………………………………………… (Nome)

×