CENTRO  UNIVERSITARIO  METODISTA  DO IPA. CURSO DE PEDAGOGIA DISCIPLINA:  Metodologias da Alfabetização e Letramento PROFE...
Síntese do capítulo referente à  Língua Portuguesa  do livro “Ler e escrever: Compromisso de todas as áreas”
<ul><li>Quando lemos, damos o significado de acordo com os nossos conhecimentos já existentes. </li></ul><ul><li>O profess...
<ul><li>Ensinar a ler é fazer o aluno perceber e reconhecer a importância e necessidade de lermos tudo o que já foi escrit...
<ul><li>Todos os professores, de qualquer disciplina, podem ensinar questões relativas ao português, e não somente o profe...
<ul><li>A função da ortografia não é de instituir uma pronúncia correta das palavras, mas preservar a inteligibilidade dos...
<ul><li>Muitos professores intervêm de forma adequada na forma de como os alunos devem socializar com seus colegas as cond...
<ul><li>Os textos apresentados para os alunos precisam despertar interesse, pois somente assim o aluno produzirá sentido n...
<ul><li>Os alunos devem escrever em todas as disciplinas e diversos tipos de textos. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li...
<ul><li>O texto dissertativo não pode ser concebido como uma forma, mas sim como um discurso. </li></ul><ul><li>Antes de p...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Língua Portuguesa

2.067 visualizações

Publicada em

Síntese do capítulo referente à Língua Portuguesa do livro “Ler e escrever: Compromisso de todas as áreas"

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.067
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
129
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
40
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Língua Portuguesa

  1. 1. CENTRO UNIVERSITARIO METODISTA DO IPA. CURSO DE PEDAGOGIA DISCIPLINA: Metodologias da Alfabetização e Letramento PROFESSORA: Nara Nehme Borges ALUNAS: Ana Lúcia Ferreira Braescher, Thamy Alves de Souza e Waleska Damasceno dos Santos
  2. 2. Síntese do capítulo referente à Língua Portuguesa do livro “Ler e escrever: Compromisso de todas as áreas”
  3. 3. <ul><li>Quando lemos, damos o significado de acordo com os nossos conhecimentos já existentes. </li></ul><ul><li>O professor precisa intervir nas compreensões equivocadas dos alunos, explicando cada elemento destes, de uma forma compreensível ao dialeto do aluno. </li></ul>
  4. 4. <ul><li>Ensinar a ler é fazer o aluno perceber e reconhecer a importância e necessidade de lermos tudo o que já foi escrito como letreiro de ônibus, nomes de estabelecimentos, ruas etc....Estas são leituras fundamentais para sobrevivermos e nos orientarmos numa sociedade onde tudo gira em torno da língua escrita. </li></ul><ul><li>Precisa-se, também, no ato de ensinar a ler, disponibilizarem-se materiais que os alunos possam ter acesso, não somente a meios atuais, mas também antigos, pois é preciso que os alunos conheçam a história da língua e seus fundadores. </li></ul>
  5. 5. <ul><li>Todos os professores, de qualquer disciplina, podem ensinar questões relativas ao português, e não somente o professor desta disciplina, uma vez que, todos os professores são leitores da língua portuguesa e podem fazer intervenções com o significado atribuído pelo aluno e o significado corrente da expressão. </li></ul><ul><li>Os professores não são “obrigados” a saberem tudo, e podem buscar junto com os alunos respostas em dicionários, enciclopédias etc., o que não pode e nem deve acontecer, segundo o texto, é estigmatizar a ignorância alheia e esconder a própria. </li></ul>
  6. 6. <ul><li>A função da ortografia não é de instituir uma pronúncia correta das palavras, mas preservar a inteligibilidade dos textos, já que vivemos em um país com variantes pronúncias regionais, sociais e históricas. </li></ul><ul><li>O português só pode ser aprendido mediante a leitura de vários textos, assim como aprendemos a língua falada, ouvindo o dia inteiro e por toda parte, as pessoas ao nosso redor falarem, enquanto tentamos imitá-las. </li></ul>
  7. 7. <ul><li>Muitos professores intervêm de forma adequada na forma de como os alunos devem socializar com seus colegas as condutas lingüísticas, mas, às vezes, cometem erros de português ao escreverem no quadro da sala de aula, ou até mesmo nos bilhetes escritos nas provas dos alunos. </li></ul><ul><li>Os professores deveriam antes de solicitar um resumo de um determinado texto, fazerem eles mesmos este resumo, para detectarem possíveis dificuldades que esta atividade pode desencadear. </li></ul>
  8. 8. <ul><li>Os textos apresentados para os alunos precisam despertar interesse, pois somente assim o aluno produzirá sentido no que está lendo. </li></ul><ul><li>Os alunos de hoje têm dificuldade de utilizar a linguagem culta, pois acabam usando a linguagem falada em textos que não são escritos para serem lidos, mas sim, para cumprir o que foi solicitado pelo professor. </li></ul><ul><li>É importante que o professor estimule seus alunos a escrever textos que reproduzam conhecimento. </li></ul><ul><li>O professor deve abrir um espaço de discussão sobre o texto lido, para que depois os alunos passem a reescrevê-lo. </li></ul>
  9. 9. <ul><li>Os alunos devem escrever em todas as disciplinas e diversos tipos de textos. </li></ul><ul><li>  </li></ul><ul><li>Tipos de textos </li></ul><ul><li>- Escrita privada: </li></ul><ul><li>único destinatário - carta </li></ul><ul><li>ao autor – diário </li></ul><ul><li>Escrita pública: aquela que se dirige ao leitor.  </li></ul><ul><li>- textos que servem à leitura expressando a compreenção do texto lido: resumo, resenha, esquemas, paráfrase. </li></ul><ul><li>- texto que expressa a produção de conhecimento: narração, dissertação. </li></ul>
  10. 10. <ul><li>O texto dissertativo não pode ser concebido como uma forma, mas sim como um discurso. </li></ul><ul><li>Antes de produzir textos dissertativos, é necessário que o aluno produza textos narrativos e descritivos. </li></ul><ul><li>Escrever é uma sucessão de várias reescritas, pois antes de escrever para comunicar é preciso escrever para construir o que se vai comunicar. </li></ul><ul><li>A literatura brasileira permite o contato com recursos expressivos contruídos historicamente para ampliar a capacidade de expressão. </li></ul>

×