Idade média (características) islamismo (1)

11.612 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
  • Seja o primeiro a comentar

Idade média (características) islamismo (1)

  1. 1.  Características da Idade Média: Invasões Bárbaras Guerras constantes Grande retrocesso Comercial Cultural O crescimento vegetativo negativo é uma marca da idade média.O êxodo urbano foi alto porque as cidades eram grandes “alvos” dos povos bárbaros. O povo fugia da cidade, em direção ao campo. Parte Ocidental
  2. 2.  O Islamismo vai se desenvolver na Península Arábica, que é uma região caracterizada pelo clima desértico e pela pequena oferta de água, o que dificulta enormemente a sedentarização. É em torno dos oásispermanentes que nesta região seformaram as poucas cidades daArábia. Por causa da pequena oferta deágua e da consequente dificuldade de sedentarização, a maioria das tribos árabes eranômade ou semi-nomâde, o que prejudicava laçospolíticos, sociais e econômicos.
  3. 3.  Meca era a cidade mais importante do mundo árabe porque nela estava um templo (Caaba), onde os árabes guardavam as estátuas de seus deuses e a pedra preta, que eles acreditavam que purificava os pecados. Meca torna-se um grande centro comercial, impulsionada pela crença na Pedra Preta, que levava inúmeros visitantes por ano. Por isso a tribo que dominava Meca,os coraixitas, era a tribo árabe maisrica. Foi nesta tribo que, no ano 570,nasceu Maomé.
  4. 4.  Viajando pela Arábia, Maomé percebe que os árabes eram um povo muito numeroso, mas fraco, porque não tinham unidade. Do ponto de vista histórico, Maomé vai se inspirar no monoteísmo judaico e cristão para criar uma religião monoteísta árabe, cujo objetivo era dar a unidade que este povo não tinha. Do ponto de vista religioso, a religião é fruto da revelação que Alá faz a ele, tornando-o seu profeta. O Alcorão é o livro sagrado dos muçulmanos, onde estão relacionados os dogmas e os principais mandamentos desta religião: Só Alá é Deus; Maomé é o Profeta a quem Alá comunicou seus mandamentos; Todo aquele que não tem Alá como Deus, perecerá na condenação eterna.
  5. 5.  Por causa de suas pregações, Maomé termina se chocando com os interesses comerciais dos coraixitas, passando a ser perseguido por eles. Por causa disso, Maomé foge de Meca e vai para a cidade de Medina (622- Hégira) Recebendo o apoio dos comerciantes de Medina, Maomé terá condições de difundir sua religião e, além disso, Maomé vai combater as caravanas de Meca, prejudicando seu comércio e sua economia. Contando com milhares de adeptos, inclusive em Meca, Maomé invade essa cidade, destrói os deuses da Caaba, mas preserva a pedra, por este ser o único símbolo de unidade entre os árabes.
  6. 6.  Ao conservar a Pedra Preta, ele vai ter o apoio dos Coraixitas, a tribo mais poderosa da Arábia. Mandamentos do Islã: 1. Rezar cinco vezes ao dia, voltado para Meca; 2. Ir à Meca pelo menos uma vez na vida, para se purificar com a Pedra Preta; 3. Fazer a Guerra Santa – Jirhad 4. Jejuar no mês do Ramadã Em 632, Maomé morre e, a partir daí, sua religião vai ser difundida pelos Califas, que vão levá-la para o Oriente Médio, o norte da África, e no início do século VIII, invadem a península Ibérica.
  7. 7.  Os árabes irão permanecer cerca de 800 anos na península ibérica, e este período eles vão introduzir uma série de conhecimentos como a pólvora, o papel, a bússola, além de grandes melhorias na cartografia, na matemática, nas técnicas de navegação, na astronomia, na medicina e na química. Por isso, após dominar a península ibérica, eles vão partir para a conquista da Europa, invadindo a França. Entretanto, eles serão derrotados pelos francos, comandados por Carlos Martel, na batalha de Poitieres (732). Esta batalha vai demonstrar à Igreja a importância destes francos e, desta forma, ficava claro que, quanto mais forte esse povo fosse, mais a Igreja estaria protegida do avanço dos árabes, que ainda estavam na península Ibérica.
  8. 8.  O auge desta aliança entre os francos e a igreja será no governo de Carlos Magno. No Natal do ano 800, Carlos Magno será coroado, pelo papa Leão X, como rei da Europa. O objetivo da Igreja era unir toda Europa em torno da liderança de Carlos Magno, para expulsar os árabes do território europeu. Carlos Magno passou grande parte de sua vida combatendo os nobres europeus para poder afirmar sua autoridade. Por isto apesar de ter formado o maior império da Europa na Idade Média, ele não consegue expulsar os árabes. Mas o período de Carlos Magno foi marcado por um grande crescimento cultural, sobretudo graças ao apoio da igreja e, por isso, esse período ficou conhecido como Renascimento Carolíngio.
  9. 9.  Após a morte do filho de Carlos Magno, os herdeiros vão dividir este império entre si através do Tratado de Verdum (843) O Tratado de Verdum criou o costume de divisão da terra, todas as vezes que o dono morria. Este processo, repetido ao longo de décadas, vai promover um imenso fracionamento territorial que vai originar o sistema feudal. O feudo surge como uma unidade absolutamente autônoma, em termos políticos, econômicos e militares.

×